...

A arte de comprar A arte de comprar

by user

on
Category: Documents
1

views

Report

Comments

Transcript

A arte de comprar A arte de comprar
> Ano 1 > No 3 > 1o Trimestre de 2005
A arte de
comprar
Conheça as vantagens de se
administrar uma lista mensal de
17 mil toneladas de produtos, com
cuidado, inteligência e eficiência
Em foco
Aeroporto
de Cumbica
ganha cafeteria
internacional
Editorial
índice
em foco
Excelência
em Cumbica
Inovando sempre
3
Novo começo no
mercado Sucroalcooleiro
4
Mais um ano se inicia e a GRSA continua se destacando no
mercado como uma empresa que contribui – em diversos segmentos
– para o desenvolvimento do setor de food services no país.
Benefício
automático
6
No decorrer das páginas desta edição da Revista GRSA, o caro leitor
poderá notar que as nossas marcas geram inovações constantes,
garantindo serviços diferenciados e de alta qualidade aos mercados
PAULO
DE
OLIVEIRA PIRES,
GRSA
Laços de
fidelidade
onde atuam. É o caso da GR Restaurantes Empresariais, por
7
PRESIDENTE DA
exemplo, que além de trazer novidades ao segmento, leva às usinas
capa
e destilarias do país práticas modernas que asseguram qualidade
Inteligência de
compras GRSA
e produtividade; a Atta expande para a área de eventos a sua
atuação personalizada; a competência da Medirest contribui para
o desenvolvimento do setor hospitalar na conquista pela
Acreditação, obtida recentemente pelo hospital Samaritano;
8
palavra do cliente
Alimentação e
qualidade de vida
12
a SSP leva experiência e sabor internacional para o Aeroporto
Internacional de Cumbica com a inauguração do Caffè Ritazza;
palavra do cliente
a Canteen inova o segmento de vending services com a introdução
Certificado
internacional
do conceito de cartões inteligentes para compra de produtos,
13
o que levará ainda mais comodidade e flexibilidade aos usuários;
e a ESS conquista, dentre outros, a certificação OHSAS 18001,
Painel Marcas
revelando o reconhecimento do melhor sistema de segurança
14
e saúde ocupacional.
Por trás de todas estas inovações temos uma estrutura eficiente
e inteligente. É o caso da área de Suprimentos e Logística da
fornecedor
Uma parceria que
gera bons frutos
17
GRSA, abordada na matéria de capa, responsável pela compra
de 17 mil toneladas de produtos por mês. Segurança,
previsibilidade e produtividade são algumas das vantagens.
GRSA indica
18
Boa leitura!
Paulo de Oliveira Pires,
Presidente GRSA
A Revista GRSA é uma publicação dirigida aos clientes e parceiros da GRSA – Rua Manoel da
Nóbrega, 676 – Paraíso – São Paulo/SP – CEP: 04001-002 Tel.: (11) 2135-3083 – www.grsa.com.br –
email: [email protected] Coordenação geral: Lilian Del Buono – Gerente de Comunicação GRSA.
Edição, redação e revisão: Rodrigues & Freire Comunicação. Editor responsável: João Fortunato
(Mtb13.319 ). Coordenação equipe de redação: Paloma Muiña. Colaboradores: Patrícia Molina,
Marcus Vinicius Pepe, Karina Gomes. Fotos: Artur Bragança e Arquivo GRSA.
Projeto gráfico e edição de arte: Proposta Editorial – Tel.: (11) 3061-2046 – Editor: Valfrido Lima
Direção de arte: Adenize Luiza – Assistente de arte: Leandro Pereira. Impressão: Aquarela.
2
social
Seja dez contra
o desperdício
19
Apoio
em foco
Excelência
em Cumbica
Inauguração do
Caffè Ritazza
reforça o
know-how e o
crescimento
da SSP
PADRÃO DE EXCELÊNCIA NA LOJA
DO
CAFFÉ RITAZZA
EM
CUMBICA
C
om um portfólio de mais de 15 marcas
e inúmeras lojas instaladas em aeroportos, terminais rodoviários e estações de metrô no Brasil e no mundo, a SSP é hoje uma
das maiores e mais importantes operadoras
de serviços de alimentação para locais de
grande circulação. Agora, também no Aeroporto Internacional de Guarulhos, consumidores brasileiros e estrangeiros poderão
apreciar as delícias de uma de suas lojas recém-inauguradas: o Caffè Ritazza.
Atenta às necessidades dos consumidores e às oportunidades de mercado, a SSP
mostra toda a sua experiência em varejo alimentar com a inauguração da nova loja.
Diariamente, cerca de 100 mil pessoas, das
classes A e B, transitam pelo aeroporto que
liga o Brasil a 28 países; por ano, são aproximadamente 12 milhões de usuários circulando. Um pólo comercial muito atrativo
que comporta cerca de 370 empresas.
Buscamos superar as expectativas
dos consumidores proporcionando
alta qualidade nos serviços
e nos produtos
Nico Van Meijel, diretor Geral da SSP
O Caffè Ritazza está presente em mais de
30 países como Inglaterra, França, Espanha,
Itália, Austrália, Estados Unidos, China, Suíça,
Suécia entre outros, com mais de 4 mil pontos de venda. “Aqui, o mix de produtos segue os padrões internacionais da marca, com
algumas adaptações para os costumes locais.
Disponibilizamos: bebidas quentes e frias, salgados, doces, bebidas alcoólicas, sendo que
o carro-chefe é o sanduíche no pão ciabatta”, diz Nico Van Meijel, diretor geral da SSP.
Com a inauguração, a expectativa é atender
cerca de 750 consumidores diariamente.
Os pontos positivos não param por aí. A
SSP trabalha com um blend exclusivo da
marca Ritazza (100% grãos de café Arábica)
em que o padrão de excelência é garantido
por um especialista que fiscaliza os lotes freqüentemente. Além disso, vale lembrar que
o diferencial competitivo do Caffè Ritazza
em Cumbica está baseado em quatro valores: Excelente Café, Excelência em Serviços,
Alimentos Frescos e Espírito Latino.
“A cada operação buscamos superar as
expectativas dos consumidores proporcionando alta qualidade nos serviços e nos produtos. O modelo de negócio da SSP está
fundamentado em quatro pontos-chave: expertise em culinária, marcas consistentes,
colaboradores capacitados e sinergia total.
Dessa forma, cumprimos a promessa do
nosso slogan: ‘entregar aos clientes a melhor experiência’”, explica Nico.
3
em foco
Novo começo no mercado
Sucroalcooleiro
GR mostra
experiência e
flexibilidade
para atender
o segmento
RESTAURANTE GR NA
USINA SANTA HELENA:
ALIMENTAÇÃO DE QUALIDADE
4
T
radicional na economia brasileira, o setor sucroalcooleiro vive um novo momento de prosperidade. O aumento na produção de álcool para abastecer o promissor
mercado de veículos bicombustíveis está
provocando uma verdadeira reestruturação
nas usinas. Modernização e profissionalismo
renovam os antigos métodos de trabalho
para garantir a qualidade e a produtividade.
