...

Rolls-Royce escolhe a Seco Tools

by user

on
Category: Documents
11

views

Report

Comments

Transcript

Rolls-Royce escolhe a Seco Tools
NOVIDADES SECO E OPINIÕES AO REDOR DO MUNDO
Rolls-Royce escolhe
a Seco Tools
No.1 – 2003
Fresando com
CBN300 na Índia
R220.74
Há poucos anos atrás, fornecemos para
nosso cliente, em Hagavik, uma fresa para
teste da linha Octomill. A fresa apresentou
um desempenho tão bom que o cliente
recusou-se a devolvê-la. O mesmo aconteceu novamente no inverno passado quando o cliente testou a nova fresa Hexamill.
(página 24)
Controle Numérico Manual
A Simpson & Co. em Chennai (Índia), instalou recentemente uma linha flexível de
manufatura na sua planta de Sembiam
para aumentar sua capacidade de produção de novos produtos e suprir a demanda
pelos crescentes níveis de qualidade exigidos pelos seus clientes. Eles optaram pelos
centros de usinagem High Speed da
Makino equipados com as fresas de CBN
da Seco, objetivando manter uma reserva
tecnológica estratégica em resposta às
constantes e crescentes mudanças das exigências de seus clientes em curtos espaços
de tempo.
(página 26)
Grande sucesso na ABB
A Style High Tech Nederland b.v. é a maior fabricante holandesa de fresadoras e
tornos com uma interface amigável de programação conhecida como “teach-in” ou
Controle Numérico Manual (MNC).
Sob os termos de cooperação entre a
Style High Tech e a Seco, ambas as partes
se auxiliam mutuamente na solução dos
problemas de seus clientes.
(página 4)
As fresas de esquadrejamento Nano Turbo
e as fresas para abertura de cavidades em
alumínio 217/220.97, alcançaram um sucesso recorde na ABB Power Technology
Products/Assist localizada em Ludvika,
Suécia.
(página 6)
JABRO
A revista internacional
do Grupo Seco Tools
– O mais recent
Editor chefe: Fredrik Nilsson
Editor: Bo Holmblad
Seco Tools AB
Departamento de Marketing
S-737 82 Fagersta, Suécia
Telefone: +46 223-40 000. Fax: +46 223-71 860
Internet: www.secotools.com
Conteúdo
No. 1 – 2003
Escritórios da Jabro em Lottum – uma comunidade
próxima à fronteira com a Alemanha
2 O mais recente membro da família Seco
4 Style High Tech, nos países baixos
5 Wouter Van Halteren – Presidente da
Associação dos fabricantes de máquinas da
Holanda
5 Style High Tech – Demo days
6 Novas fresas Seco – ABB, Suécia
7 Precisão suíça na Hönger+Co, Suíça
8 A Seco Tools entra em uma nova era na Austrália
10 Distribuidor com serviços pontuais – Inglaterra
10 Nova fresa de disco 335.18
11 A Minimaster fez novamente – Austrália
12 Classe Seco TP200 e quebra-cavacos M3 –
Inglaterra
14 Rápida remoção de material com a fresa R220.97
– Noruega
16 “É fácil negociar com a Seco!” – Brasil
17 Minimaster maior segurança... – Brasil
18 Elevada precisão e pequenos lotes de produção –
Bélgica
20 Fresas para plunging mais que o dobro da
produtividade – USA
21 Seco em Farnborough
22 Mar-Metal & Seco/Carboloy – USA
24 Rolls-Royce Marine – Noruega
26 Um salto tecnológico no fresamento em desbaste
– Índia
28 Economias na Siemens – Alemanha
30 Thielert Aircraft Engine – Alemanha
32 Um torneamento rápido e previsível – TP1000
A Jabro Tools de Lottum, na Holanda, é uma empresa
moderna de excelente reputação que se especializou na
produção de ferramentas de precisão. Tudo começou 26
anos atrás, quando Piet Janssen e Jan Brouwers
(conseqüentemente Jabro) montaram uma pequena
empresa em um barracão. Hoje, a empresa conta com
mais de 100 funcionários.
Jan Huijs
Edwin Sweenk e Jan Huijs
2
te membro da família Seco
As operações da Jabro são impressionantes. Na chegada, o visitante se depara com modernos prédios.
