...

Festa do Bolo-Rei

by user

on
Category: Documents
1

views

Report

Comments

Transcript

Festa do Bolo-Rei
Natal 2010
Festa do Bolo-Rei
5
Bolo-Rei
Tradicional
Ideias para Bolo-Rei
Baseadas em receitas elaboradas
®
com CREDIN BOLO-REI
O Bolo-Rei Tradicional
®
com CREDIN BOLO-REI faz-se mais rápido e com
uma garantia de qualidade constante, em todos os fabricos.
Receita Base:
Aparelho (I): Massa
CREDIN BOLO-REI
1.000 g
Levedura Seca CREDIN Pastelaria (±) 25 g
ou
(±) 70 g
Levedura fresca
(± 2) 100 g
Ovos
(±) 250 g
Água
Bebidas
50 g
Aparelho (II): Mistura de Frutas
Fruta escorrida picada
Sultanas
Frutos secos
450 g
150 g
150 g
O Bolo Coroa Real
é uma nova ideia para o Natal 2010.
Tem um aspecto muito atraente e é muito saboroso!
Pode ser cozido numa forma de alumínio ou de papel, que neste caso, também serve
de embalagem final.
Procedimento:
Depois de amassar, laminar a massa a ± 8 mm.
Barrar à espátula com MARGARINA CREDIN BOLO-REI (cerca de 100 g por kg de massa) e dar uma
volta simples. Deixar descansar cerca de 15 min.
Estender a massa a ± 4 mm. Barrar com CREDICREM,
polvilhar com canela e cobrir com a mistura de
frutas (Aparelho II) consoante as diferentes opções
sugeridas.
Enrolar a massa, a exemplo do procedimento para
os “caracóis”. Cortar em fatias com a largura de
± 1 dedo e colocar numa forma redonda de buraco,
na vertical e com a costura da massa virada para
baixo, deixando um pouco de espaço entre as fatias.
Levedar. Antes de cozer, pintar com ovo e decorar
por cima com amêndoa palitada.
Cozer a ± 200ºC baixando para ± 190ºC / 180ºC a
meio da cozedura.
Tempo de Cozedura ± 25 min.
Arrefecer e pintar com CREDIGEL BRILHO
ou CREDIGEL PRONTO.
Aparelho (I): Massa
(A mesma do Bolo-Rei Tradicional)
Voltas com Margarina:
MARGARINA CREDIN BOLO-REI
± 100 g / kg massa
Aparelho (II): Mistura de Frutas
± 250 g / kg massa
Opções para a mistura de frutos:
125 g
125 g
ou
B: Abóbora Gila (ou Chila)
Frutos Secos e Sultanas
Bolo Coroa Real
ou
Bolo-Rei Disfarçado
Receita Base:
A: Frutos Secos
Sultanas
Procedimento:
Amassar os ingredientes do Aparelho (I) cerca de
15 a 20 minutos.
Temperatura final da massa: ± 28ºC.
Descansar a massa, cerca de 15 min.
Adicionar em velocidade lenta a mistura de frutas
(Aparelho II).
Estancar (Descansar) a massa cerca de 15 min.
Dividir, Pesar, Enrolar e Tender formando as peças
(em argola). Colocar em tabuleiro, previamente
untado com CREFINO. Levedar.
Após atingir cerca de metade da fermentação,
pintar com ovo, decorar com frutas e AÇÚCAR NEVE
CREDIN ou AÇÚCAR em PÓ CREDIN. Cozer.
Temperatura de Cozedura: iniciar a ± 200ºC e
descair para ± 190ºC / 180ºC.
Tempo de Cozedura: 30 a 35 min. para cerca de 1 kg.
Arrefecer e pintar com CREDIGEL BRILHO ou
CREDIGEL PRONTO.
125 g
125 g
O Bolo Raínha
tem uma procura cada vez maior!
É um conceito desenvolvido para as pessoas que preferem o bolo-rei feito com frutos
secos e sultanas.
Procedimento: Semelhante ao usado para o
Bolo-Rei Tradicional.
Após atingir cerca de 2/3 da fermentação, pintar
com ovo e decorar com os frutos secos.
Cozer.