Atenta a essas novas necessidades, a marca
GR traz para as usinas e para as destilarias
do interior do Brasil as melhores práticas
adotadas nos restaurantes das principais
empresas do país.
O Brasil possui uma frota de quase 4 milhões de veículos a álcool ou bicombustíveis e a expectativa é que a partir de 2006
todos os carros já saiam de fábrica com
motores bicombustíveis. Além do abastecimento do mercado interno, as usinas trabalham a pleno vapor para atender também as exportações. A produção de álcool
no Brasil é da ordem de 14 bilhões de litros
MARMITA GR:
ALTO VALOR
NUTRICIONAL.
por ano e em 2004 foram exportados 2,26
bilhões de litros. O setor movimenta cerca
de R$ 36 bilhões por ano e a previsão é de
um crescimento de 10% na produção de
álcool em 2005.
Para acompanhar o ritmo de crescimento
do mercado, as usinas precisam focar as
energias no seu principal negócio: a produção. A chegada de novos executivos vindos
dos grandes centros do Brasil está levando
ao campo as mais modernas práticas de gestão, entre elas, a terceirização de serviços.
“O setor está mudando muito. Antes existiam as empresas familiares e funcionavam
em processo de autogestão. Hoje a chave
do sucesso é a profissionalização. É preciso
entender que cada um atua bem em uma
determinada área, não dá para fazer tudo
com o mesmo nível de eficiência. O grande
negócio da usina é a produção, então precisamos nos concentrar nisso e entregar as
outras atividades para aqueles que entendem melhor do assunto”, declara Raul
Coury, diretor da usina Santa Helena, do
grupo Cosan.
A equipe da GR é profissional e atende melhor os nossos
colaboradores. Nós fazemos pesquisas internas e percebemos
que o pessoal está satisfeito e gente satisfeita produz melhor
Raul Coury,
diretor da Usina Santa Helena, do grupo Cosan
Melhor relação custo x benefício
O setor sucroalcooleiro gera cerca de 3,6
milhões de empregos diretos e indiretos,
uma mão de obra extremamente diversificada, com necessidades específicas. Um dos
serviços mais importantes para esse setor é
a alimentação. Fonte de saúde e qualidade
de vida, a alimentação é vista como um benefício tão ou mais importante que os outros oferecidos aos colaboradores. Com 28
anos de atuação no setor de alimentação, a
GR desenvolveu um grande know-how no
atendimento aos trabalhadores e vem se
destacando no mercado sucroalcooleiro.
Na região de Ribeirão Preto, a GR atende
seis usinas, fornecendo 2 mil refeições por
dia na safra. Tratam-se de cardápios especiais, com alto valor nutricional, que unem
qualidade, segurança e a melhor relação
custo x benefício. “A alimentação de qualidade tem apresentado resultados muito positivos, como a redução de faltas e de atendimentos hospitalares, além da promoção
de saúde, o que resulta em um aumento de
produtividade da ordem de 8% para as usinas”, revela o diretor Regional da GR em Ribeirão Preto, José Marques.
Na usina Santa Helena, os benefícios da terceirização incluem tanto a satisfação dos funcionários, quanto a melhoria nos resultados da
empresa. “A terceirização fez com que a nossa empresa deslanchasse, já que pudemos nos
concentrar em atividades primordiais para o
nosso negócio. O serviço de alimentação é um
exemplo disso, desde que contratamos a GR
não temos mais com o que nos preocupar. Algumas usinas se preocupam com a questão do
custo de terceirizar um serviço como esse, mas
nem sempre a vantagem econômica é a mais
importante. O que conta é a relação custo X
benefício. A equipe da GR é profissional e
atende melhor os nossos colaboradores. Nós
fazemos pesquisas internas e percebemos que
o pessoal está satisfeito e gente satisfeita produz melhor”, afirma Raul Coury.
A equipe da GR utiliza e transforma os
restaurantes das usinas. Em alguns casos, a
marca absorve a mão-de-obra anterior, que
passa por um rigoroso processo de reciclagem e aperfeiçoamento. Toda a operação
obedece aos rígidos padrões de qualidade,
de segurança e de competitividade adotados
pela GR nos restaurantes das principais empresas do país. Além dos operadores da usina e do pessoal da administração, a marca
também atende aqueles que estão distantes
das unidades, como motoristas e supervisores. Nesses casos, são preparadas marmitas
completas acompanhadas de salada, de sobremesa, de pão e de bebida. O padrão da
alimentação é definido pelo cliente, mas o
toque especial e a qualidade do cardápio são
assegurados pela GR. “É diferente de fazer
comida, é promover nutrição. Nosso cardápio prioriza a saúde, respeitando os costumes locais”, ressalta José Marques.
USINA SANTA HELENA NA
REGIÃO DE
RIBEIRÃO PRETO / SP
5
em foco
Benefício
automático
Canteen leva ao
mercado as
vantagens das
vending machines
CANTEEN: PRATICIDADE
E COMODIDADE AOS
CONSUMIDORES
6
O
mercado de vending machines no Brasil pode ser considerado um segmento
relativamente novo e ainda pouco explorado. O pontapé inicial foi dado pela CocaCola, em 1992. Atualmente, cerca de 40 mil
equipamentos de venda estão em operação
em todo o país. Estima-se que o mercado
brasileiro fature R$ 250 milhões, gerando,
aproximadamente, 2.500 empregos.
No Brasil, a Canteen está inserida no negócio de vending services, que é a administração dos serviços de alimentação por meio
de vending machines. “Disponibilizamos os
equipamentos mais adequados às necessidades do local, fazemos a manutenção e abastecemos os produtos que vão desde bebidas
quentes e frias, snacks, sanduíches, até massas, pizzas, sorvetes, iogurtes e saladas” esclarece Hamilton Ibanes, diretor da Canteen.
A Canteen atua há cinco anos no mercado nacional e atende cerca de 500 pontos
de venda, com mais de 1560 máquinas distribuídas em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio
Grande do Sul, Bahia, Pernambuco, Paraná,
Santa Catarina, Distrito Federal e Minas Gerais. Alguns clientes da marca são: Atento,
CSU Card Systems, ABN Amro Bank, Shell,
Siemens, entre outros.
Inovação
Além das operações em empresas, a
Canteen também entrou no varejo e está
operando 300 máquinas Coca-Cola em condomínios residenciais, pet shops, hospitais,
metrôs em São Paulo, universidades etc. “A
manutenção, os serviços de abastecimento
semanal e o know-how internacional da
Canteen ajudaram a Coca-Cola/Femsa a aumentar as vendas”, diz Hamilton.
Mas a inovação da Canteen não pára por aí.
