...

gente gente - Esdeva

by user

on
Category: Documents
9

views

Report

Comments

Transcript

gente gente - Esdeva
Nossa
Nossa
Colaborador da
Esdeva já passou
por palcos do
país como músico
profissional
gente
gente
REPRODUÇÃO DO ENCARTE DO CD
TALENTO
PERFIL
nteligente e perfeccionista,
a jornalista da Tribuna Ana
Cláudia Barros é do tipo que
se entrega de corpo e alma
ao que faz. Na redação do
jornal, a rotina não é nada
fácil, principalmente para ela
que está sempre às voltas
com temas sobre violência e
criminalidade. Carioca, Ana
veio estudar jornalismo na
Universidade Federal de Juiz
de Fora e acabou ficando por
aqui e se apaixonando pelo que
faz. Vamos conhecer um pouco
mais sobre esta colaboradora,
que está na Tribuna desde 2003
e busca não só originalidade
nos seus textos, mas uma
apuração precisa e, acima de
tudo, “tenta melhorar a vida
das pessoas” através da sua
profissão.
Como é sua rotina e o que o
trabalho exige de você?
Chego à redação no início da tarde
e recebo minhas pautas. Antes de
partir para a apuração, discuto a
angulação das
matérias com os editores.
É um momento importante,
porque a troca de idéias é
fundamental para um
bom resultado final. Depois
de colher as informações com
as fontes, retorno à redação,
onde redijo os textos que,
posteriormente, são editados. Mas
há variações na rotina (matérias
especiais, pautas
que surgem antes do
planejamento etc). Como qualquer
outra profissão,
O
Cidade: a que “viu minha
alma entrar”: Rio de
Janeiro
Prato preferido: Sou tão
boa de garfo que não dá
para eleger um só.
Sobremesa: petit gateau
do meu irmão. O melhor
do mundo!
Tipo de música: MPB,
blues, rock, samba das
antigas, eletrônica...
Livro de cabeceira: Estou
lendo, atualmente, a
biografia do Chatô.
meu trabalho exige
concentração para evitar
equívocos e garantir
uma apuração precisa.
Há quanto tempo você está na
Tribuna?
Passei por uma avaliação e fui
contratada em 1º de novembro de
2003.
Lugar: “Vago na lua
deserta das pedras do
Arpoador.”
aaaaaaaaNão há nada
mais sublime.
O que mais gosta no que faz?
Sou do tipo que acredita que a
vocação deve nortear a
escolha da profissão embora, admito, já tenha me
questionado a respeito disso.
Soa meio romântico e pouco
pragmático, mas não me
imagino em outra atividade.
Apesar dos percalços,
gosto de todo o processo do
jornalismo.
Quais os maiores desafios? O que
é mais gratificante?
Minha concepção de desafio:
buscar o original, estimular a
reflexão e, se possível, tentar
melhorar a vida das pessoas.
É isso que dá sentido ao meu
trabalho.
Como é o ambiente de trabalho?
Apesar da pressão diária, o
ambiente é, quase sempre,
agradável. Fiz boas amizades.
Algumas extrapolam a redação.
Como você se define?
Nunca apreciei definições, porque
são limitadoras por excelência. E
depois, há uma grande diversidade
de olhares. Possivelmente, a forma
como determinada pessoa me
enxerga difere da maneira
como eu me vejo.
O que gosta de fazer?
Como gosta de se divertir?
Meu gosto é trivial. Adoro
cinema, música, literatura, filosofia
de boteco com os amigos, brincar
com meu gato e com minha
afilhada. Eventualmente, saio para
dançar (de preferência,
música eletrônica). Ah,
gosto, ainda, de cantar
no chuveiro (risos).
Filme: “Tudo sobre minha
mãe” (Pedro Almodóvar)
Tipo de roupa:
confortável, colorida e
que me encha os olhos.
Esporte preferido: futebol
TALENTO
DA MÚSICA:
O colaborador
Gustavo
Silveira
já foi
produtor
musical e
integrou
bandas
de rock,
como a
Tribuzy e a
Nordheim,
em grandes
centros
do país
Time: Vasco da Gama
O que mais admira nas
pessoas: honestidade
O que mais gosta em
você: o caráter
Felicidade é ...um
amontoado de momentos
bons e memoráveis.