Temperatura de Cozedura: iniciar a ± 200ºC e
descair para ± 190ºC / 180ºC.
Tempo de Cozedura: 30 a 35 min. para cerca de 1 kg.
Decorar polvilhando com AÇÚCAR em PÓ CREDIN.
Bolo Raínha
ou
Bolo-Rei com Frutos Secos
Receita Base:
Aparelho (I): Massa
CREDIN BOLO-REI
1.000 g
Levedura Seca CREDIN Pastelaria (±) 25 g
ou
Levedura fresca
(±) 70 g
Ovos
(± 2) 100 g
Margarina CREDIN BOLO-REI
50 g
Açúcar
50 g
Água
(±) 350 g
Bebidas
50 g
Aparelho (II): Mistura de Frutas
Opção A: Frutos Secos
Sultanas
350 g
350 g
ou
Opção B: Frutos Secos
Bolo-Rei Tropical
ou
Bolo-Rei com Frutos Tropicais
700 g
O Bolo-Rei Tropical é uma novidade para o Natal 2010.
Feito especialmente para os consumidores que gostam de frutos tropicais.
Esta novidade é de fácil execução e pode ser vendido ao longo do ano.
É um bolo muito agradável!
Receita Base:
Aparelho (I): Massa
(A mesma do Bolo-Rei Tradicional)
Aparelho (II): Mistura de Frutas
Opção A:
CREDIN FRUTOS TROPICAIS
Água
500 g
50 g
(±)
Amêndoa (granulada ou palitada)
Pinhão (facultativo)
Sultanas
150 g
50 g
150 g
ou
Opção B:
CREDIN FRUTOS TROPICAIS
Água
750 g
75 g
(±)
O Bolo Príncipe é um novo conceito de Bolo-Rei para o Natal 2010 dirigido a todos
os consumidores que apreciam chocolate!
Adiciona-se apenas CREDICAU CHOCOLATE GOTAS à massa do Bolo-Rei Tradicional.
Procedimento:
Após o 1º descanso da massa, adicionar em
velocidade lenta, o CREDICAU CHOCOLATE GOTAS
(Aparelho II). Levedar.
Receita Base:
Após atingir cerca de 2/3 da fermentação, pintar com
ovo e decorar com CREDICAU CHOCOLATE GOTAS.
Cozer.
Temperatura de Cozedura: iniciar a ± 200ºC e
descair para ± 190ºC / 180ºC.
Tempo de Cozedura: 30 a 35 min. para cerca de 1 kg.
Arrefecer e polvilhar com AÇÚCAR em PÓ CREDIN.
Aparelho (II): Chocolate
Bolo Príncipe
ou
Bolo-Rei com Chocolate
Aparelho (I): Massa
(A mesma do Bolo-Rei Tradicional)
CREDICAU CHOCOLATE GOTAS
Procedimento:
Hidratar a mistura de frutos tropicais com a água
durante ± 20 / 30 min.
Após o 1º descanso da massa, adicionar em
velocidade lenta, os ingredientes do Aparelho II.
Estancar (Descansar) a massa ± 15 min.
Dividir, Pesar, Enrolar e Tender formando as peças
em argola ou em formato oval.
Colocar em tabuleiro previamente untado com
CREFINO. Levedar.
Após atingir cerca de 1/2 da fermentação, pintar
com ovo e decorar com ananás (em calda), cereja,
amêndoa palitada e AÇÚCAR NEVE CREDIN ou
AÇÚCAR em PÓ CREDIN. Cozer.
Temperatura de Cozedura: iniciar a ± 200ºC e
descair para ± 190ºC / 180ºC.
Tempo de Cozedura: ± 25 / 30 min. para ± 800 g.
Arrefecer e pintar sobre as frutas com
CREDIGEL BRILHO ou CREDIGEL PRONTO.
500 g
Bolo Inglês
A história do
está associada ao Natal e geralmente presente na consoada.
Feito com CREDI SOFT CAKE NEUTRO tem uma frescura prolongada, necessária aos
bolos desta quadra.