Ela é a pioneira no Brasil e no mundo a introduzir o conceito de cartão inteligente para vending
machines. Os usuários dos cartões Ticket, VR ou
VISA poderão em breve comprar produtos nas
máquinas da Canteen instaladas nas suas empresas e nos estabelecimentos comerciais.
“Desta forma, a Canteen proporciona
maior flexibilidade e comodidade aos usuários, sem cobrar nada a mais por isso”, afirma
o diretor, apontando que os primeiros clientes
a testar esta tecnologia são a Atento e a Vera
Cruz, ambos no início de 2005.
Laços
de
fidelidade
Com o cartão
inteligente, a Canteen
proporciona maior
flexibilidade e
comodidade aos
usuários sem cobrar
nada a mais por isso
Pesquisa revela
os altos níveis
de satisfação e
fidelização dos
clientes GRSA
Hamilton Ibanes,
diretor geral da Canteen
A Canteen
e o mercado
mundial
Q
Nos Estados Unidos existem
aproximadamente 7 milhões de
máquinas; uma para cada 43
habitantes;
O faturamento do mercado
americano de vending machines
é de mais de US$ 36 bilhões/ano;
No Japão, as máquinas ocupam
o lugar do pequeno varejo
tradicional. O maior crescimento
aconteceu na década de 70:
cerca de 500%. Há, hoje, cerca
de 5,6 milhões de máquinas;
Na Europa, o segmento é
responsável por um faturamento
de cerca de US$ 13 bilhões;
A Canteen está há mais de 75 anos
no mercado mundial, presente
nos Estados Unidos, Japão e Brasil.
Administra cerca de 200.000
máquinas próprias e conta com
mais de 60 franqueados no
mercado Americano.
ANTEDIMENTO PERSONALIZADO,
HIGIENE E APARÊNCIA DAS
EQUIPES SÃO PONTOS ELOGIADOS
PELOS CLIENTES
GRSA.
uando se fala em atendimento e fidelização de clientes,
agradar a maioria não é fácil, mas a GRSA mostra que
essa missão não é impossível. A atenção dada às necessidades dos clientes, a experiência de mercado e os constantes
treinamentos aos colaboradores são alguns dos elementos
que fizeram com que a GRSA atingisse excelentes resultados
na pesquisa de satisfação de clientes. Feita por um instituto
terceirizado e imparcial, a pesquisa foi realizada no segundo
semestre de 2004.
Dos 700 clientes que responderam à pesquisa, 97% revelaram que indicariam a GRSA a outras empresas. Além disso,
a média de satisfação atingiu 91%. “Este alto índice de fidelidade deve-se não só ao alto percentual de satisfação com
nossos serviços, mas principalmente pela percepção realista
da nossa busca pela melhoria contínua”, explica Ana Cecília
Amaral, gerente de Qualidade da GRSA.
Os itens com maiores pontuações estão ligados às equipes
(forma de atendimento, aparência e higiene), ao relacionamento com os gestores locais (flexibilidade, simpatia, criatividade) ao respeito e à adaptação às normas e políticas dos
clientes. “Em uma empresa de serviços, estes aspectos são
fundamentais”, comenta Ana Cecília. Ela mostra ainda que o
processo vai além da apuração de dados. “Medimos a satisfação dos clientes, fazemos a análise crítica das informações,
criamos ações estratégicas e promovemos o intercâmbio de
boas práticas”.
7
capa
Inteligência
de compras GRSA
Área de Compras,
com know-how
internacional,
garante aos clientes
preços competitivos
e cada vez mais
estáveis
8
A
s 680 mil pessoas
que se alimentam
diariamente nos mais de mil
sites da GRSA em todo o Brasil
não imaginam a complexa rede que está por
trás das suas refeições. Enquanto as refeições são servidas em quase 300 municípios
de 17 estados do país, no setor de Suprimentos e Logística da GRSA, uma equipe de
mais de 50 pessoas cuida de cada detalhe a
fim de garantir uma alimentação de qualidade. Este trabalho vai desde a escolha do me-
lhor produto até a sua chegada à mesa do
consumidor. Uma operação minuciosa baseada na rigorosa seleção de fornecedores,
na negociação de preços e na garantia de
entrega com a qualidade esperada. A prova
do sucesso desta operação de guerra é o
fato de que 30% das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil – dados da revista Exame – utilizam os serviços de alimentação da GRSA.
A empresa compra atualmente cerca de
17 mil toneladas de produtos por mês, um
volume anual de R$ 490 milhões. O número, espantoso por si só, gera uma importante economia de escala. Porém, é também
fundamental uma “inteligência de compras” para garantir o melhor aproveitamento dos produtos e a maior competitividade
nas negociações, resultando em uma relação custo x benefício mais positiva para os
clientes, já que o custo da matéria-prima é
um dos principais componentes do preço de
uma refeição.
Estabilidade nos preços
Um dos grandes desafios do negócio de
serviços de alimentação é justamente dominar as flutuações do custo dos produtos,
existentes devido às variações cambiais, entressafras, inflação e intempéries. A solução
encontrada pela Área de Compras da GRSA
tem sido estabelecer com seus fornecedores
modelos de contratos de longo prazo que
consideram, inclusive, tendências de mercado, promoções e sazonalidade dos produtos, para que estes sejam colocados no cardápio no momento certo. Tudo deve estar
amarrado com as áreas operacionais, para
que os cardápios sejam planejados com até
60 dias de antecedência.
É importante ressaltar que nós não compramos preço,
nós compramos custo x benefício e qualidade de produto.
Esse é o nosso grande diferencial de mercado
Simone Galante,
diretora da área de Suprimentos e Logística da GRSA
“O acordo que temos com o fornecedor
não é um acordo de preço e sim um acordo
de custos com regras claras. Um exemplo
disso são os contratos para a compra de carne bovina, que permitiram que 80% do nosso consumo de carne fosse contratado com
preço garantido até o final de 2005”, revela
a diretora da área de Suprimentos e Logística da GRSA, Simone Galante.
Os longos contratos permitem a manutenção dos custos mesmo diante de crises
como a da Vaca Louca ou flutuações de preços como o do açúcar e do arroz. “Conseguimos planejar a demanda futura e conhecer os volumes certos para serem negociados, garantindo a compra e o volume de entrega fundamentais para uma boa negociação de custos”, conclui a diretora.
Atualmente, a GRSA monitora os preços de
250 produtos pelas tabelas da CEAGESP –
Central de Abastecimento da Grande São Paulo, e tem conseguido comprá-los a preços menores do que esta cotação.
Conhecimento do
mercado e dos produtos
Conhecer o produto e o mercado é o ponto inicial para uma operação de compras eficaz, que preza não só pelo menor custo, mas
também pelo melhor aproveitamento dos
produtos, considerando produtividade e manutenção dos nutrientes. Para isso a GRSA
conta com uma equipe ágil formada por especialistas divididos em gerências de categorias.
