...

LISTA DE EXERCÍCIOS

by user

on
Category: Documents
2

views

Report

Comments

Transcript

LISTA DE EXERCÍCIOS
LISTA DE EXERCÍCIOS -­‐ FRANCOS E SIRG 1. (Uel 2013) Embora a ideia de transformação seja uma característica da modernidade, nos períodos anteriores, na Europa, ocorreram diversas mudanças nos campos político, econômico, científico e cultural. Pode-­‐se afirmar que, com o declínio do Império Romano na Europa Ocidental, constituíram-­‐se novas relações sociais entre os habitantes desses territórios, momento que foi denominado pelos historiadores como Período Medieval. Com relação a esse período, considere as afirmativas a seguir. I. Carlos Magno libertou o seu império do poderio papal por intermédio de alianças militares realizadas com a nascente nobreza mercantil de Veneza. II. Os camponeses possuíam o direito de deixar as terras em que trabalhavam e migrar para os burgos pelo acordo consuetudinário com os suseranos. III. Os chefes guerreiros comandavam seus seguidores no Comitatus por meio de juramentos de fidelidade. Os nobres também realizavam esse pacto entre si. IV. O grande medo da população era ocasionado pelas invasões de bárbaros, pelas epidemias e pela fome. A crença em milagres se propagava rapidamente entre a população. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I e II são corretas. b) Somente as afirmativas I e IV são corretas. c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas. 2. (Ufrgs 2013) Um dos elementos essenciais nas relações sociais da Idade Média Ocidental foi a instituição da vassalagem, difundida desde o reinado de Carlos Magno, que consistia em a) um juramento de compra de terras por um vassalo a um senhor, as quais eram trabalhadas por servos. b) uma relação de dependência pessoal que vinculava, por meio de um juramento, um senhor a um subordinado, vassalo. c) uma concessão temporária de terras do rei a funcionários especializados da alta administração, que exploravam o trabalho dos servos da gleba. d) uma relação contratual entre um senhor e seus servos, que prestavam serviços em troca de proteção. e) um contrato revogável de prestação de serviços temporários por parte de um cavaleiro profissional, a serviço de um senhor. 3. (Uepb 2013) Analise as proposições a seguir: I. As transformações ocorridas durante a primeira parte da Alta Idade Média foram fundamentais para a integração de diferentes povos e culturas e responsáveis por mudanças significativas, como o fim da estrutura política centralizada e o fortalecimento institucional da Igreja Católica. II. Uma das preocupações de Carlos Magno, imperador carolíngio, foi a elevação do nível educacional do clero e o Prof. Rodolfo aumento da alfabetização entre os religiosos e servidores que compunham a estrutura administrativa do Império. III. As relações entre o suserano e o vassalo eram marcadas por noções como fidelidade, obediência e reciprocidade, isto é, relações de dependência. Está(ão) correta(s) a(s) proposição(ões): a) I, II e III b) Apenas l e II c) Apenas II e III d) Apenas I e III e) Apenas I 4. (Ufjf 2012) Observe a ilustração e leia a citação abaixo. Em seguida, responda ao que se pede. Nascida nos quadros do Império Romano, a Igreja ia aos poucos preenchendo os vazios deixados por ele até, em fins do século IV, identificar-­‐se com o Estado, quando o cristianismo foi reconhecido como religião oficial. (...) Estreitavam-­‐se, portanto, as relações Estado-­‐Igreja. (...) No Império Carolíngio, a aliança entre os reis e a Igreja foi fundamental para a consolidação de ambos os poderes e, por vezes, a Igreja assumia funções que hoje consideramos ser do Estado e este por sua vez interferia nos assuntos religiosos. FRANCO JÚNIOR, Hilário. A Idade Média. Nascimento do Ocidente. São Paulo: Brasiliense, 2001. p.67,71 Sobre as relações entre Estado e Igreja, no período medieval, responda: a) Qual a importância da Igreja Católica na administração dos reinos e impérios? b) De que maneira o poder régio contribuiu para a expansão da fé cristã? 5. (Fgv 2009) "(...) constituíram-­‐se na Idade Média dois poderes que se colocavam acima da autoridade dos reis e dos senhores e, por isso, eram denominados poderes universais: o papado (poder espiritual ou religioso) e o império (poder temporal ou político). A relação entre esses dois poderes foi sempre problemática (...)". LISTA DE EXERCÍCIOS -­‐ FRANCOS E SIRG (Luiz Koshiba, "História -­‐ origens, estruturas e processos") Pode ser apontado(a) como um exemplo dessa relação problemática: a) a promulgação do Edito de Milão, em 313, que reconheceu o poder espiritual do papa e estabeleceu o cristianismo como a religião oficial do Império Romano, condição revogada pelo imperador Décio, no fim do século IV. b) o conflito conhecido como a Querela das Investiduras, de 1076, que opôs o papa Gregório VII ao imperador Henrique IV, do Sacro Império, e só foi superado em 1122, com a Concordata de Worms. c) a determinação do imperador Teodósio I, a partir