...

História Geral Mód 4.pmd

by user

on
Category: Documents
2

views

Report

Comments

Transcript

História Geral Mód 4.pmd
WWW.ALUNONOTA10.COM.BR
O Período Napoleônico
E
ntre 1799 e 1815, a política européia está centrada na figura
carismática de Napoleão Bonaparte, que de general
vitorioso se torna imperador da França, com o mesmo poder
absoluto da realeza que a Revolução Francesa derrubara. Era o
início de um longo período de governo, dividido em três fases: o
Consulado (1799-1804), o Império (1804-1814) e Os Cem Dias
(1815).
Para alguns autores, com Napoleão Bonaparte a Revolução
Francesa teria chegado ao fim. Mas outros discordam,
demonstrando que as realizações napoleônicas tornaram possível
a consolidação das grandes conquistas revolucionárias,
principalmente no campo jurídico. É que ele mandou organizar um
Código Civil, obra que exerceu influência em quase todos os países
ocidentais. Os princípios básicos do liberalismo estavam contidos
nesse código. Assim, a Revolução Francesa estava se
consolidando, e não terminando.
Império (1804-1815)
Em 1804 Napoleão cria o Império, espécie de monarquia
vitalícia que se sustenta pelo êxito das guerras e reformas internas.
Possibilitou a burguesia francesa os mercados consumidores de
que necessitava para decolar o comércio e, principalmente a
industria francesa.
Após um plebiscito, Napoleão coroa-se imperador, em 1804,
com o nome de Napoleão I. Intervém em toda a Europa, derrotando
as tropas austríacas, prussianas e russas, e passa a controlar a
Áustria, Holanda, Suíça, Itália e Bélgica. Avança na Espanha mas
enfrenta resistência de guerrilheiros locais.
Consulado (1799-1804)
Em 10 de novembro de 1799 (dia 18 brumário, segundo o
calendário republicano) Napoleão Bonaparte, com o auxílio de
militares e membros do governo, derruba o Diretório, dissolve a
Assembléia e implanta o Consulado, uma ditadura disfarçada. O
golpe de 18 brumário retoma princípios do Antigo Regime e encerra
dez anos de lutas revolucionárias que influenciariam
profundamente os movimentos de independência na América
Latina e a organização dos países da Europa.
O Consulado é o período de 1799 a 1804, no qual Napoleão
promulga uma nova Constituição, reestrutura o aparelho
burocrático e cria o ensino controlado pelo Estado (ensino
secundário). Em 1801 declara o Estado leigo, com a subordinação
do clero às autoridades seculares(assinatura da concordata com
A Igreja). Em 1804 promulga o Código Napoleônico, que garante a
liberdade individual, a igualdade perante a lei, o direito à
propriedade privada, o divórcio e incorpora o primeiro código
comercial. Em 1805 a França volta a adotar o calendário gregoriano.
Napoleão realiza um governo
ditatorial, com censura à
imprensa e repressão policial,
com o apoio do Exército.
Do ponto de vista
econômico,
Napoleão
Bonaparte concentrou seus
esforços em dar a burguesia
francesa os estímulos e infraestrutura necessários para o
seu
desenvolvimento,
destacando-se: proibição das
greves,
combate
ao
desemprego através de frentes
de trabalho em obras públicas,
construção de estradas e etc.
Napoleão como Primeiro Cônsul,
quadro de Ingres.
18
A coroação de
Napoleão I em um
detalhe do quadro “A
Consagração”, de
autoria de David.
Temendo a expansão napoleônica, a família real portuguesa
foge em 1808 para o Brasil, sua colônia na América. Em 1812 o
Império Napoleônico incorpora 50 milhões dos 175 milhões de
habitantes do continente europeu e introduz as reformas burguesas
nos demais países da Europa, quebrando as estruturas feudais
remanescentes. Impõe o sistema métrico decimal, implanta o direito
moderno e difunde amplamente as idéias de liberdade e igualdade
da Revolução Francesa.
É decretado por Napoleão, em 1806,O Bloqueio Continental
contra a Inglaterra, após a derrota dos exércitos franceses em
Trafalgar, na Espanha. A França proíbe que qualquer país europeu
abra seus portos ao comércio com a Inglaterra. O objetivo é
enfraquecer os ingleses e reservar o mercado continental europeu
às manufaturas francesas.
Em 1812, a pretexto de punir o abandono do Bloqueio
Continental pela Rússia, Napoleão declara guerra a Moscou, mas
a campanha, em pleno inverno, é um desastre. Diante da iminência
da invasão o governador russo ordena que as pessoas abandonem
Moscou e incendeia a cidade. O Exército napoleônico encontra
apenas destroços. Dos 600 mil homens, sobram cerca de 37 mil
para fazer a retirada.
A derrota de Napoleão na Rússia incentiva a formação de
uma coalizão reunindo russos, ingleses, espanhóis, prussianos,
suecos e austríacos contra a França. Em 1814 tomam Paris e formam
um governo provisório, dirigido por Talleyrand, que depõe
Napoleão. Ele abdica do posto do imperador e exila-se na ilha de
Elba, que obtém como principado. Os Bourbon retornam ao poder
e entronizam Luís XVIII, irmão de Luís XVI (guilhotinado durante a
Revolução Francesa).
WWW.ALUNONOTA10.COM.BR
O Período Napoleônico
Governo dos Cem Dias
Em março de 1815 Napoleão organiza um exército e volta à
França para restaurar seu governo prometendo agora defender
ideais democráticos. As tropas do rei Luís XVIII, enviadas para
conter o avanço de Napoleão, acabam se unindo ao ex-imperador,
que chega a Paris como herói e toma o trono. A família real foge
mas as nações vizinhas, lideradas pela Inglaterra, se mobilizam
