...

joanna de ângelis - Grêmio Espírita Atualpa Barbosa Lima

by user

on
Category: Documents
2

views

Report

Comments

Transcript

joanna de ângelis - Grêmio Espírita Atualpa Barbosa Lima
ANO XLIII - N° 199
Grêmio Espírita Atualpa Barbosa Lima
JOANNA DE ÂNGELIS
RECOMENDA CINCO ITENS PARA ELEVAR
NOSSO PENSAMENTO
(*)
1- a vida é bela;
2- eu nasci para amar;
3- eu vivo para servir;
4- o mal que me fazem não me faz mal, o mal que me faz mal é o mal que eu faço, porque me torna um ser mau;
5- há um sol brilhando dentro de mim.
Divaldo Franco nos explica cada um desses
tópicos:
3 - Eu vivo para Servir
1 - A vida é Bela
Se nós observamos a paisagem, ela é encantadora. Nas muitas vezes que estamos com os óculos
da melancolia, vemo-la de uma forma triste e depressiva, mas não é a paisagem; quando estamos alegres,
um poço de lama pútrida apresentasse-nos como uma
oportunidade de transformar o jardim; quando estamos
tristes, a fonte cantante parece um olho que verte lágrimas de dor. A paisagem é a mesma; nossa disposição de fitá-la é que torna essa paisagem luminescente
ou sombria. Então, quando colocamos o santo óleo do
amor no coração e as lentes transparentes da alegria, a
vida é sempre bela.
O Rotary tem um pensamento extraordinário:
aquele que não vive para servir, não serve para viver. A
mim, apesar da beleza, me parece um tanto pessimista;
eu o substituiria: aquele que não vive para servir, não
merece viver. Então, eu diria, ainda, que não aprendeu
a viver, porque a gente aprende a viver quando se torna
útil, quando a gente sabe que a vida tem um sentido,
que a vida tem um significado.
4 - O mal que me fazem não me faz mal, o
mal que me faz mal é o mal que eu faço, porque me torna um ser mau
Março / Abril 2016
e graças a isso nós nos perdemos ante a realidade. Na
hora que aprendermos a servir, nós superaremos todos
esses condicionamentos, e se não recebermos respostas é porque nosso serviço não foi tão profundo que mudasse a estrutura daquele ou do lugar a que estaremos
servindo.
Em realidade, quando alguém não gosta da
gente, o problema não é nosso, é da pessoa. Se alguém
fala mal de nós, há de ter um fator de desequilíbrio de
quem fala: há inveja, há competição, há insensatez, o
desejo de superar, ou simplesmente uma alma atormentada. Então, se alguém não gosta de nós, o problema é
da pessoa.
Mas quando nós não gostamos de alguém o
problema é nosso. Porque nós é que não estamos bem,
nós é que estamos doentes, daí o mal que me fazem
não me faz mal, porque a vibração negativa só encontra
apoio quando há consonância; se eu me mantiver acima da faixa vibratória daquele que não gosta de mim,
não há um plugue para a fixação da tomada do meu
sentimento, então, seu mal não me atinge; mas se eu
reagir e descer ao mesmo nível, então aí o mal me faz
mal. Agora, o mal pior não é aquele que nos fazem, é o
que nós fazemos, porque nos torna pessoas más; daí,
nós devemos encetar todo esforço para nunca retribuir
o mal com o mal.
Quando alguém nos persiga, calunie e até minta, acusando-nos por coisas que jamais passaram por
nossa mente, porque as mentes são muito férteis e há
um ângulo da psicologia, no capítulo das patologias, a
mentira, a pessoa sempre mente e quando percebe que
seu objetivo não logrou, a pessoa cria coisas que não
existem, mas na mente dele acontecem; é o transtorno
psicológico: ele vê o que existe dentro de si; nós não devemos reagir, devemos agir, deixar que o tempo responda, porque a pessoa também vai amadurecer, vai viver,
vai aprender com a vida e merece amor, porque amar a
quem nos ama é muito fácil, amar a quem nos hostiliza
ou não simpatiza conosco, esse é o grande desafio.