de 391, em proibir todas as práticas não pagãs, que gerou uma forte perseguição aos cristãos e o poder religioso voltou para a mão do imperador romano. d) o incentivo dos reinos cristãos, principalmente do Império Carolíngio, em construir mosteiros longes das cidades, o que efetivou a separação entre o poder temporal dos reis e o poder espiritual dos monges e do clero em geral. e) o apoio decisivo do imperador Constantino à heresia ariana, construída pelos bispos do Oriente, no Concílio de Nicéia (325), que defendia a concepção de que o poder temporal caberia apenas ao soberano romano, mas com o beneplácito do papa. 6. (Ufrgs 2007) Sobre o período histórico denominado Alta Idade Média, considere as seguintes afirmações. Prof. Rodolfo II. A partir do reinado de Carlos Magno, coroado "imperador dos romanos" no ano de 800, a servidão enfraqueceu-­‐se consideravelmente na Europa, pois o Estado impunha aos nobres a transformação dos servos da gleba em camponeses livres, para facilitar o recrutamento militar. III. Apesar de procurar centralizar o poder, Carlos Magno contribuiu para a descentralização política no Império, ao distribuir propriedades de terras e direitos vitalícios entre os vassalos, em troca de lealdade e de serviço militar. IV. O Tratado de Verdun, firmado entre os netos de Carlos Magno após esses guerrearem entre si, dividia o Império em três partes, que passavam a constituir Estados apenas nominais, devido à consolidação da ordem política feudal. São corretas apenas as afirmativas a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I, II e IV. e) I, III e IV. 8. (Ufpel 2005) I -­‐ Carlos Magno foi responsável pela unificação de grande parte do antigo território romano na Europa. II -­‐ As cidades permaneceram como importantes centros econômicos e culturais, devido, em parte, à reabertura do mar Mediterrâneo pelos cruzados. III -­‐ A Europa cristã, fragilizada pelo declínio do Império Carolíngio, foi vítima de inúmeras invasões, principalmente por parte dos povos escandinavos e dos sarracenos. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas I e III. d) Apenas II e III. e) I, II e III. 7. (Pucrs 2006) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as seguintes afirmativas sobre o Império Carolíngeo, constituído a partir do reino dos Francos durante a chamada Alta Idade Média. I. A dinastia carolíngea, a partir de Pepino, o Breve, no século VIII, buscou combater o poder temporal da Igreja através do confisco de terras eclesiásticas e da dissolução do chamado Patrimônio de São Pedro, na Itália. Este mapa se refere à: a) centralização política, na fase inicial da Idade Moderna. b) divisão do Império Romano, no final da Idade Antiga. c) formação dos Estados Nacionais, no século XV. d) Europa Ocidental, na Idade Antiga. e) organização dos reinos francos, na Idade Média Ocidental. 9. (Fgv 2004) "O sacerdote, tendo-­‐se posto em contato com Clóvis, levou-­‐o pouco a pouco e secretamente a acreditar no verdadeiro Deus, criador do Céu e da Terra, e a renunciar aos ídolos, que não lhe podiam ser de qualquer ajuda, nem a ele nem a ninguém [...] O rei, tendo pois confessado um Deus todo-­‐poderoso na Trindade, foi batizado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ungido do santo Crisma com o sinal-­‐
da-­‐cruz. Mais de três mil homens do seu exército foram igualmente batizados [...]." São Gregório de Tours. A conversão de Clóvis. Historiae LISTA DE EXERCÍCIOS -­‐ FRANCOS E SIRG Eclesiasticae Francorum. Apud PEDRERO-­‐SÁNCHES, M.G., História da Idade Média. Textos e testemunhas. São Paulo, Ed. Unesp, 2000, p. 44-­‐45. A respeito dos episódios descritos no texto, é correto afirmar: a) A conversão de Clóvis ao arianismo permitiu aos francos uma aproximação com os lombardos e a expansão do seu reino em direção ao Norte da Itália. b) A conversão de Clóvis, segundo o rito da Igreja Ortodoxa de Constantinopla, significou um reforço político-­‐militar para o Império Romano do Oriente. c) Com a conversão de Clóvis, de acordo com a orientação da Igreja de Roma, o reino franco tornou-­‐se o primeiro Estado germânico sob influência papal. d) A conversão de Clóvis ao cristianismo levou o reino franco a um prolongado conflito religioso, uma vez que a maioria dos seus integrantes manteve-­‐se fiel ao paganismo. e) A conversão de Clóvis ao cristianismo permitiu à dinastia franca merovíngia a anexação da Itália a seus domínios e a submissão do poder pontifício à autoridade monárquica. 