...

Correção do Teste 3ª Ação de Avaliação Observadores 01-05-2014

by user

on
Category: Documents
1

views

Report

Comments

Transcript

Correção do Teste 3ª Ação de Avaliação Observadores 01-05-2014
Associação de Futebol de Aveiro
Conselho de Arbitragem
Teste Escrito
OBSERVADORES OBSC2
01/MAIO/2014
N.º TESTE
Época 2013/2014
Leia atentamente as instruções seguintes.
Para cada questão, escolha só uma (a mais completa) resposta, fazendo uma cruz no quadrado pretendido. Se a
cruz ocupar mais do que um quadrado, a resposta será anulada e receberá 0 pontos. Perguntas com mais do que
uma resposta serão consideradas nulas e receberão 0 pontos. Se se enganar na colocação de uma cruz, risque-a
(ficando o quadrado todo preenchido) e assinale outra cruz na resposta considerada certa.
Cotações das perguntas: Resposta certa: 5 (cinco) pontos; ausência de resposta: 0 (zero) pontos; resposta errada:
-2 (menos dois) pontos. É proibido falar com os colegas durante a realização do teste.
Não coloque o seu nome em nenhum local deste teste.
1. Um jogador ao executar um lançamento lateral vai fazê-lo cerca de sete metros à frente do local por onde
a bola tinha saído e atira-a a um adversário com a nítida intenção de o agredir. O que deve fazer o árbitro?
Expulsar o executante por conduta violenta e recomeçar o jogo com lançamento lateral para a equipa
adversária.
Expulsar o executante por falta grosseira e recomeçar o jogo com lançamento lateral para a equipa
adversária.
Expulsar o executante por conduta violenta e recomeçar o jogo com livre directo ou grande penalidade.
2. Um espectador deu uma apitadela levando a que o guarda-redes tenha agarrado a bola com as mãos na
sua área de grande penalidade. O árbitro interrompeu o jogo. Como o deve recomeçar?
Com pontapé livre indirecto no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção.
Com pontapé livre indirecto no local onde o guarda-redes agarrou bola.
Com bola ao solo no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção.
3. Numa substituição, o jogador que devia sair recusa-se a fazê-lo. Como deve proceder o árbitro?
Se o jogador insistir em não sair, dá o jogo por terminado e relata os factos.
Deve recorrer ao capitão de equipa e ao delegado para o demover dessa recusa.
Não deve intervir e deve continuar o jogo.
4. Na execução de uma grande penalidade, o executante faz fintas durante a corrida de balanço,
pontapeando a bola de seguida. O que deve fazer o árbitro?
Advertir o executante e punir a sua equipa com um pontapé livre indirecto no local da infracção.
As fintas durante a corrida de balanço são permitidas, pelo que o árbitro deverá deixar prosseguir o jogo.
Espera pelo resultado da grande penalidade e se for golo, manda repetir a grande penalidade.
5. Um jogador efectivo é expulso durante a saudação inicial. Esse jogador pode ser substituído?
Não. Como as equipas já estavam dentro do terreno de jogo, o jogador não pode ser substituído.
Sim. Pode entrar um suplente inscrito para o seu lugar.
Sim. Esse jogador pode ser substituído por um suplente ficando a sua equipa com menos uma substituição
para fazer.
6. Um jogador que se encontrava dentro do terreno de jogo, com este a decorrer, agride a soco um
adversário que estava a receber assistência médica fora do terreno. O que deve fazer o árbitro?
Interromper o jogo, expulsar o agressor e recomeçar o jogo com pontapé livre indirecto no local onde a
bola se encontrava no momento da interrupção.
Interromper o jogo, expulsar o agressor e recomeçar o jogo com pontapé livre directo no local onde a bola
se encontrava no momento da interrupção.
Interromper o jogo, expulsar o agressor e recomeçar o jogo com bola ao solo no local onde a bola se
encontrava no momento da interrupção.
7. Um jogador entra em tackle sobre um adversário que conduzia a bola, usando força excessiva. O árbitro,