5 - Há um Sol Brilhando Dentro de Mim
2 - Eu Nasci para Amar
Todos nós nascemos para amar. Ocorre que
em nosso trânsito evolutivo nosso egoísmo leva-nos a
querer ser amados e negociamos o amor. O amor para
nós só tem sentido se houver uma resposta, e então
isso não é amor. O amor é como perfume, ele exterioriza. É claro que em nosso sentido de humanidade gostaríamos de receber a resposta, mas não é tão importante, porque as pessoas que recebem respostas afetivas
nem sempre são plenas, tornam-se caprichosas e cada
vez querem mais. Então, quando nós amamos, sempre
a vida responde, porque o ato de amar é uma forma de
ser feliz. A vida é uma canção de serviço: todo aquele
que não vive para servir ainda não aprendeu a viver.
pág. 2
Invariavelmente nós valorizamos mais o mal do
que o Bem. Há uma bela história de psicologia:
Um professor foi dar uma aula de avaliação comportamental e chegando na classe estendeu sobre o quadro de giz um imenso lençol alvo; depois tomou de um
pincel e na ponta do lençol colocou pequena mancha,
e perguntou aos alunos: que veem? Todos, em uníssono: uma mancha! Ninguém viu o lençol. A mancha era
mil vezes menor que o lençol; é a tendência para ver
desenfocada a realidade. Ninguém sequer diz: vejo o
lençol com uma mancha. É nosso atavismo ver o lado
negativo. Por quê? Por causa dos nossos instintos primários.
Os três instintos básicos da vida são: alimentação, repouso e nutrição; por causa deles os animais
matam; por causa deles nós também matamos e por
esse instinto de ver sempre a supremacia sobre o mais
fraco nós adquirimos uma tendência negativista, porque armazenamos mais ideias negativas que positivas
pág. 3
Dar sem esperar
retribuição
Sintonia de Jesus com
o Pai Criador
Sejam bem-vindos!
César P. Viana e Regina Viana
Saudades do Chico
Poema: Maurício Curi
Rogério Coelho
Walter Barcelos
Há um sol que brilha dentro de nós: é a presença do amor, porque normalmente o sol brilha fora e
nós, que estamos no meio, projetamos sombra; quando
instalamos o sol do amor dentro de nós, na crença, na
beleza, nós nos tornamos uma lâmpada que irradia em
todas as direções.
Conclusão:
Então, a vida é bela, como diz Joanna de Ângelis; eu nasci para amar, e a gente, quando nasce para
amar, tem sempre que fazer alguma coisa para que o
mundo se torne digno de ser amado. Eu nasci para servir; então, estamos aqui com um objetivo superior; o mal
que me fazem não me faz mal, porque toda vez que
alguém pensa em mim negativamente, isso deve constituir um estímulo para que eu avance na direção do bem;
e o sol que brilha dentro de nós é a presença do amor.
(*) Fonte: Revista Visão Espírita, nº 17 - coluna Diálogo Franco
pág. 4
Site: www.atualpa.org.br
Palestras Públicas
AGENDE-SE
Datas Espíritas
Evangelho no Lar
Inscrições ESDE
Reunião de Irradiação
Palestras, Agende-se, edições do jornal Brasília Espírita, história do Grêmio Espírita Atualpa, Fotos, Mensagens e muito mais! Visite o nosso site.
2
Março / Abril 2016
DAR SEM ESPERAR RETRIBUIÇÃO
Os que fazem o bem ostentosamente já receberam sua
recompensa
Rogério Coelho (*)
“Dá a quem te pedir, e não te desvies daquele que quiser que lhe emprestes.”
Jesus. (Mt., 5:42)
N
o Evangelho de Jesus, encontramos as necessárias
orientações para todas e
quaisquer situações pelas quais podemos
passar na vida de relação...
Esse Relicário de Luz deverá ser
objeto de exaustivas e minuciosas exegeses para que nossos passos não tropecem nos equívocos de dolorosos corolários.
Jamais existiu ou existirá código
que o iguale. O Evangelho que Jesus
trouxe à Terra em nome do Pai Celestial
é o melhor tratado de relações humanas, cuja perenidade foi assim assegurada1 : “minhas palavras não passarão”.
O segundo Mandamento Maior2:
“amar ao próximo” é suscetível de ser praticado de “n” formas diferentes. Dentre
elas inclui-se o exercício da fraternidade
em regime de despojamento do egoísmo
e da vaidade.
Jesus disse3 : “tende cuidado em
não praticar as boas obras diante dos homens para serem vistas, pois, do contrário, não recebereis recompensa de vosso
Pai que está nos Céus. Assim, quando
derdes esmolas, não trombeteeis, como
fazem os hipócritas nas sinagogas e nas
ruas, para serem louvados pelos homens.
Digo-vos, em verdade, que eles já receberam sua recompensa”.
Realmente receberam-na: queriam ser vistos. Foram... A vaidade e o
egoísmo desfilaram nos palcos das ilusões!... (é tudo que terão!).
Kardec aborda esta questão no
livro básico “O Evangelho Segundo o Espiritismo” cap. XIII, item 3, nos seguintes
termos: “(...) em fazer o bem sem
ostentação há grande mérito; ainda
mais meritório é ocultar a mão que dá;
constitui marca incontestável de grande
superioridade moral, porquanto, para
encarar as coisas de mais alto do que o
faz o vulgo, necessário se torna abstrair
da vida presente e identificar-se com a
Vida Futura; numa palavra: colocar-se
acima da humanidade, para renunciar
à satisfação que advém do testemunho
dos homens e esperar a aprovação de
Deus. Aquele que prefere ao de Deus o
sufrágio dos homens prova que mais fé
deposita nestes do que na Divindade e
que mais valor dá à vida presente do que
à futura.