Tudo é novo e a organização é de extremo bom gosto. A impressão imediata é a que a consciência da
qualidade é a prioridade número um. O que foi essencial para a Jabro ter conseguido a certificação ISO
9000 em 1994.
O faturamento da empresa tem crescido constantemente nos últimos anos. Mesmo antes da Seco ter
adquirido a empresa, já havia sido decidida a expansão dos escritórios. A obra foi iniciada em agosto
com previsão de término para abril de 2003. Os escritórios, que atualmente estão localizados junto à produção, serão transferidos para um novo prédio,
objetivando atender a nova regulamentação holandesa de construção civil. Logicamente, essa alteração irá
liberar uma nova área para a produção que, sem dúvida, será importante, uma vez que será importante,
uma vez que toda a organização Seco agora estará
vendendo os produtos Jabro.
“Nosso propósito é que a maior parte de nossa
produção seja automática – 24 horas por dia 7 dias
por semana”, comenta Jan Huijs, Diretor-Presidente
da Jabro.
A Jabro tem desenvolvido sofisticados sistemas
para CAD/CAM, produção e logística. Um bom
exemplo é o Cybergrinding, que é um sistema
informatizado que anima as operações de retificação
para produtos específicos solicitados pelos clientes. A
partir de seu terminal de computador, o operador
pode virtualmente projetar a ferramenta e observar a
seqüência dos movimentos de retificação como se ele
estivesse realmente retificando em uma máquina
CNC.
Exemplos das ferramentas Jabro
Uma amostra da linha de produção da Jabro
Uma organização profissional
A Jabro é uma organização profissional. Mas, para
garantir que ela permanecerá profissional, deve ser
dado aos funcionários meios para o desenvolvimento
pessoal.
Desenvolvimentos
individuais
são
prioritários na pauta. “A faixa etária média de nossos
funcionários é de 34 anos”, comenta Tiny Jans, o
Gerente de Recursos humanos. A subsidiária da Jabro
nos Estados Unidos, conta com cinco funcionários
comprometidos com as operações de retificação, principalmente a reafiação.
“Nós estamos vendendo a nossa produção na Europa, mas também estamos expandindo na Ásia e Estados Unidos,” comenta Edwin Smeenk, Gerente de
Marketing & Vendas. Existem grandes oportunidades
para expansão. Agora a linha de produtos conta com
uma série de elementos, incluindo as fresas de topo
Tornado para High Speed fabricadas em metal duro,
as fresas de topo VHM em metal duro convencional,
ferramentas especiais produzidas para necessidades
específicas de nossos clientes, as brocas sólidas de
metal duro Multi-X, uma linha de mini fresas de topo
Voltando a 1976, Piet Janssen e Jan Brouwers
(conseqüentemente Jabro) em sua pequena empresa
montada em um barracão.
que atende a faixa de diâmetros de 0,1 a 2 milímetros, a linha Diamond de ferramentas com cobertura
de diamante e as ferramentas em aço super rápido
HSS-E.
3
Style High Tech Nederland b.v. – Bunschoten
Países baixos
Sinergia entre a máquina
ferramenta e o fabricante
de ferramentas
Tech é que apresenta uma moderna interface baseada
na tecnologia Windows. Desse modo, mesmo um
operador pouco familiarizado com a tecnologia,
achará fácil trabalhar com a parte NC. O sistema
também é flexível.
“Um operador, sem qualquer treinamento em
CNC, pode programar facilmente uma máquina desse tipo”, comenta Wouter Van Halteren, Proprietário
e Diretor-Presidente da empresa, que possui uma
grande experiência na área de usinagem. Ele começou
com a construção de unidades copiadoras para tornos convencionais e a resposta dos clientes foi positiva.
A Style High Tech é uma empresa jovem e moderna. Boa parte da produção é terceirizada, enquanto
que a montagem é feita na planta da Style High Tech
em Bunschoten, onde trabalham aproximadamente
A Style High Tech Nederland b.v. é a maior fabricante
holandesa de fresadoras e tornos com uma interface
amigável de programação conhecida como “teach-in” ou
Controle Numérico Manual (MNC).