Bolo Inglês
de Natal
Receita Base:
Aparelho (I): Massa
CREDI SOFT CAKE NEUTRO
Ovos
Óleo
Água
Vinho do Porto ou Brandy
1.000 g
(± 7) 350 g
300 g
225 g
± 50 g
Aparelho (II): Mistura de Frutas
Fruta escorrida picada
Sultanas
Frutos Secos
±
450 g
150 g
150 g
Bolo Tropical
uma novidade para comemorar o Ano Novo 2011.
Feito com CREDI SOFT CAKE TROPICAL este bolo contém pedaços de frutas tropicais. Procedimento:
Misturar os líquidos e CREDI SOFT CAKE TROPICAL.
Bater com raquete durante ± 3 min. em velocidade
mínima, até obter uma massa homogénea.
Dar um ligeiro descanso à massa para hidratar as
frutas tropicais.
Depositar nas formas e encher até 2/3 da altura.
Cozer a ± 160ºC / 170ºC durante ± 45 minutos
para ± 1 kg, ou ± 25 min. para ± 400 g.
Arrefecer e pintar com CREDIGEL BRILHO,
CREDIGEL PRONTO ou CREDICAU LISCREM BRANCO
e decorar com Pepitas de Sabores CREDIN,
(morango, laranja, cappuccino) ou
CREDICAU VERMICELLI.
N ovo
o
Produt
Credin Broas Doces
Bom ANO NOVO!
Procedimento:
Misturar os líquidos e CREDI SOFT CAKE NEUTRO.
Bater com raquete durante ± 3 min. em velocidade
mínima, até obter uma massa homogénea.
Juntar o Aparelho II e envolver suavemente para
obter uma mistura regular.
Depositar nas formas rectangulares enchendo até
2/3 da altura. Decorar com fruta escorrida sortida
e amêndoa.
Cozer a ± 190ºC durante ± 35 minutos.
Arrefecer e pintar com CREDIGEL BRILHO ou
CREDIGEL PRONTO.
Bolo Tropical
de Ano Novo
Receita Base:
Aparelho (I): Massa
CREDI SOFT CAKE TROPICAL
1.200 g
Ovos
(± 7) 350 g
Óleo
300 g
Água
225 g
± 25 g
Triple Seco (facultativo)
Aparelho (II): Mistura de Frutas
Frutos Secos
300 g
Broas Doces:
Aplicação: Produto Completo para o fabrico de diversos tipos de
Simples, Frutas, Frutos Secos, Mel, Maçã, Chocolate e muitas outras.
Broas Simples ou com Frutas
Receita Base:
Aparelho (I): Massa
CREDIN BROAS DOCES
Água
Ovos
1.000 g
350 g
(± 1) 50 g
±
Aparelho (II): Mistura de Frutas
Fruta escorrida picada
Frutos secos
Sultanas
400 g
100 g
200 g
Procedimento geral a todas as receitas:
Juntar os líquidos ao CREDIN BROAS DOCES.
Misturar com a raquete, em velocidade lenta,
durante 4 a 5 min.
No final juntar a mistura de frutos e envolver
suavemente durante breves instantes.
Repousar a massa ± 15 minutos. Tender com
o auxílio de farinha para dar a forma desejada.
Colocar em tabuleiro untado, enfarinhado ou
forrado com papel siliconizado.
Achatar ligeiramente com a palma da mão e
enfarinhar ou pintar por cima.
Cozer a ± 240ºC / 250ºC durante 10 a 12 min.
Pão-de-Ló
tipo “Margaride”
Pão-de-Ló à moda de
Portugal tem uma doçaria muito diversificada e no Norte, o
Margaride é um bolo muito apreciado!
CREDIN PÃO-DE-LÓ é a Conveniência de uma receita Rápida e Segura.
Receita Base:
Massa:
CREDIN PÃO-DE-LÓ
Ovos
Água
1.000 g
(± 11) 550 g
120 g
O Pão-de-Ló húmido faz parte da Doçaria Tradicional Portuguesa.
Há quem considere o Ló a parte húmida, semelhante ao doce de ovos, que caracteriza
este tipo de bolos. Os mais conhecidos são os de Ovar, Alfeizerão e Rio Maior.
Procedimento:
Colocar o CREDIN BISCUIT TORTAS na batedeira,
juntar os líquidos e misturar.
Bater com as varas, durante ± 10 minutos na
velocidade rápida e 1 minuto na velocidade média.