Um momento marcante:
o nascimento da minha
afilhada
NASCIMENTOs
filho do grampeador/colador Alexsandro
Gomes e Edilene Soares dos Santos.


* As certidões de nascimento devem ser entregues pelos colaboradores da empresa no Departamento Pessoal e no Recursos Humanos.
JORNAL DA
MARÇO DE 2007
5
Nº 51
MARÇO DE 2007
HENRIQUE VIARD
Bem-estar e conforto
U
JORNAL DA
INFORMATIVO DOS COLABORADORES
DA ESDEVA INDÚSTRIA GRÁFICA
Coordenação:
Ana Cecília Resende Pereira
Edição e textos: Marise Baesso
Projeto gráfico e diagramação:
Simone Lima Chiconeli
Ilustrações: Raphael Salimena
Revisão: Lucilene S. Lima Vieira
Tiragem: 1.500 exemplares
Impressão:
Esdeva Indústria Gráfica S/A
JORNAL DA
Nasceu, no dia 08 de março, Marcelo
Luiz de Ávila Nunes Júnior, filho do
colaborador Marcelo Luiz de Ávila Nunes
e Karla Nathali Mendes Ribeiro Nunes.
FEVEREIRO DE 2007
IMPRESSO
no dia 15 de fevereiro, às
Nasceu,
22h25, Giancarlo Gomes dos Santos,
Nasceu, no dia 25 de fevereiro, às 21h51,
João Vitor Assunção, filho do técnico de
segurança do trabalho Alex da Silva
Gomes e Juliana Assunção Gomes.
colaborador Gustavo de Araújo
Silveira, 27 anos, é também
músico e compositor e trabalhava
como produtor musical no Rio
de Janeiro antes de vir para
Juiz de Fora. Gustavo participou
como músico e produtor de
várias bandas de rock and
roll independentes na capital
fluminense. Apesar da dedicação
ao rock, ele diz ter um gosto bem
eclético: “Escuto desde a música
clássica até a sertaneja.” Gustavo,
que está há três meses na Esdeva
como operador de pré-impressão
digital, é o nosso talento do mês.
Ele toca vários instrumentos
musicais, como violão, guitarra e
bateria.
Desde que veio para a cidade,
Gustavo teve o tempo restrito
para a música e passou a se
dedicar ao violão apenas como
entretenimento. Antes, porém,
o colaborador demonstrou o
seu talento artístico e chegou a
gravar um DVD em São Paulo,
em novembro de 2005, junto
com a banda de rock and roll
Tribuzy. “Esta gravação teve a
participação de vários músicos
europeus reconhecidos e também
do vocalista do Iron Maiden,
Bruce Dickinson.” Nos anos de
2004 e 2005, ele gravou CDs da
mesma banda como guitarrista
contratado. A experiência de
Gustavo como músico inclui ainda
a participação em quatro discos
da banda Nordheim, na qual era
cantor e guitarrista. Apesar de
não se dedicar mais à música
profissionalmente, Gustavo gosta
do que faz e tem planos de unir
tecnologia e música em seus
trabalhos.
PÁGINA 6 ANO 5
EXPEDIENTE
FERNANDO PRIAMO
BATE-BOLA
i
Dedicação ao
rock and roll
“Não me imagino fora do jornalismo”
REMETENTE
Rua Espírito Santo 95
Poço Rico - Juiz de Fora
6
Campanha estimula hábitos de
higiene nos ambientes da empresa
ma campanha para estimular hábitos de higiene
dentro da empresa está sendo iniciada pela
Segurança do Trabalho, com o apoio do Departamento
de Recursos Humanos da Esdeva. O objetivo
é conscientizar os colaboradores que o aumento
dos padrões de higiene traz benefícios pessoais
e tem sido responsável, segundo especialistas,
pela prevenção de inúmeros tipos de doenças.
Um dos focos principais da campanha é o asseio com o
banheiro masculino, localizado no prédio do refeitório.
O local é limpo pela equipe da empresa Novartis,
contratada pela Esdeva, nos três turnos de trabalho.