Sob os termos de cooperação entre a Style High Tech e a
Seco, ambas as partes se auxiliam mutuamente na solução dos problemas de seus clientes.
Muitos anos atrás, um sistema foi desenvolvido para
permitir que o operador executasse uma operação
manual e a unidade NC da máquina armazenasse o
procedimento em sua memória. A mesma seqüência
poderia ser repetida vez após a outra. O sistema ficou
conhecido como “teach-in”. Agora esse sistema tem
sido melhorado e incrementado para tornar a programação ainda mais simples para os operadores. A única característica da unidade de controle da Style High
Patrick De Vos e Wouter Van Halteren fora dos escritórios da Style High Tech em Bunschoten.
4
20 pessoas. A estratégia da empresa provou ser inteligente, visto que a queda nas vendas não gerou os
efeitos negativos observados em outros fabricantes
de máquinas.
A empresa foi montada dez anos atrás. A Style
High Tech domina uma grande fatia do mercado
holandês de máquinas controladas numericamente.
As máquinas com controle numérico manual (MNC)
representa 35-40%.
A cooperação entre a Style High Tech e a Seco
representa uma combinação da moderna tecnologia
de usinagem com modernas máquinas ferramentas.
Problemas de usinagem podem ser resolvidos mais
facilmente com a combinação da experiência de
duas empresas. O maior benefício para o cliente é conseguir maior produtividade e economia.
“Nós sempre mostramos aos clientes os
benefícios oferecidos pelas ferramentas
Seco” comenta Wouter. “Os engenheiros
da Seco freqüentemente nos auxiliam a encontrar a melhor solução para os problemas de usinagem. Isso permite ao cliente
obter a melhor combinação entre máquina e
ferramentas de usinagem”.
Dirk Hemelings, Responsável Técnico pelo laboratório de demonstrações da Seco Bélgica, diz
que a máquina cedida pela Style High Tech para o
laboratório oferece uma grande evidência dos bene-
Wouter Van Halteren
Presidente da
Associação dos
Fabricantes de
Máquinas da Holanda
Sendo Presidente da Associação dos Fabricantes de
Máquinas da Holanda, Wouter Van Rateren tem
uma série de fatos interessantes a relatar:
– A previsão de dois anos atrás, foi de que as máquinas ferramentas seriam altamente complicadas.
Mas a necessidade por máquinas simples e baratas
ainda é comparativamente mais elevada que a das
máquinas sofisticas e caras, comenta ele.
– Os compradores atuais são mais cuidadosos,
em considerar o tipo de máquina ferramenta que eles
estão precisando, dando maior importância para a
relação preço/qualidade. O preço médio das máquinas ferramentas tem caído novamente.
– Estudos relacionados com grandes e pequenos
lotes de produção, demonstraram que os centros de
usinagem agora também estão sendo equipados para
pequenos lotes de produção.
A situação hoje e no futuro.
– O ano passado foi o pior da década, considera
Wouter. Agora, a procura por máquinas ferramentas
nos Países Baixos é pequena. Mas a situação nos 2 a
3 anos anteriores foi muito boa.
– Eu estou esperançoso por uma recuperação durante 2003, conclui Wouter.
fícios conseguidos com essa cooperação. Um deles é
que tem sido possível padronizar algumas características do MDT na máquina
Style
High Tech
– Demo
Days
Wouter Van Halteren
A Style High Tech tem atraído uma atenção considerável nos últimos anos com a bem sucedida Style
High Tech In Lathe. No ano passado esse evento foi
montado em conjunto com o Style High Tech In
Milling Machine. A Style High Tech tem usado todos
os meios imagináveis para mostrar ao mercado e usuários, que o uso dos controles amigáveis combinados
com um forte design, resultam em um excelente, desempenho. Contudo, são as demonstrações freqüentes que fazem as pessoas realmente se entusiasmarem,
com a capacidade e as vantagens das máquinas
“teach-in”. Portanto, a Style High Tech organiza
Demo Days regularmente, nos quais os clientes podem aprender sobre as possibilidades oferecidas pelas
máquinas Style.
Além disso, foram feitos alguns seminários especiais durante o Demo Days. Nesse ano, os tópicos foram “torneamento em duro” e “torneamento a
seco”. Esses seminários apresentaram em detalhes o
tema “torneamento em duro” (uma das técnicas de
torneamento em franco crescimento) e o
“torneamento a seco” (a remoção dos fluidos refrigerantes), seguidos por testes práticos.
