...

CENTRO DE ARTES DO ESPECTÁCULO DE PORTALEGRE

by user

on
Category: Documents
1

views

Report

Comments

Transcript

CENTRO DE ARTES DO ESPECTÁCULO DE PORTALEGRE
[A]
CENTRO DE ARTES DO ESPECTÁCULO DE PORTALEGRE (CAEP)
dia 14, Sexta-feira
dia 15, Sábado
A00
Cocktails sem alcool
Daniel Pinheiro
10:00 | duração:todo o dia
A01
CicloAlegre
Carlos Alves
outras actividades
11:30 | duração:10min
.
apresentação
Localizado no café-concerto do Centro de
Artes do Espectáculo de Portalegre, neste
espaço servem-se cocktails sem alcool na
base da economia da dádiva. Dá o que quer
dar, se quiser dar. Não há troca. É servido?
Este projecto pretende apresentar uma
solução de continuidade para as bicicletas
existentes na Câmara Municipal e que pouca
utilização têm tido, pelos mais diversos motivos.
A02
Portalegre em Transição
Luís Bello Moraes
11:45 | duração:10min
apresentação
Trata-se de no dia 14 de junho fazer uma
curta apresentação de ideias alternativas
para recuperação do projecto das bicicletas
em Portalegre
A Portalegre em Transição é formada por um
grupo de voluntários que pretende promover
na cidade de Portalegre, um modelo de resiliência tendo como referências o pico de
petróleo e as alterações climáticas.
O movimento de transição surgiu na Irlanda
e foi criado por Louise Rooney sendo popularizado por Rob Hopkins na Inglaterra.
Depressa se difundiu por todo o mundo,
encontrando-se neste momento numa fase
de enorme expansão.
Este movimento tem como base o facto de
nos aproximarmos do fim da era do petróleo
barato e muito acessível e também o impacto das alterações climáticas. Tem como
finalidade sensibilizar e dotar as comunidades de capacidades para se adaptarem às
mudanças que acompanharão estas duas
situações.
A03
Facilitação para a cidadania
Rui Pulido Valente e Fátima
A04
Bioenergia
Tiago Gaio
A05
Ajudada
Filipa Pimentel
12:00| duração:10min
12:15 | duração:10min
12:30 | duração:10min
apresentação
apresentação
apresentação
Bioenergia Portugal integra uma Mostra
Tecnológica de Bioenergia, cujo objetivo se
centra na promoção de oportunidades de
negócio a nível do mercado nacional e internacional em matéria de bioenergia, diversas
atividades paralelas, nomeadamente um
Congresso Internacional de Energia e
Ambiente, Sessões, Workshops e Visitas
Técnicas, um Business Networking e
também um espaço de promoção e divulgação dos produtos gastronómicos locais e
regionais.
AJUDADA é um encontro internacional a ter
lugar nos dias 14, 15 e 16 de Junho de 2013.
Os participantes trazem a Portalegre a sua
visão e os seus saberes para planear, em
conjunto com toda a comunidade, soluções
reais de desenvolvimento.
Esta actividade pretende chamar a atenção
para a crescente necessidade da figura do
FACILITADOR como actor dos movimentos
comunitários com participação cidadã
alargada.
Fátima Reis, actriz e animadora cultural
desde 1958, em Portalegre desde 1989.
Mantém uma actividade de animação
socio-cultural e projectos de dinâmica
comunitária.
Rui Pulido Valente, engenheiro desde 1983,
docente do IPP desde 1996. Mantém, em
paralelo com a sua profissão, uma actividade cívica que, sempre que possível, integra
com os seus interesses como investigador
social.
AJUDADA é um espaço de diálogo aberto por
cidadãos anónimos que procuram soluções
reais para os actuais problemas, buscando
inspiração nos valores da dádiva e da partilha.
AJUDADA é um movimento concreto que
quer transformar consciências e atitudes
para que os recursos locais sejam valorizados e o futuro da comunidade seja mais
promissor.
AJUDADA acredita que todos têm um papel a
desempenhar na economia local, por isso, é
também um convite a todos para que tragam
os seus sonhos e se juntem à transformação
em curso.
A06
Como promovemos a mudança?
A.Esteves, A.Jappe, C.Eisenstein,
G.Alexander, T.Crabtree
A07
ILC-Democracia Participativa
Carlos Miguel Sousa
A08
Circulo de Prossumidores
Manuel Vicente (Madeira em
Transição)
14:15 | duração:1H45min
16:00 | duração:10min
16:15 | duração:10min
mesa redonda
apresentação
apresentação
Ao longo do primeiro dia, os participantes
terão várias oportunidades para intervir:
momentos de apresentação rápida das suas
experiências (FLASH), momentos de intervenção instantânea em grupos alargados
(AQUÁRIO), e conversas em grupos mais
pequenos (NINHOS e encontros informais).
[Actividade cancelada]
Grande parte dos elementos do programa
podem ser considerados “pouco convencionais”, estando previstas algumas técnicas
experimentais que promovem a alegria de
descobrir em conjunto coisas novas e de
ousar correr riscos.
A razão mais forte para esta proposta é a
tentativa que todos os participantes se
sintam próximos, ao mesmo nível, e com
acesso fácil à palavra.
Esta actividade é único momento em que se
propõe centrar a atenção em alguns participantes mais proeminentes.
Com o Circulo de Prossumidores pretende-se
ligar os produtores aos consumidores finais,
promovendo desta forma um consumo
responsável e desenvolvendo a comércio
local justo e a economia solidária. Sabemos a
quem estamos a comprar e queremos produtor de qualidade e frescos.
Também pretende ser uma forma do pequeno produtor colocar os seus produtos no
mercado. Queremos num futuro próximo
criar um mercado onde haverá uma ligação
directa do consumidor com o produtor.
Propomos uma exposição breve e informal
sobre esta experiência de forma a podermos
partilhar ideias e resultados , talvez em mesa
redonda, conversa informal ou no formato
que considerarem mais adequado.
A09
Ask Experts
João sem Medo
A10
PROUTugal
PROUTugal
A11
Apresentações dos Grupo de
Crianças e Jovens na Ajudada
Manuel
14:15 | duração:10min
16:45| duração:10min
16:15 | duração:10min
apresentação
apresentação
apresentação
Ask Experts é um evento disponibilizado à
comunidade de empreendedores e que
consiste na disponibilização de peritos em
diversas área para darem consultas gratuitas durante 2 horas semanais.
Ser uma organização de pessoas, pelas
pessoas e para as pessoas que desenvolve e
propõe soluções para o bem-estar global,
individual e colectivo, da sociedade portuguesa, com base nos princípios de PROUT.
Conhecer, divulgar e promover PROUT em
todas as dimensões da sociedade portuguesa.
Valores:
Amor / Cooperação / Coragem / Ética / Inclusão / Independência
A12
Tu És onde Moras
Joana Nogueira
A13
EvoLusa - A Alma Portuguesa e
o Futuro
Pete Bampton
A27
Dar e receber numa Iniciativa
de Transição urbana
Michael Plesse
17:15 | duração:10min
17:30 | duração:10min
16:00 | duração:10min
apresentação
apresentação
apresentação
A Joana Nogueira tem vindo a desenvolver
um projeto que tem como permissa fundamental, investir em zonas urbanas, degradadas, através do recurso à arte urbana, de
forma a permitir laços afertivos entre as
pessoas e o espaço em que se movimentam.
Lançamento do Documentário EvoLusa: A
Alma Portuguesa e o Futuro
Pesquisador em ciência política, professor da
consciência, do trabalho, co-fundador de
uma Retreat-liquidação no Sul de Portugal,
iniciador de uma cidade UrbanTransition na
Alemanha (Kassel), há 30 anos que faz
formação de crescimento pessoal e desenvolvimento, Professor de Dragon Dreaming ,
diretor da rede "Orgoville", membro do hub
de Transição Alemanha, autor de livros,
blogs e artigos.
Envolve, essencialmente, pessoas em situação de exclusão social com a intenção de
criar pequenas comunidades que permitem
retirar um maior potencial humano (e novas
descobertas de si mesmo) por oposição à
rigidificação nos problemas.
Portugal está destinado a permanecer um
pequeno e insignificante país, com uma
população submissa a um complexo de
inferioridade nacional e que eternamente se
queixa “da crise”? Ou haverá substância nas
inspiradas intuições de alguns dos maiores
filósofos, místicos e poetas portugueses —
que Portugal tem um papel a desempenhar
no futuro da humanidade?
Qual é a verdadeira natureza da alma portuguesa? Que qualidades do carácter português poderiam ter um papel decisivo na
evolução da consciência e cultura humanas?
E, talvez mais importante, quais são as
narrativas culturais e os padrões psicológicos e que asfixiam e inibem a centelha dos
portugueses?
A14
Identificação dos projectos da
Rede Convergir
Gil Penha-Lopes (TU-FCUL & RC)
10:00 | duração:todo o dia
outras actividades
A Rede CONVERGIR pretende mapear todos
os projectos sustentáveis e inspiradores para
que em rede possamos cooperar, potenciar
as nossas sinergias e contribuir para uma
sociedade equilibrada e uma vida humana
em harmonia com o meio envolvente.
Procuramos interligar projectos que nas suas
actividades promovam a reflexão e tomada
de consciência por parte de cada ser humano
do seu papel na sociedade e na natureza,
estimulando uma atitude crítica, construtiva,
activa e emancipada.
A15
Identificação dos projectos da
Rede Convergir
Gil Penha-Lopes (TU-FCUL & RC)
A16
Portal Portalegre
Normenigma
A17
Believe in Portugal - como
belivar e ajudadar?!