para derrubá-lo novamente. Depois de cem dias no poder, Napoleão
é derrotado na Batalha de Waterloo, na Bélgica. Preso pelos
ingleses, é deportado para a ilha de Santa Helena, no meio do
Atlântico, onde morre em 5 de maio de 1821. Luís XVIII retoma o
poder em 1815.
..
Os soldados franceses saúdam Napoleão antes da batalha de Waterloo.
Congresso de Viena
02. (CESGRANRIO) O golpe do 18 de Brumário de 1799, no
contexto da Revolução Francesa, derrubou o Diretório, instituiu o
sistema do Consulado e elevou Napoleão Bonaparte à liderança
política da França revolucionária. Napoleão manteve-se no poder
por um período que se estendeu de 1799 até 1815, período esse
denominado de Era Napoleônica, durante o qual ocorreu a:
a) consolidação interna do ideário burguês da Revolução e a
tentativa de sua imposição a diversos países da Europa com a
expansão militar promovida por Napoleão.
b) retomada do poder político pelos segmentos da nobreza
provincial francesa com a promulgação do Império (1804) como
a força política legítima de governo da França do período
napoleônico.
c) união de segmentos sociais distintos na defesa do governo
aristocrático e absolutista de Napoleão, tais como o
campesinato e a nobreza, com o objetivo de evitar uma invasão
estrangeira da França revolucionária.
d) interferência direta das Monarquias Absolutas européias na
França, através da ação política da Santa Aliança, ao encerrarem
o processo revolucionário com seu apoio à ascensão de
Napoleão.
e) formação de diversas coligações que uniriam a França
revolucionária e a Inglaterra liberal contra os Estados
aristocráticos, em defesa das conquistas liberais promovidas
no processo da Revolução Francesa.
03. (UFPR) Em 1806 o imperador Napoleão Bonaparte decretou o
chamado Bloqueio Continental. Explique as motivações desse ato
e indique suas repercussões.
Em 1815, com a derrota de Napoleão, representantes dos países
europeus, principalmente Áustria, Inglaterra, Rússia e Prússia,
reúnem-se para reorganizar o mapa político da Europa e do mundo.
Redistribuem entre os vencedores os territórios do Império
Napoleônico e tentam abafar os ideais da Revolução Francesa.
Devido às festas e banquetes constantes fica conhecido como o
"congresso que não anda: dança".
É criada A Santa Aliança como instrumento de
conservadorismo para impedir o avanço do liberalismo. Os monarcas
da Rússia, Áustria e Prússia comprometem-se a estabelecer defesa
mútua e governos de natureza cristã. Não têm a adesão da
Inglaterra, que defende seus interesses econômicos e liberais.
Dissolve-se entre 1822 e 1827.
04. (UNICAMP) Com a derrota de Napoleão Bonaparte, o
Congresso de Viena e os tratados de 1814-1815 delinearam os
rumos da reconstrução da Europa pós-Revolução Francesa e pósguerras napoleônicas.
a) O que estabeleceram esses tratados e qual a ameaça que
desejavam evitar seus signatários?
b) Quais os países que saíram fortalecidos com o sistema de
alianças?
01. (UNIRIO) A era napoleônica (1799-1815) caracterizou-se como
um período de profundas transformações políticas e sociais que
consolidaram a hegemonia burguesa na França. Marque a opção
que identifica corretamente uma dessas transformações.
a) Abolição da escravidão nas colônias francesas.
b) Aprovação da Declaração dos Direitos do Homem e do
Cidadão.
c) Promulgação do Código Civil dos franceses.
d) Extinção dos laços senhoriais de servidão e vassalagem.
e) Instituição do sufrágio censitário.
Quando, em 1804, Napoleão torna-se imperador da França, mesmo
sem a presença do papa, ele coroa a si mesmo.
a) Por que seria impossível para Carlos Magno, homem de tantos
feitos, autocoroar-se?
b) Por que Napoleão pôde colocar a própria coroa?
05. (UNICAMP) No ano de 801, assim foi registrada a coroação
de Carlos Magno:
"Então, como no mais santo dia de Natal, tendo ele entrado na
Basílica de São Pedro, para a celebração das missas solenes, e
tendo-se colocado diante do altar, a cabeça inclinada, em preces,
o papa Leão lhe colocou a coroa sobre a cabeça."
06. (FUVEST) O Tratado de Viena, assinado em 1815 tinha por
principal objetivo
a) estabelecer uma paz duradoura na Europa, que impedisse as
guerras e revoluções, consolidando o princípio da legitimidade
monárquica.
19
WWW.ALUNONOTA10.COM.BR
O Período Napoleônico
b) ratificada supremacia da Prússia, no contexto político da Europa
ocidental, para garantir triunfo de uma onda contrarevolucionária.
c) assegurar ao Império Austro-Húngaro o controle da Europa
continental, assim como da Inglaterra, a fim de impedir a
expansão da Rússia.
d) impedir a ascensão da classe média ao poder, que iniciara uma
série de revoluções em vários países da Europa Ocidental.
e) criar um sistema repressivo capaz de conter as primeiras vagas
do movimento socialista na Europa, através da exclusão da
influência da França.
07. Por que o Congresso de Viena queria "parar" a história?
08. (UNICAMP) Com a derrota de Napoleão Bonaparte, o
Congresso de Viena e os tratados de 1814-1815 delinearam os rumos
da reconstrução da Europa pós-Revolução Francesa e pós-guerras
napoleônicas.
a) O que estabeleceram esses tratados e qual a ameaça que
desejavam evitar seus signatários?
b) Quais os países que saíram fortalecidos com o sistema de
alianças?
Gabarito
01. c
02. a
03.
04.
05.
06. a
07.
08.
20
Fly UP