5
ABB, Ludvika
Sweden
Novas fresas Seco para
uma usinagem mais rápida
“Agora, a 220.97 é nossa fresa principal para a
usinagem de alumínio” comenta Karl-Erik Jonsson
da ABB.
Atualmente, a ABB Power Technology Products/
Assist em Ludvika compra 80% de suas fresas da
Seco Tools.
As fresas de esquadrejamento Nano Turbo e as fresas
para abertura de cavidades em alumínio 217/220.97,
alcançaram um sucesso recorde na ABB Power Technology
Products/Assist localizada em Ludvika, Suécia.
A fresa Nano Turbo de diâmetro 12 mm (217.691212.0-06-2A) foi usada em um ferro fundido
nodular do grupo Seco 13. A peça é um suporte
seccionador para circuitos de alta voltagem. Visto
que a peça é muito sensível a vibrações, o efeito de
corte suave gerado pela Nano Turbo é particularmente bem vindo nessa aplicação.
A operação envolve um canal de 12,7 mm de largura, por 45 mm de profundidade e 50 mm de comprimento. O processo de usinagem se inicia pela
furação das duas extremidades do rasgo com uma
broca CrownLoc, seguida pela operação de plunging
executada pela fresa Nano Turbo em incrementos
radiais de 3 mm. Na fase seguinte, é executada a operação de interpolação helicoidal do rasgo a uma taxa
de 4.5 mm por rotação, usando uma classe F40M.
Comparada com a fresa de HSS usada anteriormente, o tempo de usinagem foi reduzido de 9 minutos
para 3 minutos. Uma fresa de diâmetro 16 mm é usada no lugar de uma fresa Spot-face que tende a comprimir o material.
Usando a Nano Turbo, o problema foi evitado
pela interpolação helicoidal do rebaixo, e resultados
positivos foram conseguidos, além do tempo de
usinagem ter sido reduzido para 1 minuto.
Na usinagem de uma caixa de alumínio, as fresa
220.97 de 40 mm e 100 mm de diâmetro reduziram
os tempos de usinagem substancialmente na ABB. No
passado, estava sendo usada uma fresa de
esquadrejamento com pastilhas de 16 mm com os
seguintes dados de corte: velocidade de corte de 880
m/min, taxa de avanço de 0,82 mm/dente e 3 mm de
profundidade de corte. A operação de faceamento
levava 4.5 minutos. Usando a fresa 220.97, equipada
com pastilhas VPGX 220605 na classe H15, a velocidade de corte foi aumentada para 1000 m/min, a
taxa de avanço ficou em 0,8 mm/dente e a profundidade de corte foi aumentada para 8 mm, reduzindo o
tempo de usinagem para 2.4 minutos. No passado,
todas as operações de usinagem em uma caixa levavam 33.51 minutos. Atualmente, esse tempo foi diminuído em 4.92 minutos, alcançando um total de
28.59 minutos. Considerando um período de um
ano, as economias resultantes atingiram um montante de 198 horas e SEK 237.000.
Lars Halvarsson – Engenheiro de Produção, Karl-Erik
Jonsson – Especialista, Jan Henriksson – Líder de
Produção e os Representantes Seco, Jonny Widehammar e Kenth Olsson.
Usinagem por plunging com a Nano Turbo
Uma fresa 220.97 de 40 mm de diâmetro. O adaptador é
feito de metal duro e o balanço da ferramenta é de 235 mm
6
Hönger + Co. - Roggwil
Suíça
Precisão suíça na Hönger + Co.:
A Nano Turbo substitui as
fresas sólidas de metal duro
Guias lineares de elevada precisão, um dos mais importantes componentes de muitas máquinas high-tech de
precisão, estão sendo fresadas agora com as fresas Nano
Turbo na gama de diâmetros de 10 a 16 mm. A maior
rotação, a maior velocidade e a melhor relação custo/benefício, são as razões para a alteração das fresas sólidas
de metal duro para uma nova fresa com pastilhas
intercambiáveis.
A Hönger + Co. de Roggwill foi fundada em 1962
por Willy Hönger, como uma usinagem de precisão.