Andresa Salgueiro
10:00 | duração:todo o dia
10:00 | duração:45min
10:45 | duração:45min
outras actividades
apresentação
apresentação
A Rede CONVERGIR pretende mapear todos
os projectos sustentáveis e inspiradores para
que em rede possamos cooperar, potenciar
as nossas sinergias e contribuir para uma
sociedade equilibrada e uma vida humana
em harmonia com o meio envolvente.
O que é o Portal Portalegre?
O Portal Portalegre surge com a ideia de
auxiliar a divulgação e interacção dos habitantes e empresas de Portalegre. Este é um
site de apoio! Aqui as pessoas e empresas
inscrevem-se e podem colocar vários tipos
de anúncios que vão desde de ofertas,
empregos, trocas e outros tipos de conteúdos! Pretende-se que sejam os Portalegrenses a dar a conhecer Portalegre lá fora e a
preveligiar as trocas e o auxílio ao próximo
dentro da própria cidade! Uma das grandes
vantagens é de estar preparado para ser
multilinguas! Este site não é para ser estático! Os conteúdos serão criados e alterados
pelos próprios utilizadores.
Andresa Salgueiro iniciou um projecto pessoal de viver 1 ano, 11 dias, 11 horas e 1
minuto com 1111€ e muitas trocas, com data
de término a 21 de Dezembro de 2012, data
em que decidiu continuar a viver de trocas,
como forma de vida, na procura de uma vida
mais humana e feliz, baseada em valores
como: a confiança, o altruísmo e a partilha!
Neste momento, o seu projecto que iniciou
de forma pessoal, está cada vez mais a
alargar-se de forma internacional, como
projecto solidário e humano!
Este ano, o projecto alargou-se com projectos sociais mais abrangentes, como uma loja
de trocas, no Business Center da Torre
Arnado, em Coimbra; uma casa comunitária
cultural de trocas; um livro à troca e um
carro de boleias a hidrogéneo.
Licenciada em Psicopedagogia Curativa com
especialização em Psicopedagogia Clínica,
Grupos Operativos e Gestão da Diversidade
e Comunidades de Prática. Inicia a sua actividade como psicopedagoga institucional
numa escola profissional, sendo mais tarde
coordenadora de projecto em bairros sociais
e por fim, gestora na área da formação
profissional.
Procuramos interligar projectos que nas suas
actividades promovam a reflexão e tomada
de consciência por parte de cada ser humano
do seu papel na sociedade e na natureza,
estimulando uma atitude crítica, construtiva,
activa e emancipada.
A NORMENIGMA LDA é uma empresa jovem e
irreverente com uma equipa criativa e dinâmica com formação e “know-how” das
últimas tecnologias aplicadas à área do Web
Design, Design Gráfico, aplicamos a nossa
visão criativa e a inovadora em todos os nossos projectos é desta maneira que surge
o Portal Portalegre.
A18
Apresentação “Terra-Forum”
Michael Plesse
A19
PARTILHAR - Tempo por um Lar
João Emilio Alves
A20
A cidade é de todos e para
todos
Isabel Barbas
11:30 | duração:45min
12:15 | duração:45min
13:00 | duração:45min
apresentação
apresentação
apresentação
[actividade cancelada]
[participante não enviou informação]
Mostrar situações de transformação do
espaço público que incitam e apelam à participação da população quer de forma física
quer de forma especulativa promovendo
debate publico sobre o espaço da cidade que
é de todos e que podemos com ideias e
articulando esforços transformar e vivênciar
de forma divertida e participada. A apresentação termina com um debate que visa
encontrar
em
conjunto
pequenas
acções/transformações para a cidade de
Portalegre; quiçá alguma a realizar no decurso do evento...
Isabel Barbas desenvolve uma obra multifacetada nas áreas do desenho, instalação e
arquitectura. É licenciada em Arquitectura
(FAUTL,1999) e Mestre em Desenho
(FBAUL,2006). Em 2008 funda atelier próprio
em Madrid e actualmente em Lisboa, onde
projecta e investiga a partir do fluxo constante das várias estratégias artísticas sendo o
“espaço público” foco de particular atenção
e intervenção. A21
Redes de Auto-Gestão de
Málaga
Estela Rodriguez
A22
Movimento (Des)constrói
Ana Freitas Reis
A23
Projecto Dá+
Pedro Vilarinho
14:45 | duração:45min
15:30 | duração:45min
16:15 | duração:45min
apresentação
apresentação
apresentação
Redes de Auto-gestão de Málaga é um grupo
autogerido, assembleário e horizontal que
engloba vários projectos paralelos, que se
complementam, a fim de alcançar uma
auto-gestão e independência totais:
Rede de Apoio Mútuo (RAM, baseada na
dádiva e no apoio mútuo), Rede Autogerida
de Serviços de (RAS, com estrutura gremial e
câmbio multirecíproco, através de uma
moeda social, o laço) e Rede de Consumo
Auto-gerida (RCA, que aproxima produtores
e consumidores, a fim de, eventualmente, se
tornarem prosumidores)
Lisboeta, tem 3 filhas. Psicóloga clínica
(Hospital Miguel Bombarda, Estabelecimento
Prisional do Linhó), Sócia-gerente na
PROGMA – about people e especialista na
área de Personal Branding, Fundadora do
Movimento DesConstrói – associação sem
fins lucrativos que pretende aumentar a
resposta inovadora em momentos de instabilidade e mudança.
O Dá+ é um projecto que pretende criar a
oportunidade a qualquer instituição, independentemente da sua situação financeira,
de investir em equipamentos / gestão /
procedimentos que criarão um uso mais
eficiente dos recursos (essencialmente água
e energia).
Descontruir é aumentarmos a nossa resposta inovadora em momentos de instabilidade.
Podemos, com a nossa responsabilidade e
criatividade encontrar outros caminhos.
Desconstruir é desmontar, é ver de outra
perspectiva, é experimentar diferente, é
arriscar.
A instituição 1 recebe um input inicial que a
tornará mais eficiente. O benefício obtido por
esse input será partilhado - metade para
quem deu, metade para dar à instituição 2,
até atingir o valor inicial investido. A instituição 2 partilhará metade do beneficio que
obtiver com a instituição 1 (até ao valor equivalente ao que recebeu) e outra metade dará
à instituição 3. E assim por diante.
Criar-se-á um cadeia de dádiva, através de
um mecanismo auto-sustentável que gera os
recursos necessários para se perpectuar precisa apenas de um input inicial.
Dá+ é ao mesmo tempo que um apelo, uma
constatação. Funcionando desta forma com
quase nada se fará muito e constatar-se-à
que operando assim dá mais para todos.
A24
Normas éticas para uma nova
economia
Benjamin Von Mendelssohn
A25
A Regadera + degustação de
produtos da horta
Ana H Delgado
A26
Filmes e Documentários
Vários
17:00 | duração:45min
17:45 | duração:45min
11:30 | duração:todo o dia
apresentação
apresentação
audiovisual
Apresentação e perguntas livres em torno da
ideia de que "uma nova economia baseada
na confiança" irá explorar a necessidade de
uma mudança radical do sistema da nossa
economia, baseada na mudança radical do
sistema na nossa organização social e condicionamentos incluindo a redefinição do que é
o amor.
A Regadera é um movimento cidadão de
desenvolvimento rural formado por um
grupo de campesinos ecológicos a cada lado
da Raia.
Durante todo o dia de sábado o pequeno
auditório do CAEP passará sempre a rodar
vários documentários relacionados com a
temática subjacente ao conceito da AJUDADA. Com horário fixo, teremos o filme
“Money & Life” legendado em Português,
que passará duas vezes, a primeira às 11:30
e a segunda às 17:00.
Após co-fundar uma Universidade da Paz
ainda muito jovem, Benjamin von Mendelssohn chegou às margens das alternativas ao
mainstream e nos últimos quinze anos tem
investido a sua energia em Tamera, na
criação de uma rede de novos e radicais
modelos de cultura.
Da necessidade de promover uma maior
variedade às entregas ecológicas aos grupos
de consumo de Badajoz, Montijo e Mérida,
com um total de cerca de 170 sócios, surge a
necesidade de uma melhor organização dos
agricultores ecológicos , de forma a promover a sua agricultura não apenas no mercado
local, mas também a grupos de consumo,
uma vez que estes têm um maior compromisso para com o campesino, fomenta a
protecção da Reserva Natural Raiana e
garantem uma maior previsão a muitos
níveis.
A nível social, estamos a desenvolver uma
melhor relação de entre-ajuda entre famílias
a nível local. Estas parcerias fomentam outro
tipo de ajudas entre campesinos , como a
construção das suas casas familiares e locais
de trabalho na quinta, o apoio afectivo
contra o isolamento, a partilha de experiencia e de sementes não manipuladas….e de
uma boa amizade.
Designamos alguns dos documentários a
passar.
Money & Life - Money & Life (84min);
Museu da Crise - Museu da Crise (23min);
“A ideia nunca abala” - Fundação Robinson
(6min);
Aldeia das Amoreiras - “Caiação” (18min);
Aldeia de Sonho 1“ (27min); “Aldeia de
Sonho 2” (27min); Vários Filmes Ajudada
(entre 5 a 10 min)
[B]
PRAÇA DA REPÚBLICA
dia 14, Sexta-feira
dia 15, Sábado
B01
Piratas Económicos
Terra da Abundância
B02
Reflexo de uma crise financeira
(Exposição Fotográfica)
AnnaPaola Crespi
B03
Mesa de Dar + Ajudada de
Manuais Escolares
Ajudada
11:30 | duração:
10:00 | duração:todo o dia
10:00 | duração:todo o dia
Jovens e Crianças
Projecto Artístico
Outras Actividades
À abordagem! Os piratas económicos irrompem de surpresa! Roubam o tesouro mais
precioso da praça e mostram que a pirataria
não desapareceu, mas existe por todo o
lado, economicamente! Afinal acaba numa
grande descoberta: o que é o verdadero
tesouro? Jogo de pistas, caça ao tesouro,
actividade de rua para crianças e jovens.