agindo correctamente, expulsou-o e puniu a sua equipa com um pontapé livre directo. Em que
fundamento legal se baseou o árbitro?
No facto de o jogador ter praticado uma acção de brutalidade.
No facto de o jogador se ter tornado culpado de conduta violenta.
No facto de o jogador ter praticado uma falta grosseira.
8. O que se entende por simulação?
Um jogador que tente enganar o árbitro, fingindo que está lesionado ou fazendo-se vítima de falta, tornase culpado de simulação.
Um jogador que tente enganar o árbitro, fingindo que está doente ou fazendo-se vítima de falta, torna-se
culpado de simulação.
Um jogador que tente enganar o árbitro, fingindo que está lesionado ou doente ou fazendo-se vítima de
falta, torna-se culpado de simulação.
9. O guarda-redes após realizar uma defesa, e ainda com a bola nas mãos, dá um pontapé num adversário
que, entretanto, tinha caído dentro da baliza. O que deve fazer o árbitro?
Interromper o jogo, expulsar o agressor e recomeçar com bola ao solo.
Interromper o jogo, expulsar o agressor e recomeçar com um pontapé de grande penalidade.
Interromper o jogo, expulsar o agressor e recomeçar com um pontapé livre indirecto.
10. Um suplente substituiu, sem autorização do árbitro, um seu colega. Após a obtenção de um golo por parte
da equipa adversária, o árbitro verifica que o jogador suplente está no terreno. O que deve fazer?
Validar o golo. O jogador em causa deve ser advertido e deve abandonar o terreno de jogo para
regularizar a substituição. O jogo recomeça com um pontapé de saída favorável à sua equipa.
O golo não é válido. O jogador em causa deve ser advertido e deve abandonar o terreno de jogo para
regularizar a substituição. O jogo recomeça com um pontapé livre indirecto no local onde a bola se
encontrava no momento da interrupção.
Validar o golo. O jogador em causa deve abandonar o terreno de jogo para regularizar a substituição. O
jogo recomeça com um pontapé de saída favorável à sua equipa.
11. Das faltas previstas na Lei 12, cometidas por negligência, imprudência ou força excessiva, existem três em
que o simples facto de as tentar fazer, leva o árbitro a assinalar pontapé livre directo. Quais?
Pontapear um adversário, rasteirar um adversário, agredir um jogador.
Pontapear um adversário, rasteirar um adversário, agredir um adversário.
Pontapear um adversário, empurrar um adversário, agredir um adversário.
12. Com o jogo a decorrer, um jogador informa o árbitro que vai abandonar o terreno de jogo para mudar de
botas e o árbitro autoriza. Entretanto, há um remate e a bola bate naquele jogador que ia a sair e entra na
baliza adversária. O golo deve ser validado?
Sim. O jogador não cometeu nenhum comportamento antidesportivo, pois não jogou a bola de forma
voluntária.
O jogador deve ser considerado um elemento estranho e o golo não deve ser validado.
Não. O jogador deve ser advertido e a sua equipa punida com um pontapé livre indirecto.
13. Um defensor sai do terreno, pela sua linha de baliza, para tentar inviabilizar uma jogada de ataque da
equipa adversária. Como deve ser considerado para efeitos da análise do fora-de-jogo?
Deve ser considerado como estando em cima da linha de baliza.
Deve ser considerado como estando fora do terreno de jogo.
Deve ser considerado como estando em linha com o guarda-redes.
14. Com a bola em jogo, um jogador agride o treinador adversário que havia entrado no terreno de jogo. O
que deve fazer o árbitro?
Interromper o jogo, expulsar o agressor, considerar o treinador advertido, ordenando a sua saída do
terreno, ou expulsá-lo se tiver tido um comportamento irresponsável e recomeçar o jogo com um pontapé
livre indirecto contra a equipa do agressor no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção.
Interromper o jogo, expulsar o agressor, considerar o treinador advertido, ordenando a sua saída do