Agora, sob a direção de Martin Hönger, a empresa
utiliza os serviços de 70 funcionários e usina componentes de elevada precisão para uma ampla variedade de clientes. Mantendo a produção de pequenos
componentes a parte, a Hönger se especializou na
fabricação de guias lineares para todos os tipos de
aplicação ao redor do mundo.
Para ser capaz de produzir os componentes
micro-mecânicos exigidos a custos competitivos o líder de produção Fritz Grossenbacher, tem de contar
com ferramentas eficientes e confiáveis. O desenvolvimento da pequena Nano Turbo pela Seco, com as
pastilhas XOMX 0602 na classe F40M, criou uma
fresa com pastilhas intercambiáveis ideal para as
máquinas e componentes produzidos pela Hönger.
Fritz Grossenbacher comenta:
“Até agora, somente as fresas sólidas de metal
duro eram indicadas para o fresamento de pequenas
guias lineares em centros de usinagem com baixa po-
tência. Muitas dessas fresas foram substituídas pela
Nano Turbo, fazendo com que os custo de reafiação
e recobertura se tornassem desnecessários”.
Também, o uso da refrigeração interna permitiu
um aumento significativo nos dados de corte. Fritz
Grossenbacher finaliza com um comentário relacionado aos custos, porque as mesmas pastilhas podem
ser usadas para a usinagem dos aços, aços inoxidá-
A partir da esquerda: Ranato Bulfon – Engenheiro de
Aplicação da Seco Suíça, Benno Steinmann – mestre
do centro de usinagem, Fritz Grossenbacher – Mestre
de Fabricação e Silvia Baur, Gerente da Seco Suíça.
veis, ferros fundidos e alumínio, o que simplifica o
gerenciamento das pastilhas que são jogadas fora.
Guias lineares de elevada precisão da Hönger + Co., que estão sendo fresadas agora com a Nano Turbo
7
Seco Tools
Austrália
Seco Tools entra em uma
nova era na Austrália
tes e bem sucedidos vínculos comerciais e industriais
entre nossos países”.
Depois das formalidades, os convidados e clientes
fizeram uma visita monitorada, incluindo o departamento técnico e de fabricação onde foram conduzidas
uma série de demonstrações, que incluíram:
– O novo Seco EasyShrink10, uma máquina térmica de indução capaz de montar tanto ferramentas
de metal duro como aço em adaptadores de aço com
elevada precisão e rigidez.
– A gama de ferramentas para torneamento
multi-direcional MDT, usinando um componente em
um torno CNC Hitachi Seiki.
– O fresamento de uma cavidade com uma ferramenta especial, em um centro de usinagem Mori Seiki
MV50 CNC. O departamento técnico de aplicação
projetou essas ferramentas para um cliente específico.
– O Supply Bay, é uma inovadora unidade automática de armazenamento para ferramentas capaz de
medir os centros de custo, relatar e controlar o consumo das ferramentas de corte inventariadas na planta
do cliente.
O novo quartel general da Seco Tools na Austrália, foi
oficialmente aberto em uma cerimônia realizada em 14
de junho desse ano. Conduzida por sua Excelência o Sr.
Lars-Erik Wingren, Embaixador da Suécia na Austrália,
também compareceram à cerimônia o Sr. Lars Renström,
Presidente e CEO da Seco Tools AB – Suécia, funcionários
e convidados, alguns de outras localidades da Austrália e
da Nova Zelândia.
O Sr. Lars Renström apresentou uma revisão das atividades globais da Seco e destacou a importância dos
funcionários e clientes da Seco Austrália dentro da
estrutura Seco.
Antes de revelar a placa comemorativa, o Embaixador Wingren comentou o forte laço de afinidade
entre os dois países e a forte presença das empresas
suecas classe mundial como a Seco Tools, trabalhando em parceria com empresas australianas. “A expansão da Seco Tools na Austrália já é outro exemplo de sucesso da forte presença das empresas industriais suecas nesse país. Nós temos muitas razões
para olharmos à frente e continuarmos a criar os for-
O Engenheiro de Aplicação Colin Shennan demonstrando o sistema Shrink-fit.