AnnaPaola Crespi, italiana, acredita fortemente no conceito de uma nova economia
sustentável. Consultora de marketing da
área de alimentos orgânicos e projetos de
energias renováveis. Viveu no estrangeiro
durante muitos anos, trabalhando como
Diretora de Serviços à Comunidade no domínio da ajuda humanitária e projetos de
desenvolvimento.
Num evento inspirado na Economia da
Dádiva não poderia deixar de haver um local
para pô-la em prática, não é verdade?
O projecto 'Na Terra da Abundância' nasceu
em Dezembro de 2012 e junta um grupo de
pessoas e colectivos do Sudoeste Alentejano. Acreditamos que é essencial transformarmos as nossas crenças, sentimentos e
atitudes em relação à escassez e à abundância para vivermos plenamente na dádiva. A
equipa, reforçada com representantes de
vários projectos transformadores portugueses, acompanha o grupo à descoberta da
nossa economia e as suas alternativas.
Ao mesmo tempo, é um fotógrafa freelancer
e bloguer. Traz fotos que captam os sinais de
uma crise econômica profunda, em Lisboa.
A Mesa de Dar será um ponto central da
Ajudada onde se partilham dádivas, num
local bem à vista de todos.
Todos os participantes e a comunidade local
são convidados a pôr à disposição nesta
mesa o que têm para OFERECER e todos são
convidados a escolher e LEVAR o que sentirem que lhes é destinado. Apela-se à generosidade de todos, pensando no próximo que
vier a seguir...
Nesta mesa integra-se uma iniciativa mais
específica dedicada à partilha de manuais
escolares.
B04
Performance Teatral
Susana Teixeira (Escola Secundária Mouzinho da Silveira)
B05
Oxigénio, criando espaço para
respirar
Allan Sousa
B06
Livros Falantes (De)ambulantes
Celeste Ceboleiro, Olga Ribeiro
15:00 | duração:15min
15:00
17:00 | duração:45min
Projecto Artístico
Terapias; Outras Actividades
Projecto Artístico, Conversas Partilhadas
Oferecer os serviços da unidade móvel
Oxygen on the Road. Biofeedback, respirações e relaxamentos guiadas para um
melhor auto-conhecimento e auto-gestão. A
felicidade, a harmonia e a paz depende
muito da nossa capacidade de viver no
momento presente, algo não muito fácil de
realizar em tempos stressantes e de alta
distracção com múltiplas tecnologias à nossa
volta.
Partindo da ideia base de Ray Bradbury,em
Faherenheit 451 , onde os livros , objectos
alvo de perseguição e destruição precisam
para “sobreviver” de ser memorizados,
utilizar-se-à a Leitura em Voz Alta e em Público para “tocar” a comunidade.
Performance teatral a partir de poesia de
autores portugueses. A apresentação será
feita na rua, num espaço a definir, e não é
necessário nenhum equipamento tecnico.
Prestar atenção à forma como respiramos
ajuda-nos a orientar o nosso foco para o
momento presente e para o que esteja a
acontecer connosco e com o outro. Esta
forma particular de atenção pode trazer
enormes benefícios para a nossa vida e para
as pessoas com quem nos relacionamos
diariamente.
Allan Sousa & Sophie Marie são os fundadores do Projecto Oxigénio. O Projecto Oxigénio
pretende com a sua unidade móvel sensibilizar da importância do Parar & Respirar.
Acreditamos que a respiração pode ser um
recurso interno e uma poderosa ferramenta
para o nosso bem-estar, tanto ao nível físico,
mental, emocional como energético.
Ojectivos imediatos :
Disseminar este efeito amplificador, comunicável e partilhável de boas práticas de leitura
( “Lê quem vê Ler…”), sempre com um
carácter lúdico e de animação.
Aproximar pessoas comuns aos livros,
dessacralizando-os, deslocalizando-os para
lugares públicos, de todos e para todos…
B07
Sobre Viver (Documentário)
Cláudia Alves
B08
Reflexo de uma crise financeira
(Exposição Fotográfica)
AnnaPaola Crespi
B09
Mesa de Dar + Ajudada de
Manuais Escolares
Ajudada
22:30 | duração:90min
10:00 | duração:todo o dia
10:00 | duração:todo o dia
FIlme Documentário; Conversas Partilhadas
Projecto Artístico
Outras Actividades
Uma pequena aldeia chamada Regoufe, no
norte de Portugal, será aparentemente abandonada dentro de poucas décadas.
AnnaPaola Crespi, italiana, acredita fortemente no conceito de uma nova economia
sustentável. Consultora de marketing da
área de alimentos orgânicos e projetos de
energias renováveis. Viveu no estrangeiro
durante muitos anos, trabalhando como
Diretora de Serviços à Comunidade no domínio da ajuda humanitária e projetos de
desenvolvimento.
Num evento inspirado na Economia da
Dádiva não poderia deixar de haver um local
para pô-la em prática, não é verdade?
No cimo da montanha dois pastores conversam calmamente enquanto o rebanho pasta.
Os poucos habitantes do lugar seguem com
normalidade as rotinas da aldeia até que
sucede algo inesperado que ameaça a comunidade. Escuta-se um canto de resistência.
Três mulheres dançam entre ruínas. Um
homem cego reflecte sobre o futuro da
aldeia.
“Sobre Viver” não é uma viagem pelos caminhos difíceis da desertificação. É um encontro com o lugar e a vida, através momentos
de desgraça e encanto.
Cláudia Alves, realizadora que vai apresentar
o filme, (Lisboa, 1980) tem uma ampla experiência em realização de documentários para
cinema e televisão. É licenciada em artes
plásticas pela Faculdade de Belas Artes de
Lisboa e em realização de cinema documental pela Escola Internacional de Cinema e Tv
de Cuba. Viveu em Itália, Espanha e Cuba.
Em Itália completou os seus estudos de artes
visuais...
Ao mesmo tempo, é um fotógrafa freelancer
e bloguer. Traz fotos que captam os sinais de
uma crise econômica profunda, em Lisboa.
A Mesa de Dar será um ponto central da
Ajudada onde se partilham dádivas, num
local bem à vista de todos.
Todos os participantes e a comunidade local
são convidados a pôr à disposição nesta
mesa o que têm para OFERECER e todos são
convidados a escolher e LEVAR o que sentirem que lhes é destinado. Apela-se à generosidade de todos, pensando no próximo que
vier a seguir...
Nesta mesa integra-se uma iniciativa mais
específica dedicada à partilha de manuais
escolares.
[C]
ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE PORTALEGRE
dia 15, Sábado
C01
Oficina Movimento Des(contrói)
Ana Freitas Reis
10:00 | Sala 2 duração:90min
Oficina
Lisboeta, tem 3 filhas. Psicóloga clínica
(Hospital Miguel Bombarda, Estabelecimento
Prisional do Linhó), Sócia-gerente na
PROGMA – about people e especialista na
área de Personal Branding, Fundadora do
Movimento DesConstrói – associação sem
fins lucrativos que pretende aumentar a
resposta inovadora em momentos de instabilidade e mudança.
Descontruir é aumentarmos a nossa resposta inovadora em momentos de instabilidade.
Podemos, com a nossa responsabilidade e
criatividade encontrar outros caminhos.
Desconstruir é desmontar, é ver de outra
perspectiva, é experimentar diferente, é
arriscar.
C02
Oficina - E se não fosse preciso
dinheiro para tudo?
Fund. Aga Khan PT e RedeBarter
C03
Oficina “Terra Forum”
Michael Plesse
10:00 | Sala 9 duração:90min
Inscrições necessárias
Oficina, Conversas Partilhadas
10:00 | Sala 11 duração:90min
Inscrições necessárias
Oficina
Como podem as economias alternativas ser
uma resposta para o desenvolvimento local?
Pretendemos criar um espaço de partilha,
em que a experiência de cada um dos participantes será o ponto de partida para a reflexão sobre o papel das economias alternativas (moedas locais, movimentos de dádiva e
iniciativas de trocas, plataformas de partilha
de recursos. etc.) no desenvolvimento local
sustentável.
Pesquisador em ciência política, professor da
consciência, do trabalho, co-fundador de
uma Retreat-liquidação no Sul de Portugal,
iniciador de uma cidade UrbanTransition na
Alemanha (Kassel), há 30 anos que faz
formação de crescimento pessoal e desenvolvimento, Professor de Dragon Dreaming ,
diretor da rede "Orgoville", membro do hub
de Transição Alemanha, autor de livros,
blogs e artigos.
As actividades da Fundação Agha Khan vão
desde a investigação à intervenção inovadora nas áreas da educação de infância e nas
respostas à exclusão social e pobreza
urbana.
Neste encontro vamos explorar como nós,
como "Seres-de-Liberdade", andamos sobre
a terra, e como podemos despertar as capacidades que nos permitirão re-conectar com
as nossas sensibilidades mais profundas ao
ouvirmo-nos a nós mesmos, aos outros, e à
sabedoria da terra e da natureza .. Vamos
partilhar
o
que
encontramos
neste
re-conectar e apoiar uns aos outros em
idéias criativas para projetos que refletem os
nossos sonhos para a terra.