No entanto, muitas vezes, a limpeza não é conservada
por muito tempo pelos usuários, o que torna o
ambiente desagradável. Estudos socioepidemiológicos
têm demonstrado que as medidas de maior impacto
na promoção da saúde de uma população estão
relacionadas à melhoria dos padrões de higiene e
nutrição da mesma. A Organização Mundial da Saúde
(OMS) recomenda asseio e limpeza nos locais em
que vivemos, bem como uma série de hábitos que
envolvem mudanças de comportamento frente ao
meio circundante, como forma de se evitar a
propagação de doenças.
O médico do trabalho e homeopata Marcos Tadeu
Salles, da Clínica da Família, ressalta a importância de o
local de trabalho ser considerado como uma extensão
da casa, até porque, muitas vezes, é comum muitas
pessoas passarem mais tempo no trabalho do que em
casa. Portanto, a mesma atitude que cada um tem em
sua residência também deve ter na empresa. É uma
questão de consciência e de conforto. “Um ambiente
de trabalho onde muitos convivem, como na Esdeva,
se cada um não contribuir para a higiene, a chance de
transmissão de uma patologia é maior, como é o caso
da conjuntivite ou diarréia. Portanto, a conscientização
e a educação de todos são muito importantes.”
Mesmo tendo a preocupação de não alarmar os
profissionais, Marcos Tadeu lembra que existem riscos
de doenças infecto-contagiosas até mais sérias em
espaços onde falta a higiene: “No banheiro, podem
existir bactérias e vírus perigosos nas fezes ou
urina, principalmente em local onde há concentração
de pessoas. Os microorganismos estão em todo
lugar. Mas, se o banheiro é usado de forma
adequada, os riscos são minimizados. O simples
ato de se lavar as mãos a cada vez que se vai ao
sanitário reduz em 90% a chance de patologia.”
Os ambientes sujos também são propícios à
disseminação de vetores de doenças, como
moscas, baratas e ratos.
A prevenção, então, é o melhor remédio. Assim, a
campanha iniciada pela Esdeva é considerada louvável
pelo médico. A iniciativa também é aprovada pelo
supervisor da Novartis, Galileu Ogídio. Segundo Galileu,
desde que a campanha foi iniciada, a equipe de limpeza
já notou uma melhora na higiene do banheiro.
Para tentar minimizar os problemas, uma fiscalização
mais constante também vem sendo feita nos sanitários,
onde serão afixados cartazes chamando a atenção para
a necessidade de conservação do ambiente. Quanto
aos armários, a responsabilidade de manutenção da
limpeza é de cada colaborador. No restante do parque
gráfico, a orientação é a mesma, para que seja mantido
o bem-estar de todos e o perfeito funcionamento dos
equipamentos e máquinas. Apesar de o espaço ser
varrido todos os dias e as máquinas, aspiradas, cada
colaborador pode ajudar a manter o seu ambiente
organizado e limpo, dando o bom exemplo aos
demais.
LIMPEZA
DIÁRIA:
banheiro
masculino
é limpo
três vezes
ao dia,
nos três
turnos de
trabalho
Recursos
humanos
Segurança e Saúde do trabalho
humanos
ras
do
às colabora
Mensagem
r!!!
e
h
l
u
m
s
n
Parabé
rco,
8 de ma
Não pelo
beijo e
nem pelo
elo
ço, nem p
pelo abra
.
lo amasso
e
p
e
o
ir
e
ch
és...
ser o que
r
o
p
s
a
M
e,
umanidad
h
a
d
s
u
Hum
,
sibilidade
n
e
s
a
d
,
iz
Ra
iplicidade
lt
u
m
a
d
Tronco
e,
serenidad
Folhas da
e,
fertilidad
Flores da
...
ternidade
e
a
d
s
to
u
mana.
Fr
tureza hu
a
n
a
d
ia
Essênc
O
Meditando...
O principal obstáculo que
um barco a motor tem que
enfrentar é a água contra
a hélice. Entretanto, se não
fosse essa resistência, o
barco não sairia do lugar.
A mesma lei que sustenta
que os obstáculos sejam
condições para o
sucesso, nesses casos,
aplica-se à vida humana.
A vida livre de todos
os obstáculos e
dificuldades reduziria
a zero todas as
possibilidades e fontes
de energia
e realização.
PARABÉNS
PRA VOCÊ:
Se não puder passar por
cima,
passe por baixo,
passe através,
dê a volta,
vá pela direita,
vá pela esquerda...
Se não tiver o material
certo, vá procurá-lo.