Sejam bem-vindos!
pela família. Mas lembramos sempre de
Neio Lúcio, no livro Jesus no Lar, psicografia de Francisco Cândido Xavier, em
seu primeiro capítulo, quando nos remete
ao Mestre que afirma:
“- Pedro, acendamos aqui, em torno de
quantos nos procuram a assistência fraterna, uma claridade nova. A mesa de tua
casa é o lar de teu pão. Nela, recebes do
Senhor o alimento para cada dia. Por que
não instalar, ao redor dela, a sementeira
da felicidade e da paz na conversação e
no pensamento? O Pai, que nos dá o trigo
para o celeiro, através do solo, envia-nos
a luz através do Céu. Se a claridade é a
expansão dos raios que a constituem, a
fartura começa no grão. Em razão disso,
o Evangelho não foi iniciado sobre a multidão, mas, sim, no singelo domicílio dos
pastores e dos animais.
Simão Pedro fitou no Mestre os olhos humildes e lúcidos e, como não encontrasse palavras adequadas para explicar-se,
murmurou, tímido:
- Mestre, seja feito como desejas.
Então Jesus, convidando os familiares
do apóstolo à palestra edificante e à meditação elevada, desenrolou os escritos
da sabedoria e abriu, na Terra, o primeiro
culto cristão no lar”.
Face à importância do tema, o
Grêmio Espírita Atualpa, em plena adesão
à campanha permanente da Federação
Espírita Brasileira (FEB), cujo lema é “O
Evangelho no Lar e no Coração”, incentiva a prática e coordena reuniões mensais
Cesar Pereira Viana e
Regina Façanha Viana/ Fevereiro de 2016 (*)
C
om a saudação acima somos recebidos em mais um
lar. É domingo, hora do Pôr
do Sol, e nos sentimos felizes por rever
companheiros da Doutrina Espírita e poder realizar mais um culto do evangelho
com amigos da Casa de Atualpa, como é
comumente chamado o nosso Grêmio Espírita Atualpa Barbosa Lima.
Como isso acontece? Qual a importância de um culto no lar? São tantas
as questões para quem se inicia na Doutrina Espírita que parecem impossíveis de
serem tão simplesmente respondidas. Assim, vejamos: Emmanuel, no livro O Consolador, psicografia de Francisco Cândido
Xavier, pergunta 110, nos afirma que “a
universidade poderá fazer o cidadão, mas
somente o lar pode edificar o homem”. E
diz mais, ao dizer que a “melhor escola
ainda é o lar, onde a criatura deve receber as bases do sentimento e do caráter”.
O lar é o cadinho onde as almas em progresso, muitas vezes devedoras entre si,
se encontram para resgatar débitos do
passado, aprender mais sobre a ciência e
a moral, e para praticar os conhecimentos
e a caridade mais próxima do próximo.
Na Casa de Atualpa deixamos
que o lar, no qual somos acolhidos na
hora da ave Maria, conduza o culto como
de costume e nos dias já estabelecidos
1960 - 2016
Quantos há que só dão na esperança de que o que recebe irá bradar
por toda a parte o benefício recebido!
Quantos os que, entretanto, às ocultas,
não dariam uma só moeda! Foi por isso
que Jesus declarou: “os que fazem o
bem ostentosamente já receberam sua
recompensa”.
Com efeito, aquele que procura
a sua própria glorificação na Terra, pelo
bem que pratica, já se pagou a si mesmo;
Deus nada mais lhe deve; só lhe resta receber a punição do seu orgulho.
A beneficência praticada sem
ostentação tem duplo mérito: além de
ser caridade material, é caridade moral,
visto que resguarda a suscetibilidade do
beneficiado, faz-lhe aceitar o benefício,
sem que seu amor-próprio se ressinta
e salvaguardando-lhe a dignidade de
homem, porquanto aceitar um serviço
nas casas de seus frequentadores, que,
voluntariamente, se inscrevem oferecendo que se faça o Culto no seu Lar.
Esse é o primeiro passo para que
o Culto aconteça. No convite da Casa de
Atualpa consta: “Quando abrimos com o
coração as portas de nossa casa e recebemos a visita fraterna de irmãos para a
realização do Evangelho no Lar, o amparo
transcende os limites terrenos e somos
agraciados com a visita de irmãos de
luz que favorecem a paz, a harmonia e a
união de todos os moradores, encarnados
e desencarnados”. A seguir complementa: “No último domingo de cada mês, às
18 horas, uma equipe do Grêmio Espírita
Atualpa Barbosa Lima se reúne na casa
de uma família inscrita para a realização
do Culto do Evangelho no Lar”. Nesse
espírito, o evangelho é conduzido, tendo
participado, no ano de 2015, cerca de dezenove pessoas por culto.
