...

História da família e da Olária Samuel Bennert

by user

on
Category: Documents
1

views

Report

Comments

Transcript

História da família e da Olária Samuel Bennert
HISTÓRIA DA FAMÍLIA E DA OLARIA SAMUEL BENNERT
Águas Negras – Salto Grande – Bom Retiro – SC
Obtida por entrevistas com membros da família, em janeiro e fevereiro de 2011
Jéssica Larissa Ern
Graduanda de Letras - Língua Portuguesa e Literaturas
Universidade Federal de Santa Catarina
NO INÍCIO, A FORÇA MOTRIZ DA OLARIA ERA POR BOIS
Primeiramente a Olaria era de propriedade do senhor Fernando Haas. Foi no ano de 1942 que o
senhor Samuel Bennert, com vinte e um anos, e sua esposa Laura Heinzen Bennert resolveram
comprar a Olaria, chamando-a de Olaria Samuel Bennert.
No início, a Olaria contava com o trabalho de quatro funcionários mais os proprietários. A
empresa possuía a área construída de 350 metros quadrados. Nela, eram fabricados tijolos e
telhas que eram vendidas para toda a região do município de Ituporanga e também para
municípios vizinhos.
A Olaria Samuel Bennert teve muita importância, trouxe vários benefícios para a cidade. Graças
a ela foi possível construir todos os colégios da cidade de Ituporanga, como por exemplo: Escola
de Ensino Básico Aleixo Dellagiustina, Escola de Ensino Básico Roberto Moritz, Escola de
Ensino Básico Vereador Paulo França, entre outros colégios incluindo os do interior; a Olaria
também forneceu o material necessário para a construção do Hospital Bom Jesus, da Igreja
Matriz de Santo Estêvão, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, para a Indústria
de Papel Águas Negras S/A e de muitas outras obras por todo o interior de Ituporanga e região.
SAMUEL BENNERT E SEU SEGUNDO FILHO, ADOLI, COM AS ÉGUAS BRANCAS
A Olaria contou por muitos anos com a colaboração de éguas brancas – fundamentais para o
trabalho na Olaria, que passaram ser um símbolo do trabalho pesado daquele empreendimento.
Mas nem sempre as coisas foram fáceis para o senhor Samuel; sua Olaria passou por várias
crises, inclusive financeira. Seu filho, Adoli Bennert lembra que a crise mais dramática foi a de
1984, ano em que ocorreu uma grande enchente na cidade, que inundou várias residências e
comércios. A enchente destruiu toda a produção da Olaria deixando os proprietários em situação
muito difícil, porém, com muito sacrifício conseguiram superar esse incidente.
As terras da família Bennert foram compradas do senhor Fernando Haas e também de Evaldo
Pereira. Um vizinho extremante das terras da família foi o ilustríssimo senhor Vitório Sens, que
foi também contador da empresa e amigo íntimo da família Bennert.
No ano de 1966 a Olaria pôde comprar o seu primeiro caminhão; Já em 1972 o trabalho dos
animais foi substituído por uma máquina carregadeira. Neste mesmo ano a empresa passou a
chamar-se “S Bennert e Filhos LTDA”.
AS ÉGUAS NUNCA ATOLARAM – JÁ O CAMINHÃO … SOB COMANDO DE
SAMUEL BENNERT, AS ÉGUAS DESATOLAM O PRIMEIRO CAMINHÃO
CHEGA O SEGUNDO CAMINHÃO
A matéria prima utilizada para a fabricação de telhas e tijolos era a argila, retirada nas
proximidades da Olaria, com a ajuda de funcionários e máquinas.
UM DOS BISNETOS DE SAMUEL BENNERT, LEONARDO, INSPECIONA OS
FORNOS DA OLARIA
OUTRO BISNETO DE SAMUEL BENNERT INSPECIONA UMA DAS MÁQUINAS
Na foto acima, Leonardo, um dos bisnetos do senhor Samuel Bennert, neto de Nilva e Adoli
Bennert, está sentado ao volante de uma das máquinas da Olaria.
A Olaria foi desativada logo após a morte do senhor Samuel Bennert, no dia doze de abril do ano
de 2006 (faleceu prestes a completar oitenta e cinco anos de idade) e também após a
aposentadoria dos sócios (filhos). Já a senhora Laura, esposa do senhor Samuel, faleceu em cinco
de novembro de 2002, justamente no dia que completaria oitenta e dois anos.
Histórico da família Bennert
O novo proprietário da Olaria, senhor Samuel Bennert, nasceu em Florianópolis – Santa
Catarina, no dia seis de maio de 1921 e sua esposa, Laura Heizen Bennert, nasceu no dia cinco