Se não puder encontrá-lo,
substitua-o.
Se não puder substituí-lo,
improvise.
Se não puder improvisar,
inove.
Mas acima de tudo...
faça alguma coisa!
Há dois gêneros de
pessoas que nunca
chegam a lugar algum:
as que não querem
fazer nada e as que só
inventam desculpas.
geral
LIVRO
RECEITA
Filezinho de
frango ao forno
INGREDIENTE:
1kg de filé de peito
de frango cortado em
bifes pequenos e finos
(sem temperar)
MONTAGEM
NO PIREX:
1 camada de molho
1 camada de peito
de frango
PARA O MOLHO:
1 lata de milho verde
com caldo e 1 litro de
água. Bata no liquidificador. Acrescente 1
copo de requeijão e
1 pacote de sopa de
cebola e bata mais um
pouco no liquidificador.
Vá repetindo as camadas
e termine com o molho.
Asse até borbulhar
e corar.
Sirva com batata
palha e arroz branco.
Receita testada e aprovada
pela jornalista Marise Baesso
A obra-prima
“Cem anos de
solidão”, de
Gabriel Garcia
Márquez, que
completa
40 anos em
2007, é a nossa
indicação do
mês. Até hoje,
o livro cativa
milhares de
leitores. Garcia Márquez
lançou sua primeira publicação
em 1955, mas só triunfou
a partir de 1967, quando
contou a saga extraordinária
da família que vivia na
fictícia Macondo. O escritor
colombiano, que conquistou
o Prêmio Nobel de Literatura
em 1982, diz que, em seus
livros, esforça-se para
reproduzir o tom com que
sua avó materna contava-lhe
“histórias de além-túmulo”,
sem alterar as feições do
rosto. Isso significa que
contava tudo como se os
com o
tradicional
bolo e
refrigerante, os
colaboradores
da Esdeva
que fazem
aniversário
em março
comemoraram
mais um
ano de vida
Por isso...
Quando tiver algum problema, faça alguma coisa!
único obstáculo para
a águia poder voar
com mais rapidez e
desenvoltura é o ar.
Entretanto, se o ar fosse
retirado e a ave tivesse
que voar no vácuo,
cairia instantaneamente no
solo impossibilitada
de voar.
acontecimentos fantásticos
fizessem parte da realidade
mais corriqueira. “Cem
anos de solidão” é considerado
um marco da literatura
latino-americana. No estilo
de realismo fantástico, em
mais de 350 páginas, a história
se passa em Macondo, que se
parece muito com Aracataca,
cidade onde o autor nasceu.
O livro mostra a trajetória
da família Buendía, desde a
fundação de Macondo até a
sétima geração. Há quem
fale da necessidade de se ler
a história fazendo anotações,
para se traçar
a árvore genealógica da
família Buendía e compreender
a teia de personagens que
vai sendo criada. Mas a
essência está em ver a
história além de seus
personagens e entender o
círculo que se fecha diante
das previsões de um fim
anunciado. Enfim, é uma
leitura que vale a pena.
JORNAL DA
Parabéns aos aniversariantes de março!!!
DIRETORIA
FUNÇÃO
Marcos Freitas Neves
Luciano Fleury da Cruz
André Freitas Neves
Diretor
Diretor
Diretor
COLABORADOR
FUNÇÃO
Sebastião Gerson dos Reis
Rodrigo Alves Dazini
Marcus Vinícius Andrade Guedes
Leonardo Soares Tedesco
Eric Gomes Bastos
Gilson Augusto de Assis
Luciano Marcos de S. Albertino
Ailton Alves Pereira
Alexsandro da Silva Malheiro
Alessandro dos Santos
Sandro Pablo da Silva
Leandro de Souza Corrêa
Eduardo Mesquita Ramos
Itamar José de Almeida
Cleber Luiz Alves de Melo
Vanderson Aparecido Albano
Fernanda Peixoto de Oliveira
William Bento
Claudimar Martins da Costa
Roberto Fulgêncio Andrade
Luis Carlos Pires Júnior
Marcus Daniell Stopa Couto
Wanderson da Costa
Marcos Vinicius da Silva
Telma Elisa da Silva
Wanderson José Nascimento
Aragonez Faria de Oliveira
Carlos Henrique Bento
Odair José Martins Júnior
André Luis Toledo de Castro
Valdir de Oliveira
Paulo César Magella
Wellington Carlos Albano
Ramon Wagner da Silva
Imp. Tipográfico
Aux. Imp. Of. Rt.
