...

Português - Interpretação

by user

on
Category: Documents
14

views

Report

Comments

Transcript

Português - Interpretação
5º ano
Atividade de Estudo - Português - 17/06/16
Nome:
Leia o texto abaixo.
MAIS UM ANIMAL
Chico chegou da rua com um gatinho muito preto e muito magro debaixo do braço.
- Vai me dizer que já arrumou mais dor de cabeça pra mim – disse-lhe a mãe.
- Olha pra ele, mãe, tão bonitinho, tão magrinho. Ocê não tem dó dele?
- Dó eu tenho, mas não quero saber de mais bicho em casa. O quintal já tá parecendo
zoológico.
- A senhora mesma vive rezando pra São Francisco, o santo que acolhia os bichos...
- Não é por ser devota de São Francisco que vou transformar minha casa em zoológico. Pode
dar fim neste gato, não quero mais saber. Chegam muito os três que vivem embaraçando nas
pernas da gente.
- Olha pra ele, mãe. Só ele, tenha piedade do coitado. Não deve ter dono, nem pai, nem
irmãozinho.
- Não quero nem olhar.
- Já sei por que não quer: para não pegar amor por ele. Alisa só o pelinho dele, vê como o
coitado tá maltratado. Se fosse um angorá, aposto que você ia querer.
- Se fosse um angorá, o dono não deixaria solto na rua.
Chico saiu alisando o pelo do gatinho, triste por ter que se livrar dele. Sentou no alpendre e
conversou com o gatinho:
- Você tem que compreender que a casa não é minha, se fosse... No fundo, ela tem razão.
Tenho três cachorros, três gatos, um papagaio, meia dúzia de galinhas, uma já com uma ninhada
de cinco pintinhos, um casal de patos, um porquinho-da-índia, um coelhinho orelhudo... sem
contar, lá no sítio, o bezerro, o potrinho e a promessa que meu pai fez de comprar cabritos, bodes
e cabras. Já vi que ocê não compreende, que quer mesmo ficar. Vamos lá dentro tentar de novo?
Vamos?
- Mãe, você...
- Outra vez com esse gato?
- Eu só queria um pedaço de pão molhado no leite pra dar pra ele. Depois de matar a fome, ele
vai embora. Vou jogar o gatinho bem longe daqui de casa.
A mãe deu o pedaço de pão e um pires com leite. Chico começou a matar a fome do novo
amigo.
Pão comido, leite lambido, a mãe falou:
- Agora que ele já comeu, pode dar o fora. E trate de levar esse gato pra bem longe.
(...)
© Núcleo da Criança
- Mãe, já arrumei um nome pra ele. Quer saber qual é?
- Não quero saber nada, quero que suma com ele.
- Pus o nome nele de Faquir. Coitado, tão magro, faminto, sem família, infeliz. Mãe? Ocê ouviu
o nome dele?
- Ouvi. Tá bem escolhido, mas pode levar o seu Faquir daqui logo.
- Mãe, vamos fazer um negócio?
- Que negócio?
- Meu aniversário está perto. Ocê lembra o que foi que eu pedi de aniversário?
- Pediu pro seu pai comprar um cavalo. E daí?
- Eu troco o cavalo pelo Faquir. Ocê topa? Ele é tão infeliz, tão magrinho, sem ninguém por ele.
O cavalo fica pro ano que vem. Feito, hem, mãe?
A mãe não aguentou, olhou com muito amor para o menino, passou as mãos no cabelo dele e
disse-lhe:
- Pode, Chico. Mas que seja o último bicho que você traz pra casa. Tá certo assim?
-Tá, tá certo, mãe. Ocê é joia mesmo!
E bem baixinho no ouvido de Faquir, disse-lhe:
- Eu não falei que ela acabava cedendo? Ela é joia!
(Elias José)
01. Em “... já arrumou mais dor de cabeça pra mim...”, a expressão sublinhada poderia, sem
mudar o sentido, ser substituída por:
a. ( ) despesa. b. ( ) insônia. c. ( ) falta de espaço. d. ( ) problema. e. ( ) insegurança.
02. A acolhida de mais um gatinho seria uma dor de cabeça para a mãe de Chico. Que frase do
texto indica que esses animais estavam atrapalhando?
a. ( ) “- Dó eu tenho, mas não quero saber de mais bicho em casa.”
b. ( ) “Pode dar fim neste gato, não quero mais saber.”
c. ( ) “Chegam muito os três que vivem embaraçando nas pernas da gente.”
d. ( ) “Outra vez com esse gato.”
e. ( ) “Mas que seja o último bicho que você traz pra casa.”
03. Podemos afirmar que a mãe de Chico:
a. ( ) fica sensibilizada com a atitude do filho.
b. ( ) não tem paciência com o menino.
c. ( ) transformou sua casa em zoológico.
d. ( ) tem medo da reação do marido ao ver tantos bichos em sua casa.
e. ( ) prefere um gato angorá a um gato de rua.