8
Situada em Huntingwood, nos subúrbios do leste
de Sidney, o novo prédio foi projetado para oferecer
os recursos necessários para a aplicação extensiva de
programas técnicos e de treinamento para até 25 pessoas na sala de seminários. Além disso, poderão ser
executadas demonstrações práticas como parte complementar da estrutura do programa de treinamento
teórico.
O Diretor-Presidente da Seco Tools Austrália,
Mike Zikan, observou que a maior sofisticação das
ferramentas e métodos estão aumentando a necessidade por treinamentos de aplicação e melhor suporte
técnico aos clientes, com o objetivo de manter-se lado
a lado com os últimos desenvolvimentos. “Nosso
antigo prédio estava inadequado para o uso em programas de treinamento e suporte. Além disso, sabemos a importância em auxiliar nosso cliente na
maximização de sua eficiência e produtividade na
usinagem. Essa nova estrutura garantiu essa possibilidade e nos permitirá incrementar o suporte técnico,
incluindo os cursos de aplicação mais populares”.
Sr. Lars Renström, Seco Tools AB
Embaixador Wingren revelando a placa comemorativa
Demonstração do sistema Seco MDT
9
Carillon Industrial Services Ltd. – St. Neots, Cambs
Inglaterra
Distribuidor com serviços pontuais
A Carillon Industrial Services Ltd. (CIS) é um dos
distribuidores Seco na Inglaterra e está determinado a se
tornar o principal e preferencial fornecedor dos clientes
de sua área. Um serviço pontual de 6 dias por semana é
um dos elementos desses esforços.
A CIS tem 30 anos de existência e conta agora com
22 funcionários. A empresa está localizada em St.
Neots, no condado de Cambridgeshire, no sul da Inglaterra. Novas e modernas instalações foram
construídas no ano passado, em uma área que oferece
boas condições de comunicação.
A empresa produz ferramentas especiais e também encarrega-se da reafiação de ferramentas, razão
pela qual existe a idéia de serviços pontuais em todos
os dias da semana. Os funcionários estão trabalhando em três turnos, significando que sempre haverá
uma pessoa qualificada na fábrica, que poderá atender à solicitação do cliente.
As entregas aos clientes são feitas duas vezes ao
dia, no entanto, caso seja necessário, também está
disponível um serviço de entregas emergenciais através de courier. Muitos dos clientes podem ser alcançados em 45 minutos. Para garantir entregas rápidas,
a CIS tem mantido as ferramentas mais importantes
em estoque.
“Aqui, nós temos vendedores de elevada capacidade. Pela simples leitura de um desenho, eles podem
encontrar boas soluções para os problemas de
usinagem”, comenta Bryan J. S. Clover, Diretor-Presidente da CIS.
“A tendência de crescimento aqui está na direção
de soluções ‘turnkey’”, comenta ele.
Os clientes são classificados em grupos de acordo
com os materiais usinados por eles e são convidados
a vir até a fábrica da CIS, onde o vendedor demonstra as soluções mais indicadas. Além disso, são ministrados seminários em diferentes campos da usinagem.
“Eu espero ser capaz de atrair ainda mais clientes,
oferecendo serviços de elevada qualidade”, conclui
Bryan.
Bryan Clover – Diretor-Presidente da CIS e Alex
McGown – Líder de Projetos para distribuidores na
Inglaterra, Mike Jewkes – Gerente de Marketing da
Seco Inglaterra
Fresas de disco 335.18
Fresas de disco com largura ajustável
– Extenso programa de pastilhas
– Versões com dois ou três cortes
– Montagens nas versões arbor e stub arbor
– Design robusto
– Ajuste fácil e simples
Programa
D = 80 – 250 mm
Faixa de ajuste = 10 – 15,1 mm
Pastilhas = LNK. 06 / 08
2 arestas de corte
Raios de ponta de 0,4 mm a 3,1 mm
3 geometrias diferentes e 4 diferentes classes,
atendendo a aplicações em todos os tipos de materiais
D = 80 – 315 mm
Faixa de ajuste = 10 – 18 mm
Pastilhas = R... 10 / 12 / 16 mm
Pastilhas redondas
Amplo programa, atendendo a aplicações em todos os
tipos de materiais
10
Centre Tooling - Melbourne
Austrália
Solucionadora de problemas,
a Minimaster fez novamente
Fundada em 1984, a
Centre Tooling é uma empresa australiana localizada em Melbourne, especializada no projeto e fabricação de ferramentas de injeção de médio e grande porte. Por contar com um excelente domínio da tecnologia de
construção de ferramentas e por dispor da cooperação e
troca de experiências nas áreas de engenharia e
usinagem com os asiáticos, a Centre Tooling pode oferecer
aos seus clientes economias em tempos e custos. Nesse
contexto, uma gama das ferramentas Seco está sendo
usada para usinagem de suas cavidades e moldes mais
complexos.