Aux. Tesouraria
Aux. Grampeador / Colador
Arte Finalista
Rep. Fotográfico
Op. Pré-Imp. Dig.
Repórter
Aux. Imp. Offset
Imp. Offset Rt
Op. Empilhadeira
Grampeador
Op. Empilhadeira
Empacotador
Téc. Eletromecânica
Empacotador
Diagramadora
Empacotador
Bobineiro Rot.
Rep. Fotográfico Editor
Aux. Imp. Offset
Coor. Pré-Imp. Dig.
Aux. Imp. Of Rt
Empacotador
Repórter
Faxineiro Rotativas
Grampeador
Op. Guilhotina
Empacotador
Arte Finalista
Aux. Imp. Of
Editor
Empacotador
Empacotador
DEPENDENTE
Noemy de Oliveira Nascimento
João Pedro Araújo Moreira Mira
Raphael José Maria Noronha
Victoria M. Bento
Danielle Fátima D. L. da Costa
Giulia de Campos Lopes
Dayvison Mendonça da Silva
Flaviane Paz de Souza Rabelo
Flaviane Paz de Souza
Pablo Britto Costa Marques
Eliane Cristina da Silva
Renata Garcia
Renan Lúcio Nascimento
Thais Alves Ribeiro Matos
Anna Lívia C. Brandt da Luz
Georgete Ribeiro de Oliveira
Davi Reis Ciribelli
Joice Soares Ciconelli
Thales Matos Rocha Mesquita
Elen Cristian Alves
Thiago Peluso de Paula
Lais da Silva Souza
DIA
13
18
28
DIA
01
01
04
04
07
07
08
09
10
10
11
12
12
12
13
15
16
17
17
17
17
20
21
21
21
23
23
25
26
28
29
29
30
31
FUNÇÃO
ADMISSÃO
Arlindo Pereira Netto
Derli Arcanjo da Silva
Hélio da Silva Fávero
Luis Carlos Pontes Jorge
Alexsandro da Silva Malheiro
Rogério Anderson dos Reis
Oscar da Silva Favero
Osmar de Castro
Rodrigo Alves Dazini
Claudineia Tereza da Silva
Alexandre Sergio da Silva
Cleber Luiz Alves de Melo
Gisele Braga Cesar
Fabiano Costa Teixeira
Edil Colla Júnior
Darlan de Sales Toledo
Lázaro Aparecido F. Olegário
Aragonez Faria de Oliveira
Márcio Pires Martins
Anselmo Martins Reiter
Edgar Delgado Campos Amaral
Luiz Felipe Benjamim da Costa
Davi Marcelino de Almeida
Anselmo Aguiar do Carmo
Carla da Hora Duailibi
Rodrigo Augusto da Silva
Josimar de Souza Alves
Luiz Carlos de Paula
Claudio da Silva Fávero
Cleberson Delgado Motta
Marcelo Silveira Nogueira
Denizia Cristina de Souza
Rodrigo Silva Barbosa
Renato Lopes de Assis
Cláudio Luiz Mota Simões Melo
Edson da Rocha Lima
Wellington Carlos Albano
Op. Guilhotina
Aux. Imp. Of
Impressor Offset
Aux. Circul.
Aux. Imp. Offset
Dobrador
Impres. Offset
Aux. Imp. Offset
Aux. Imp. Of. Rt
Aux. de Cálculo
Op. Empilhadeira
Téc. Eletromecânica
Aux. Contábil
Arte Finalista
Aux. Imp. Of Rt
Op. Pré-Imp. Dig.
Empacotador
Grampeador
Op. Pré-Imp. Dig.
Op. Empilhadeira
Empacotador
Empacotador
Aux. Imp. Of Rt
Op. Pré-Imp. Dig.
Editor
Empacotador
Coord. de Expedição
Grampeador
Imp. Offset
Aux. Imp. Of Rt
Imp. Offset Rt
Operad. Telemarketing
Bobineiro Rot.
