...

fases do salto em distância

by user

on
Category: Documents
2

views

Report

Comments

Transcript

fases do salto em distância
ATLETISMO
Osvaldo Tadeu da Silva Junior
OBJETIVO DA DISCIPLINA
• Conhecer, compreender e analisar os processos de ensino
aprendizagem e treinamento das corridas;
• Conhecer, compreender e analisar os processos de ensino
aprendizagem e treinamento dos saltos;
• Conhecer, compreender e analisar os processos de ensino
aprendizagem e treinamento dos arremessos,
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
ATLETISMO I
•
I – INTRODUÇÃO
• Histórico do Atletismo.
• Conceitos;
• Classificações Gerais.
•
II – CORRIDAS
- Classificação das provas;
- Formas de saídas de velocidade;
- Fases da corrida;
- Reação ao estimulo;
- Aceleração;
- Manutenção;
- Chegada;
- Competição e Regra.
•
III – CORRIDA DE REVEZAMENTO
- Processos pedagógicos e didáticos
- Técnicas e táticas para os revezamentos
- Formas de passagem do bastão
- Aspectos regulamentares da prova
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
ATLETISMO I
•
IV – CORRIDA COM BARREIRAS
- Fases da corrida
- Processos pedagógicos didáticos das fases
- Aspectos técnicos e físicos necessários a prova
- Aspectos regulamentares da prova
•
V – SALTO EM EXTENSÃO
- Tipos de salto;
- Fases de salto ;
- Técnicas de salto;
- Regras.
•
VI – SALTO TRIPLO
- Tipos de salto;
- Fases de salto ;
- Técnicas de salto;
- Regras
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
ATLETISMO I
•
VII – SALTO EM ALTURA
- Tipos de salto;
- Fases de salto ;
- Técnicas de salto;
- Regras
SALTO EM EXTENSÃO
É considerada a prova mais antiga dentre as
provas de salto. Cabe ainda ressaltar que,
embora alguns se refiram a essa prova como
“Salto em Extensão”, o ideal, explicitado na
regra oficial, é que a tratemos de “Salto em
Distância”.
TÉCNICAS BÁSICA DE MOVIMENTO
• Grupado – é a forma mais usada por iniciantes, já que é
bastante simples e praticada sem grandes dificuldades a
partir do movimento básico e decorrentes do próprio
salto. Nota-se que durante a fase de” flutuação” o
saltador procura aproximar as mãos dos pés de modo a
atingir a maior distância possível antes da queda.
• Arco – após a elevação, provoca-se o atraso da perna
posterior e dos braços e, consequentemente, o
adiantamento do quadril, provocando um nítido
movimento de arqueamento do corpo;
• Passada no Ar – a partir de um movimento de
alternância entre pernas e braços após a impulsão, o
saltador realiza uma passada e meia no ar ( alguns
chegam a duas e meia) antes de finalizar o salto.
• OBS – existe a possibilidade de combinação de técnicas
FASES DO SALTO EM DISTÂNCIA
• PREPARAÇÃO – envolve a concentração e a corrida de
aproximação;
• IMPULSO e DESLOCAMENTO ou FLUTUAÇÃO – –
realizado coma perna de impulsão, ou seja a perna “mais
forte”; seguido do “voo” que é diferenciada de acordo com a
técnica de movimento empregada;
• QUEDA – que é a conclusão .
CORREÇÃO DE ALGUNS ERROS COMUNS
ERROS
CORREÇÕES
Impulsão lenta ou com impacto
demasiadamente acentuado do pé de
impulso
Treinar na grama, buscando aprimorar
a velocidade e impulsão
Última passada da corrida que
antecede a impulsão, demasiadamente
ampla
Exercícios de corrida e aproximação
Chegada na tábua com inversão da
perna de impulsão
Fazer corrida de costas para marcar a
distância, inverter a perna que inicia a
corrida; fazer uma marca intermediária
Não utilização do movimento dos
braços no momento da elevação e
flutuação
Treinar bater uma palma na hora do
salto ou realizar uma circundução com
uma corda
Na queda cair para trás
Realizar exercícios que contribuam
para a recuperação do equilíbrio na
queda, evitando cair para trás
COMPETIÇÃO E REGRAS BÁSICAS
•
A impulsão deverá ocorrer de preferência para fins de
aproveitamento técnico, sobre a tábua de impulsão. Caso seja
realizada antes, o saltador não será punido. Por outro lado será
punido quando: pisar do lado da tábua, ou se tocar no solo além
dela;
•
O impulso deverá ser realizado em um dos pés. Será punido, co
invalidação do salto, aquele que realizar qualquer tipo de salto
mortal;
•
A linha de medição da tábua de impulsão corresponde a borda
mais próxima da caixa de areia. Assim , a medição do salto equivale
ao espaço compreendido entre essa linha e a marca da queda na
areia mais próxima da mesma conforma a CBA (2002).
COMPETIÇÃO E REGRAS BÁSICAS
•
Nas competições, a ordem dos competidores será sorteada;
•
Por regra, a orientação é que, em competições com mais de oito
competidores, cada um tenha direito a 3 saltos, classificando-se os
oito melhores, os quais terão direito a mais 3 saltos. Caso o número
de competidores seja menor que oito, cada saltador tem direito a
seis saltos, valendo para fins de classificação final, o melhor salto.
ORIENTAÇÕES E SUGESTÕES DIDÁTICO PEDAGÓGICAS
• Formar 6 grupos:
• Realizar uma filmagem de apenas uma
atividade didática, trazer na próxima aula.
• Livro : Atletismo: Teoria e Prática.
• Livro: Atletismo: Os saltos.
OBRIGADO!
Fly UP