...

Joo Pereira - Mestre Irineu

by user

on
Category: Documents
3

views

Report

Comments

Transcript

Joo Pereira - Mestre Irineu
Hinário
MENSAGEIRO
De
Maria Marques Vieira
(Maria Damião)
Edição oficial do CICLUMIG
Flor do Céu
De acordo com revisão feita por Dona
Percília Matos, zeladora do hinário.
www.mestreirineu.org
1
01 - DIVINO O NOSSO PAI
Marcha
Divino o nosso pai
Que é o nosso salvador
Divino o nosso pai
Que é o nosso protetor
Virgem nossa mãe
Que é a nossa protetora
Virgem nossa mãe
Que é a nossa defensora.
’
2
02 – TU BEIJAMIM
Marcha
Tu Beijamim flor de amor
Da onde vem todo primor
Tu Beijamim flor de amor
Foi Deus do céu quem nos mandou
A virgem mãe lhe acompanhou
O Beijamim flor de amor
Quem nos mandou foi o criador
O Beijamim flor de amor.
’
3
03 – Ó VIRGEM SENHORA MÃE
Marcha
Ó virgem senhora mãe
Senhora da Conceição
Levantem meus irmãos
E venham ver a senhora mãe
A senhora da Conceição
Que ela vem com a luz na mão
É para dar para os meus irmãos
Se conformem meus irmãos
E não se levem na ilusão
Olhem para a casa
A casa de são João
Viva Deus no céu
E a senhora da Conceição
Acompanhem meus irmãos
A senhora da Conceição.
’
4
04 - MEU PAI É PARA SEMPRE
Marcha
Meu pai é para sempre
Mas ninguém não dá esta crença
Que somos filhos da verdade
Mas ninguém tem a lealdade
Eu peço aos meus irmãos
Que tenham calma e tenham amor
Que Deus é o nosso pai
E ele é um soberano senhor
Sou filho da minha mãe
E ela abraça os que me acompanham
Eu digo é com firmeza
Que a minha mãe não me abandona.
’
5
05 - OLHEMOS PARA O TEMPO
Valsa
Olhemos para o tempo
Que o tempo desmudou
Minha mãe que me mandou
Como mestre ensinador
Eu vivo neste mundo
Neste mundo pecador
Cumprindo esta missão
De Jesus Cristo salvador
Eu ensino aos meus irmãos
Para terem um grande amor
Sigo firme com certeza
Em nosso pai criador.
’
6
06 – OLHA A CANÇÃO
Marcha
Olha a canção
Olha a canção beija-flor
Pisa firme no chão
Assim como eu sou
Olha a canção
Olha a canção de amor
Pisa firme para seguir
Assim como jurou
Olha a canção
Olha a canção de amor
Pisa firme no chão
Responde quem me mandou
A virgem Maria
Escreveu e confiou
Que é para ver
Se nós tem amor.
’
7
07 - DIVINO PAI ETERNO
Marcha
Divino pai eterno
Eu peço a vós que não me despreze
Vou embora meu irmão
Vós tenha compaixão
Roguem a Deus pelo irmão
Que se leva na ilusão
Meu Deus me perdoai
Toda minha ingratidão
Gravemos no coração
E sigam em frente meus irmãos.
’
8
08 - A RAINHA ME MANDOU
Marcha
A rainha me mandou
Eu ensinar os meus irmãos pecadores
Pois se curvem a doutrina
A doutrina de Jesus salvador
Que a rainha me mandou
Eu ensinar com carinho e com amor
Sigam firme(s) a esta luz
Que a rainha foi quem nos mandou
Sejam amáveis a rainha
Para seguir com amor com alegria.
’
9
09 - MEU DIVINO PAI ETERNO
Marcha
Meu divino pai eterno
Quem me deu este poder
Para mim resplandecer
Ó meu pai resplandeci
E os vossos filhos estão rebeldes
Que se fazem desconhecidos
Este é o poder
E quem não quiser seguir
É para ver o corpo delir
Minha mãe minha protetora
Socorrei os vossos filhos
Pelo vosso santo amor
Ó meu pai nos perdoai
Vós nos dê a santa guia
Para todos nós seguir.