Empacotador
Arte Finalista
Op. Empilhadeira
Empacotador
01/03/1988
01/03/1996
01/03/1986
01/03/1995
01/03/1997
01/03/1997
01/03/1986
01/03/1999
01/03/1999
01/03/1996
01/03/2002
01/03/2004
02/03/2006
02/03/1999
03/03/1997
03/03/2005
08/03/2005
09/03/2001
10/03/2005
10/03/2006
10/03/2006
10/03/2006
13/03/2006
13/03/2006
13/03/2000
14/03/2006
17/03/1997
18/03/1997
18/03/1996
20/03/1998
20/03/2000
20/03/2003
24/03/2001
24/03/2006
27/03/2006
27/03/2001
28/03/2006
Filho
Filho
Filho
Filho
Cônjuge
Filho
Filho
Cônjuge
Filho
Filho
Cônjuge
Cônjuge
Filho
Filho
Filho
Cônjuge
Filho
Filho
Filho
Cônjuge
Filho
Filho
COLABORADOR
Richard C. do Nascimento
Ricardo Alexandre N. Miranda
Liliane José Maria
Carlos Henrique Bento
Ruben Leolpoldino da Costa
Alex de Campos Lopes
Alessandro José da Silva
Wesley Rabelo Teixeira
Antônio Alves de Souza
Rita Maria Britto Costa
Renato da Silva
Adriano Rocha Gomes
Ronaldo Lúcio da Silva Júnior
Antônio Olavo Matos
Vanderli Brandt da Luz
Paulo Sérgio de Oliveira
Elma Reis Ciribelli
Mauricio Ciconelli
Simone Matos Rocha
Márcio Dutra Lins
Ricardo Peluso de Paula
Telma Elisa da Silva
ANOS
19
11
21
12
10
10
21
8
8
11
5
3
1
8
10
2
2
6
2
1
1
1
1
1
7
1
10
10
11
9
7
4
6
1
1
6
1
DIA
01
01
01
01
01
02
02
03
03
04
05
06
07
08
08
10
11
13
13
14
14
15
DEPENDENTE
Daniele Fernanda G. Tedesco
Victoria de Azevedo Souza
José Carlos da Silva Júnior
Diego Machado Andrade
Cíntia Cristina de A. Speridia
Jhenefer Lara P. de Oliveira
Luana Silva Fávero
Pedro Henrique Frizeiro Loures
Marluce Reis Pereira
Juliana de Lima Almeida
Warlen Rafael F. Nascimento
Maria Giovanini Correa
Jorge Lucas Marangon da Silva
Eliane Maria de Oliveira
Thais Marangon da Silva
Juliana Maria Leal Evangelista
Juan Vitor Fernandes
Karla Brugiolo de Oliveira
Ana Paula Ferreira Fontes
Lygia Ferreira de S. Magella
PARENTESCO
Cônjuge
Filho
Filho
Filho
Cônjuge
Filho
Filho
Filho
Cônjuge
Filho
Filho
Outros
Filho
Cônjuge
Filho
Cônjuge
Filho
Filho
Cônjuge
Filho
COLABORADOR
DIA
Leonardo Soares Tedesco
Carlos Fabiano de Souza
Silvia Letícia Fonseca Neves
Roberto Fulgencio Andrade
Gustavo Soares de Oliveira
Júlio César de Oliveira
Cláudio da Silva Favero
Cristian Moreira Loures
Fabrício de Castro Menezes
Antônio Carlos G. de Almeida
Wanderson Jose Nascimento
César Romero Geovanini Correa
Antônio Carlos da Silva
Sandro Paulo da Silva
Antônio Carlos da Silva
Anderson Fernando Evangelista
Hélio da Silva Favero
Luzia Brugiolo da Silva
Victor Martins Tardio
Paulo César Magella
16
18
20
21
21
22
22
22
23
23
24
25
25
25
29
30
31
31
31
31
2
mações sobre a data, o
local, o horário de votação e os candidatos. Seu
voto é muito importante
para que possamos ter
uma comissão de colaboradores comprometida
com a nossa segurança
durante os 12 meses de
trabalho.
RECICLAGEM
Os treinamentos de reciclagem estão acontecendo toda semana, sempre
às segundas e terças-feiras. Fiquem atentos, pois
todos os colaboradores
vão participar. Sua participação é indispensável
para traçarmos melhorias
e trocarmos experiências.
· Excesso de confiança.
