...

RELAÇÕES SOCIAIS: SENTIMENTOS E EMOÇÕES

by user

on
Category: Documents
6

views

Report

Comments

Transcript

RELAÇÕES SOCIAIS: SENTIMENTOS E EMOÇÕES
13
RELAÇÕES SOCIAIS: SENTIMENTOS E
EMOÇÕES
Eixo: Práticas para Educação Infantil
1
KNAUT, Michelle Souza Julio
2
RIBAS, Cíntia Cargnin Cavalheiro
3
ZANONI, Flávia Luiza Percegona
As Relações Sociais são consideradas pelos Referenciais Curriculares
Nacionais para Educação Infantil (1998) como um eixo de formação humana. A
partir das brincadeiras e dos jogos é possível desenvolver diversas habilidades
relacionadas a este eixo, como exemplo a socialização. No presente plano de
trabalho, é apresentada uma prática na qual as crianças refletem sobre seus
sentimentos e sensações, construindo importantes relações sociais por meio de uma
atividade lúdica.
FAIXA-ETÁRIA: 3 anos
1 OBJETIVO GERAL
Construir vínculos, vivenciando situações que envolvam afeto, atenção e
limites.
2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Usar diferentes linguagens para expressar motivos, razões e as próprias
vivências;
 Conhecer limites e possibilidades pessoais em variadas situações;
1
Mestre em Educação, Especialista em Modalidades de Intervenção no Processo de Aprendizagem,
Coordenadora de Estágio do Curso de Pedagogia da Faculdade OPET e professora vinculada da formação
continuada da Secretaria Municipal de Educação de Curitiba.
2
Mestre em Desenvolvimento de Tecnologias, Especialista em EaD, Coordenadora do Curso de Pedagogia da
Faculdade OPET e professora da Secretaria Municipal de Educação de Curitiba.
3
Psicopedagoga Clínica e Institucional, Supervisora de Estágio da Faculdade OPET e professora da Secretaria
Municipal de Educação de Curitiba.
__________________________________________________________________________________
ISSN 2446-9289
RELAÇÕES SOCIAIS: SENTIMENTOS E EMOÇÕES
14
 Identificar expressões e sentimentos em si e no outro.
3 PROBLEMATIZAÇÃO
Como desenvolver a socialização da criança por meio de atividades lúdicas na
Educação Infantil?
4 ÁREAS DE FORMAÇÃO HUMANA ENVOLVIDAS

Relações sociais;

Identidade.
5 ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO
O professor iniciará a atividade por meio de uma roda de conversa e
perguntará às crianças o que as deixa feliz, o que as deixa triste, com raiva, com
pena, com vontade de gargalhar. Deixará as crianças expressarem suas ideias,
opiniões e vivências. Então, o professor mostrará várias imagens com expressões
faciais que demonstrem sentimentos: de tristeza, alegria, raiva, medo, susto etc.
Convidará as crianças a apontarem a expressão que mais revela a maneira
como ela se sente naquele momento e a explicar os motivos daquela sensação. Ela
pode, por exemplo, estar com raiva do colega porque tirou um brinquedo da sua
mão. Posteriormente, o professor entregará a cada criança um desenho de um
contorno do rosto sem os olhos, boca e nariz. A criança irá desenhar o seu próprio
rostinho. Para finalizar, um painel será montado com os rostinhos de todas as
crianças da turma.
6 MATERIAIS UTILIZADOS/RECURSOS
Lápis, papel sulfite A3 e giz de cera.
7 PESQUISA DE CONTEÚDO
O volume “formação pessoal e social” que compõe o Referencial Curricular
para a Educação Infantil (1998) propõe que as atividades e estratégias planejadas
pelos professores permitam o desenvolvimento da consciência de seus sentimentos
e emoções, aprendendo a controlá-las e nomeá-las. "É por meio do processo de
__________________________________________________________________________________
ISSN 2446-9289
RELAÇÕES SOCIAIS: SENTIMENTOS E EMOÇÕES
15
relações sociais entre as pessoas que as emoções são expressas, nomeadas e
interpretadas como sentimentos" (FLEER; HAMMER, 2013, p. 246).
Na prática pedagógica deste plano de aula, contempla-se o desenvolvimento
das habilidades citadas acima. Para tanto, o professor torna-se o mediador das
relações entre as crianças para auxiliá-las na expressão de seus sentimentos e
emoções.
8 REFERÊNCIAS
BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação
Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília:
MEC/SEF, 1998.
FLEER, M.; HAMMER, M. (2013). Emotions in imaginative situations: The valued
place of fairy tales for support in emotion regulation. Mind, Culture, and
Activity, 2013, p.240-259.
.
__________________________________________________________________________________
ISSN 2446-9289
RELAÇÕES SOCIAIS: SENTIMENTOS E EMOÇÕES
Fly UP