A RedeBarter implementou em Portugal o
Comércio Recíproco Multilateral. É um meio
de pagamento inovador, através do qual as
empresas e profissionais liberais adquirem
produtos e serviços, pagando com os seus
próprios produtos e serviços, ao invés de
dinheiro, reduzindo assim as suas necessidades de tesouraria. O modelo proposto pela
RedeBarter é utilizado por centenas de
milhares de empresas em todo o mundo.
C04
Oficina (Block Level Planning)
PROUTugal
10:00 | Ginásio duração:90min
Oficina, Apresentação
Mesmo sem o apoio do sistema económico
global é possível responder às necessidades
da região através de um planeamento
económico estratégico local.
Com a sua participação na Ajudada, PROUTugal pretende dar a conhecer a ferramenta Block Level Planning, que tem por base o
princípio da descentralização económica e
que recorre a um levantamento e análise de
dados, a fim de elaborar um planeamento
estratégico que proporcione o uso mais equilibrado e sustentável dos recursos locais
(humanos, materiais, naturais...), permitindo
desta forma um desenvolvimento económico e social da zona.
C05
Jogo Oásis
Andreia Marques
C06
Oficina - Ferramentas potenciadoras
de grupos para a mudança
Inês Lourenço
11:30 | Sala 2 duração:90min
Inscrições necessárias
Oficina, Apresentação
11:30 | Sala 9 duração:90min
Inscrições necessárias
Oficina
O Jogo Oásis é uma tecnologia social, que
convida uma comunidade ou grupo a projectar e a construir de forma cooperativa um
projeto desafiador escolhido pelos participantes para satisfazer as suas necessidades.
O nome Oásis vem dos livros de histórias: um
oásis oferece esperança, refúgio e estabilidade para viajantes cansados no deserto.
Uma apresentação de metodologias (Teoria
U, Worldcafé, Circulos) que potenciam o
trabalho em grupo e a criação de soluções e
ideias para o desenvolvimento de um projecto numa equipa multidisciplinar, formas de
co-liderança e de comunicação consciente.
Exemplificação com projectos em que essas
técnicas foram aplicados.
O nosso mundo está cheio de vastos “desertos”: regiões e comunidades onde, social
e/ou ambientalmente, a vitalidade foi destruída. Mas, nestes lugares, ainda existem
inevitáveis pontos de luz cheios de esperança, beleza e alegria. O Jogo Oásis tem como
objetivo espalhar mais desses pontos de luz
pelo mundo. Um dos princípios de Jogo Oásis
é que uma comunidade pode trabalhar de
forma cooperativa, imaginativa e rápida para
construir num dia um oásis moderno: um
espaço físico que promova vida, alegria e
restauração.
Inês Lourenço pretende, através do seu
trabalho como psicóloga e coach, contribuir
para o despertar do potencial nas pessoas e
para a força criadora que reside no trabalho
em equipa, por forma a co-criar uma vida
sustentável e feliz, para todos os seres vivos
neste planeta Terra.
Tenho 31 anos. Sou Designer gráfica há
cerca de 9. Na minha infância fiz a seguinte
"Promessa": tentar ser, todos os dias, a
melhor versão de mim mesma.
C07
Um “Nós” Mais Elevado: O
Próximo passo na nossa jornada
evolucionária. Pete Bampton
C08
Forum Local
de Economia da Dádiva
Ana Margarida Esteves
C09
Uma história verdadeira de quem
anda espantado de existir
João sem Medo
11:30 | Sala 11 duração:90min
15:00 | Sala 2 duração:90min
15:00 | Sala 9 duração:90min
Apresentação, Conversas Partilhadas
Oficina, Conversas Partilhadas
Apresentação, Conversas Partilhadas
Quem somos nós e para onde estamos a ir?
O que é a transição interior que precisamos
de fazer para sermos capazes de criar aquele
mundo melhor que nós sabemos que é possível? Está pronto para entrar na próxima onda
em direcção a um novo contexto de unificação para o relacionamento humano e colaboração criativa?
Neste workshop interactivo vamos explorar
as dinâmicas transformativas da emergência
evolucionária e descobrir uma profunda
comunhão que liberta a nossa independência co-criativa além de tudo o que já sonhámos ser possível.
O Awakened Life Project (Projecto Vida
Desperta) é uma Associação sem fins lucrativos que está situado numa reserva ecológica
bela e selvagem das montanhas Serra do
Açor do Centro de Portugal. Oferecemos
programas de voluntariado, cursos, eventos
e retiros para apoiar a libertação do espírito
humano e comunhão com a rede ecológica
da vida.
Grupo de discussão sobre como organizar
um forum local de Economia da Dádiva O
objectivo deste Fórum seria promover a
articulação de experiências locais de Economia da Dádiva em rede e interagir com o
Estado e as instituições Europeias para obter
apoios:
Partilhar o impulso emergente de criar um
centro de empreendedores votado ao
empreendedorismo, que organicamente se
muta numa comunidade centrada nas pessoas e no seu potencial de transformação,
assim como das comunidades que estas
integram. Tudo isto assente num modelo
económico cuja base é a economia não
monetizada que gera, fundamenta e dá
sentido à economia monetizada.
Mencionando a experiência da proponente
desta discussão nos Foruns de Economia
Solidária no Brasil, propõe-se um debate e
troca de experiências, e a exploração da
possibilidade de criação de um Forum deste
tipo em Portalegre (ou noutro sítio) e as
estratégias para o conseguir.
Diálogo participativo entre membros activos
do João sem Medo. Haverá um espaço para
os participantes poderem colocar questões e
clarificarem os modelos de acção apresentados.
C10
Oficina Inovarela
Marco Domingues (EcoGerminar)
C11
“Se a Ajudada for um Grande
Sucesso, vamos ver...”
Gary Alexander
C12
Sobre a linha mestra (Keyline) e
captura de água na paisagem
André Vizinho
15:00 | Sala 11 duração:90min
15:00 | Ginásio duração:90min
17:00 | Sala 2 duração:90min
Oficina
Oficina, Conversas Partilhadas
Oficina, Apresentação
Assistente social, pós-graduado em gestão
de projetos em parceria, mestre em economia social e solidária e doutorando em sociologia no âmbito do empreendedorismo
sustentável, é um entusiasta da inovação e
empreendedorismo social e do desenvolvimento local e sustentável. Começou o seu
percurso profissional em Lisboa, em bairros
sociais, tendo-se mudado mais tarde para a
aldeia do Juncal do Campo em Castelo
Branco, co-iniciando várias iniciativas para o
desenvolvimento de um modelo de comércio
mais justo e promovendo o empreendedorismo social como oportunidade face ao atual
contexto social.
Neste workshop vamos explorar uma metodologia de organização de iniciativas sociais
(projetos ou negócios) associada à criação
em desenho de uma paisagem. O desenho
de uma paisagem (névoa, árvore, sol, céu…)
permite a inspiração sustentável e criativa
da organização das nossas iniciativas e criar
as condições favoráveis para a “semente” da
nossa ideia ganhar “raízes”, partindo de uma
visão holística. O resultado deste workshop é
o apoio ao desenvolvimento de iniciativas
sociais que contribuam para um mundo mais
justo, equitativo e sustentável.
Esta é uma actividade para visionar em
grupo. O grupo vai abordar a "questão
milagre" - “se a AJUDADA for um sucesso
estrondoso, o que você vê?” O objectivo é
contornar os pensamentos negativos
habituais das pessoas e as suas objecções,
e ir directo ao que desejam de coração.
Então poderá perguntar: "O que poderia ser
um primeiro passo para que essa visão se
concretize?” Inicia-se o trabalho com
pequenos grupos, para que a visão de todos
possa ser ouvida, aumentando para grupos
maiores, buscando tanto a concordância
como a discordância.
O objectivo da oficina é o de começar a
entender os métodos de planeamento e
desenho hidrológico da paisagem e pensar
sobre a gestão da paisagem de Portalegre.
Estas actividade consiste numa apresentação e num exercício em grupos de trabalho
para discutir nos mapas a visão para o ordenamento do território do espaço agro-silvopastoril e a aplicação de estratégias de adaptação da região aos desafios do futuro,
nomeadamente às Alterações Climáticas,
seca e desertificação.
Gary pertence ao conselho de administradores da Rede Internacional de Transição
(Transition Network).Professor aposentado
da Open University no Reino Unido onde
durante 37 anos combinou os seus interesses sobre ambiente, comunidade e tecnologia.
André Vizinho. Investigador em Adaptação
às Alterações Climáticas no projecto BASE no
grupo SIM-CCIAM da Faculdade de Ciências
da UL e membro do Centro de Convergência.
Designer de Permacultura e Formador do
Curso de Introdução às Iniciativas de Transição. Engenheiro do Ambiente, pós-graduado
em Economia Regional e Desenvolvimento
Local. Formador profissional desde 2004.
O seu livro, eGaia, publicado em 2002, foi
descrito como “um manifesto para uma
nova ordem mundial, apresentado e escrito
de forma cativante”.