Como exemplo, temos os veterinários e engenheiros agrônomos que acompanham a compra da carne bovina e os produtos de hortifruti, respectivamente “A nossa equipe de compras é constantemente treinada para saber o
que, quando e como comprar e também
VARIEDADE DE PRODUTOS,
COM QUALIDADE E SEGURANÇA
ALIMENTAR: BENEFÍCIO PARA
O CONSUMIDOR
como armazenar. A gestão por categorias nos
permite ter um profundo conhecimento do
mercado e dos produtos” explica Simone.
Todo esse conhecimento é consolidado em
Fichas Técnicas de Especificação, desenvolvidas por engenheiros de alimentos da área,
tanto para garantir que o fornecedor entregue os produtos conforme o padrão determinado, como também para servir de base aos
treinamentos periódicos realizados in loco
com as equipes operacionais, por meio de atividades práticas – corte de carnes, seleção
e melhor aproveitamento de vegetais,
frutas e verduras, etc. Atualmente existem na área de Suprimentos mais de 120
fichas técnicas.
9
capa
TREINAMENTOS
COM EQUIPES
OPERACIONAIS,
REALIZADOS
POR ENGENHEIROS
AGRÔNOMOS
GRSA,
DA
GARANTEM MELHOR
APROVEITAMENTO
DE VEGETAIS,
FRUTAS, LEGUMES
E VERDURAS.
A nossa equipe
de compras é
constantemente
treinada para saber
o que comprar,
quando comprar,
como comprar e
como armazenar.
A gestão por
categorias nos
permite ter
um profundo
conhecimento
do mercado e
dos produtos
CATÁLOGOS E MANUAIS COM
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS
PRODUTOS, GARANTEM PRODUTIVIDADE
E MANUTENÇÃO DOS NUTRIENTES.
10
Outra atividade que vem gerando ótimos
resultados na especificação de produtos é o
GAP – Grupo de Avaliação de Produtos –
formado por profissionais das áreas de Suprimentos e Operações que, em conjunto
com os clientes, confere as características de
cada produto, realiza análises de rendimento e busca novas formas de preparo, que visam atender as necessidades dos clientes.
Qualidade assegurada
Fator chave de sucesso para o negócio da
emrpesa, o fornecedor da GRSA passa por
um rigoroso processo de credenciamento,
que inclui auditorias periódicas realizadas
pela SFDK – laboratório referência da
ABIA–Associação Brasileira das Indústrias de
Alimentos – e pela própria equipe da GRSA.
Nessas auditorias são avaliadas a segurança
alimentar, as condições físicas das instalações, a manutenção dos equipamentos, o
método de trabalho, o treinamento dos fun-
cionários, as questões ligadas ao meio ambiente e a aplicação de práticas justas de comércio, entre outros. Até hoje já foram realizadas 112 auditorias nos fornecedores que
representam 80% dos volumes de compras.
A parceria da GRSA com seus fornecedores permite até o desenvolvimento de produtos especiais para a empresa: “Quando o
produto tradicional de mercado não atende
ao nosso negócio, buscamos melhorá-lo e
chegamos até mesmo a desenvolver um
produto novo. É o caso da Camil que criou
um arroz padrão GRSA. Trata-se de um
blend de arroz que atinge maior rendimento
em nossas operações”. A empresa tem cadastrados hoje 185 produtos padrão GRSA.
“É importante ressaltar que nós não compramos preço, nós compramos custo x benefício e qualidade de produto, pensando
no melhor resultado para o cliente. Esse é o
nosso grande diferencial de mercado”, afirma Simone.
Um dos principais benefícios do operador
logístico é a aderência ao melhor preço, uma
vez que o operador pode comprar uma grande
quantidade de produtos, com o melhor preço
e fracionar as porções de entrega de acordo
com a necessidade de cada restaurante
Resultados
Para Ana Paula Nicoli, Gerente de Unidade
da Niasi em São Paulo, o ponto alto do sistema
da GRSA é o planejamento. “Nossos colaboradores entenderam a importância e o benefício
de se planejar as ações com antecedência. Segundo a nutricionista Ana Claudia Anacleto,
Gerente de Unidade da Freundenberg em Diadema, os principais benefícios são o ganho de
tempo e produtividade.”A qualidade dos produtos está cada dia melhor, o que evita desperdícios. Tudo é mais controlado e planejado.
Além disso, temos mais tempo para o treinamento da equipe e para dedicar ao cliente.”
A Central de Atendimento ao Cliente Interno, que recebe as sugestões e avaliações
das unidades quanto à prestação de serviços
da área de Compras, acompanha mensalmente as melhorias nos processos. “Temos
clientes exigentes, e eles estão conosco por
que estamos fazendo um bom trabalho.
Cada detalhe é importante, cada ponto do
início ao fim da cadeia. Valorizamos fatos e
dados e a integração de toda a empresa na
busca pela máxima satisfação de nossos
clientes, e por isso nosso sistema dá resultados!”, comemora Simone Galante.
Benefícios
aos clientes
Eficiência na entrega
Para garantir que os produtos cheguem ao
cliente nas condições esperadas, com pontualidade e melhor custo, a GRSA conta com plataformas logísticas de primeira linha que atendem
quase todo o país. O uso de operadores logísticos permite não só uma maior eficiência na entrega, como também a centralização das operações, a inclusão de bons fornecedores que não
possuem um serviço de entrega ponto-a-ponto
e a redução de custos. “Um dos principais benefícios do operador logístico é a aderência ao
melhor preço, uma vez que o operador pode
comprar uma grande quantidade de produtos,
com o melhor preço e fracionar as porções de
entrega de acordo com a necessidade de cada
restaurante”, informa Simone.
Um exemplo de sucesso em logística é a
distribuição dos produtos em locais remotos
atendidos pela ESS que são negociados e comprados em São Paulo e enviados quinzenalmente para Belém e Porto Trombetas no Pará.
PLATAFORMAS LOGÍSTICAS FBD E MBB:
PARCERIA EFICIENTE GARANTE ENTREGA
COM O MELHOR CUSTO X BENEFÍCIO
Segurança e previsibilidade nas negociações;
Preços competitivos;
Produtividade;
Eficiência na entrega;
Produtos de alta qualidade;
Marcas reconhecidas;
Desenvolvimento de produtos especiais;
Profissionais especializados
11
palavra do cliente
Alimentação
e qualidade de vida
F
Grupo Friboi investe
na qualidade
da alimentação de
seus funcionários
undado em 1953, o Grupo Friboi é hoje
o maior exportador de carnes da América Latina e o quarto do mundo. A organização está presente em mais de 70 países e
tornou-se uma referência de qualidade tanto no mercado interno quanto no mercado
externo, atuando nos segmentos de alimentação, higiene e limpeza.