A matriz de um pára-choques de grandes dimensões,
exige operações de semi-acabamento e acabamento
que apresentam alguns problemas de usinagem como:
trepidações, acabamento superficial de baixa qualidade e tempo de usinagem e elevados tempos de
usinagem. O aço P20 (material do grupo 6), a cavidade profunda, os pequenos raios de arredondamento e
o elevado balanço das ferramentas contribuem também para isso. Depois de várias tentativas com outros
tipos de ferramentas, a fresa de ∅12 mm Minimaster
em Densimet MM12-16170-1080D, equipada com a
pastilha MM12-12012-B90P-M05, na classe F30M
foi a que resolveu o problema.
Semi-acabamento
Rotação: n = 4000 rpm
(151 m/min)
Profundidade: ap = 2 mm
Passo: ae = 0,8 mm
Avanço: vf = 1100 mm/min
Beau Miller, Coordenador CNC diz: “a
Minimaster não cortou somente os tempos de
usinagem pela metade, mas também a vida chegou
perto do triplo. A haste Minimaster em Densimet,
combinada com a pastilha na classe F30M, é mais
econômica que bastões sólidos de metal duro e a capacidade de manipulação da máquina agora é uma
possibilidade. Tudo isso, é muito importante em nosso competitivo segmento de mercado”. Ele também
comentou da precisão da pastilha e da repetibilidade
agora garantida pelo uso da pastilha Minimaster “P”
(retificação de precisão), eliminando a necessidade de
ajuste da posição da ferramenta depois da troca para
uma nova aresta de corte.
Raj Suresh, operando a Makino MCD18M16 comenta, “minha confiança na ferramenta cresceu,
quando eu entendi suas capacidades. Nós aumentamos os dados de corte e no fim pudemos executar o
serviço e reduzir o tempo de usinagem pela metade”.
A geometria B90P-M05 foi selecionada com o
propósito de obter uma boa resistência da aresta e
vida para se ajustar às mudanças do ambiente da
usinagem, mantendo uma boa espessura dos cavacos
e considerando o aumento da relação perímetro de
contato da fresa e o balanço da ferramenta. A classe
F30M provou ser a escolha ideal na manutenção das
arestas de corte entre as cristas, vales e os pequenos
cantos da peça.
Acabamento
Rotação: n = 4800 rpm
(181 m/min)
Profundidade: ap = 0,4 mm
Passo: ae = 0,4 mm
Avanço: vf = 2000 mm/min
A partir da esquerda: Raj Suresh – Centre Tooling,
Gary Pye – Engenheiro de Vendas Seco e Beau Miller
– Coordenador CNC da Centre Tooling
Problemas de usinagem decorrentes do elevado
balanço das ferramentas foram solucionados com a
Minimaster Seco
11
Daido Industrial Bearings Europe – Ilminster, Somerset
Inglaterra
A classe TP200 Seco
e o quebra-cavacos
M3 ganharam o dia
A Daido Industrial Bearings Europe, tradicionalmente, tem
usado a Seco como um dos seus fornecedores de ferramentas para torneamento. A direção da empresa pediu à
Seco para auxiliá-los em seus esforços na redução do
capital investido em uma vasta quantidade de ferramentas e, acima de tudo, nas muitas pastilhas que são
mantidas em estoque. O resultado foi que a Seco Inglaterra se tornou o principal fornecedor de todas as ferramentas para esse cliente.
No passado, a Daido Industrial Bearings Europe,
mantinha um estoque de 1300 diferentes ferramentas
de usinagem. Mas, devido ao eficiente serviço de assistência dos engenheiros da Seco, agora esse total foi
cortado para 350. Em 2000, o cliente comprou ferramentas em um valor de £175.000. Em 2002, esperase que esse total caia para £85.000, mesmo que o
volume de produção tenha sido aumentado em 8%.