Esta actividade é realizada com o apoio do
projecto BASE - Bottom Up Adaptation
Strategies for a Sustainable Europe e do
Centro de Convergência
C13
Economia Transpessoal
José Carlos Calazans
17:00 | Sala 9 duração:90min
Apresentação, Conversas Partilhadas
C14
Reocupar, regenerar e proteger a
terra para criar vizinhanças rurais
Millo Magnocavallo
C15
Escassos Anónimos
Terra da Abundância
17:00 | Sala 11 duração:90min
Inscrições necessárias
Conversas Partilhadas
17:00 | Ginásio duração:90min
Inscrições necessárias
Oficina, Jovens e Crianças, Outras actividades
Muitas terras em Portugal estão ao abandono. Embora abandonadas, elas têm dono,
mas que é muitas vezes difícil ou impossível
de identificar. A legislação vigente e a visão
do direito de propriedade existente é um
factor que apenas complica ou até inibe a
sua integração em projectos regenerativos
(como aquele que estou a iniciar com ‘Earth
Neighbours’ - Vizinhos da Terra). Eu gostaria
de canalizar o espírito da economia da
dádiva para lidar de forma criativa com a
questão de como os indivíduos, as famílias e
os grupos com pouco ou nenhum dinheiro e
que querem usar a sua energia para 'cuidar
da Terra', poderão vir a tornar-se guardiães
reconhecidos das terras ao seu cuidado e
examinar se existem maneiras de formalizar
este estatuto dentro do quadro legal vigente
ou se são necessárias alterações. Eu ainda
não tenho as respostas, mas esta é uma
exploração a ser feita de forma partilhada.
O Millo é o iniciador do projecto ‘Earth
Neighbours’. Já lá vão quase dois anos
desde que ele começou o seu Projecto de
Regeneração Permacultura na Quinta das
Moitas, uma quinta rural abandonada na
região da Serra da Estrela, no Centro de
Portugal.
Jogo de teatro e de movimento para partilhar
o que significa 'escassez' e 'abundância' para
cada um de nós.
O José Carlos Calazans é Professor Assistente
na Universidade Lusófona de Humanidades e
Tecnologias.
No âmbito de um projecto pessoal que partiu
da investigação produzida ao longo de mais
de vinte anos sobre economia, filosofia,
modelos tradicionais de subsistência, estudos orientais, ciência das religiões e antropologia, desenvolveu a Economia Transpessoal, uma tentativa de construir um modelo
socioeconómico coerente de sustentabilidade, para a construção de uma vida individual
e coletiva em ergonomia, a partir da interioridade e das relações humanas com o universo.
O resultado será captado em papel para
inspirar o resto do Mundo
O projecto 'Na Terra da Abundância' nasceu
em Dezembro de 2012 e junta um grupo de
pessoas e colectivos do Sudoeste Alentejano. Acreditamos que é essencial transformamos as nossas crenças, sentimentos e atitudes em relação à escassez e à abundância
para vivermos plenamente na dádiva. Os
sonhos deste grupo são muitos, por exemplo: viver em abundância e de forma sustentável em meio rural, mudar de um paradigma de escassez para um de abundância, criar uma comunidade de suporte mútuo,
apreciação e confiança, desenvolver mecanismos de economia solidária a nível
local/regional, entre outros... A actuação do
grupo é recente, mas o colectivo tem vindo a
crescer e a motivação a multiplicar-se.
[D]
CASTELO DE PORTALEGRE
dia 15, Sábado
D01
Desenhos de Bolso
António Caldeira - Saída do castelo
em direcção ao Jardim do Tarro
D02
Vídeo Projecto Muralha
Alunas Animação Sócio-cultural ESE
D03
Crepes no Castelo
Alunos, professores e encarregados de
educação - turma de 7º ano da ESSL
10:00 | duração:90min
10:00 | duração:todo o dia
10:00 às 11:30 | 17:00 às 18:00
Projecto Artístico, Oficina
Projecção de Vídeo
Outras Actividades
Poderá provar um delicioso crepe caseiro,
feito com a boa vontade dos alunos de uma
turma de Francês. Os crepes serão recheados com compotas caseiras ou chocolate e
acompanhados de um bom chá de ervas da
região.
Tendo como ponto de partida a exposição
“desenhos de bolso” patente no Castelo da
Cidade, António e Cesar Caldeira convidam
todos os entusiastas do desenho, a fazer um
pequeno percurso para olhar e desenhar a
Cidade de uma forma lúdica, simples e
espontânea.
O objetivo não passa pela qualidade técnica
das representações, mas sim pela forma
como a experiência nos poderá levar a
descobrir novas perspetivas de nos reintegrar no espaço da Cidade.
Vamos desenhar a cidade sem compromisso
e sem nos preocuparmos com o resultado.
Cada um mostrará o que viu, e a forma como
o sentiu, sem preconceitos ou sem procurar
fazer mesmo igualzinho ao que lá está,
porque tal como dizia John Ruskin:
“Nunca encontrei ninguém completamente
incapaz de aprender a desenhar”
(Se tiver material de desenho leve consigo!
Se não, nós temos papel e lápis, material
indispensável para registar o seu modo de
ver e sentir o que está á sua volta.)
Relato da actividade de limpeza e animação
na Barbacã (dias 31 de Maio e 1 de Junho),
com intuito de dignificar e devolver à comunidade este espaço nobre e patrimonial da
cidade.
Desde o princípio, as alunas, coordenadas
pela professora Helena Simões, intervieram
nas reuniões do movimento AJUDADA.
Querem inspirar a participação activa da
comunidade local na reabilitação dos espaços verdes e de lazer da cidade e a utilização
deles para fins comuns.
[E]
TEATRO DE PORTALEGRE
dia 15, Sábado
E01
Beleka Muama Escola de Porta
bebés
Paula Duque Giraldo
E02
As viagens de um Voluntário pelo
Mundo
Mário Jaleco
E03
“O que nos trouxe até aqui...”
Conversa Anselm Jappe e Luis Oliveira
15:00 | duração:90min
11:00 | duração:90min
15:00 | duração:90min
Oficina
Apresentação, Música, Conversas Partilhadas
Conversas Partilhadas
A escola tem como fim: Fomentar a educação em braços (baby wearing) e a importância de crescer com amor e apego.
Mário Jaleco, filho de pai alentejano e mãe
angolana, nasceu em Coimbra, onde vive.
Licenciou-se em Filosofia, em Lisboa. Foi
professor mas cedo ficou desempregado.
Nesta situação há muitos anos, encontrou no
Voluntariado uma resposta e uma atitude
perante a Vida, sendo esta a Causa que mais
tem abraçado.
Ainda que transportar o bebé ao colo seja a
forma
mais
natural
de
levar
uma
criança,muitos pais desconhecem os seus
beneficios e a forma correta de o fazer.
Beleka muama, propõe para Ajudada, um
Workshop de Porta Bebés. Orientado aquelas
famílias que queiram conhecer e experimentar uma maternidade baseada na capacidade inata e biológica do ser humano, fora de
uma puericultura de consumo.
Mães e pais, grávidas e outras pessoas que
estejam em contacto com crianças, desde
recém nascidas até aos 4 anos e queiram
aprender a usar corretamente os portabébés.
Começando em Portugal, construiu um Caminho que o levou – e vai levando - a África e a
outros cantos do Mundo, com a sede e a
ânsia de Aprender através da Partilha, no
contacto com outros Povos e Culturas diversas. Mas é Aqui que volta sempre para continuar a aprender e a partilhar(-se n)o Mundo.
Este mesmo Mundo onde, presentemente,
tira um “curso de pós-gradução” em Cidadania e Economia da Dádiva, juntamente com
Todos os participantes na Ajudada, em
Portalegre…e, como eles, orgulhosamente
em regime de Voluntariado!
Luis Oliveira, editor português, e Anselm
Jappe,
autor
germano-italo-francês,
perguntar-se como os seus percursos de vida
os trouxeram a Portalegre, neste preciso
momento.
De seguida, as pessoa que os rodeiam
seriam convidadas a reflectir sobre o papel
da necessidade e o acaso na vida. Tendo em
conta os seus percursos respectivos, Luis e
Anselm vão interrogar-se também sobre as
perspectivas da vida no contexto rural e no
contexto urbano.
E04
Momentos de Poesia
Deolinda Milhano
17:30 | duração:90min
Projecto Artístico
Deolinda Milhano é natural de Portalegre.
Momentos de Poesia é uma iniciativa pessoal
dela.
Cada mês organiza uma sessão onde convida um(a) poeta que vai partilhar a sua
poesia.
Durante esta sessão, vai apresentar um
historial da iniciativa dela e convidar uns
poetas para partilhar a sua poesia com as
pessoas presentes.
[F]
ASSOCIAÇÃO FICAR
dia 15, Sábado
F01
Consultório Florais de Bach
Rita Afonso
10:00 | duração:3horas | Consultas 15min
Inscrições necessárias
Terapias
F02
Consultório prático de comunicação não violenta
Carme e Joe Brunner
15:00 | duração:2horas
Inscrições necessárias
Terapias, Outras Actividades
F03
Batuficar - Oficina de construção de
tambores com materiais reutilizados
Joana Gil Nave
17:00 | duração:90min
Oficina, Música, Jovens e Crianças
[participante não enviou informação]
A Rita Afonso faz parte parte da Iniciativa de
Transição de Linda-a-Velha e é facilitadora
de Florais de Bach.
Florais de Bach - consultas de 15 min.
(durante 3 horas). Florais de Bach é um sistema terapêutico verdadeiramente simples,
criado para empoderar pessoas e promover
a auto-cura e o desenvolvimento pessoal
através de elixires florais dirigidos às nossas
emoções.
Ideológico por natureza, este sistema é uma
forma objetiva e incrivelmente eficaz de
tratar e equilibrar emoções humanas, de
forma a nos ajudar com os nossos estados de
humor temporários, com situações emocionais duradouras e nuances de personalidade
que gostariamos de corrigir.
Joe e Carme Brunner estarão à disposição de
quem queira conhecer caminhos de resolução de conflitos através dos princípios da
comunicação não violenta.