· Ação sem conhecimento específico do que se está
fazendo
· Não-valorização de medidas ou dispositivos de prevenção de acidentes
· Excesso de limites de máquinas, veículos ou do
corpo humano
· Uso de veículos para fins de demonstração e não
transporte
· Imprudência e negligência
· Improvisações
· Falta de maior observação do ambiente de trabalho
Fonte: http://www.bauru.unesp.br/curso_cipa/3_seguranca_do_trabalho/1_acidentes.htm
No século XIII, um
certo imperador da
Alemanha, dado
a experimentos
bizarros, realizou
uma estranhíssima
experiência:
determinou que
todos os bebês
nascidos nos meses
subseqüentes fossem
tomados de suas
famílias e cuidados
exclusivamente
por “mães de
aluguel”. Essas
“mães de aluguel”
alimentariam e
cuidariam da higiene
dos bebês, mas eram
proibidas de falar ou
manter contato físico
com eles. O objetivo de tal insanidade
era descobrir qual seria a língua falada
pelas crianças, depois de crescidas, sem
contato algum com palavras ditas perto
delas. Seria latim, hebraico ou a língua
natal de seus pais? Quanta loucura! Mas
assim foi feito. Todavia, o que o imperador
não esperava era que todas as crianças
morressem nos primeiros meses de
suas vidas, impossibilitando que seu
experimento tivesse conclusão. Apesar
de alimentar e cuidar da higiene dos
bebês, o carinho e as doces palavras eram
proibidos de acontecer. Assim, a totalidade
das crianças faleceu, simplesmente por
falta de carinho...
No século passado, pediatras estudiosos
avaliaram crianças doentes que eram
tratadas em centros de caridade e
observaram que muitas delas não tinham
uma boa evolução ou até faleciam,
apesar do tratamento adequado e das
boas condições de higiene dos locais.
Na verdade, essas crianças não podiam
MARCOS TADEU SALLES - HOMEOPATA
E
MÉDICO
DO
TRABALHO
DA
receber a visita
de seus pais ou
pessoas próximas e
a falta do afeto era
determinante para
que muitas tivessem
piora em seu quadro
clínico.
Concluímos assim
que, mesmo bem
alimentadas e
higienizadas, as
crianças necessitam
do que há de
mais básico na
relação entre as
pessoas: o carinho,
a atenção, o afeto.
Transportemos esta
necessidade à nossa
condição de adultos:
quantas vezes nos
sentimos mal, desanimados, com diversas
queixas clínicas, em períodos em que
nos sentimos mais sozinhos, menos
“acarinhados”... Em contrapartida, quando
nos sentimos amados e respeitados,
pouco adoecemos.
Cuidar da saúde é alimentar-se bem,
buscar as melhores condições de higiene,
fazer atividades físicas... Mas, além
disso, um indivíduo saudável é
fundamentalmente uma pessoa que ama e
é amada. Pense nisso...
CLÍNICA
DA
FAMÍLIA
JORNAL DA
JORNAL DA
MARÇO DE 2007
NOVO TÉCNICO
Um novo técnico de
segurança do trabalho faz
parte da equipe da Esdeva. Rafael José Carminate Costa acaba de chegar
e irá nos ajudar a dar
seqüência às atividades
e campanhas pertinentes
à saúde e à segurança
dentro da empresa.
Levantamento realizado
pelo setor de Segurança
do Trabalho constatou que
90% dos acidentes ocorridos
dentro de uma empresa são
de responsabilidade de atos
inseguros, o que significa que
poderiam ter sido evitados.
Portanto fiquem atentos. O ato
inseguro normalmente decorre
de situações tais como:
Afeto também é saúde!!!
Parabéns por mais um ano conosco!!!
Aniversário dos familiares de colaboradores
PARENTESCO
Segurança do
Trabalho e Cipa
ELEIÇÕES NA CIPA
Uma nova eleição está
sendo preparada para
eleger os integrantes
da Comissão Interna de
Prevenção de Acidentes
(Cipa). Os editais sobre o
processo de votação estão anexados nos murais
da Esdeva, com infor-
Fazem aniversário de empresa em março
COLABORADOR
&
meio ambiente
FERNANDO PRIAMO
É PRECISO SABER VIVER!
Recursos
MARÇO DE 2007
3
MARÇO DE 2007
4
Fly UP