Forrar com papel almaço formas lisas (nº 24) e
encher a 3/4.
Cozer a cerca 220ºC durante ± 20 minutos.
Rendimento desta receita (formas nº 24): 4 unidades.
Troncos
de Natal
Procedimento:
Colocar o CREDIN PÃO-DE-LÓ na batedeira, juntar
os líquidos e misturar.
Bater com as varas, durante ± 10 minutos na
velocidade rápida e 1 minuto na velocidade média.
Forrar com papel almaço as formas de barro para
o Pão-de-Ló de Margaride, encher com batido até
cerca de 2/3 e colocar a tampa nas formas.
Cozer com as formas tapadas a ± 200ºC, durante
± 45 minutos (para cerca de 1 kg).
Retirar as tampas de barro imediatamente após a
cozedura.
Arrefecer destapado.
Pão-de-Ló húmido
tipo
Ovar, Alfeizerão ou Rio Maior
Receita Base:
Massa:
CREDIN BISCUIT TORTAS
Açúcar
Gemas de ovo
Ovos
500
400
(± 50) 1.000
(± 10) 500
g
g
g
g
Troncos de Natal
Os bolos a imitar
surgiram no séc. XIX para simbolizar a tradição
secular da queima do cepo na noite da consoada.
Use a criatividade para decorar o seu Tronco de Natal.
Tronco de Ovo
CREDIN BISCUIT TORTAS
Ovos
Água
Tronco de Chocolate
1.000 g
(± 15) 750 g
300 g
CREDIN BISCUIT CHOCOLATE
1.000 g
Ovos
(± 15) 750 g
Água
300 g
Procedimento:
Colocar os ingredientes na batedeira e misturar.
Bater com as varas, durante ± 10 min. na velocidade rápida e 1 min. na velocidade média (a água
pode ser adicionada gradualmente).
Depositar em tabuleiro previamente forrado com papel vegetal ou siliconizado.
Cozer a ± 240ºC / 250ºC durante cerca de 6 a 7 minutos.
Recheio:
Barrar as pastas com CREDIN DOCE DE OVOS
e enrolar.
Recheio:
Barrar as pastas com CREMA CHOCOLATE e
enrolar.
Decoração:
Barrar os troncos com CREDIN DOCE DE OVOS
e pintar com CREDIGEL PRONTO.
Decorar com farripas de chocolate branco
e escuro, feitas com CREDICAU PASTILHAS
BRANCAS e CREDICAU PASTILHAS ESCURAS.
Acabar a decoração colocando frutas.
Decoração:
Cobrir os troncos com CREMA CHOCOLATE e
riscar com CREDIGEL CHOCOLATE para dar o
enfeite de madeira.
Nos topos decorar com CREMA BRANCA e
riscar com CREDIGEL CHOCOLATE.
Decorar com farripas de chocolate branco
feitas com CREDICAU PASTILHAS BRANCAS.
Acabar a decoração colocando frutas.
Rabanadas, Fatias Douradas
ou Fatias-de-Paridas
Nas zonas rurais era costume dar-se este alimento às mulheres, após o trabalho de parto,
daí o nome Fatias-de-Paridas.
Considerado um alimento nutritivo, fácil de comer e que ajudava na recuperação da
energia gasta durante o parto. Um Doce Popular que a Tradição mantém vivo!
Procedimento para as Rabanadas, Fatias Douradas ou Fatias-de-Paridas:
Pão (Cacetes ou Formas) com cerca de 1 ou 2 dias. Cortar em fatias com ± 2 ou 3 cm de espessura,
passar em leite e seguidamente em ovo batido.
Fritar com CREDIN FRITOS. A temperatura não deverá exceder 160ºC / 170ºC.
Depois de fritos polvilhar com açúcar e canela ou colocar em calda de açúcar aromatizada.
Receita Base:
Massa de Cacetes para Fatias Douradas
Farinha Trigo T65
CREDIN PANILAC
Levedura Seca CREDIN PADARIA
ou
Levedura fresca
GORMAX
Sal
Água Calda de Leite para embeber:
Sugestão A:
Leite
Pau de Canela
Casca de Limão
Baunilha
Açúcar (facultativo)
Procedimento:
Juntar tudo e
levantar fervura.
