...

Estrutura e Forma - Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II

by user

on
Category: Documents
1

views

Report

Comments

Transcript

Estrutura e Forma - Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II
Estrutura e Forma Reconhecendo as partes da música e sua textura Toda vez que ouvimos, tocamos ou cantamos uma música, percebemos que ela possui partes que se repetem ou partes que se contrastam. As cantigas de roda costumam ter uma ou duas partes, com melodias simples e repetitivas, muitas vezes. Cante e perceba: A Canoa Virou A canoa virou Por deixá‐la virar Foi por causa da "Fulana" Que não soube remar Se eu fosse um peixinho E soubesse nadar Tirava a "Fulana" Do fundo do mar Melodia A
Melodia A
se repete
Nesta canção de roda a melodia se repete várias vezes. Você consegue se lembrar de outras canções desse tipo? Escravos de Jó Escravos de Jó jogavam caxangá Tira, bota deixa o Zambelê ficar Guerreiros com guerreiros fazem zigue zigue zá! Então, vamos ouvir algumas música e perceber as suas partes? Se elas são parecidas ou diferentes? Quantas vezes se repetem? Quantos instrumentos estão tocando? Existem muitos sons soando ao mesmo tempo? Procure separar em partes as canções do repertório trabalhado! 1
Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br
Outras formas: músicas com mais de uma parte Forma Binária (A B) Quando ao invés de repetir a melodia (a mesma idéia musical), resolvemos criar uma parte contrastante, a música passa a ter duas partes e então chamamos essa estrutura de Forma Binária. A forma binária pode ser abreviada pelas letras A (primeira parte) e B (parte contrastante). Então temos uma forma: A B Exemplo musical: Mamãe eu quero Mamãe eu quero Mamãe eu quero Mamãe eu quero mamar Dá a chupeta Dá a chupeta Dá a chupeta pro neném não chorar Dorme filhinho do meu coração Pega a mamadeira e entra no cordão Eu tenho uma irmã que se chama Ana De tanto piscar o olho Já ficou sem a pestana Parte A Parte B
Forma Ternária (A B A) A forma chamada de ternária é uma extensão da forma binária. Também possui uma parte inicial A (exposição) e uma parte contrastante, a parte B. A diferença é que a música termina com um retorno à parte A. Assim representamos a forma ternária da seguinte maneira: A B A Um bom exemplo de forma ternária é o “Samba de uma nota só” de Tom Jobim. Procure ouvir essa canção e perceba as suas partes! 2
Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br
O que é uma textura monofônica e textura homofônica? Chamamos de textura à maneira como os sons são organizados numa música. Quando ouvimos só uma pessoa cantando ou um único instrumento soando, dizemos que a música possui uma textura monofônica. Quando ouvimos uma ou mais pessoas cantando uma melodia acompanhada ao violão, por exemplo, formando um bloco sonoro único, dizemos que esta música possui uma textura homofônica. No Período Barroco (séc. XVII a meados do XVIII) a homofonia foi intensamente utilizada. Pergunte ao seu professor ou professora quais músicas possuem essas características! Textura Polifônica Chamamos de polifonia quando uma melodia é acompanhada de uma ou mais melodias simultâneas. O auge do estilo polifônico se deu no Período Renascentista (meados do séc. XIV ao fim do XVI). Procure ouvir músicas desse período. Os estilos polifônicos mais conhecidos são o cânone e a fuga. Uma música muito conhecida é a canção “Frère Jacques”, um cânone. 3
Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br
Fly UP