de novembro de 1920, na cidade de Capivari – Santa Catarina. Casaram-se no dia doze de maio
de 1941 na Igreja Evangélica.
Deste casamento nasceram os filhos: Arlindo Bennert, nascido em vinte de dezembro de 1943,
Adoli Bennert, nascido em dezenove de janeiro de 1946, Arnilda Bennert, nascida em quatro de
fevereiro de 1952e Ademar Bennert, trinta de dezembro de 1956.
Arlindo Bennert é casado com: Celi Gerber Bennert, nascida em sete de agosto de 1947,
casaram-se em treze de maio de 1967, tem três filhos e seis netos.
Filhos Arlindo Bennert & Celi Gerber:
1- Sérgio Bennert, nascido em dois de maio de 1968, bancário, casado com Luciane
Kammke Bennert, nascida em vinte e nove de junho de 1968, casaram-se quatro de abril
de 1986. Os filhos: Fernando Rodrigo Bennert nascido em trinta de setembro de 1987 e
Fábio Rodrigo Bennet nascido em sete de outubro de 1988.
2- Cláudio Roberto Bennert nasceu em vinte e um de maio de 1970 e casou no dia vinte e
oito de janeiro de 1955 com Viviane Rosa Bennert nascida em vinte e seis de março de
1976. Tiveram dois filhos: Heloísa Bennert, nasceu em dez de abril de 2000 e Augusto
Henrique Bennert nascido em trinta e um de março de 2005.
3- Adriana Bennert Hubner, nascida em dois de abril de 1974. Casou no dia treze de
setembro de 1997 com Jean Romeu Hubner, engenheiro, nascido em nove de setembro de
1972. Tem dois filhos: Emanuelly Bennert Hubner, nascida em doze de março de 2003 e
Eduardo Bennert Hubner nascido em quinze de junho de 2005.
Adoli Bennert, nascido em dezenove de janeiro de 1946 é casado com Nilva Bruder Bennert,
nascida em sete de novembro de 1945, tem dois filhos e quatro netos. Casaram-se no dia cinco
de novembro de 1966, na Igreja Evangélica de Ituporanga.
Filhos Adoli Bennert & Nilva Bruder:
1- Solange Bennert de Godoy, professora, nascida em vinte e sete de setembro de 1966,
casada com Fábio Pazetto de Godoy, nascido vinte e oito de julho de 1969, funcionário
da Petrobras. Casaram-se em vinte e seis de fevereiro de 2004. Os filhos de Solange e
Fábio são: Leonardo Bennert de Godoy, nascido em doze de agosto de 1996 e Caroline
Bennert de Godoy, nascida em seis de dezembro de 2001.
2- Adilson Bennert, nascido em vinte e três de março de 1967, criador de gado, casado com
Eliane Sieves Bennert, nascida em dezenove de janeiro de 1969, dona de casa. Casaramse em seis de junho de 1987. Os filhos: Gustavo Bennert, nascido em vinte e oito de
junho de 1989 já é casado, com Joice Cristina Backes Bennert, casaram-se em vinte e
cinco de setembro de 2010. Joice nasceu em dezessete de outubro de 1991. Outro filho:
Guilherme Bennert, nascido em sete de abril de 1994.
Arnilda Bennert nasceu em quatro de fevereiro de 1952 é casada com Zilmar Luchtenberg que
nasceu no dia quatro de fevereiro de 1952, casaram-se no dia dezessete de março de 1978. Tem
três filhos e cinco netos.
Filhos de Arnilda Bennert & Zilmar Luchtenberg
1 – Tatiane Luchtenberg, nascida em dezenove de maio de 1981, casada com Maximilian Paul
Winnikoy, nascido no dia vinte de outubro de 1976. Tem uma filha: Larissa Luchtenberg
Winnikoy, nascida no dia trinta de junho de 2010.
2 – Simone Luchtenberg Goedert, nascida em vinte de junho de 1979, casada com Claudinei
Goedert. Tem dois filhos: Laura Luchtenberg Goedert, nascida em dezessete de julho de 2004 e
Otávio Luchtenberg Goedert, nascido em dezenove de maio de 2010.
3 – Ângela Vicente Luchtenberg Eyng – ela não é filha de Zilmar, e sim de Odemir Vicente,
o já falecido primeiro marido da senhora Arnilda – nascida em vinte e nove de julho de 1974,
casada em seis de fevereiro de 1997 com Jackson Eyng, nascido em dois de janeiro de 1977.
Tem duas filhas: Julia Luchtenberg Eyng, nascida em primeiro de junho de 1999 e Isabela
Luchtenberg Eyng, nascida em vinte e oito de fevereiro de 2004.
Ademar Bennert é casado com Solange Huntemann Bennert. Tem dois filhos:
1 – Flávia Bennert
2 – Marcelo Bennert
(Texto encaminhado para Márcio Antônio Sens por de Jéssica Larissa Ern em 3/3/2011)
Fly UP