’
10
10 – EU SOU PEQUENININHO
Marcha
Eu sou pequenininho
Mas trago os meus ensinos
Eu canto é bem baixinho
Em roda dos meninos
Canta canta os meninos
Para todos se alegrar
Que nós todos somos filhos
E precisamos rezar
É de grande a pequenos
É para todos dar valor
Que nós estamos na doutrina
Do nosso pai criador.
’
11
11 - VAMOS DEIXAR DE FRAQUEZA
Marcha
Vamos deixar de fraqueza
Abandonemos esta pobreza
Para seguir o bom caminho
É preciso ter firmeza
A minha mãe que me ensinou
E mandou eu seguir
Para eu não temer a nada
Para adiante eu ser feliz
Peço um conforto ao pai eterno
Para eu seguir como Deus quer
Para eu seguir nesta linha
Da rainha da floresta.
’
12
12 - SEIS HORAS DA TARDE
Marcha
Seis horas da tarde
Quando a lua apareceu
Dando a luz aos vossos filhos
O vosso brilho resplandeceu
Sois a lua e sois rainha
E sois o brilho do jardim
Rogo a Deus por vossos filhos
Mas ninguém roga por mim
Jesus Cristo salvador
Veio ao mundo para ensinar
Dando a luz aos vossos filhos
Para todos enxergar
O rei onipotente
É quem me manda eu ensinar
Façam esforço de aprender
Os ensinos do general.
’
13
13 - A MINHA MÃE É TÃO FORMOSA
Marcha
A minha mãe é tão formosa
Me dá a luz e o clarão
Para eu amar a Deus no céu
E ser firme aos irmãos
Eu digo aos meus irmãos
Que esta sessão tem um prodígio
É preciso trabalharmos
Para sermos mais unidos
Entraram na sessão
Mas nenhum foi iludido
Estando dentro da sessão
Quero todos reunidos
Meus irmãos querem ser
Mas nenhum tem o poder
Todos têm que apanhar
Para poder obedecer
O poder está comigo
Para vir me socorrer
Os que forem obedientes
Pronto eu para atender.
’
14
14 - A TERRA AONDE EU ESTOU
Marcha
A terra aonde eu estou
A minha mãe me colocou
Dou valor a minha mãe
Que ela é quem nos tem amor
A minha mãe é tão formosa
Ela é formosa e linda
Vamos todos ter amor
À virgem mãe divina
Os primores do universo
É o reino da floresta
Vamos todos festejar
A vossa grande festa
Vamos todos festejar
E vamos todos com alegria
Que esta é a festa
Da sempre virgem Maria
A minha mãe nos procurou
Para nos dar o alimento
Agora vamos todos
Dar viva ao nascimento.
’
15
15 – Ó MEU DIVINO MEU PAI
ETERNO
Marcha
Ó meu divino meu pai eterno
Foi vós foi quem veio e me fez
Eu digo perante a luz
Sou filho da mãe de Deus
Eu vivo cumprindo a missão
Ensinando aos meus irmãos
Retiram os meus direitos
Com grande(s) ingratidão
Jesus Cristo assim sofreu
Crucificado pelos judeus
Eu peço ao meu salvador
Que rogue por nós a Deus
Vamos todos prestar atenção
E cumprir com a obrigação
Eu peço a vós a luz
Ó virgem da Conceição
Vamos todos por uma escala
Como a carta de abc
Aqui o chefe sou eu
E todos têm que obedecer.
’
16
16 - EU SOU UMA ÁRVORE SOMBREIRA
Marcha
Eu sou uma árvore sombreira
Assim como um coqueiro
Eu dou valor a vocês
Valor que nunca ninguém teve
Mas não sabem me agradecer
Quanto mais me compreender
Se são alguma coisa
É debaixo do meu poder
Eu afrouxo uma polegada
O povo já vai gritar
Valei-me meu pai eterno
Mestre eu já vou me acabar.