Joanna de Ângelis, no livro Messe de Amor, psicografia de Divaldo Pereira Franco, página intitulada Jesus Contigo, nos fala que “quando uma família
ora, Jesus se demora em casa. Quando
os corações se unem nos liames da Fé,
o equilíbrio oferta bênçãos de consolo e a
saúde derrama vinho de paz para todos”.
E é assim que se dá, a partir das 18 h,
por cerca de uma hora, lê-se uma página
inicial, o Evangelho, ou outro livro adotado pela família que nos recebe, ora-se e a
casa fica repleta de boas energias, energias salutares.
Fundado em 28 de outubro de 1960 - Reconhecido de utilidade pública federal
SGAS Quadra 610 Conjunto D - CEP 70200-700 - Brasília/DF - Telefone: (61) 3443-2000
A Equipe do Jornal Brasília Espírita agradece a todos os irmãos que direta e indiretamente têm oferecido valioso apoio na divulgação dos ensinamentos do
Consolador Prometido, seja no fornecimento de artigos, seja na revisão dos textos ou no serviço de distribuição.
ATIVIDADES ASSISTENCIAIS E PROMOCIONAIS
DIRETORIA
Registro no Cartório do 2º Ofício de
Oficina de Costura: Terça-feira às 14h
Presidência:
LENIRA
PEREIRA
VIANA
Registro Civil do Distrito Federal.
Bazar Beneficente Irmã Virgínia: Domingo às 10h
Vice-Presidência:
PAULO
DE
TARSO
P.
VIANA
Bimestral. Editado pelo Grêmio Espírita
Gabinete Odontológico: Sábado às 08h e Domingo às 10h
Secretaria:
Atualpa Barbosa Lima
Gabinete de Psicologia: Domingo às 10h
SOLANGE
VAZ
DOS
SANTOS
Endereço: SGAS, Qd. 610 - Cj. D
Gabinete Médico e Farmácia: Domingo às 10h
EDINIR
TEREZA
DE
QUEIROZ
CURI
Brasília - DF CEP 70200-700
Albergue Noturno: Aberto todo ano
Tesouraria:
CNPJ 00.116.301/0001-85
Campanha Auta de Souza: Domingo às 10h
MARIO
RINALDO
ARRUDA
DE
AGUIAR
Responsável: Lenira Pereira Viana Distribuição da Sopa: Domingo às 10h
CESAR
PEREIRA
VIANA
Presidente do GEABL
Caravana Chico Xavier (apoio aos desvalidos):
DEPARTAMENTOS
Editor: André Ribeiro Ferreira
1ª sexta-feira de cada mês às 19h
Atendimento
Espiritual:
email:[email protected]
Visita ao Hospital Materno Infantil: 1º e 3º Domingos às 14h45
MAURÍCIO
DE
QUEIROZ
CURI
Revisão: Paulo de Tarso Pereira Viana,
Assistência Jurídica: Sábados das 10h às 12h
Atividades
Mediúnicas:
Lenira Viana, Ruy de Oliveira Barbosa,
Reunião de Irradiação: Terças-feiras às 19h30
WILSON
JOSÉ
RODRIGUES
ABREU
Soraia Ofugi, Lenise Amaral e Cesar Viana
ATIVIDADES DOUTRINÁRIAS
Formação
Doutrinária:
Jornalista: Paulo de Tarso dos Reis Lyra
Reunião Pública e Passe:
CARLA
VIEIRA
GONÇALVES
ABREU
DRT/MTB 760-95
Segunda-feira: 20h
Infância
e
Juventude:
Diagramação/Editoração Eletrônica:
Quinta-feira: 20h
MARGARIDA
CARDOSO
LEITE
Alexandre Bittencourt de Oliveira e
Domingo: 09h
Comunicação Social
Evangelização da Infância: Domingo às 09h
ANDRÉ RIBEIRO FERREIRA
Evangelização da Juventude: Domingo às 10h30
Assistência e Promoção Social Espírita:
Gráfica: Editora Otimismo
Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita: Sábado às 16h45
GILDA
GOMES
RODRIGUES
Tiragem: 2 mil exemplares impressos
Arte
e
Cultura
Espírita:
Permitida a divulgação, na íntegra ou em parte desde que citada a fonte
Disponível em www.atualpa.org.br
CONCEIÇÃO DE MORAES CAVALCANTE
é coisa bem diversa de receber uma
esmola.