1.000 g
Depois de frio usar
1
para passar as
q.b.
fatias de pão.
q.b.
± 25 g
ou
1.000 g 100 %
20 g
2%
(±) 15 g 1,5 %
30 g
3%
40 g
4%
15 g 1,5 %
600 g ± 60 %
(±)
(±)
Receita Base:
Massa de PÃO de FORMA para Fatias Douradas
Farinha Trigo T65
CREDIN FORMA
Levedura Seca CREDIN PADARIA
ou
Levedura fresca
Água 500 g 50 %
500 g 50 %
(±) 15 g 1,5 %
(±) 40
(±)
g
550 g
Sugestão B:
Leite frio (± adoçado)
±
4%
55 %
Procedimento:
Amassar ± 5 min. em 1ª e 10 min. em 2ª velocidade.
Temperatura da massa: ± 26ºC.
Estancar (Descansar) ± 20 minutos.
Dividir, pesar e enrolar em bolas com ± 500 g.
Estancar (Descansar) mais 10 minutos.
Tender em forma de cacete com cerca de 50 cm.
Levedar (± 30 min.).
Cozer (dar um pouco de banho ao enfornar).
Temperatura: ± 220ºC cerca de 20 min.
Procedimento:
Amassar ± 5 min. em 1ª e 10 min. em 2ª velocidade.
Temperatura da massa: ± 26ºC.
Estancar (Descansar) cerca de 15 minutos.
Dividir e pesar em peças com o peso adequada
para as formas.
Estancar (Descansar) mais 10 minutos.
Tender em vergão (cacete) e depositar, com a
costura virada para baixo, nas latas previamente
untadas com CREFINO.
Colocar as tampas sem tapar totalmente.
Levedar (± 40 min.). Fechar as latas e cozer.
Temperatura: ± 220ºC / 230ºC ± 20 a 30 min.
Sonhos com Abóbora ou
Cenoura ou Velhoses
Sonhos de Natal
Os fritos de Natal, património da Tradição
Popular, cada vez mais, são adquiridos nas
Pastelarias.
CREDI CHOUX é a solução adequada para o
fabrico de
e também
para toda a gama de “Patê à Choux”.
Para manter a Tradição, sugerimos uma
receita de CREDI CHOUX com puré de
abóbora ou cenoura cozida.
Receita Base:
Receita Base:
Sonhos de Natal
Massa:
Massa:
CREDI CHOUX
Água (morna)
1.000 g
2.000 g
CREDI CHOUX
Água (morna)
Puré de Abóbora ou Cenoura cozida
Procedimento:
Colocar os ingredientes na batedeira e misturar com
a raquete durante ± 3 minutos na velocidade média.
Aromatizar conforme o uso e costume de cada região.
Tender sonhos e fritar com CREDIN FRITOS.
A temperatura não deverá exceder 160ºC / 170ºC.
Depois de fritos, polvilhar com açúcar e canela ou
colocar em calda de açúcar.
Procedimento:
Colocar os ingredientes na batedeira e misturar com
a raquete durante ± 3 minutos na velocidade média.
Aromatizar conforme o uso e costume de cada região.
Tender sonhos e fritar com CREDIN FRITOS.
A temperatura não deverá exceder 160ºC / 170ºC.
Depois de fritos, polvilhar com açúcar e canela ou
colocar em calda de açúcar.
Receita: Calda para Fatias Douradas ou Sonhos
Açúcar
Água
2.000 g
1.250 g
1.000 g
1.600 g
400 g
Procedimento:
Levar ao lume até levantar fervura.
Sugestões para aromatizar:
Decoração (facultativo):
Vinho do Porto, Casca de Limão,
Canela em Pau, Aniz, etc..
Pinhões, Amêndoa palitada, Noz, Sultanas.
Filhós ou Malacuecos
nome também usado no Sul, são fritos de Natal feitos com
massas lêvedas.
CREDIN BERLINER é ideal para o fabrico de Filhós, Rosquilhas ou Donuts e Bolas de Berlim.
As grandes vantagens obtidas com CREDIN BERLINER são a rapidez e regularidade no
fabrico e a menor absorção da gordura durante a fritura.
Procedimento:
Amassar os ingredientes durante ± 15 a 20 min.