terreno, ou expulsá-lo se tiver tido um comportamento irresponsável e recomeçar o jogo com bola ao solo
no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção.
Interromper o jogo, expulsar o agressor, considerar o treinador advertido, ordenando a sua saída do
terreno, ou expulsá-lo se tiver tido um comportamento irresponsável e recomeçar o jogo com um pontapé
livre indirecto contra a equipa do treinador no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção.
15. O jogador nº 8 vai ser substituído pelo nº 15. O nº 8 deixa o terreno e o nº 15, antes de entrar no terreno,
agride um adversário que estava ali perto em cima da linha lateral. Qual a decisão a tomar?
Expulsar o nº 15. O nº 8 pode continuar em jogo ou ser substituído por outro suplente, pois a substituição
ainda não foi consumada.
Expulsar o nº 15. A sua equipa fica com menos um jogador, uma vez que a substituição foi consumada.
Expulsar o nº 15. O nº 8 pode continuar em jogo ou ser substituído por outro suplente, se a sua equipa
ainda tiver substituições para fazer.
16. Um jogador agride um adversário. O árbitro interrompeu o jogo e, após a exibição do cartão vermelho ao
agressor, recomeçou o jogo com bola ao solo. Agiu bem?
Não, deveria ter recomeçado com pontapé livre directo.
Sim, se a agressão ocorreu fora do terreno de jogo.
Sim, se o agressor saiu do terreno para agredir o adversário.
17. Deve o árbitro interromper o jogo se, no decorrer normal do mesmo, uma equipa ficar reduzida a menos
de sete jogadores?
Sim, deve interromper de imediato.
Não. Pode aplicar a lei da vantagem se for um caso de golo iminente.
Não. Pode aplicar a lei da vantagem, mas não o deverá recomeçar depois de a bola ter deixado de estar
em jogo se a redução no número de jogadores se mantiver.
18. Um jogador que se encontrava a receber assistência médica fora do terreno, com o jogo a decorrer, atira
uma das suas botas a um adversário que conduzia a bola ali perto. O árbitro interrompeu o jogo, expulsou
o agressor e puniu a sua equipa com um pontapé livre indirecto no local onde a bola se encontrava no
momento da interrupção. Procedeu bem?
O árbitro procedeu bem tanto a nível disciplinar como técnico.
O árbitro procedeu bem a nível disciplinar e mal na vertente técnica. A infracção deveria ser punida com
um pontapé livre directo no local da infracção (onde a bota atingiu o adversário).
O árbitro procedeu bem a nível disciplinar e mal na vertente técnica. O jogo deveria recomeçar com bola
ao solo no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção.
19. Um defensor lesiona-se e fica caído dentro do terreno de jogo, não havendo mais nenhum colega entre ele
e o seu guarda-redes. Um atacante colocado entre este jogador e o seu guarda-redes está ou não em forade-jogo?
Sim, porque está mais próximo da linha de baliza adversária do que o penúltimo defensor.
Sim, porque um jogador caído no terreno não conta para avaliação do fora-de-jogo.
Não se não se encontrar à frente da linha da bola.
20. Um jogador agarra-se à barra da sua baliza e evita, com o corpo, que a bola entre na baliza. O que fazer?
Interromper o jogo, advertir o jogador por comportamento antidesportivo e recomeçar o jogo com um
pontapé livre indirecto contra a sua equipa, na linha da área de baliza paralela à linha de baliza no ponto
mais próximo onde se encontrava o jogador.
Interromper o jogo, expulsar o jogador por anular uma clara oportunidade de golo e recomeçar o jogo
com um pontapé livre indirecto contra a sua equipa, na linha da área de baliza paralela à linha de baliza no
ponto mais próximo onde se encontrava o jogador.
Interromper o jogo, advertir o jogador por comportamento antidesportivo e recomeçar o jogo com um
pontapé livre indirecto contra a sua equipa, no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção.
Fly UP