© Núcleo da Criança
04. A mãe aceita Faquir em casa, sob a condição de:
a. ( ) Chico livrar-se dos outros animais.
b. ( ) Faquir ser o último animal (trazido por Chico) a entrar em sua casa.
c. ( ) o filho não deixar o animal dentro de casa, embaraçando nas pernas das pessoas.
d. ( ) Chico estudar mais.
e. ( ) o menino pedir autorização a seu pai.
05. Observe os argumentos apresentados por Chico para que a mãe aceite o gatinho em casa:
I – Chico apela para o lado emocional.
II – O garoto refere-se à devoção da mãe: São Francisco, o santo que acolhe os animais.
III – O garoto chama a atenção da mãe para a beleza do gatinho.
IV – O garoto propõe trocar o cavalo pelo Faquir.
Em que ordem esses argumentos aparecem no texto?
a. ( ) III – II – IV – I.
b. ( ) I – III – IV – II.
d. ( ) IV – I – II – III.
e. ( ) I – II – IV – III.
c. ( ) III – I – II – IV.
06. Nessa história, que sentimento maior é posto em evidência?
a. ( ) a amizade entre pais e filhos.
b. ( ) o preconceito: um gato angorá é mais aceito que um gato de rua, maltratado.
c. ( ) a valorização da vida.
d. ( ) o amor pelos animais.
e. ( ) o cumprimento da palavra, ou seja, a dignidade do ser humano.
07. Observe as seguintes afirmativas:
I – Chico comunica-se com sua mãe através de uma linguagem informal, o que é inadequado para
a situação.
II – Uma das características de Chico é a insistência, isto é, o garoto não desiste facilmente de
seus objetivos.
III – Chico é, ao mesmo tempo, personagem principal e narrador do texto.
IV – Podemos afirmar que esse texto é uma fábula, uma vez que apresenta animais como
personagens.
V – A palavra “mais”, presente no título do texto, indica acréscimo, antecipando o assunto do texto.
Estão corretas somente:
a. ( ) I e II.
b. ( ) III e V.
c. ( ) II e V. d. ( ) II, IV e V.
e. ( ) I, IV e V.
© Núcleo da Criança
08. O uso de alguns diminutivos nesse texto (pelinho, gatinho, irmãozinho, coelhinho) expressam
ideia de:
a. ( ) indiferença.
b. ( ) tamanho. c. ( ) desprezo. d. ( ) intimidade.
e. ( ) afetividade.
09. Em “- Vai me dizer que já arrumou mais dor de cabeça pra mim – disse-lhe a mãe.”, a palavra
sublinhada refere-se:
a. ( ) à mãe.
b. ( ) ao filho.
c. ( ) ao narrador do texto.
d. ( ) ao gatinho.
e. ( ) à dor de
cabeça.
10. “Dó eu tenho, mas não quero saber de mais bicho em casa.” A palavra sublinhada deixa clara
a relação existente entre as ideias presentes no fragmento. Essa relação é de:
a. ( ) alternância.
b. ( ) analogia.
c. ( ) simetria.
d. ( ) inclusão.
e. ( ) oposição.
11. Assinale a alternativa em que a classificação do grupo de letras destacado está incorreta.
a. ( ) gatinho – dígrafo
b. ( ) quintal – dígrafo
d. ( ) embora – encontro consonantal
c. ( ) zoológico – hiato
e. ( ) escolhido – encontro consonantal
12. Assinale a alternativa em que as palavras encontram-se acentuadas pelo mesmo motivo de:
angorá – aniversário - sábado, respectivamente.
a. ( ) Amapá - negócio – oxítona.
b. ( ) sofá – único –– anzóis.
c. ( ) está - zoológico – negócio.
d. ( ) má – negócio - raízes.
e. ( ) está – índio – caracóis.
REDAÇÃO
Pequenos animais de estimação fazem parte da vida de muitas famílias. Maurício, garoto
falante, gosta muito de cães. Ele adoraria ter um cachorro. Desde criança, sua Tia Rita sempre o
presenteia com bichinhos de pelúcia. No seu último aniversário, ela decide que é chegada a hora
de o sobrinho ter um animalzinho de verdade, afinal ele já está completando 11 anos. Então, ela o
surpreende com um cãozinho da raça poodle .
O problema é que Maurício mora em apartamento e o regulamento do condomínio não permite
animais no prédio.
A partir dessas ideias, escreva uma narrativa, dando um desfecho favorável à situação em que
o menino se encontra. Acrescente fatos, personagens à sua história, com criatividade e coerência.
Não esqueça de dar um título bem interessante ao texto.
Sua redação deve ter de 20 (vinte) a 25 (vinte) linhas. (Pode fazer no caderno de Português)
GABARITO
1- d / 2- c / 3- a / 4- b / 5- c / 6- d / 7- c / 8- e / 9- b / 10- e / 11- d / 12- a.
© Núcleo da Criança
Fly UP