A verdadeira caridade sabe encontrar palavras brandas e afáveis que
colocam o beneficiado à vontade em presença do benfeitor, ao passo que a caridade orgulhosa o esmaga. A verdadeira
generosidade adquire toda a sublimidade,
quando o benfeitor, invertendo os papéis,
acha meios de figurar como beneficiado
diante daquele a quem presta serviço. Eis
o que significam estas palavras: “não saiba a mão esquerda o que dá a direita”.
Conclama um Espírito familiar:
“dai delicadamente, juntai ao benefício
que fizerdes o mais precioso de todos os
benefícios: o de uma boa palavra, de uma
carícia, de um sorriso amistoso... Considerai que, fazendo o bem, trabalhais por
vós mesmos e pelos vossos”.
Aduz S. Vicente de Paulo: “homens de bem, de boa e firme vontade,
uni-vos para continuar amplamente a
obra de propagação da caridade; no
exercício mesmo dessa virtude, encontrareis a vossa recompensa; não há alegria
espiritual que ela não proporcione já na
vida presente. Sede unidos e amai-vos
uns aos outros segundo os preceitos do
Cristo”.
(*) Articulista Espírita, jornalista
espírita e natural de Muriaé/MG
1 - Mc., 13:31.
2 - Mc., 12:31,
3 - Mt., 6:1 a 4.
Caso você ainda não realize o
Culto do Evangelho no Lar, sempre é tempo de iniciá-lo. Não existe uma regra fixa,
nem qualquer tipo de ritual, assim como
em toda a doutrina espírita. Primeiramente, escolha um dia da semana e o eleja
como o qual se realizará o Culto. Nesse
dia e hora certa, inicie com a família reunida, ou apenas com você mesmo, caso
eles não queiram participar, com uma página edificante, de uma das obras complementares a doutrina espírita, a título de
preparação de ambiente. A seguir realize
uma breve prece inicial, agradecendo e
louvando pela oportunidade da ligação
com o mais alto. Escolha um livro de estudo – sugerimos O Evangelho Segundo o
Espiritismo, por seu conteúdo primordialmente moral; Ato contínuo faça uma análise rápida do que acabou de ler e conclua
o estudo com uma prece final, agradecendo, louvando e pedindo bênçãos para todos. Este tipo de culto no lar, não demora
mais que uma hora, sendo sugerida, inicialmente, meia hora.
Você, frequentador da Casa de
Atualpa, já inscreveu o seu lar para este
ano de 2016? Se não, procure a Livraria
Letras e Luzes e faça a sua inscrição
para o último domingo do mês de sua escolha, às 18h. Como vimos, não apenas
nós mesmos somos os grandes beneficiados, mas toda uma comunidade.
(*) Articulistas Espíritas e participantes das
atividades do GEABL/DF
3
Março / Abril 2016
Walter Barcelos
*Nascido em Araxá-MG, é espírita, articulista, autor de vários livros e dentre os quais,
“Sexo e Evolução”, publicado em novembro de 1992.
SINTONIA DE JESUS COM O PAI CRIADOR
“Eu e o Pai somos um.” (João, 10.30)
J
que me deste, para que vejam a minha glória que me conferiste, porque
me amaste antes da fundação do
mundo.” (João, 17:24)
personalidade espiritual perante o Pai,
afirmando que o Pai é maior do que Ele.
Clareou sua posição espiritual para que
os seguidores de Sua doutrina não interpretassem enganosamente acreditando
ser Jesus o próprio Pai Criador. Se o Pai
é maior do que Jesus, o Pai é o Administrador Maior da Vida no Universo infinito.
Com a Lei da Reencarnação passamos a
entender com clareza a posição de Jesus
1 – Sintonia com o Pai
1.1 - E quem me vê a mim, vê aquele
que me enviou.” (João, 12.45)
1.2 - “Vim do Pai e entrei no mundo;
todavia deixo o mundo e vou para o
Pai.” (João, 16.28)
1.3 – “Eu e o Pai somos um.” (João,
10.30)
Jesus não teve receio de falar
com firmeza de sua relação com Deus. A
Sintonia de sua mente divina com a mente de Deus é profundamente espontânea
e natural. A relação de Jesus com o Pai
é a mais bela sintonia espiritual que se
tem notícia, na Terra. O Senhor pede para
vê-lo, não corpo físico passageiro, mas o
espírito eterno. Compreender os objetivos fundamentais de sua missão, na Terra. Ele conquistou por esforço próprio a
posição de Espírito Perfeito e conquistou
o poder de Ministro de Deus. Trabalha
com Deus, a benefício da Humanidade.
Ao morrer na cruz do sacrifício supremo,
despede-se da vida física e retorna a seu
cargo, junto ao Pai.
2 – Anterioridade de Jesus
2.1 – “e agora glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eu tive
junto de ti, antes que houvesse mundo.” (João, 17.5)
2.2 - “Pai, a minha vontade é que onde
eu estou, estejam também comigo os
verdadeiro, Criador da Vida e de todos
os seres, Deus de amor infinito, Deus de
Misericórdia, Deus que ama seus filhos.