Desde julho de 2004 a Atta é responsável
pelos serviços de alimentação nas unidades
da Friboi. Em entrevista à Revista GRSA, o
gerente administrativo da unidade Matriz do
grupo, Júnio José Graciano, revelou que a
escolha da Atta para a prestação de serviços
de alimentação nas unidades do Grupo Friboi deu-se pelo desejo de investir na qualidade de vida dos seus colaboradores e pelo
reconhecimento que a GR-Atta possui no
mercado.
RESTAURANTE ATTA NA FRIBOI: VARIEDADE E QUALIDADE NO
CARDÁPIO
12
> Revista GRSA :: Quais os principais
benefícios e diferenciais dos serviços
prestados pela equipe da Atta nas
unidades do grupo Friboi?
> Júnio José Graciano :: A Atta realiza
um controle rígido da qualidade dos produtos, proporcionando um maior valor
nutritivo nos alimentos. Além disso, também podemos citar a variedade do cardápio oferecido pela ATTA, com destaque
para a Cozinha Show, que apresenta sempre pratos diferenciados.
> Revista GRSA :: Quais são os projetos futuros da Friboi com a Atta?
> Júnio José Graciano :: Queremos fortalecer o relacionamento entre Friboi e
Atta através de um consumo maior dos
produtos da Atta e evoluir na reciprocidade comercial.
> Revista GRSA :: Como os serviços de
alimentação Atta agregam valor ao
relacionamento da Friboi com seus colaboradores?
> Júnio José Graciano :: O trabalho da
Atta agrega valor na medida em que os
colaboradores percebem, de maneira po-
> Revista GRSA :: Como é a parceria
com a Atta?
> Júnio José Graciano :: A parceria se
traduz no relacionamento profissional entre as duas empresas. De forma que as
partes atuam em conjunto buscando melhorias e resultados satisfatórios.
sitiva, o investimento que o Grupo Friboi
faz em relação a alimentação proporcionada com boa qualidade.
palavra do cliente
Certificado
internacional
N
Centro médico
conquista a
Acreditação
Hospitalar
SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO
MEDIREST:
ALTA QUALIDADE
E RIGOR NOS PROCESSOS
o último dia 15 de dezembro de 2004,
o Hospital Samaritano – SP conquistou
o Certificado de Acreditação pela Joint Commission International, a mais importante entidade internacional que analisa padrões de
qualidade hospitalar. O reconhecimento internacional deu-se em virtude da excelência
dos serviços prestados pela instituição, que
desde sua fundação, há 111 anos, tem como
propósito oferecer à comunidade atendimento resolutivo e humanizado.
“Sempre focamos a capacitação de nossos colaboradores e o constante investimento em tecnologia. A Acreditação é o reconhecimento por parte de um órgão internacional desta obstinada manutenção da qualidade na prática assistencial”, afirma Dr.
Luiz Eduardo Bettarello, superintendente
médico do Hospital Samaritano.
Todas as áreas ligadas ao hospital foram
envolvidas no processo de Acreditação, inclusive os fornecedores. Um dos setores com
papel relevante foi o de Nutrição. “O serviço
de alimentação foi de extrema importância,
assim como outros que têm sua atividade diretamente voltada à assistência ao paciente”, explica Bettarello.
Atuando desde 2003 no Hospital Samaritano, a Medirest, fornecedora de alimentação hospitalar, administra o restaurante comercial, voltado para visitantes e familiares,
além de fornecer alimentação aos colaboradores, corpo clínico e pacientes. “Trabalhamos em conjunto com os nutricionistas do Hospital
na elaboração dos procedimentos, implantação e cumprimento das
regras da Acreditação.
Entendemos a impor-
Avaliamos o mercado e a Medirest
foi a empresa escolhida por
apresentar um perfil que melhor se
identificou com as nossas aspirações
Luiz Eduardo Bettarello,
superintendente médico do Hospital Samaritano
DIETA ENTERAL: PREPARO CUIDADOSO E PERSONALIZADO
PARA OS PACIENTES QUE SE ALIMENTAM ATRAVÉS DE SONDAS
tância da certificação e estamos cada vez
mais nos aperfeiçoando para atender o seu
conceito e buscar excelência na prestação
de serviços”, conclui Mara Cristina Baggio,
coordenadora da Qualidade Medirest.
O Hospital Samaritano buscava uma empresa especializada no fornecimento de alimentação hospitalar, que otimizasse os recursos para a assistência direta ao paciente.
“Avaliamos o mercado e a Medirest foi a
empresa escolhida por apresentar um perfil
que melhor se identificou com as nossas aspirações”, conclui o superintendente.
13
painel
marcas
Gastronomia para Eventos na Amcham
A
Experiência
e qualidade Atta
nos eventos da
Câmara Americana
de Comércio de
São Paulo
Atta iniciou 2005 com o pé direito. Buscando novos desafios e consolidação da
marca, a Atta fechou contrato de exclusividade
com a Amcham, Câmara Americana de Comércio de São Paulo.
Desde Janeiro a marca presta serviços de alimentação premium – coquetéis, almoços,
brunch's e coffee breaks, para os eventos da
Câmara, que possui uma das mais completas
estruturas corporativas de São Paulo.
"Nosso centro de convenções atende empresas com as mais variadas necessidades, por isso,
precisávamos de um fornecedor de alimentação
com serviço personalizado e sofisticado, qualidades exigidas por nossos clientes", explica Luciano
Montenegro, managing director da Amcham.
O diretor ressalta ainda que os critérios para
a escolha do fornecedor foram prestação de
serviço de alta qualidade, capacitação para implantação da ISO14001 e preços acessíveis. "A
Atta conseguiu atender todas as necessidades.
A maioria das empresas oferece qualidade a
EVENTOS ATTA NA ANCHAM: INOVAÇÃO E REQUINTE
preços altíssimos. Com a Atta tivemos requinte
e bom preço", afirma Montenegro.
E os planos da Atta não param por aqui.
"Queremos nos fortalecer no mercado de
eventos e ser referência em serviços especializados, ampliando cada vez mais nosso campo
de atuação", revela a gerente de Negócios da
Atta, Priscila Pacífico. O próximo projeto da
marca é a inauguração do restaurante para os
colaboradores da Câmara.
Variedade à mesa
GR aposta em
criatividade e
praticidade com o
lançamento da
Estação Sabor
e Giro
PRATOS FINALIZADOS NA FRENTE
DOS CONSUMIDORES
14
Q
ualidade não é a única característica da
GR. Interatividade e versatilidade também
fazem parte da filosofia da marca. Assim, duas
novidades foram agregadas ao tradicional serviço prestado ao mercado de restaurantes empresariais: os balcões Estação Sabor e Giro.
Os novos balcões vêm para deixar ainda
mais especiais as refeições do dia-a-dia. A Estação Sabor complementa a refeição principal
com uma sobremesa ou um prato salgado finalizado na hora, com atendimento personalizado. Para quem precisa de praticidade e rapidez no horário de almoço, uma boa escolha
é o Giro, que serve sanduíches preparados na
frente do cliente. Com essas novidades o res-
GIRO:
PRATICIDADE
E RAPIDEZ
taurante oferece variedade sem deixar de
lado a qualidade e a preocupação com o
bem-estar na hora da refeição.