10. (Ufc 2003) "O enorme Império de Carlos Magno foi plasmado pela conquista. Não há dúvida de que a função básica de seus predecessores, e mais ainda a do próprio Carlos, foi a de comandante de exército, vitorioso na conquista e na defesa (...) Como comandante de exército Carlos Magno controlava a terra que conquistava e defendia. Como príncipe vitorioso, premiou com terras os guerreiros que lhe seguiam a liderança..." (ELIAS, Norbert. "O Processo civilizatório" Rio de Janeiro, Zahar, 1993 vol. II, p.25) De acordo com seus conhecimentos e com o parágrafo acima, é correto dizer que a feudalização deveu-­‐se: a) à necessidade de conceder terras a servidores, o que diminuía as possessões reais, e enfraquecia a autoridade central em tempos de paz. b) à venda de títulos nobiliários e à preservação das propriedades familiares. c) à propagação do ideal cavalheiresco de fidelidade do vassalo ao Senhor. d) a princípios organizacionais de sistemas ecológicos de agricultura de subsistência. e) à teoria cristã que afirmava: "para cada homem, seu rebanho'', interpretada, durante a Idade Média, como a fragmentação do poder terreno. Prof. Rodolfo LISTA DE EXERCÍCIOS -­‐ FRANCOS E SIRG Gabarito: Resposta da questão 1: [C] [I]. Incorreta. Carlos Magno estabeleceu aliança com o poder papal, consolidando o seu reino. Não houve alianças com a nobreza mercantil de Veneza. [II]. Incorreta. Os camponeses ou servos de gleba estavam ligados à terra que cultivavam, sem ter o direito de deixá-­‐
las. [III]. Correta. Os laços de vassalagem se realizavam por meio dos juramentos de fidelidade entre senhores e seus respectivos servos e entre senhores. Os seguidores dos chefes guerreiros comandavam o grupo denominado de Comitatus. [IV]. Correta. As invasões de bárbaros ocasionavam um elevado temor à população, bem como as epidemias e a fome. No período, as crenças em milagres se difundiam em elevada escala entre a população, devido à atuação da Igreja. Prof. Rodolfo trabalhavam servos, como em um feudo privado. Quanto aos reinos, havia forte relação entre os reis – principalmente os francos – e a Igreja, que interferia na administração na medida em que muitos conselheiros e ministros do Rei eram membros do alto clero. b) O estudante poderá destacar, dentre outros elementos: a formação e envio de religiosos para promover a conversão de pagãos; a organização e participação no movimento cruzadístico para combater os infiéis. Se remontarmos a formação do Reino Franco e de seu primeiro rei, Clóvis, percebemos a aliança com a Igreja e o combate a outros povos não cristãos como apoio ao Papa. A mesma aliança foi reforçada pelo líder franco mais importante, o Imperador Carlos Magno, como demonstra a ilustração acima, coroado no dia de natal do ano 800 pelo próprio Papa. Resposta da questão 5: [B] A Alta Idade Média foi marcada por disputas entre o Imperados do SIRG e o Papa, seno a disputa mais famosa a Querela das Investiduras. Resposta da questão 2: [B] A vassalagem era uma relação de dependência pessoal, sancionada por um juramento, que se estabelecia entre o senhor e um subordinado, o vassalo. No reinado carolíngio, foi utilizada como uma forma de cooptar adeptos à monarquia. O rei era o senhor máximo que estabelecia relações de vassalagem com outros nobres, os quais, por sua vez, tomavam para si outros vassalos. O senhor emprestava ao vassalo um benefício, ou feudo, que normalmente era composto por terras com seus servos. Em troca, exigia a lealdade incondicional do subordinado, que deveria acorrer como combatente para lutar as guerras do seu senhor. Resposta da questão 3: [A] Durante a Alta Idade Média, os povos bárbaros dominaram a Europa, promovendo a integração entre diferentes povos. A dissolução do Império Carolíngio, por sua vez, acelerou o processo de descentralização política, concedendo poderes aos senhores feudais. A relação de suserania e vassalagem era marcada, principalmente, por um laço de fidelidade entre os nobres que a praticavam. Carlos Magno sempre teve profunda preocupação com o fator educacional durante seu governo no Império Carolíngio. Resposta da questão 8: [E] O mapa mostra a configuração do Império Franco após sua dissolução pelo Tratado de Verdun. Resposta da questão 9: [C] Clóvis, soberano dos francos, converteu-­‐se ao catolicismo em 496, dando início ao primeiro reino medieval. Resposta da questão 10: [A] O poder real dependia de uma cadeia de favores. Em troca de terras, os reis exigiam de seus nobres a fidelidade militar. Em períodos de ameaça comum, nobres e reis constituíam uma força razoavelmente centralizada. Contudo, a estrutura feudal enfraquecia o poder do rei pela ausência de um monopólio do uso da força. Resposta da questão 4: a) O estudante poderá destacar, dentre outras: que a Igreja era um poderoso senhor feudal e, nesta condição, administrava vastos territórios (senhorios e cidades), exercendo a justiça e cobrando impostos. Essa situação refere-­‐se às terras pertencentes à Igreja Católica, na qual Resposta da questão 6: [C] O Império Carolíngio foi um período de relativa centralização política, expansionismo militar e contenção das tentativas de invasões. Resposta da questão 7: [C] ITEM I: está errado. Pepino, o Breve concedeu terras para a igreja (Patrimônio de S. Pedro), reforçando so laços entre a monarquia franca e o papado romano. ITEM II: está errado. A servidão nunca foi abolida ao longo do feudalismo. LISTA DE EXERCÍCIOS -­‐ FRANCOS E SIRG Prof. Rodolfo 
Fly UP