’
17
17 - SOU FILHO DE MARIA
Marcha
Sou filho de Maria
Maria mãe de Jesus
Maria é a nossa guia
E Jesus é a nossa luz
Minha sempre virgem Maria
Ó que mãe de alegria
Botai-me a vossa bênção
Minha sempre virgem Maria
Sou a luz do oriente
A todos eu peço obediência
Que o caso está muito sério
Mandado pela providência
Senhora de Nazaré
Vós livrai toda a nação
Defendei os vossos filhos
Filhos de Eva e Adão
Senhora de Nazaré
Abrandai estes terrores
Que o mestre ensinador
Há muito tempo ele avisou.
’
18
18 - MENSAGEIRO
Valsa
Eu sou filho de Deus
Eu sou é um mensageiro
Eu sou a luz iluminante
Que ilumina o mundo inteiro
Eu sou é um mensageiro
Com a luz que Deus me dá
A luz é para nós todos
Aqueles que procurar
É preciso se trabalhar
Fazer esforço de procurar
Que nós todos temo(s) a certeza
Deste mundo se ausentar
Vamos todos trabalhar
Que nós vamos se apresentar
Perante ao nosso pai
E os trabalhos a ele mostrar.
’
19
19 - A MINHA MÃE ME PROCUROU
Marcha
A minha mãe me procurou
Logo a verdade ela veio e me mostrou
E me ordenou para mim seguir
Nesta verdade que é o divino resplendor
Eu digo aos meus irmãos como foi
Para mim seguir nesta linha da verdade
A minha mãe que me ordenou
Para ensinar aos meus irmãos não se julgar
Os meus trabalhos é no astral
Trago a verdade ela limpa em cristal
Mas ninguém liga importância
Os ensinos da virgem divinal
O tempo chegou feliz daqueles
Que seguiu e gravou este amor
A minha mãe há muito tempo
Os ensinos para todos ela mandou.
’
20
20 - SOU O ALENTO DA VIDA
Marcha
Sou o alento da vida
E sou o pai dos desconsolados
Que os filhos da minha mãe
Não tem nenhum desprezado
Levo a vida a procurar
Para meus irmãos se conformar
A ilusão está muito grande
E ninguém quer acreditar
Os exemplos estão na vista
Para todos se conformar
Que nós estamos na doutrina
E não podemos se julgar.
’
21
21 - MEU DIVINO PAI ETERNO
Marcha
Meu divino pai eterno
Como se vive em cima da terra
Que os primores que vós me dá
Ninguém sabe aproveitar
As lições é para todos
Que quiserem acreditar
Leva o tempo a procurar
E a maior parte a duvidar
Os tempos estão se passando
E o povo vão ficando
Para todos meus irmãos
Sempre eu estou avisando
Meu divino pai eterno
Vós tenha compaixão
Retirai os vossos filhos
De toda essa ilusão.
’
22
23
22 - Ó MEU SUPREMO PAI
Valsa
Ó meu supremo pai
Os meus trabalho(s) eu já fiz
Espero da irmandade
Só mesmo a força de vontade
A nossa estrada é justa
Todos têm que aprender às suas custas
Que é para meus irmãos saberem
Que a justiça de Deus é justa
Quem quiser ir que se acuse
Quem não quiser não procure
Esforço mais eu não faço
Que agora é que está no apuro
A todos meus irmãos
Eu ensinei a trabalhar
Se quiserem ver procurem
Que todos têm que enxergar
ª
24
Eu vivo aqui neste mundo
Somente para ensinar
Meus irmãos me procurando
Eu estou aqui para mostrar
Somos filhos de uma mãe
Todos filhos de um pai
Meus irmãos fiquem sabendo
Que todos nós somos iguais
É melhor meus irmãos se humilhar
Ninguém sabe o que Deus vai nos dar
Que o poder de Deus é justo
E a todos eu posso mostrar.
’
25
23 - A LUZ QUE NOS GUIA
Marcha
A luz que nos guia
É uma luz de aumento
Sigam em frente meus irmãos
Recebendo sempre este alimento
Ninguém deve esmorecer
Que é para todos compreender
Os ensinos que estão na frente
É para todos receber
Ó virgem senhora mãe
Senhora deste poder
Dai-me o vosso conforto
E não me deixe esmorecer
O conforto é para todos
Que quiserem obedecer
É amar ao nosso Pai
Que ele não deixa esmorecer.