“Procuramos agregar valor ao produto
GR trazendo o que melhor acontece no mercado de alimentação fora do lar”, explica
Rodrigo Ramil Sforcini, gerente de marketing
do Produto GR
Atuando há 28 anos nessa área, a GR sempre acompanhou a movimentação do mercado. “O consumidor torna-se mais exigente pois
existem maiores referências dentro do mercado em conseqüência do reaquecimento da
economia”, explica Eurico Varela, diretor da divisão de Restaurantes Empresariais da GR.
painel
marcas
O mercado hospitalar reconhece
Medirest amplia
sua atuação no
segmento de saúde
e conquista prêmios
de destaque
TROFÉU TOP
HOSPITALAR
2004
C
om uma carteira de 31 clientes e aliando
sabor e saúde em suas refeições, a Medirest comemorou o ano de 2004 com muitas vitórias. A marca, que presta serviços de nutrição
para instituições de saúde, vem conquistando
o mercado hospitalar, que reconhece cada vez
mais as vantagens da terceirização e a competência da Medirest. A prova desse reconhecimento são os prêmios e as novas conquistas.
A marca foi contemplada com três grandes
prêmios na categoria alimentação hospitalar: o
Top Hospitalar 2004, oferecido pela publicação
IT Mídia, que tem como objetivo destacar as
principais marcas e empresas do mercado médico/hospitalar e é a maior referência de qualidade para o segmento; o Hospital Best da
ABMS – Associação Brasileira de Marketing em
Saúde – e o Destaque Food Service 2004, concedido pela Revista Nutrinews.
Além disso, a Medirest iniciou suas atividades na região sul do país com as inaugurações
LUIZ FERNANDO
PACHECO,
DIRETOR GERAL
DA MEDIREST
RECEBE O PRÊMIO
DESTAQUE FOOD
SERVICE 2004
dos hospitais VITA Curitiba e VITA Batel. A marca conquistou ainda outros clientes, como Hospital Pasteur (RJ), Hospital Santa Helena (Santo
André/SP), Hospital Beneficência Portuguesa
(São Paulo/SP), entre outros. “Estas conquistas
são resultados do trabalho desenvolvido pela
equipe Medirest que se mobiliza para atender
às instituições de saúde que buscam a excelência nos serviços”, conclui Luiz Fernando Pacheco, diretor geral da Medirest.
Sucesso de vendas
E
Gestão de pessoas,
parcerias e
fidelização de
clientes garantem
o sucesso da
Canteen
m 2004, as conquistas da Canteen ficaram, mais do que nunca, visíveis a todo
mercado. Para se ter uma idéia, no último
ano, a marca cresceu 25% em volume e aumentou de 200 para 500 o número de clientes; foi o suficiente para receber o prêmio
Bernache da Accor, pela conquista dos melhores resultados.
“Nossos programas de educação e reciclagem de pessoal mantêm as equipes treinadas
e motivadas. O controle de processos e parcerias com fornecedores nos permitiu oferecer o
melhor custo/benefício do mercado”, diz Hamilton Ibanes, diretor da Canteen.
Vale ainda lembrar a importância da parceria com a Coca-Cola. “A aliança com a CocaCola nos permitiu reduzir investimentos e
crescer no varejo. Nosso padrão de serviços e
a seriedade da GRSA foram os facilitadores
do processo”, completa o diretor.
A Canteen alcançou o índice de 99,3% de
fidelização de clientes, mas isso só foi possível
ouvindo, entendendo e atendendo as neces-
CANTEEN: 1.560 MÁQUINAS DISTRIBUÍDAS PELO PAÍS
sidades, oferecendo estabilidade de preços,
variedade de produtos, qualidade de serviços
e rapidez nas respostas. Outra vantagem é a
segurança alimentar que é constantemente
auditada e garante a qualidade aos consumidores.
15
painel
marcas
Criando a melhor experiência
Inovação e
qualidade: nova
identidade
corporativa da SSP
NOVO LOGO SSP
C
onsiderada uma das maiores operadoras
de serviços de alimentação diretos ao consumidor em locais de grande circulação de passageiros, a SSP fechou o ano de 2004 com um
crescimento em vendas de 23,7%. Hoje, a marca administra 55 lojas de marcas de alimentação reconhecidas nacional e internacionalmente e atende cerca de 950 mil consumidores ao
mês. Essa atuação de sucesso é também traduzida na sua logomarca que passou por uma
modernização.
O novo logo SSP: criando a melhor experiência apresenta um design moderno e revela
a experiência mundial de 40 anos de atividades
da SSP. “O novo estilo das letras reflete a confiança no futuro da empresa; as suaves curvas
entrelaçadas sugerem o fluxo
natural das idéias inovadoras
da equipe. E a assinatura fortifica o foco em nossos consumidores e no compromisso
do desenvolvimento contí-
EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO
nuo”, revela Nico Van Meijel, diretor da SSP.
Para os próximos meses, a marca já antecipa
as novidades. Serão inauguradas as lojas Upper
Crust no Aeroporto Internacional de Cumbica
(SP), Casa do Pão de Queijo nos aeroportos de
Campo Grande (MS) e de Viracopos (Campinas),
Spoleto e Caffè Ritazza no Aeroporto de Brasília
(GO) entre outros. “Estamos trabalhando para
sermos os melhores sempre”, conclui Meijel.
Mérito em segurança atrai novos contratos
H
Premiações valorizam
o relacionamento
da ESS com clientes
e contribuem para
a conquista de
novos negócios
OS DIRETORES
GILSO SCARPARO,
HECTOR BURGOS
E JOSÉ MAURÍCIO
SILVA RECEBEM
OS PRÊMIOS
DA
16
ESS
á 18 anos, a ESS desembarcou no Pará
para atender a Mineração Rio do Norte,
empresa cujo ramo de atuação exige cuidados
específicos. Todos os dias, cerca de 650 colaboradores convivem com atividades de risco (manuseio de produtos químicos, exposição à radiação solar, alturas etc.). É aí que entra o suporte estratégico da ESS.
“A MRN exige de nós uma gestão que atenda a 100% da legislação. O processo de geren-
ciamento integrado elaborado pela ESS nos
trouxe o reconhecimento nacional de melhor
sistema de segurança e saúde ocupacional nos
últimos 4 anos”, explica Gilso Scarparo, coordenador SESMAQ/MOC da ESS – Porto Trombetas.
