...

vou beijar seus pés

by user

on
Category: Documents
33

views

Report

Comments

Transcript

vou beijar seus pés
VOU BEIJAR SEUS PÉS
Apesar do testemunho dos Evangelhos
Canônicos e Apócrifos, de Flávio Josefo, do insidioso
texto do Talmude Babilônico, de Plínio, o Jovem, de
Suetônio e, ao que tudo indica, das revelações que nos
trará o Livro de Chumbo, há muita gente da elite cultural
que nega a existência do verdadeiro Jesus, ou seja, de
Cristo.
Fico a matutar se entre as razões desta negação,
que faz as dolorosas chagas do Nazareno nunca parar de
sangrar, não está a cegueira de determinados sábios, por
não perceberem que negar a Luz é não admitir as Trevas;
o paradoxal ibope de se dizer ateu, mesmo sabendo-se que
não existe vida sem Criador; o fato de ser muito fácil trair
o bem e difícil não ser fiel ao mal; a doentia e obstinada
revolta que conduz ao desespero e não a esperança, nos
faz falar como hienas em busca de carcaças, se comportar
como cascavéis enraivecidas e espreitar as inertes vítimas
como abutres famintos e, alfim, o desmedido apego a
teorias escritas por mentes perturbadas esquecendo-se que
não passam de simples paus-de-sebo.
Assim, por mais que digam não convencem, pois
lhes falta compreensão para perceber que sua
incredulidade deixa-os doentes e, por isso, como disse o
Mestre, precisam de médicos.
Portanto, quando falam lembro-me das palavras
da Legenda Áurea onde Jesus diz a São Bernardo: “Você é
homem e coroado de flores, eu sou Deus e coroado de
espinhos; você nas mãos tem luvas, eu tenho cravos que
furam; você dança vestindo trajes brancos, eu por gozação
recebo veste branca; você usa os pés para dançar, eu para
sofrer; você estende os braços em cruz durante a dança em
gesto de alegria, eu estendo os meus na cruz em sinal de
opróbrio; você exulta nessa posição, eu padeço; você tem
o peito e os flancos inflados de glória, eu tenho o meu
flanco trespassado para seu beneficio. Apesar disso, volta
para mim que eu o receberei”.
Este eterno perdão e transcendente amor
continuam, mesmo com seu corpo sem vida na cruz, como
explica o iluminado monge cisterciense: “Quem não terá
confiança e esperança quando considerar a posição de seu
corpo na cruz, cabeça inclinada para nos beijar, braços
estendidos para nos abraçar, mãos trespassadas para nos
presentear, flanco aberto para nos amar, pés presos para
não se afastar de nós, corpo estendido para se sacrificar
por todos nós”.
SENHOR, por comungar e sentir-me bem com
quem lembra e acredita que teu sacrifício foi para redimir
o mundo, cumprindo a mais piedosa e cristalina tradição
cristã, vou participar da procissão e beijar teus sagrados
pés.
ALOISIO VILELA DE VASCONCELOS
Professor da UFAL
19.04.2011
Fly UP