’
26
24 – Ó VIRGEM MÃE PURÍSSIMA
Marcha
Ó virgem mãe puríssima
Imaculada e consagrada
Senhora destes primores
Que existe aqui nesta casa
Vamos todos seguindo
Com a luz do resplendor
Que a luz que nos guia
É o nosso mestre ensinador
Digo uma vez eu digo duas
Eu digo todas as vezes
Que os filhos da rainha
Não faltam nestes festejos
A ordem está severa
Para aqueles que frequentam
Aqueles que não dão crença
Desocupa os assentos.
’
27
25 - EU CANTO É PARA SEGUIR
Valsa
Eu canto é para seguir
Vou cantar porque nunca segui
O mestre bem dizia
E eu nunca que ouvi
Me regenero ao meu pai eterno
Com meu grande sofrimento
Para eu seguir nesta linha
E nunca haver escurecimento
Eu não fui porque errei
Mas se Deus quiser eu vou
Peço a vós que me perdoe
Por vosso divino amor.
’
28
26 - OLHEI PARA O FIRMAMENTO
Marcha
Olhei para o firmamento
Uma luz me advertiu
Suspendi meu pensamento
Que é para meu seguimento
Que o bom seguimento
Há muito tempo que veio ao chão
E para os tempos que já fazem
Meus irmãos prestem atenção
Viva Deus no céu
E a senhora da Conceição
Que foi ela quem mandou
Esta linda preleição
Assim foi ela
Dizendo para os meus irmãos
Que todos prestem atenção
O que diz a preleição
O mestre recebeu
E declarou para os seus irmãos
Ninguém ligou importância
O que diz a preleição.
’
29
27 - NA VIDA É COM DEUS
Marcha
Na vida é com Deus
E sem vida é com Deus
E o meu pensamento
Só vive é em Deus
Eu sigo é com Deus
Contrito em Deus
E sigo me lembrando
Só é em Deus
Eu sigo é com fé
E esta fé ela é de Deus
Porque quem nos levanta
É a pureza de Deus
O mestre vai na frente
Fazendo os rogos seus
Nos dando o conforto
Para nós amar a Deus
Vamos todos trabalhar
E abandonemos a ilusão
Que nós temos Deus por nós
E a virgem da Conceição.
’
30
28 – VAMOS TODOS POR UMA ESTRADA
Marcha
Vamos todos por uma estrada
Os adultos e os de menor idade
Assim vão todos seguindo
Acompanhando esta verdade
Se assim todos seguirem
Todos recebem uma bandeira
E leva perante a nossa mãe
Que recebemos a nossa firmeza
É para todos trabalhar
E procurarem o seu valor
Que é para todos saberem
Em que empregou o seu amor
O mestre sempre diz
Que todos se corrijam
E peçamos conforto a Deus
Para enxergar os nossos erros
E todos tomem pra si
E todos vão se olhar
Que a disciplina está séria
E senão todos vão apanhar.
’
31
29 - ESTEJAM EM PÉ FIRME
Marcha
Estejam em pé firme
Firmado em seu lugar
Que Deus foi quem nos fez
E ele é quem tem pra nos dar
Vamos todos meus irmãos
Seguir com alegria
Que Deus foi quem nos fez
E a nossa mãe é quem nos cria.
’
32
30 - MEU DIVINO PAI ETERNO
Marcha
Meu divino pai eterno
Quem me deu este poder
Para mim resplandecer
Para meus irmãos conhecer
Todos quanto vieram
Esta luz não conhecia
E eu ensinei para todos
Como todos é de seguir
Todos têm que seguir
É com amor no coração
Que eu sou o chefe da sessão
Sou quem respondo pelos meus irmãos
Eu convido os meus irmãos
Para seguir com alegria
Para ir(em) a nossa casa
Da sempre virgem Maria.