Joe e Carme Brunner, com backgrounds
polifaceticos (artes plasticas, escritura,
musica, tecnica alexander e permacultura)
estiveram involvidos em processos de
criação de comunidades o qual despertou o
seu interesse na comunicação e nos processos de resolução de conflitos. Joe estudo com
Marshall Rosenberg e divulgou as suas experiencias em Espanha e o Brasil. Joe está
agora a completar uma cosmovisão abrangendo os principios da comunicação não
violenta com a filosofia espiritual da terra de
Robert Sardello, e Carme esta a completar
um MSc em psicoterapia com o tema da
expressão verbal da empatia.
F04
Concerto Intimista
Teresa Gabriel
22:30 | duração:45min
Música
Com um percurso musical e criativo de 13
anos e muitas colaborações com diversos
artistas das mais variadas áreas e estilos,
são os sonhos, o xamanismo e a ecologia que
mais inspiram esta cantautora, que faz da
originalidade da sua abordagem à guitarra
um tapete onde a voz, versátil e épica, voa com ecos musicais místicos, étnicos, celtas,
sagrados.
Fundadora do Projecto Sinergia em 2007 e
colaboradora do Projecto Convergir em
2012, tem também participado em acções
contra a Monsanto, e pela liberdade das
sementes, inspirada pela mensagem de
Vandana Shiva, e também organiza círculos
de partilhas de sonhos e visões pela criação
de uma realidade mais consciente.
A sua música respira sonho, visão, filosofia,
fé, força, emoções viscerais e transformação
- sendo ferramenta de catarse e criação
consciente,
tornando-se
assim
cada
canção/tema uma viagem em tom de prece,
buscando e lançando a sua ressonância na
teia colectiva, com uma estética neosagrada de moderna ancestralidade.
[G]
MUSEU DE TAPEÇARIAS
dia 15, Sábado
G01
Uma doença crónica na família:
apoiar o(a)s cuidadore(a)s.
Del. Distrital da APDPk
G02
AJUDADA da Poesia
Isabel Corte Real, Filomena
Atraca, Olga Ribeiro
G03
Fitoterapia - Da antiguidade aos
nossos dias
Constantino Cortes
10:00 | duração:90min
15:00 | duração:1hora
16:30 | duração:2horas
Apresentação, Conversas Partilhadas
Projecto Artístico
Terapias
[participante não enviou informação]
A APDPk dá apoio aos doentes e seus cuidadores. Para além do apoio, a associação
pode igualmente prestar ajuda técnica,
nomeadamente através da disponibilização
de alguns equipamentos. Inspirada pelo
espírito da AJUDADA, vai oferecer os seus
serviços de apoio aos cuidadores de pessoas
com outras doenças crónicas depois da
AJUDADA.
Quando uma família tem um membro a
sofrer de Doença de Parkinson ou outra
doença crónica, todos os seus membros
sofrem ansiedade e stress. Muitas vezes,
falta o apoio médico necessário, que traz um
peso alto para o(a)s cuidadore(a)s em redor
das pessoas doentes. Maria José Mandeiro
explica o que a APDPk faz para apoiar doentes e as suas famílias e está disponível para
responder perguntas.
Inspirados no movimento da AJUDADA cada
elemento do Grupo Amigos da Poesia escreverá um texto poético onde terão que aparecer palavras chave que ilustram a AJUDADA,
a Economia da Dádiva, a Partilha, a Interajuda, a Felicidade...
[H]
JARDIM DO TARRO
dia 15, Sábado
dia 16, Domingo
H01
Regenerando a terra, regenerando
comunidades, criação de riqueza Clare Finlator (Earthlife)
10:00 | duração:90min
Apresentação, Conversas Partilhadas
Grupo de Discussão com Clare Finlator e
Servan Keondjian da Earthlife. O foco de
discussão deste grupo irá incidir sobre a
relação entre a prosperidade dos ecossistemas e a prosperidade das comunidades
rurais. Em áreas como o Alentejo, o despovoamento das zonas rurais tem andado de
mãos dadas com a degradação do solo e a
diminuição da biodiversidade. Como poderemos reverter esta situação e garantir um
futuro de abundância para as gerações
vindouras?
Earthlife é uma organização criada com o
objectivo de apoiar pessoas e comunidades
que trabalham na regeneração de solos,
replantação de florestas e restauro do equilíbrio dos ciclos naturais da água. O nosso
propósito é estabelecer ligação entre as
pessoas que trabalham no terreno, e a informação, as redes de apoio, e o financiamento
de que necessitam, a fim de maximizar o seu
impacto.
H02
Dinâmicas de grupo para pequenos e graúdos!
Filipa Santos (O Fojo)
H03
Economia como se as pessoas e o
planeta importassem
Tim Crabtree - (Schumacher College)
11:30 | duração:90min
inscrição necessária
Oficina, Jovens e Crianças, Outras Actividades
11:30 | duração:90min
Dinâmicas de grupo e jogos para crianças e
adultos, com o propósito de criar uma interação entre gerações, proporcionando momentos de celebração e alegria partilhados. Todo
o mundo sabe fazer: geram confiança, familiaridade e gargalhadas!
Tim Crabtree é Professor de Economia no
Schumacher College, onde leciona nos
programas de mestrado em Economia de
Transição e Horticultura Sustentável e Produção de Alimentos. Tem 25 anos de experiência em desenvolvimento económico, tendo
trabalhado na elaboração de políticas com
organizações como a New Economics Foundation e o International Institute for Environment and Development, e, mais tarde, no
desenvolvimento de programas de apoio ao
empreendedorismo social em Bristol e
Dorset. Seguiu-se o estabelecimento do
West Dorset Food and Land Trust and Local
Food Links Ltd, que levou à criação de
mercados de agricultores em Dorset, de
espaços de trabalho especializado, do Local
Food Centre e ao desenvolvimento dum
programa de formação profissional, tendo
em seguida criado uma empresa de ‘catering’ que serve 25 escolas. Trabalhou
também para a Universidade de Cardiff,
procurando rumos para o sector da alimentação local com a Wessex Community Assets
no seu trabalho em habitação acessível,
iniciativas locais de alimentos, silvicultura
social e energias renováveis.
Faço habitualmente estes jogos em contexto
de vivência em comunidade, quebrando a
timidez e gerando espírito de grupo de uma
forma divertida!
Formada em design, cedo descobre que o
modo convencional como teria imaginado a
sua vida, não se vinha a cumprir. Descobre a
alegria de viver na floresta e decide ir além
dos seus limites. A Permacultura abre os
seus horizontes e amplia o alcance das suas
acções. O sonho de construir a sua própria
casa tornava-se realidade e toda a comunidade deu as mãos acreditando na possibilidade de viver em harmonia com a Natureza.
Oficina, Apresentação
H04
Horta da Amizade
Jardins de Infância do Agrup. de
Escolas do Bonfim
H05
"Como criar uma incubadora em
Portalegre?" - Consórcio
To-Gather e Schumacher College
H06
O Fojo Permacultura, uma revolução
de sentidos!
Filipa Santos (O Fojo)
15:00 | duração:90min
17:00 | duração:90min
17:00 | duração:90min
Projecto Artístico, Crianças e Jovens
Oficina, Apresentação
Apresentação, Conversas Partilhadas
Esta horta, agora de brincadeira, construída
pelas crianças, é uma forma de dizermos
que no nossos dia a dia, queremos espalhar
amizade e beleza, gostamos e queremos
estar mais em contacto com as plantas, os
bichinhos, as flores ... queremos conhecer
melhor a natureza para melhor a respeitar e cuidar.
Preparando o terreno para a transformação
em curso: criar uma incubadora de empresas
e gerar postos de trabalho em Portalegre
Vou partilhar convosco o desafio de implementar O Fojo enquanto projecto de Permacultura no terreno, uma história que começa
em 2008, com muito para contar! Desde o
sonho, passando pela concretização e pelo
crescente contacto com a comunidade, que
nos tem ajudado a passar do sonho à realidade. Esta experiência traz-nos hoje tanto a
consciência do que é trabalhar com a Natureza viva, como da aproximação ao nosso
próprio centro.
Nesta 'Horta da Amizade' que construímos
no Jardim do Tarro, vamos brincar, jogar, ...
vamos conviver com quem nos vier visitar.
Portalegre faz parte de um consórcio internacional (To-Gather), que está a preparar um
projecto que visa o fortalecimento da cadeia
alimentar local, ao apoiar os jovens desempregados na criação dos seus próprios
empregos. Achamos que é particularmente
interessante criar actividade económica na
cadeia alimentar local, tendo em conta os
benefícios que daí resultam em termos de
resiliência da comunidade, regeneração da
terra, saúde. Queremos criar uma incubadora para apoiar os jovens a ganhar a clareza e
as competências necessárias para que
venham a desenvolver um modo de vida que
tenha por base uma ideia baseada em pura
motivação. Isso deu origem a uma troca de
ideias entre os funcionários, e os alunos da
Faculdade Schumacher que vão participar na
AJUDADA, e que trazem uma vasta experiência nesta área.
Esta oficina pretende ser o início de um
processo de aprendizagem partilhada que
decorrerá ao longo do tempo.
A Permacultura é uma ferramenta que se
mostra altamente eficaz na planificação e
gestão sustentável de sistemas vivos, abrindo espaço criativo para construirmos livremente o nosso interior e o Todo a que
pertencemos. Esta é a revolução silenciosa
mais fantástica a que assisto e participo
activamente, na primeira pessoa!
H07
Grande Piquenique Partilhado
AJUDADA
H08
Oficina de Dança
Escola de Artes Silvina Candeias
H09
Coro Infantil dos Assentos
Portalegre
13:00 | duração:todo o dia
14:00 | duração:30min
14:30 | duração:30min
Outras Actividades
Oficina, Música e Dança
Música
Domingo é o dia do grande projecto colaborativo, mas também de profunda celebração
por toda a partilha que realizámos nos
últimos dois dias.Propomos então que traga
uma marmita de sua casa, recheada daquelas coisa boas que tão bem sabe fazer e que
as partilhe alegremente entre comunidade
da nossa bela cidade e entre quem nos visita
durante dias.