O Pai habita em todos os seres, em todas
as coisas e envolve todas as forças do
Universo.
5 – O Poder de Deus e de Jesus
https://www.google.com.br/#tbm=isch&q=GOD&imgrc=tLwCvud2ags6fM%3A
esus veio ao convívio dos
homens e cumpriu fielmente
sua divina missão. Trabalhou três anos consecutivos de intensa
divulgação das verdades celestes. Falou
e explicou, conversou e respondeu, dialogou e debateu com infinita paciência e
poderosa serenidade. Explicou a Verdade com palavras simples repletas de sabedoria. Ofereceu inumeráveis exemplos
com a maior pureza de amor, abnegação
e sacrifício a benefício da Humanidade.
[email protected]
Nestes dois versículos preocupou-se Jesus em esclarecer os homens
quanto a sua vida de espírito, revelando
sua atuação e sintonia com o Pai Criador,
bem antes da criação do orbe terrestre.
Preocupou-se, em diversas ocasiões, em
fazer distinção perfeita e com raciocínio
da Lógica, entre Ele e o Pai. Antes que
o mundo fosse criado, Jesus já era Espírito Puro, Espírito Perfeito, Engenheiro
Celeste. Após a criação e formação da
Terra, Jesus passou a manter o cargo de
Governador Espiritual do Planeta Terra.
3 – O Pai é maior
– “Ouvistes que eu vos disse: Vou, e volto
para junto de vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis de que eu vá para o Pai, pois
o Pai é maior do que eu.” (João, 14.28)
Nesta pequena sentença, Jesus
ensina aos homens a respeito de sua
SAUDADES DO CHICO
Maurício Curi / 19/05/2015 (*)
Esclareça-se a quem quiser
Quem pode ser humilde assim?
Que oferta tanto amor sem fim
Tem que conhecer Chico Xavier
Quem é capaz de doar-se
Com tanta devoção e alegria
Sem trégua, de noite, de dia
Auxiliando sem nunca queixar-se?
Na sua difícil e longa caminhada
De dificuldades e acerbas dores
Colhe entre espinhos, flores
Acendendo luz em sua estrada
perante Deus. Jesus é nosso irmão e promoveu por esforço próprio a sua evolução
moral e perfeição espiritual.
4 – Filho do Deus vivo
– “Mas vós, continuou ele, quem dizeis
que eu sou? Respondendo Simão Pedro disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus
vivo.” (Mateus, 16:15 e 16)
Jesus desejava saber dos discípulos que idéia tinham a respeito de sua
missão. Ao perguntar: quem dizeis que
eu sou? Respondeu Simão Pedro com
sabedoria e inspiração: “Tu és o Cristo, o
Filho do Deus vivo”. Jesus é o Messias,
o Salvador, o Filho unigênito. Espírito
que alcançou o grau máximo de evolução: Espírito Perfeito, Entidade Celestial,
Ministro de Deus. Simão Pedro concluiu
ser Jesus o Filho do Deus vivo. Por que
a expressão Deus vivo? Jesus queria distinguir o Deus verdadeiro do Deus das
crenças humanas. Referia-se ao Deus
– “Aquilo que meu Pai me deu é maior do
que tudo, e da mão do Pai ninguém pode
arrebatar.” (João, 10.29)
Jesus noticia o poder espiritual que se apossou por sua SABEDORIA
DIVINA, COMPETÊNCIA CÓSMICA e
AMOR UNIVERSAL. Adquiriu tais poderes mentais numa série imensa de encarnações e em diversos mundos, no Universo, por esforço próprio, até alcançar
ao ponto máximo da Perfeição Espiritual.
Este poder que se refere Jesus, esta ligado ao poder de Ministro de Deus. Trabalha em profunda intimidade com Deus
sem ser o próprio Deus. Recebeu da parte do Pai Criador, o cargo e encargo de
construir e governar os mundos, amparar
e educara Humanidade. Atua com plenitude de sabedoria, amor e criatividade na
criação e administração de todas as coisas e seres na casa universal de Deus.
6 – Trabalhos do Pai e de Jesus
– “Mas ele lhes disse: Meu Pai trabalha
até agora, e eu trabalho também.” (João,
5.17)
Nesta pequena sentença revela Jesus a sua atuação e a de Deus na
vida universal. Não existe a inércia na
vida universal. O Pai Criador atua com
inteligência e amor na vida, na criação,
nos seres, desenvolvimento e progresso
de todas as vidas visando o progresso,
a saúde e a felicidade de todos os seus
filhos. Arremata dizendo que Ele também
possui imensas responsabilidades na administração do planeta Terra e desenvolvimento moral da Humanidade. Deus não
cessa de criar na Casa Universal e Jesus
Cristo age e trabalha incessantemente
para amar e servir na Casa do Pai Criador.