’
33
31 - Ó VIRGEM SENHORA MÃE
Marcha
Ó virgem senhora mãe
Perpétua na glória
Ó virgem senhora mãe
É a vós que eu adoro
Ó virgem senhora mãe
Ó mãe gloriosa
Nos dai o conforto
Ó mãe poderosa
Ó virgem senhora mãe
Ó virgem mãe pura
A vós eu apresento
Todos nesta formatura
Ó virgem senhora mãe
Todos a vós entreguei
Ó virgem senhora mãe
A dona destes festejos
Ó virgem senhora mãe
Estamos todos reunidos
Eu peço ó mãe divina
Que vós faça nós feliz.
’
34
32 – REPOUSEI-ME CONCENTREI
Marcha
Repousei-me concentrei
Minha conselheira chegou
Foi dizendo para mim esta verdade
Para todos ela mostrou
Em outros tempos passados
Havia facilidade
Tornou-se tudo difícil
Por não gravarem a verdade
Agora é tarde
Que eu já estou escabreado
Eu ensino para todos
E só recebo é bordoadas
Mas vamos todos seguindo
Com a nossa devoção
Rogando a Deus no céu
E ao senhor são Sebastião.
’
35
33 - A LUA ME APARECEU
Marcha
A lua me apareceu
Por debaixo das nuvens
Eu pude compreender
Que é o poder de Jesus
O poder neste mundo
É certo que ele existe
Que ele é a luz
E esta luz é de Jesus
Nenhum não se domina
O poder é quem nos leva
O mestre nos mostrou
Para nós sair das trevas
O Mestre roga por todos
Mas ninguém roga por ele
Todos têm obrigação
De fazer suas implorações.
’
36
37
34 - SOMOS TODOS PERFILADOS
Mazurca
Somos todos perfilados
Na bandeira agaloada
Escute a vós que vai sair
Que somos todos numerados
Somos todos oficiais
Do castelo principial
Fomos todos reunidos
Nesta noite de natal
A nossa mãe nos dá valor
E nos entrega todos primores
Em ver os vossos filhos
Lhe dando grandes louvores
O mestre fica contente
Quando vê grande harmonia
Implorando ao pai eterno
Que nos dê mais alegria
ª
38
Vamos todos meus irmãos
Bem seguir nesta missão
Não encaremos o sofrimento
Que o nosso pai tem compaixão
Jesus Cristo é o nosso mestre
Que sofreu por nós na cruz
Ele sofreu com o vosso amor
Para nos dar a santa luz
Peço a vós que me dê força
Para eu combater com a matéria
Que meu espírito é do divino
E a matéria é da terra.
’
39
35 - CHUVA É DO ASTRAL
Marcha
Chuva é do astral
Disciplina na terra
Todos se preparem
Para ver o fim da guerra
Eu sigo em frente
Com a minha divisão
Porque estou preparado
Com as armas na mão
O meu pai me deu força
E me entregou o poder
Para eu viver neste mundo
E saber me defender.
’
40
36 – NO PODER DIVINAL
Valsa
No poder divinal
Somos bem testemunhados
Fazem seus artes baixinhos
Pensando que o mestre não sabe
Os ensinos sou eu quem dou
Mas não querem acreditar
Que depois que o globo sabe
É que vem me entregar
Mas eu estou enxergando
Nada eu posso dizer
Continuando assim
Todos vão se arrepender
Eu não prometo para faltar
O que eu digo eu dou as provas
Pois isto é tão certo
Como a virgem é mãe de nós.
’
41
37 - EU TENHO PRAZER
Marcha
Eu tenho prazer
A vós eu ter amado
Amei a virgem mãe
E sei que não sou desprezado
Quando a ela eu amei
Uma esperança ela me deu
Tu segues nesta linha
Que tu sois um filho meu
As luzes me clareou
E os primores ela me deu
Implorei ao pai eterno
Que meus irmãos todos cheguem
Segui meus passos em frente
Recebi a comunicação
Trabalhando com meus irmãos
Para tirar da ilusão
ª
42
Todos que vão me ouvindo
Esta luz vão enxergando
Não é com fingimento
A todos eu vou ensinando
Todos que me acompanham
E têm força de vontade
Serão meus companheiros
Nesta linha da verdade.