Bom apetite!
Depois do almoço partilhado, quando aquela
moleza domingueira começar a cair sobre
nós, eis que sobe ao palco uma professora de
dança que nos desafia à activação total dos
nossos corpos e mentes para começar uma
tarde de música e celebração.
O Coro Infantil dos Assentos - Portalegre,
associação sem fins lucrativos, foi constituído por escritura pública de 30 de Junho de
2004, com vista à promoção e divulgação da
música coral e instrumental, tendo ainda
como objectivos a intervenção social, o apoio
à infância e juventude, a promoção de actividades lúdicas, desportivas, recreativas,
culturais e educativas,
A Escola Silvina Candeias, sediada em Portalegre e com actividade também em Castelo
Branco e noutras localidades da região,
dedica-se especificamente às áreas da
Dança, das Artes Marciais, do Fitness e do
Bem Estar, apresentando um leque vasto de
actividades, ministradas por professores
qualificados que procuram constantemente
a atualização dos seus conhecimentos.
A Escola Silvina Candeias, sediada em Portalegre e com actividade também em Castelo
Branco e noutras localidades da região,
dedica-se especificamente às áreas da
Dança, das Artes Marciais, do Fitness e do
Bem Estar, apresentando um leque vasto de
actividades, ministradas por professores
qualificados que procuram constantemente
a atualização dos seus conhecimentos.
O Coro Infantil dos Assentos - Portalegre, é
constituído por um conjunto de cerca de 45
crianças, com idades compreendidas entre
os 5 e os 15 anos, as quais já cantam em
conjunto há vários, tendo já efectuado um
significativo número de actuações e participações em encontros de coros infantojuvenis.
H10
Coro do Ensino Especial do Agrupamento das Escolas do Bonfim
H11
Xamma Vocal
H12
António Ataíde
15:00 | duração:30min
15:30 | duração:60min
18:00 | duração:45min
Música
Música
Música
"Somos um grupo coral constituído por vozes
maduras e desenvolvidas. Cantamos por
gosto e por paixão à música, treinando-nos
uns aos outros".
Sabemos que o António vem cantar música
popular portuguesa e alguns temas de Zeca
Afonso.
Vai valer a pena!
[participante não enviou informação]
Xamma Vocal, é composto por seis elementos que iniciaram a sua experiencia musical
na Escola de Artes do Norte Alentejano de
Portalegre e no Caro Infantil dos Assentos.
São um grupo coral composto por vozes
maduras e desenvolvidas, que cantam por
gosto e por paixão à música.
H13
Cantigas do trabalho e de folguedo
Ocre Vozes
H14
Passeios de Burro
eVetal- Eventos, Lda
19:00 | duração:60min
16:00 | duração:2horas
Música
Outras Actividades
OCRE VOZES é um grupo composto por
gente que procura no canto, a partilha e a
aprendizagem de musica vocal.
Passeio de burro a crianÁas com idade
inferior a 7 anos. Actividades com animais,
contacto com a natureza.
Dedica-se atualmente ao reportório tradicional Português recorrendo ao trabalho de
Michel Giacometti com a colaboração de
Fernando Lopes Graça.
[I]
MERCADO MUNICIPAL
dia 15, Sábado
I01
Cartas para Portugal
10:00 | duração:todo o dia
I02
Museu da Crise
Daniela Paes Leão e Merel Willemsen
I03
Cartas de Portalegre
10:00 | duração:todo o dia
Projecto Artístico, Outras Actividades
Oficina 10:45 | Exposição td o dia
inscrições necessárias
Oficina, Projecto Artístico
O projecto ‘Cartas para Portugal’ nasceu de
um desejo de tentar responder à seguinte
pergunta: “Como podemos ajudar Portugal a
sobreviver à crise, mantendo o país de boa
saúde mental e artística?” ‘Cartas para
Portugal’ começou como uma exposição na
galeria Studio Teambox na LX Factory, em
Lisboa, onde deu voz a centenas de pessoas
de todo o mundo para falar de esperança,
amor, energia e novas ideias. Agora o projecto viaja para Portalegre, e deverá continuar a
viajar pelo mundo. Antes e durante a AJUDADA, serão obtidas novas contribuições focadas em Portalegre, convidando os emigrantes de Portalegre a dar sua opinião sobre
como a cidade se poderia reinventar. Como
se podem criar as condições para os jovens
permanecerem em Portalegre? Durante a
AJUDADA, ‘Cartas para Portugal’ é a primeira
etapa do tríptico "Utopia <=> Realidade". As
cartas serão a inspiração para o coração e
mente abertos necessários para entrar no
‘Museu da Crise’, onde olhamos para a crise
de todos os ângulos e encontramos o caminho para sair dela. Será então possível
reflectir sobre como podemos tornar aquela
saída uma realidade e partilhá-lo com o
mundo em ‘Cartas de Portalegre’.
‘Museu da Crise’ é um projecto artístico
internacional em curso que explora a viabilidade de traduzir as estratégias locais e as
economias paralelas que estão muito
presentes na sociedade portuguesa para as
escalas mais abrangentes da comunidade,
da país e do mundo, implementado-as nas
infraestruturas
visíveis
e
invisíveis
pré-existentes na comunidade. O objectivo
final do ‘Museu da Crise’ é a "museificação"
da crise, um processo que nos permite
entendê-la e deixá-la para trás. O visitante é
convidado a explorar o poder da sua imaginação, da sua criatividade, para nos ajudar
na próxima etapa que consiste em imaginar
e dar forma aos diferentes departamentos do
Museu. O que é que nos permitirá prosperar
juntos? Durante as sessões de mapeamento
mental vamos começar a conceber os
seguintes departamentos: o Departamento
de Educação Informal, o Departamento de
Investigação Subversiva, o Departamento de
Comunicação Alternativa, o Departamento
de Colecção Emergente e o Departamento
de Acções Paralelas.
Durante a AJUDADA, o ‘Museu da Crise’ é a
segunda etapa do tríptico "Utopia <=>
Realidade".
A AJUDADA é um encontro que reúne pessoas de Portalegre, Portugal e do mundo para ir
mais além do que já sabemos. O que queremos partilhar com aqueles que não estão
presentes? Qual é a nossa dádiva para inspirar o nascimento de novos caminhos e
processos após AJUDADA? Utopia e realidade
precisam uma da outra; precisamos de
pensar ‘fora da caixa’, estar enraizados na
acção e nunca perder a paixão que nos
permite navegar os momentos difíceis.
Utopia e realidade não se opõem, mas
pertencem uma à outra!
‘Cartas de Portalegre’ é a terceira etapa do
tríptico "Utopia <=> Realidade". O percurso
iniciado em ‘Cartas para Portugal’ inspira a
abertura de coração e mente que nos prepara para examinar a crise a partir de diferentes ângulos e para encontrar as saídas no
‘Museu da Crise’. Em ‘Cartas de Portalegre’
criamos perspectivas do que é possível fazer
apoiado em acções concretas, compreendendo que este não é um fim em si, mas uma
etapa de um processo contínuo de aprendizagem através da acção, observação e reflexão colectivas.
Projecto Artístico, Outras Actividades
[J]
JARDIM DA CORREDOURA
dia 15, Sábado
J01
Tu És onde Moras - Instalação de
origamis
Joana Nogueira
10:00 | duração:90min
Projecto Artístico, Oficina
A Joana Nogueira tem vindo a desenvolver
um projeto que tem como permissa fundamental, investir em zonas urbanas, degradadas, através do recurso à arte urbana, de
forma a permitir laços afertivos entre as
pessoas e o espaço em que se movimentam.
Envolve, essencialmente, pessoas em situação de exclusão social com a intenção de
criar pequenas comunidades que permitem
retirar um maior potencial humano (e novas
descobertas de si mesmo) por oposição à
rigidificação nos problemas.
J02
Sessão de Yoga
Rui Lopes
J03
Práticas de Estar-juntos-maisque-um - C.E.M. - Centro em
movimento - Sofia Neuparth
10:00 | duração:90min
inscrições necessárias
Terapias, outras Actividades
11:30 | duração:90min
inscrições necessárias
Oficina, Projecto Artístico, Terapias
Rui Lopes inicia o encontro com o Yoga na
Secção Experimental de Yoga da Associação
Académica de Coimbra continuando em
aprendizagens na Federação Portuguesa de
Yoga, Centro de Yoga do Porto, Casa Ganapati e Pedro Kupfer entre tantas outras
pessoas que sempre trazem algo.
Práticas de corpo no espaço desenhadas
com quem estiver presente e que partem
exactamente do encontro, de nos escutarmos sem ideias fixas.
Uma prática mais suave e cuidada adaptada
a todo o tipo de praticantes, sejam eles
iniciantes ou experimentados, independentemente seja o seu estado físico e de saúde.
Haverá uma pequena conversa inicial e
depois a sessão terá um ritmo lento com
incidência em trabalhos simples, quer os
dinâmicos, quer os estáticos.
O c.e.m. (Centro em Movimento) é uma
estrutura de Investigação Artística. É a partir
dessa prática que se desenham todas as
áreas como os programas de estudo para o
desenvolvimento artístico, o trabalho regular
nas escolas integrando o CORPO, a formação
de “pessoas que trabalham com pessoas”
(professores, terapeutas, artistas, educadores), o acompanhamento de processos de
criação, os programas pontuais ou regulares
estudados para grupos populacionais específicos e os produtos de criação.