Além da certificação internacional OHSAS
18001 (sistema que revelou mais de 4.000.000
de horas trabalhadas sem acidentes com afastamento), a ESS recebeu o prêmio Top of Mind
(sistema de gestão integrada) e o prêmio ABS
(também pelo sistema de gestão de segurança
e saúde ocupacional na categoria). “Essas premiações provam que trabalhamos com empresas altamente comprometidas; estes prêmios
somam-se aos nossos resultados futuros”, diz
João Paulo Correa de Mello, gerente de Administração e RH da MRN.
O mérito em segurança conquistado traz à
ESS oportunidades de novos negócios. “Recentemente, fechamos mais dois contratos: fábrica
da Siemens em Manaus com 600 funcionários,
e com a Caima – Cimento Nassau”, conclui Sérgio Ferreira, gerente de Negócios da ESS.
fornecedores
Uma
parceria
que gera bons frutos
Parceiros de longa
data, a GRSA e o
grupo Rio Branco
Alimentos apostam
na confiança e na
inovação
A
ABAIXO, UNIDADE FABRIL/SUÍNOS
EM
PATROCÍNIO (MG)
E LINHA DE
PRODUÇÃO DE AVES/INDUSTRIALIZADOS
EM
VISCONDE
DO
RIO BRANCO (MG)
parceria entre o grupo Rio Branco Alimentos SA (Pif Paf) e a GRSA é a prova
de que bons acordos são aqueles que duram
anos e beneficiam os dois lados. Baseado no
respeito, no profissionalismo e na inovação,
esse relacionamento, iniciado em 1999, tem
gerado bons frutos. Operando com um contrato de longo prazo, o grupo Pif Paf forneceu
à GRSA, em 2004, cerca de 2.862 toneladas
de produtos, entre estes, alguns desenvolvidos
exclusivamente para a empresa.
Um dos dez maiores grupos de alimentos
do País, o Pif Paf investe constantemente na
diversificação do seu mix de produtos. O grupo fornece cerca de 67 produtos para a
GRSA, entre eles, aves, suínos, industrializados e massas. Desse total, sete foram desenvolvidos especialmente para a empresa, sendo quatro na linha de suínos e três na linha
de aves. Esses produtos obedecem às especificações e ao padrão de qualidade da GRSA.
O contrato de fornecimento da Pif Paf é
de longo prazo e permite aprofundar o relacionamento entre as duas empresas, aumentando a confiança e a competitividade,
além da qualidade operacional. As condições gerais do contrato são revistas semestralmente, mostrando a flexibilidade e a
O fato de sermos qualificados
como fornecedores da GRSA
comprova que a nossa prestação
de serviços é eficiente
Luiz Carlos Mendes Costa,
diretor Superintendente do grupo Pif Paf
confiança entre os parceiros. “Esse tipo de
contrato nos traz vários benefícios, como a
geração de novos produtos, a melhoria
constante da prestação de serviços, o aprimoramento de relações de longo prazo e as
certificações de qualidade. Além disso, temos uma remuneração a contento e buscamos a satisfação do cliente, pois é o que garante a permanência do contrato”, revela o
diretor superintendente do grupo Pif Paf,
Luiz Carlos Mendes Costa.
Costa ressalta que ter a GRSA como cliente é um referencial importante no mercado,
já que a empresa é conhecida pelas rigorosas
normas operacionais e padrões de qualidade.
“A GRSA é extremamente exigente quanto a
qualidade dos produtos que oferece aos seus
clientes. O fato de sermos qualificados como
fornecedores da GRSA comprova que a nossa prestação de serviços é eficiente”.
17
GRSA indica
Receitas para a Páscoa
Que tal fugir das receitas tradicionais da época e inovar no cardápio?
TARTE SUCCÉS
DE CHOCOLAT
BACALHAU NEGRO
(torta biscuit de
amêndoas com
creme de chocolate)
COM FETTUCCINE
NA MANTEIGA
Ingredientes:
Modo de preparo:
Ingredientes:
Modo de preparo:
Biscuit de amêndoas
04 claras de ovos
120g de açúcar
120g de amêndoas
despeladas
75g de açúcar
confeiteiro
30g de farinha de trigo
Biscuit de Amêndoas:
Passe no processador as amêndoas
e o açúcar até que forme uma farinha.
Bata as claras em neve e, quando
espumarem, junte o açúcar de confeiteiro.
Misture delicadamente, com o auxílio
de uma escumadeira, a mistura preparada
com as claras à farinha de amêndoas.
Unte uma forma grande e prepare
3 discos regulares (de 25 a 27 cm) em
tamanho e espessura fina, decorados
ao centro com amêndoas em lâminas.
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC
por 12 minutos. Reserve.
Para o peixe
1 1/2 Kg de lombo de bacalhau
1/2 xícara de azeite de oliva extra
virgem
4 dentes de alho fatiados
sal e pimenta do reino moída
na hora
Bacalhau:
Retire a pele do bacalhau, corte em pedaços de 200 g.
Deixe de molho por 24 horas, trocando a água no mínimo
2 vezes. Leve ao fogo uma frigideira que possa ir ao forno
e deixe esquentar bem. Junte o azeite, as postas de bacalhau
e o alho fatiado. Corrija com sal e pimenta e reserve.
Creme de Chocolate
300g de chocolate
em barra ao leite
300g de chocolate
em barra meio amargo
500ml de creme
de leite fresco
50ml de licor
de cassis
Sugestão de
decoração
Frutas vermelhas,
physalis, menta,
açúcar de confeiteiro
e hortelã.
Creme de Chocolate:
Aqueça o creme de leite e adicione
o chocolate picado. Mexa até ficar
homogêneo e misture o licor para dar
brilho. Leve para gelar. A torta será
montada em camadas, então intercale
os discos de biscuit com o creme de
chocolate e polvilhe com o açúcar de
confeiteiro; na última camada finalize
com o creme e decore com as frutas.
Rendimento: 01 torta grande (08 fatias)
Tempo de preparo: 2 horas
Dificuldade: Moderada
Custo: Moderado, aproximadamente R$ 27,74
Para o molho
1/2 Kg de tomate concassé
3 cebolas grandes fatiadas
100 g de azeitonas pretas fatiadas
4 saquinhos de tinta de lula
1/2 copo de vinho branco seco
1/2 litro de caldo de HONDASHI
2 colheres de sopa de coentro picado
4 colheres de sopa de azeite
de oliva extra virgem
pimenta dedo de moça picada
sem semente
2 folhas de louro
sal e pimenta do reino moída
na hora
Para a massa
500 g de fettuccine
2 colheres de sopa de manteiga
1 colher de sopa de ciboulette
picada
sal e pimenta branca moída na hora
dicas de saúde
Qual a diferença entre o arroz branco
e o integral?
O arroz branco sofre um processo de limpeza,
onde é retirada a casca, sendo pobre em
vitaminas e fibras e rico em carboidratos.
O arroz integral não passa pelo processo
de limpeza, conservando a mesma quantidade
de carboidratos do arroz branco. Porém,
é rico em vitaminas e fibras, sendo muito
mais nutritivo.
