...

Kits NSC-FLC Cadeias Leves Livres

by user

on
Category: Documents
2

views

Report

Comments

Transcript

Kits NSC-FLC Cadeias Leves Livres
Protocolo Operativo na Urina - Exemplo
O protocolo operativo esquematizado a seguir é um exemplo da utilização dos Kits NSC-FLC numa
primeira aproximação diagnóstica na urina.
BIOMEDICINA - PATOLOGIA CLINICA - INFORMATICA
Kits NSC-FLC
Cadeias Leves Livres
( Free Light Chains - FLC )
Apresentação Linha:
• Introdução
• Indicações
•
•
•
•
CLL
CLL
CLL
CLL
Monoclonais na Urina (Proteinúria de Bence Jones)
Policlonais na Urina
no Sangue
no Líquido Céfalo-raquidiano
• Validade do teste
Interpretação ImunoFixação:
• Presença de CLL Monoclonais
⇒
Bence Jones, possível doença imunoproliferativa
• Presença de CLL “Oligoclonais”
⇒
Bence Jones, possível doença imunoproliferativa ou outras situações de significado
incerto (exemplo: "Ladder" ou "Bandas Pseudo-Oligoclonais")
• Presença de CLL Policlonais
⇒
Doenças hiperimunes (Lúpus, etc.) ou Função Tubular alterada
•
•
•
•
Proteinúria de Bence Jones
CLL Policlonais na Urina
CLL no Sangue
CLL no Líquido Céfalo-raquidiano
• Protocolo Operativo na Urina - Exemplo
Outras informações complementares:
• Presença de Imunoglobulinas Monoclonais
⇒
Ig Monoclonais no soro (CM-Ig) com Função Glomerular alterada
New Scientific Company España, SL
• Presença de Imunoglobulinas Policlonais
⇒
Função Glomerular alterada
Valencia, 558 - ES 08026 Barcelona (España)
Tel.: +34 93 244 82 94 - Fax: +34 93 244 82 95
www.newscientific.es — [email protected]
É possível encontrar qualquer combinação dos casos anteriores.
Apresentação Linha: Kits NSC-FLC - Cadeias Leves Livres - rev. 1.1 (PT) - 04.04.2012
Introdução
Indicações
Validade do Teste
Em 1988,
pela primeira vez no mundo, a
New Scientific Company propõe
uma linha completa de Kits
cujo principal objectivo é
a determinação, qualitativa ou quantitativa,
das Cadeias Leves Livres
na urina não concentrada.
A procura das Cadeias Leves Livres (CLL) tem as
indicações seguintes:
A validade do teste de imunoprecipitação será
diferente, dependendo do problema:
CLL Monoclonais na Urina
(Proteinúria de Bence Jones)
Proteinúria de Bence Jones
Os Kits também podem ser usados para a
determinação das Cadeias Leves Livres no sangue
(soro ou plasma) e no líquido céfalo-raquidiano,
obtendo-se resultados técnica e analiticamente
excelentes; no entanto, devemos sublinhar que o
significado clínico da concentração das Cadeias Leves
Livres no sangue e no líquido céfalo-raquidiano está
actualmente em fase de definição.
O método baseia-se
na reacção de
Imunoprecipitação em fase líquida,
Nefelometria/Turbidimetria,
com anti-soros adsorvidos
específicos anti-Cadeias Leves Livres
(Determinantes Ocultos - Hidden).
A turvação provocada pela reacção antigénio/anticorpo
é
medida
instrumentalmente,
mediante
um
nefelómetro ou turbidímetro, e o sinal produzido pela
amostra é interpolado na curva obtida com os
Calibradores para se obter a sua concentração.
• Protocolo diagnóstico em caso de:
• Suspeita
de doença imunoproliferativa, como
Mieloma
Múltiplo,
Macroglobulinemia
de
Waldenström, Amiloidose Primária, Leucemia
Linfática Crónica, etc..
• Electroforese
sérica que evidencie uma nova
banda monoclonal.
• Dados de laboratório que induzam a suspeita de
Mieloma Micromolecular (Mieloma Bence Jones).
• Protocolo de controlo da evolução em caso de:
• Doença imunoproliferativa.
• Doente com banda monoclonal na electroforese
sérica ou urinária, mas sem diagnóstico de doença
imunoproliferativa (MGUS).
CLL Policlonais na Urina
• Protocolos de estudo de doenças hiperimunes, como
Lúpus
Erythematosus,
Artrite
Reumatóide,
Amiloidose Secundária, etc..
• Protocolos de estudo da funcionalidade do túbulo
proximal.
CLL no Sangue
• Protocolos de diagnóstico e de controlo da evolução
de doenças imunoproliferativas.
CLL no Líquido Céfalo-raquidiano
Estão disponíveis Kits e procedimentos operativos para,
entre outros:
• Nefelómetros BN™ Series da Siemens.
• Nefelómetros IMMAGE® da Beckman Coulter.
• Analisadores automáticos de Química Clínica.
• Protocolos de estudo de doenças inflamatórias do
Sistema Nervoso Central, como a Esclerose Múltipla
ou outras.
• Na primeira aproximação diagnóstica o
teste tem uma dupla validade:
• Qualitativa:
Seja qual for o motivo da procura, o teste
tem em primeiro lugar um valor de
Screening
qualitativo,
dado
que
a
monoclonalidade deverá ser confirmada
com
a
Electroforese
ou
com
a
Imunofixação.
• Quantitativa:
Tendo sempre em conta os limites que a
caracterizam, é útil para:
— Ter uma orientação para concentrar a
amostra e optimizar ulteriores estudos.
— Ter um ponto de partida para o controlo
da evolução do doente.
• Controlo da evolução:
O teste tem, neste caso, um significado
prevalentemente quantitativo.
CLL Policlonais na Urina
O teste tem um significado prevalentemente
quantitativo.
CLL no Sangue
O teste tem, neste caso, um significado
prevalentemente quantitativo, actualmente em
fase de definição.
CLL no Líquido Céfalo-raquidiano
O teste tem, tal como no caso anterior, um
significado
prevalentemente
quantitativo,
também actualmente em fase de definição.
Fly UP