...

EFEITO DO DIÓXIDO DE CARBONO (CO2) NA PRODUÇÃO DE

by user

on
Category: Documents
4

views

Report

Comments

Transcript

EFEITO DO DIÓXIDO DE CARBONO (CO2) NA PRODUÇÃO DE
EFEITO DO DIÓXIDO DE CARBONO (CO2) NA PRODUÇÃO DE
Trichogramma pretiosum Riley, 1879, VISANDO A CRIAÇÕES MASSAIS
Levi de Zen Itepan; José R. P. Parra; Aloisio Coelho Jr; Gustavo R. Alves
Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”-USP
1 Objetivo
Desde que o CO2 afeta o desenvolvimento do
hospedeiro alternativo Anagasta kuehniella
para a produção de Trichogramma spp. [1], o
presente trabalho teve por objetivo avaliar a
produção e o efeito do dióxido de carbono
(CO2), proveniente da atividade respiratória de
estágios imaturos de Trichogramma pretiosum
Riley 1879, em aspectos biológicos de adultos
do parasitoide, principalmente na sua
capacidade de parasitismo e longevidade.
2 Material e Métodos
Para a determinação das respectivas
concentrações de O2 e CO2 foram
primeiramente preparadas cartelas com ovos
de A. kuehniella (Zeller, 1879), cada uma delas
contendo ovos parasitados por Trichogramma
pretiosum Riley 1879. Foram avaliados os
tratamentos: 1) 40.000 ovos parasitados (op);
2) 20.000 op; 3) 10.000 op; 5.000 op e 2.500
op, num total de 5 repetições. As referidas
cartelas eram colocadas em tubos de vidro de
13x6 cm hermeticamente fechados. O controle
consistiu de 1 cartela com 2.500 op exposta ao
CO2 atmosférico. As leituras foram feitas
diariamente por um monitor de O2 e CO2
Dansensor®, iniciadas no mesmo dia da
instalação do experimento, com intervalo de 24
horas, a partir da primeira leitura. As amostras
de ar para leituras eram coletadas pela seringa
do equipamento quando esta era introduzida
por meio de um septo de silicone. Após a
emergência, foram individualizadas 30 fêmeas
provenientes de cada tratamento, mais o
controle, em tubos de vidro de 1x7 cm
mantidos em câmara climatizada com
temperatura 25±1oC, UR:70±10% e fotofase de
14 h. Foram amostradas três alíquotas de
0,5X0,5 cm de cada repetição, para o cálculo
da viabilidade da geração parental. Para a
avaliação da capacidade de parasitismo e
longevidade, foi oferecida, diariamente, uma
cartela contendo cerca de 30 ovos de A.
kuehniella; este procedimento foi repetido até a
morte das fêmeas. A viabilidade do
parasitismo, ou seja, viabilidade da geração F1,
foi calculada pela relação entre o número de
ovos pretos (parasitados) e número de ovos
com orifício de saída do parasitoide.
3 Resultados
A concentração de CO2 no interior dos tubos
aumentou ao longo do tempo, e este aumento
foi proporcional à quantidade de ovos
parasitados presentes no interior dos mesmos,
chegando a 15% no 5° dia de desenvolvimento
de imaturos, no tratamento 2. As altas
concentrações de CO2 e baixas concentrações
de O2 afetaram drasticamente a viabilidade da
geração parental no tratamento 1, pois nenhum
parasitoide emergiu.No tratamento 2, observouse
uma baixa viabilidade, seguido pelo
tratamento 3; os tratamentos 4, 5 e o controle
apresentaram viabilidades semelhantes. O
parasitismo da geração parental foi afetado
pelas altas concentrações de CO2 registradas
no tratamento 2, sendo que neste tratamento o
parasitismo foi 9%, em média, enquanto nos
tratamentos 4, 5 e controle foram de 74, 91 e
86%, respectivamente. Quanto à longevidade,
os tratamentos controle, 4 e 5 produziram
insetos que viveram mais do que 10 dias,
enquanto a longevidade de insetos emergidos
do tratamento 2 não ultrapassou 4 dias. A
viabilidade da geração F1, de insetos
provenientes do tratamento 2 foi menor do que
nos demais tratamentos.
4 Conclusão
O CO2, liberado e acumulado no interior dos
tubos de criação de imaturos de T. pretiosum, é
responsável, quando em concentrações
superiores a 8,3% (83000 ppm), por efeitos
negativos
nos
parâmetros
biológicos:
viabilidade, parasitismo e longevidade da
geração parental e na viabilidade da geração
F1. Concentrações de CO2 superiores a 16%
(160.000 ppm) inviabilizam os estágios
imaturos de T. pretiosum.
5 Referências
[1] COELHO JR, A.; PARRA, J.R.P. Effect of
carbon dioxide (CO2) on mortality and
reproduction of Anagasta kuehniella (ZELLER
1879), in mass rearing, aiming at the production
of Trichogramma spp. (no prelo). Anais ABC.
Fly UP