Temperatura final da massa: ± 28ºC.
Estancar (Descansar) a massa ± 15 min.
Dividir em unidades com ± 30g.
Com as mãos previamente molhadas com óleo,
esticar a massa para dar o formato de filhós e em
seguida fritar.
A temperatura de CREDIN FRITOS não deverá
exceder 160ºC / 170ºC.
Depois de frito, polvilhar com açúcar e canela ou
com AÇÚCAR em PÓ CREDIN.
Doces de Ovos
Filhós
ou
Malacuecos
Receita Base:
Massa:
CREDIN BERLINER
1.000 g
Ovos
(± 3) 150 g
Levedura Seca CREDIN PASTELARIA (±) 25 g
ou
(±) 75 g
Levedura fresca
(±) 300 g
Água
Os Doces de Ovos são uma herança dos Doces Conventuais.
Castanhas de Ovos, Nozes de Ovos caramelizadas,
Pirâmides de Ovos, Bolinhos de Ovos,
Queijos de Ovos, Croquetes de Ovos, etc.
Conveniência e Regularidade são as vantagens ao usar CREDIN MASSA D’OVO DURA
no fabrico dos mais diversos doces de ovos.
Croquetes, Bolinhos e Queijos de Ovos:
Nozes de Ovos caramelizadas:
Usar CREDIN MASSA D’OVO DURA, moldando
nos formatos desejados, com o auxílio de açúcar
granulado.
Para os Queijos de Ovo, polvilhar com AÇÚCAR
em PÓ CREDIN e vincar para dar o formato de
pequenos queijos.
Moldar o CREDIN MASSA D’OVO DURA no formato
de bola com o auxílio de açúcar granulado.
Decorar com 1/2 noz. Dar um choque de frio
para enrijar as bolas.
Com o auxílio de um garfo passar por açúcar
caramelizado (ponto de partir) e em seguida
colocar sobre tela de silicone.
Retirar da tela e com a tesoura cortar o excesso
de caramelo da base.
Castanhas de Ovos:
Moldar CREDIN MASSA D’OVO DURA no formato
de castanhas, com o auxílio de amido de milho
ou óleo vegetal e colocar sobre tabuleiro forrado
com papel siliconizado.
Pintar com gema de ovo e gratinar em forno
forte (±) 320ºC até aloirar.
Pirâmides de Ovos:
Moldar CREDIN MASSA D’OVO DURA com açúcar
granulado colorido dando a forma de pirâmides.
Receita: Açúcar caramelizado (Ponto de partir)
Açúcar
Água
Vinagre ou Sumo de Limão
Juntar Açúcar com Água e levar ao lume até ferver.
Adicionar vinagre ou sumo de limão e ferver até
cerca de 130ºC (Ponto de partir).
Cup Cakes
A moda dos
chegou a Portugal!
A CREDIN apresenta um conceito Simples e Atraente para a decoração de CUP CAKES.
Com PEPITAS de SABORES CREDIN ou com CREDICAU VERMICELLI poderá realizar
divertidas decorações.
Receita Base: Massa para CUP CAKES
Receita Base: Massa CUP CAKES Chocolate
CREDIN MUFFINS
Óleo
Água
CREDIN MUFFINS DE CHOCOLATE
Ovos
Água
1.000 g
400 g
400 g
1.000 g
400 g
400 g
Procedimento:
Misturar os líquidos com o CREDIN MUFFINS ou CREDIN MUFFINS CHOCOLATE.
Bater com raquete durante cerca de 5 min. até obter uma massa homogénea.
Encher as formas com o saco.
Cozer a ± 210º C / 220ºC com o ar fechado (registo).
Quando os Muffins começarem a criar cabeça, abrir o ar (registo).
Decoração A :
Mergulhar o topo dos Muffins em
CREDICAU LISCREM BRANCO ou
CREDICAU LISCREM.
Polvilhar com CREDICAU VERMICELLI
ou PEPITAS DE SABORES CREDIN.
Decoração B:
Mergulhar o topo dos Muffins em CREDIGEL PRONTO.
Polvilhar com PEPITAS DE SABORES CREDIN ou
CREDICAU VERMICELLI.
1.000 g
200 g
(±) 15 g
Cup Cakes
Fly UP