’
43
38 - QUANDO EU ERA MENINO
Valsa
Quando eu era menino
Me chamavam pequenininho
Aí eu me transformei
E mais eu modifiquei
Foi palavras que Deus disse
Para todos vossos filhos
Trabalhai e multiplicai
Para não diminuir
Até que a velhice chegou
E os ensinos multiplicou
A certeza é que eu vou
Mas todos dizem ele deixou
Os ensinos eu estou mostrando
Para todos compreender
Que eu não posso me declarar
Eu mesmo não posso dizer.
’
44
39 - A LUA É TÃO FORMOSA
Marcha
A lua é tão formosa
Nas alturas onde ela está
Com o vosso poder
Ela vem nos iluminar
A luz ela entregou
Ao nosso mestre para nos dar
Para todos bem seguir
E viver no bem-estar
Ao mestre ela ordenou
E lhe entregou todo poder
Para ele ensinar
E disciplinar os que merecer
A minha mãe me ordenou
E eu só tenho é que fazer
Que eu não vou sofrer
Por quem não quer me obedecer.
’
45
40 - A RAINHA ME ORDENOU
Valsa
A rainha me ordenou
Para mim fazer uma viagem
Para eu seguir meus passo(s) em frente
Com meu coração sem maldade
Eu segui os meus passo(s) em frente
Cumprindo as vossas ordens
Para ser uma filha eterna
Da virgem mãe da glória
Nos meus olhos eu enxerguei
No meu pensamento disseram
Que era a virgem mãe
Com seu manto azul moderno
Até que eu me afirmei
Que era a virgem Maria
E vós vem é me ensinar
Para esta missão eu cultivar.
’
46
47
41 - EU SIGO O MEU CAMINHO
Marcha
Eu sigo o meu caminho
E não temo a ninguém
Porque quem me determina
Tem a luz do supremo
Eu digo para todos
Meus irmãos seguir em frente
Todos se corrijam
Para ver se vai na frente
Eu digo para todos
É para ver o seu alento
Agora todos vejam
Se pode pular na frente
Agora a instrução
Mudou um pouco
Eu aqui eu pego todos
E vou torcer os meus caboclos
ª
48
Quem não prestar atenção
Vai ver seu corpo embalançar
Aqueles que merecer
Vai ver seu corpo estremecer
Quando o corpo estremecer
Ninguém vá se assustar
Que agora a minha mãe
Me mandou executar
Todos vão se corrigir
E vejam aonde vai doer
Que eu não posso ter pena
De quem procura merecer
Eu agora terminei
E já vou arrematar
Quem quiser seguir comigo
Não tem segredo a guardar.
’
49
42 – EU VIVO NESTE GLOBO
Marcha
Eu vivo neste globo
Na minha mãe eu afirmando
Pedindo e rogando
A minha mãe por nós todos
Eu vivo neste mundo
Eu não tenho vizinho
Pedindo e rogando
A quem me determina
Eu sigo a minha linha
Porque Deus me determina
Pedindo e rogando
A minha rainha
Eu vivo nesta irmandade
Como uma irmã desvalida
Pedindo e rogando
A Deus por minha vida
O tempo é quem me leva
Ao poder eu me entrego
Pedindo e rogando
A minha mãe que não me despreze.
’
50
43 – PELO AMOR DE DEUS
Marcha
Pelo amor de Deus
A todos eu vou dizer
Um grande vulcão
Que entre nós vai aparecer
Feliz serão aqueles
Que bem trabalhar
Para neste dia
Poder se defender
A luz eu dei a todos
Vão deixando se apagar
Já estando tão próximos
Dos exames a chegar.
’
51
44 – MAS DEUS É PODEROSO
Valsa
Mas Deus é poderoso
E Deus é soberano
Vós não desprezai os vossos filhos
Que por vós estamo(s) esperando
Vós nos mostrai um castigo
Conforme nós merecer
Mas vós não desprezai
Os seus vossos filhos
Meu Deus nos perdoai
Todas nossas ingratidões
Que tanto que ofendemos
Ao nosso Juramidã
Meu coração é de Deus
E a minha luz é a minha mãe
Se humilhem meus irmãos
Que é para ter uma apelação.