Na terra árida que encontrou
Nos corações de quem conviveu
Com a semente de luz que recebeu
Gentileza e caridade, ele plantou
Enquanto questionavam seu labor,
Suas obras de celeste mediunidade,
Adversários com inveja e maldade,
Recebiam dele, perdão e mais amor
A simplicidade é seu perfume
A espargir dúlcida bondade
Jamais desejou notoriedade
Discreto como de costume
Diante das discussões intermináveis
De convites a debates inflamados
Chico prefere os tristes chamados
De socorro a seus irmãos miseráveis
Em um mundo ansioso, aflitivo
Trabalha sereno e disciplinado
Mãos operosas, traço iluminado
Sustentado na fé, seu lenitivo
Para que o tempo fosse seu aliado
Emmanuel, do mais além ensina:
É preciso vencer com disciplina,
Para o trabalho ser bem executado
De aparente limitação e fragilidade
Sem diplomas e condecorações
Beneficiou milhares de corações
Na cátedra humilde da caridade
A obra literária, vasta e portentosa
Não foi a sua mais bela realização;
As páginas escritas em seu coração
São sua expressão mais grandiosa
Recordando o Divino mensageiro
Na pobreza e na simplicidade
Gigante em espiritualidade
Do Mestre, dócil medianeiro
Dizem, num homem, nunca ter visto
Tanta beleza e um amor tão rico
Ah! Quantas saudades do Chico!
Ah! Que saudades de Jesus Cristo!
Erigiu no lar, formoso santuário
Ofertando divinas oblações
No testemunho de preciosas lições
Foi abrigo, ambulante educandário
(*) Articulista Espírita / Palestrante do
GEABL/DF
4
Março / Abril 2016
TEMA DAS PALESTRAS
03 Jorge Hessen
-
A CAMINHO DA LUZ
Dom
06 DIJ
-
Seg
17 Maurício Curi
-
ESCOLA DE EVANGELIZAÇÃO ESPÍRITA IRMÃ ZÉLIA
- EEEIZ
BONDADE
Quin
10 Fabiano Augusto
-
PACIÊNCIA
Dom
13
André Ferreira
-
SAÚDE DO ESPÍRITO
Seg
14
Carmelita Indiano
-
ARREPENDIMENTO
Quin
17 André Siquei
-
VONTADE
Dom
20 Niraldo Pulcineli
-
O EGOÍSMO E O ORGULHO
Seg
21
Ricardo Honório
-
Qui
24
Wilson Abreu
-
INSPIRAÇÃO
Dom
27
Flávio Bastos
-
LIVRE-ARBÍTRIO E CARIDADE
Seg
28
Sérgio Castro
-
OS SINAIS DA RENOVAÇÃO
Quin
31
Warwick Mota
-
MALEDICÊNCIA
Dom
03
Maurício Curi
-
SEMEADORES
Seg
04
Aristides Guimarães -
SINTONIA (afinidade)
Qui
07
Jorge Hessen
-
A CAMINHO DA LUZ
Dom
10
Cassius Vantuil
-
LEI DO PROGRESSO
Seg
11
Carmelita Indiano
-
REAJUSTE
Qui
14
Geraldo Campetti
-
BURILAMENTO PESSOAL
Dom
17
-
LEI DA SOCIEDADE
Seg
18
Fátima Guimarães
Equipe da
Biblioteca Chico Xavier
-
DIA DO LIVRO ESPÍRITA – 18 DE ABRIL
Quin
21
Roberto Versiani
-
INDULGÊNCIA
Dom
24 Luiz Augusto
-
LEI DE JUSTIÇA
Seg
25
Carlos Sá
-
RESIGNAÇÃO
Qui
28
Wilson Abreu
-
TEMPO
Abril
Março
Quin
05
ESDE/
DAS ATIVIDAS
INÍCO
ESE E EADE
DO E PRÁTIINÍCIO DO ESTU
NIDADE -ESME
CA DA MEDIU
DATAS ESPÍRITAS
01/03/1944 É lançado o jornal O Semeador, em São Paulo, órgão da
FEESP.
06/03/1932 É fundada a Associação das Senhoras Cristãs de Araçatuba, pela emérita espírita Benedita Fernandes.
09/03/1979 Desencarnação de José Herculano Pires.
09/03/1984 Desencarnação de Yvone do Amaral Pereira 19/03/1839
19/03/1839 Nasce em Portugal, Antônio Gonçalves da Silva Batuíra,
médium curador.
20/03/1833 Nasce na Inglaterra, Daniel Dunglas Home, considerado
o maior médium de efeitos físicos.
22/03/1882 O livro “A Gênese”, de Allan Kardec, é editado pela
primeira vez em língua portuguesa.