J04
Caminhante dos direitos da terra,
caminhe com ele
Dee Kyne
J05
Quer aprender a relaxar? Experimente...
Maria José Mandeiro
J06
Meditação guiada
Rui Lopes
15:00 | duração:90min
17:00 | duração:90min
19:30 | duração:45min
Apresentação, Conversas Partilhadas
Oficina, Terapias
Terapias, Outras Actividades
Dee Kyne trabalhou por muitos anos na
vanguarda da mudança social na Saúde,
Artes e Ambiente, tanto a nível profissional,
bem como, de forma apaixonada, a nível
pessoal. A 26 de Abril de 2013, Dee iniciou
uma aventura de caminhar e comunicar o
seu caminho através do nosso belo planeta,
como Caminhante pelos Direitos da Terra.
Ela irá juntando testemunhos e assinaturas,
reunindo-se com comunidades locais e organizações, coligindo ideias e experiências
para promover uma lei internacional que
mude as “regras do jogo” e acabe com o
Ecocídio, salvaguardando os direitos da
Terra. Tendo recentemente completado o
Caminho de Santiago no norte de Espanha,
Dee vem a Portugal com um propósito:
capturar as estórias e compreender os sentimentos que se vivem nas comunidades e
organizações. Encontre-se com Dee debaixo
de uma árvore para uma conversa que a
ajudará a reunir um conjunto crescente de
evidências para que a humanidade convença
os 121 governos que em todo o Mundo
assinaram o Estatuto de Roma a reconhecer
o Ecocídio como um crime contra a Humanidade, e de que é indispensável uma melhor
gestão do nosso lar e planeta - AGORA !
Neste workshop, vai conhecer algumas
técnicas de relaxamento. A lista de problemas de saúde que podem surgir em função
do stress é longa. Por exemplo: alergias,
transtorno de pânico, infeções causadas por
baixa imunidade, depressão, asma, bronquite, contração muscular crônica, enxaqueca,
gastrite, obesidade e alguns tipos de cancro.
Aprender a dominá-lo trazendo-o para níveis
aceitáveis é, assim, uma questão de bemestar e saúde.
Rui Lopes inicia o encontro com o Yoga na
Secção Experimental de Yoga da Associação
Académica de Coimbra continuando em
aprendizagens na Federação Portuguesa de
Yoga, Centro de Yoga do Porto, Casa Ganapati e Pedro Kupfer entre tantas outras
pessoas que sempre trazem algo.
Maria José Mandeiro é Delegada Distrital de
Portalegre da APDPk e Terapeuta Complementar com formação formal de Reiki,
Karuna Reiki, EFT, Método Silva, Cura Reconectiva e auto-formação em Mudras e Jin
Shin Jyutsu
Para além de uma conversa e explicação
introdutórias sobre a meditação, haverá a
atenção dada à postura do sentar e após, um
período de meditação de cerca de meia hora.
J07
Jogos tradicionais
CIMAA
10:00 | duração:todo o dia
Outras Actividades, Jovens e Crianças
[participante não enviou informação]
J08
Mahamudra - Concerto Meditativo
Ana Lúcia Gomes Fonseca
J09
Conversa com
Charles Eisenstein
17:00 | duração:90min
inscrições necessárias
Projecto Artístico, Música, terapias
21:00 | duração:45min
Massagem de Som segundo Peter Hess®É
altamente eficaz e de reconhecida capacidade terapêutica em numerosos países europeus.
O mundo da competitividade, da hierarquia e
da luta de confrontação está a desmoronarse diante dos nossos olhos.
O método é realizado com Gongos e Taças
de Som tibetanas. As vibrações sonoras
actuam directa e indirectamente no organismo humano, provocando um relaxamento
profundo, seguido de uma harmonização
energética que desencadeia o processo de
cura e bem-estar.
Conversas Partilhadas
Felizmente existe uma forma mais poderosa
para criar/implementar a mudança.
Neste encontro interactivo vamos explorar a
prática de nos vermos a nós próprios,
vermos os outros e o mundo, através dos
olhos da dádiva. Desse ponto de partida
compreenderemos o nosso poder – enquanto
líderes, criadores, e agentes de transformação – para contribuir para o mundo mais belo
que os nossos corações sabem ser possível.
É fazível e está aqui diante de nós !
J10
Espaço Corpos de Luz
Jutta Weiske
10:00 | duração:todo o dia
Projecto Artístico, Outras Actividades
A Jutta Weiske é dona da Casa das Ervas
Silvestres um espaço de retiros que quer
promover uma vida simples, promovendo a
Permacultura. Está envolvida na iluminação
evolucionária, como membro estruturante
do Awakened Life Project.
Envolveu a sua criatividade ao longo dos
últimos 20 anos criando uma colecção diversa e expressiva de candeeiros e outros
elementos de iluminação com que transformou espaços particulares e públicos.
Durante a AJUDADA, vai transformar um
espaço num ambiente de conto de fadas.
[K]
CIDADE DE PORTALEGRE
dia 15, Sábado
K01
Visita guiada - Três tempos, três
monumentos: o Castelo, a Sé e a
Fábrica - Célia Tavares (Fund. Rob)
K02
Abraçar Portalegre
Movimentar PTG
K03
Colorir Portalegre - Mural de Arte
Urbana - No alto da Av. Frei
Amador Arrais (ESTGP e ESSL)
10:00 | duração:2horas
inscrições necessárias
Outras Actividades
19:00 | duração:30min
10:00 | duração:todo o dia
Outras Actividades
Projecto Artístico
Visita orientada ao Castelo, à Sé e Fábrica
Robinson, com percurso pelo centro histórico
da cidade de Portalegre. Durante o percurso
serão introduzidos vários temas de história
local (origem da vila; elevação da vila a
cidade; o período industrial) relacionados
com os três monumentos que servirão de
base às tarefas que os participantes têm de
realizar durante a visita. As tarefas propostas
privilegiam a observação e análise na identificação dos bens patrimoniais a conhecer
através de actividades de registo (desenhar;
traçar itinerários em mapas, responder a
questões, etc.) e de interpretação.
“Abraçar Portalegre” é uma ideia que surge
com o intuito de fomentar na cidade o espírito de coesão nos habitantes de Portalegre.
Uma turma de Design da Escola Secundária
de S. Lourenço, Portalegre, dirigida pela
Professora Helena Nabais, lança a proposta
da criação de um mural de arte urbana,
vulgo grafitti, que afixe bem alto na cidade
os valores da AJUDADA lançando um desafio
que todos os dias nos lembremos de que
"Todos temos um papel na economia da
nossa comunidade".
À semelhança do que aconteceu no ano
2012, em que cerca de 2.000 pessoas se
mobilisaram para apoiar este projecto, o
Abraço consiste em ter o máximo número de
pessoas que, ao longo de um determinado
percurso “circular” pela cidade, de mãos
dadas, abraçarão o centro histórico, representando assim o abraço à cidade de Portalegre.
[L]
CENTRO DE TRABALHADORES DO ATALAIÃO
dia 15, Sábado
L01
Festa Popular de Alimentação
Saudável- Projeto Alimentação nas
Escolas do Concelho de Portalegre
21:00 | duração:2horas
Outras Actividades
Marcha popular de Alimentação Saudável
(realizada com as crianças da Esc. de
Atalaião) e Stand do Projeto de Alimentação
Saudável nas Escolas do Concelho de Portalegre – vasos com manjericos e com frases
alusivas à alimentação saudável (realizados
pelas crianças da Esc. de Atalaião e jovens
da Esc. José Régio).
Sensibilizar para hábitos alimentares saudáveis; Colaborar com a Ajudada.
[M]
ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. LOURENÇO
dia 14, Sexta
M01
Aquário (em português)
M01
Aquário (em inglês)
18:00 | duração:2H30min
18:00 | duração:2H30min
Conversas Partilhadas
Conversas Partilhadas
O que podemos fazer uns pelos outros que
ainda não fazemos?
O que podemos dar aos outros que ainda
não damos?
O que nos impede?
Expressões de dádiva” – O que está a acontecer em Portalegre e no resto do mundo?
“Aquário” é a tradução à letra de uma técnica de conversação intitulada “Fishbowl”. A
conversação em “Fishbowl” é uma forma de
diálogo que pode ser usado em grupos grandes. A vantagem desta técnica é que permite
que todo um grupo participe na conversa,
sem que haja a sensação de distanciamento
entre as pessoas activamente envolvidas e
distinção entre oradores e audiência.
[A mesma técnica mas em Inglês]
[N]
PLÁTANO
dia 16, Domingo
N01
Ponto de encontro para o Grande
Projecto Colaborativo
AJUDADA
10:00 | duração:todo o dia
Actividade AJUDADA
Criação de um centro de formação de competências e um directório de informação com
sede física e com o objectivo de facilitar a
transformação necessária para melhorar a
resiliência económica, social e ambiental da
comunidade, onde sejam criadas pontes de
ligação e apoio mútuo entre os diferentes
intervenientes
sócio-económicos,
que
funcione
com
um
espaço
de
co-responsabilidade e pertença de toda a
comunidade.
Este projecto sonhado em conjunto tornouse naquele que é o projecto central do terceiro dia, o "dia das Mãos", onde toda a comunidade e participantes do encontro internacional convergem a sua atenção e actividade. O
projecto central do terceiro dia tem também
a função de marcar a ideia da AJUDADA
como um movimento de continuidade. No
seguimento dessa idealização, foram feitos
diferentes contactos com as várias Intuições
públicas e privadas da cidade que vieram a
confirmar com entusiasmo essa mesma
necessidade, contribuindo deste modo para
a formalização do projecto como comum,
propriedade de toda a comunidade.
Fly UP