’
52
45 – EU SOU FILHO DA TERRA
Marcha
Eu sou filho da terra
O meu corpo entrego a ela
Se a matéria é sofredora
A terra é a consumidora
Todos devem trabalhar
Para todos se limpar
Que os que estiverem limpos
Nunca é de tombar
Eu ensino para todos
Para todos trabalhar
Mas se entregam é a terra
Para nela se liquidar
Eu dou luz para todos
Para todos brilhar
Mas uns dizem que estão garantidos
E não precisam se esforçar
Meu Deus como a coisa estava
Só faltavam me dar pancada
Pois agora a disciplina
Ela vem e é pesada.
’
53
46 – MINHA MÃE ME MANDOU
Marcha
Minha mãe me mandou
Para mim vim dizer
Eu ainda não disse
E a maior parte já foi dizer
Meto o braço e desmancho
Os planos que vão fazer
Depois se arrependem
Meu Deus pra que eu fui dizer
Eu já tirei deles
Lá de dentro do mar
Joguei minha tarrafa
E puxei para a beira-mar
Eu ainda não disse
E nem fui fazer
Mas já estão projetando
O que vai acontecer
ª
54
O que Deus tem pra fazer
Ele não manda dizer
Porque Deus tem os seus segredos
Não é para todos nós saber
O tempo está desmudado
Ninguém procura saber
Todos vão se recordar
E começar do ABC
O tempo está desmudado
Mudou de governo
Novas revoluções
Aqui com os estrangeiros
Ninguém deve anunciar
Que ninguém não tem bandeira
Todos devem esperar
Pelo chefe estrangeiro.
ª
55
A rainha me ordena
E eu cumpro as suas ordens
Eu dou corda para todos
Para ferrar no anzol
Todos querem me compreender
Mas nenhum não tem poder
Aqui dentro só existe um
Que é o general número um
A firmeza é para todos
Mas todos não são pra ela
A firmeza eu dou a todos
Mas todos desprezam ela
Tenho fé no pai eterno
E na minha protetora
Meto a mão desmancho todos
E levo umas pedras de ouro.
’
56
47 - O LADO QUE EU MAIS
PROCURAVA
Valsa
O lado que eu mais procurava
Foi aonde enfraqueceu
Pois eu estou em pé firme
Estou vendo esmorecer
A firmeza para ser justa
É preciso ser igual
Desfazem do que eu digo
E dizem que eu não valho mais
Já estando desmantelado
Eu desabito um
Estando como está
Para ver como vai ficar
Se abre a boca e se diz
Eu já disse já está feito
Pois vamos para adiante
Para ver se tem proveito
Eu sou um chefe habitado
E sei aonde eu habito
E não me acho com coragem
De dizer estas bobagens.
’
57
48 – VAMOS DAR VIVA A NOSSA
PÁTRIA
Marcha
Vamos dar viva a nossa pátria
Com amor e com coragem
Com o poder do soberano
A nossa mãe vai nos guiando
Vamos todos pedir forças
As forças do redentor
Que a nossa mãe nos alimentou
E há muito tempo nos iluminou
Vamos todos meus irmãos
Dar valor a nossa sessão
Que o nosso mestre tem gosto
E chama os meus irmãos
Sigam em frente e não se arrependam
Não temam a este golpe
Que é para nós ter maravilhas
E de Deus a santa glória
ª
58
O nosso mestre nos dá força
Até um dia final
Que a nossa mãe está nos esperando
No reino divinal
Ó meu pai que maravilha
Fui aonde eu não conhecia
Ó que tanta primosia
Da sempre virgem Maria
Ao meu mestre eu entrego
As estrelas que eu recebi
Para vós passar um visto
Que eu não sei se eu mereci
’
59
49 - DESPEDIDA
Marcha
A tua casinha está pronta
Caminhos abertos
Jardim de flores
A ti te oferecem
Jesus Cristo salvador
E a rainha da floresta
Se vós ver que eu mereço
Receba ó mãe honesta
Nas minhas ouças escutei
Um grande festejo
Os meus irmãos chegando
E o meu corpo se liqüidando
Corrigi meu pensamento
Pedi perdão a meu pai
Para eu poder seguir
A minha feliz viagem
O mestre que me ensina
Vós é a minha guia
Vós me entregue ao divino
E a sempre virgem Maria.
’
60
Fly UP