23/03/1857 Nasce Gabriel Delanne.
31/03/1848 Os fenômenos em Hydesville (EUA) atingem o auge,
envolvendo a família Fox, dando início a inúmeras investigações
sobre a mediunidade.
31/03/1869 Desencarnação de Allan Kardec, vítima da ruptura de um
aneurisma.
01/04/1858 É fundada a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas,
por Allan Kardec.
02/04/1869 Allan Kardec é sepultado no Cemitério de Montmartre.
02/04/1910 Nasce Francisco Cândido Xavier, em Pedro Leopoldo,
MG.
04/04/1919 Desencarnação de Willian Crookes, estudioso inglês dos
fenômenos espíritas.
11/04/1900 Desencarnação, no Rio de Janeiro, de Bezerra de
Menezes.
12/04/1927 Desencarnação de Léon Denis.
15/04/1864 Lançado por Allan Kardec “O Evangelho Segundo o
Espiritismo”
18/04/1857 Lançado O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec.
14/04/1999 É instituído o “Dia do Consolador”
18/04/1974 É lançado o jornal “Folha Espírita”
21/04/1889 Foi fundado no Rio de Janeiro, o Centro Espírita do
Brasil, sendo seu primeiro presidente Adolfo Bezerra de Menezes,
que instalou a primeira escola de médiuns junto com Augusto Elias
da Silva.
22/04/1904 Desencarnação de Florence Cook, a médium de materializações do Espírito Katie King.
24/04/1984 Desencarnação, no Rio de Janeiro, do jornalista Deolindo
Amorim.
30/04/1856 É transmitida a Allan Kardec a primeira revelação mediúnica a respeito da sua missão
ESFERAS ESPIRITUAIS
AGENDE-SE
Março
Segundas e Quintas às 20h
Domingo às 9h
O Grêmio Espírita
Atualpa Barbosa Lima
convida a todos para participarem
das preces de
Abril
e se
s de abril, mês qu
(*) Em todo o mê
adas
liz
rea
ão
ser
,
ita
Espír
comemora o Livro
públicas
icas nas palestras
apresentações artist
feiras.
asint
qu
e
s
da
de segun
10
ÃO
ESPÍRITA EM AÇ DA
MOVIMENTO
AS
RI
DIRETO
– VISITAS DAS
ES
ES PARA AÇÕ
CR
ÀS
F
D
FE
VIO
M
O
AMIZAR
VISANDO DIN
1
RE
(C
F.
D
O
D
TA
MENTO ESPÍRI E CRE5 /FEDF)
21 IVAAL2D3O
EVENTO COM
NE
LI r )
N
b
.
O
D
FRANCO
g
r
ES a.o
ÇÕ alp
I u
CR .at
S
w
N w
I w
(
Retorno a Pátria Espiritual
Registramos o retorno à Pátria Espiritual
do nosso querido José Manoel Barreto
Granja, o “Manoel”, filho de nossa irmã
Dona Terezinha. Nascido em 09 de fevereiro
de 1956, em Recife-PE, desencarnou em
16 de dezembro de 2015 em Brasília-DF.
Frequentador assíduo aos trabalhos e
estudos do Grêmio Espírita Atualpa desde
fins da década de 70.
Sempre sorridente, realizou dedicados trabalhos no antigo Clube do
Livro do GEABL, participou de peças de teatro e demonstrou a todos,
pelo exemplo, que as dificuldades e as dores da vida podem ser
companheiras diletas do crescimento espiritual.
Manoel leva nosso carinho e nossa admiração, tendo a certeza que
todo o conhecimento adquirido, sobre o plano dos espíritos, será base
para mais um trabalhador inscansável da doutrina no plano espiritual.
EDITORA OTIMISMO
www.editoraotimismo.com.br / http://editoraotimismo.blogspot.com.br
SIBS - Qd. 03 Cj. C lt. 26 - Brasília/DF - cep.: 71736-303
(61) 3386-0459 (seg à sex das 8h às 12h e de 13h às 18h)
ESPIRITISMO E GENÉTICA
Autor:Eurípedes Kühl - Editora: Feb
Nossos dias vivem um momento sublime, muito evidenciador de
que fazemos parte da humanidade encarnada em cujo tempo a regeneração planetária bate à porta, sendo a Genética um dos mais
evidentes vetores desse empuxo. Este livro traz esclarecedores
apontamentos sobre biogenética com enfoque no Espiritismo. Tratam‐se, por esse prisma, assuntos polêmicos mas importantes,
como bebês de proveta, barrigas de aluguel, ética, clonagem, uso
de cobaias, embriões congelados, entre outros.
INTERNET
IMPRESSÃO A DISTÂNCIA
www.eplace.com.br
(61) 3552-3691
2ª Avenida Bloco 565 B Loja 01 Núcleo Bandeirante
Fly UP