...

Gado necessita de uma “boia” boa - Hotsites da Embrapa Gado de

by user

on
Category: Documents
1

views

Report

Comments

Transcript

Gado necessita de uma “boia” boa - Hotsites da Embrapa Gado de
6
Correio rural
segunda-feira, 7 de julho de 2014
pecuária
Gado necessita de uma “boia” boa
Uma boa alimentação é fator imprescindível para o
sucesso na criação de animais, sejam bovinos, bubalinos, equinos etc... No caso
dos bovinos, é preciso ter na
propriedade um bom pasto.
Mas só uma boa pastagem,
às vezes, não é suficiente para atender a todas as exigências nutricionais do animal.
Por isso, na pecuária, falase tanto em suplementação
alimentar. E qual seria, por
exemplo, uma boa mistura
mineral na hora de compor
um alimento suplementar?
Os especialistas têm as respostas.
Qual deve ser a composição
de uma boa mistura mineral?
arquivo
Contrariamente ao que muita
gente pensa, a melhor mistura mineral não é aquela que
apresenta o maior número de
elementos essenciais, nem
aquela com níveis mais elevados desses. A boa mistura
mineral é aquela que contém
os minerais realmente deficientes na dieta dos animais,
em níveis e com consumo
alvo, que resultem em uma
ingestão condizente com a
exigência do animal suplementado.
Quais são os macro e microelementos essenciais à dieta
de bovinos de corte no Brasil?
Macroelementos: cálcio (Ca),
fósforo (P), magnésio (Mg),
sódio (Na), cloro (Cl), enxo-
Só com uma boa alimentação os animais podem ganhar mais peso
fre (S) e potássio (K).
Microelementos: zinco (Zn),
ferro (Fe), manganês (Mn),
cobre (Cu), cobalto (Co), iodo (I), selênio (Se) e molibdênio (Mo).
Qual é a suplementação mineral recomendada para
bezerros em aleitamento?
Nenhuma. Admite-se que os
bezerros nessa fase de vida
recebam todos os nutrientes
minerais que precisam por
meio do leite materno e, também, do pasto, à medida que
dele se utilizam. A única recomendação que se faz é a de
que os cochos das vacas sejam de altura tal que permita
aos bezerros servirem-se dos
mesmos minerais destinados
às mães, se assim quiserem.
Quais são os minerais mais
frequentemente deficientes
nos pastos?
Baseados nos resultados de
milhares de análises realizadas pelo laboratório da Embrapa Gado de Corte, principalmente em amostras de
braquiária em solos pobres
de cerrado, os minerais que,
com mais frequência se apresentam em níveis subótimos
nas pastagens, são: o fósforo (P), o sódio (Na), o zinco
(Zn), o cobre (Cu) e o cobalto
(Co). O cálcio (Ca) e o magnésio (Mg) estão quase sempre em níveis próximos ao
adequado. Potássio (K), ferro
(Fe) e manganês (Mn) estão
quase sempre bem acima das
exigências dos animais. Para
o iodo (I), selênio (Se) e enxofre (S), praticamente não
existem dados no que diz respeito à sua concentração nos
pastos.
Fly UP