18
Cuidado: a quantidade de calorias no arroz
integral e branco é a mesma. Para 1 xícara
de chá são 240 cal.
Você sabia que o café retira ferro do
organismo?
Isso mesmo. Porém, para quem não dispensa
o cafezinho, o ideal é combinar os alimentos.
Durante as refeições deve-se consumir a
vitamina C, presente na laranja e frutas
Molho:
Leve ao fogo uma panela média com o azeite. Deixe esquentar.
Junte a cebola e refogue. Junte o louro, metade dos tomates,
o vinho, o caldo de peixe e a pimenta dedo de moça. Corrija
com sal e pimenta do reino. Bata o molho e coe. Coloque
novamente na panela, junte a tinta de lula, as azeitonas, o
cheiro verde e o coentro. Corrija novamente o sal e a pimenta.
Jogue o molho sobre o bacalhau e leve a frigideira ao forno
(180°) por 10 minutos.
Massa:
Cozinhe a massa “al dente”. Leve ao fogo uma panela média
com manteiga. Quando derreter, jogue a massa e a salsinha.
Corrija com sal e pimenta branca. Na hora de servir, coloque as
postas de bacalhau e a massa. Regue o bacalhau com o molho
negro e um fio de azeite.
Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 24 horas para dessalgar + 1 hora
de preparo
Dificuldade: Moderada
Custo: Alto, aproximadamente R$ 99,90
Fabíola Fontinha Madureira
CRN 12105
cítricas, que torna o ferro (presente no feijão
e nas verduras escuras, como couve manteiga
e escarola) mais disponível.
Quais são os benefícios da alcachofra?
A alcachofra é digestiva, desintoxicante
e diurética. Ela contém inulina, uma fibra
que chega intacta ao intestino e que ajuda
a controlar o nível de açúcar no sangue,
mantendo o apetite sob controle.
social
Seja dez contra o
desperdício
Atta realiza
campanha para o
não desperdício
de alimentos e
ajuda instituições
beneficentes
T
rinta e dois milhões de brasileiros defrontam-se diariamente com o problema da
fome. Consciente de seu papel social e da importância da iniciativa privada para a construção de um país mais justo, a Atta iniciou em
julho de 2004 uma campanha com objetivo
de conscientizar os consumidores de seus restaurantes sobre o combate ao desperdício dos
alimentos e promover a solidariedade com
instituições beneficentes.
A campanha “Seja dez contra o desperdício” funciona da seguinte maneira: cada bandeja que o consumidor devolve sem sobras da
sua refeição é trocada por uma ficha que representa 10g de alimento cru e é depositada em
uma urna. Ao final de uma semana, contam-se
as fichas e calcula-se quantos kilos de alimentos
serão doados para instituições beneficentes.
Desta forma, até dezembro de 2004, 600
kg de alimentos foram doados pela Atta. A
Associação Comunitária Monte Azul, que
atende crianças da favela do bairro, foi uma
das instituições beneficiadas. A entidade recebeu 36 kg de alimentos do restaurante Atta
na Niasi, que serve 930 refeições/dia. “Todos
Emprego para
BANDEJA SEM SOBRAS, COMBATE AO DESPERDÍCIO
os consumidores do restaurante passaram a
entender a importância da devolução da bandeja sem sobras. No início, um policiava o outro, lembrando que se tratava de um projeto
social. Hoje, todos fazem questão de entregar
o prato limpo”, revela o consumidor Milton
Justiniano, técnico de desenvolvimento de
embalagens da Niasi.
Para Luyse Blanco, coordenadora da campanha, esta ação é muito importante para o
desenvolvimento do país. “Visto que o Brasil
possui milhões de crianças subnutridas e que
joga diariamente toneladas de alimentos no
lixo, é muito importante cultivar essa consciência do não desperdício nos consumidores. Esse
é o nosso papel como empresa”, conclui.
800 jovens
A GRSA já comemora os primeiros resultados do compromisso firmado com o Programa Primeiro Emprego para contratação de 2 mil jovens até dezembro de 2006. De agosto de 2004 – quando foi oficializada a parceria com a Nestlé junto ao Ministério do Trabalho e Emprego – a fevereiro de 2005, cerca de 990 estagiários já passaram pelo programa, sendo que 800 foram contratados. Este resultado mostra o comprometimento e o
papel social da GRSA que é uma das maiores empregadoras do país. “Estamos propiciando a estes jovens uma grande oportunidade para seu desenvolvimento profissional numa
empresa de grande porte e ao mesmo tempo evitando que se sintam marginalizados
como cidadãos numa sociedade complexa como a nossa. Com esse programa , estamos
também, cumprindo mais uma missão dentro da nossa estratégia de responsabilidade social corporativa”, comemora Reinaldo Chaguri, diretor de Recursos Humanos da GRSA.
DA ESQUERDA PARA A DIREITA: IVAN ZURITA, PRESIDENTE
NESTLÉ, RICARDO BERZOINI, MINISTRO DO TRABALHO
EMPREGO, PAULO PIRES, PRESIDENTE DA GRSA
DA
E
19
A Marca das
Grandes Marcas
Restaurantes Empresariais
600.000 refeições/dia
850 unidades
A GRSA está presente há 28 anos no mercado
de serviços de alimentação. A companhia tem
como acionistas a Accor, grupo mundial de
hotelaria, turismo e serviços, e o Compass Group,
líder mundial em serviços de alimentação.
A GRSA atua em diversos segmentos do mercado,
Saúde
Vending Services
31 hospitais
1560 máquinas
de auto-serviço
Concessões
e Viagens
Locais Remotos
por meio de marcas especializadas, que
garantem atendimento próximo e soluções
de alimentação adequadas ao setor.
18.800 colaboradores
680.000 refeições/dia
17.000 toneladas de alimentos/mês
1.100 clientes
55 lanchonetes
950.000 consumidores/mês
em rodoviárias, aeroportos
e metrôs
8 operações
30.000 refeições/dia
Central de Relacionamento com Clientes: 0800 771 5266
GRSA – Sede
Tel.: +55 (11) 2135-3000
Atta e GR
Tel.: +55 (11) 2135-3000
Medirest
Tel.: +55 (11) 2135-3000
Canteen
Tel.: +55 (11) 3643-1515
SSP
Tel.: +55 (11) 6221-6066
ESS
Tel.: +55 (92) 622-5584
Escritórios Regionais
SÃO PAULO E VALE DO PARAÍBA
Tel.: +55 (11) 2135-3000
NORDESTE
Tel.: +55 (71) 352-4040
RIBEIRÃO PRETO
Tel.: +55 (16) 3913-8200
CAMPINAS
Tel.: +55 (19) 3753-3000
PORTO ALEGRE
Tel.: +55 (51) 3212-0777
CURITIBA
Tel.: +55 (41) 223-9313
RIO DE JANEIRO
Tel.: +55 (21) 2262-4468
Fly UP