A pastilha Seco WNMG 060408 na classe TP200
e quebra-cavacos M3 provou ser capaz de substituir
10 combinações diferentes de pastilhas de 3 fornece-
dores. No sangramento, 34 combinações de 5 diferentes fornecedores foram substituídas pelo Seco
MDT (Multi Directional Turning), o qual está de
acordo com nossas metas e irá produzir uma economia anual de £5.500. O plano de ação da Daido é
usar as pastilhas ISO onde for possível. Essas pastilhas, normalmente, estão disponíveis a um custo relativamente baixo. No entanto, ocasionalmente, são
necessárias pastilhas especiais um pouco mais caras e
a Seco está bem preparada para suprí-las.
“Antes da Seco se tornar o principal fornecedor,
cada operador poderia não somente selecionar a geometria e a classe, mas também o fabricante da pastilha que seria usada. O operador poderia manter seu
próprio fornecedor de pastilhas intercambiáveis para
executar as mesmas operações que seus colegas”, comenta Paul Keats, Engenheiro de Produção Sênior da
Daido Industrial Bearings Europe.
Quando o The New Edge visitou a Daido Industrial Bearings Europe, nós encontramos Richard Jelfs,
trabalhando no programa de computador denomina-
O sistema de produção inclui modernas células nas quais os robôs fazem o trabalho
12
do PCA (Productivity & Cost Analyses System) desenvolvido pela subsidiária Seco na Inglaterra e também pelo seu colega Darryl Williams, que é o Engenheiro de Aplicação. Darryl visita esse cliente em particular um ou dois dias por semana.
“Essa é uma maneira muito eficiente de trabalhar
como o principal fornecedor para um cliente”, concordam ambos.
“Nós estamos muito contentes com a maneira pela qual a Seco trabalha conosco. E
nós os tratamos mais como parte do
time, rabalhando em conjunto. Nós
estamos conseguindo excelentes
resultados”, comenta Paul
Keates.
Quando os resultados conseguidos no torneamento provaram ser muito bons, a Seco também
ficou encarregada da tarefa de revisar as
operações de fresamento e furação.
Durante a revisão, percebeu-se que o consumo de pastilhas para uma operação em particular parecia ser mais alta que o normal, o processo estava usando uma fresa de faceamento de outro fornecedor. A fresa de faceamento foi substituída pela Seco
Octomill 07 equipada com pastilhas alisadoras, resultando para o cliente, em uma única operação, uma
economia anual de £16.500.
A Daido Industrial Bearings Europe, em Ilminster,
dispõem de 174 funcionários. A produção consiste
principalmente de rolamentos de contato deslizante
para motores Diesel, carregadores turbo e outros tipos de máquinas. A Daido Industrial Bearings Europe
faz parte do grupo Daido Metal Group, cuja matriz
localiza-se no Japão.
TP200 com o
quebra-cavacos M3
A partir da esquerda: Wayne Loveridge – Daido, Richard Jelfs – Seco, Paul Keates – Daido e Darryl Willians
– Seco. Alguns dos produtos fabricados podem ser vistos no display
13
A/S Delprodukt – Kval (Trondheim)
Noruega
Rápida remoção de
material com a fresa
R220.97
A A/S Delprodukt é uma empresa de terceirização com
grande e profunda experiência na usinagem dos metais.
A nova fresa Seco R220.97, usada pela empresa para a
usinagem de cavidades, produziu excelentes resultados no
alumínio.
Outro produto que tem deixado uma impressão favorável
é o sistema modular de mandrilamento Seco Graflex.
A empresa A/S Delprodukt usina blocos de alumínio
fundido, pesando inicialmente até 1700 kg. Depois de
usinados, as peças são tão leves que um único homem
pode levá-las. As fresas R220.97 produzem um acabamento superficial melhor que outras fresas equivalentes. O balanço da ferramenta é de 200 mm e, mesmo assim, não ocorre nenhum tipo de vibração. A
velocidade de corte utilizada é de 940 m/min, a taxa
de avanço está entre 3500 a 4500 mm/min, e a profundidade de corte está entre 6 a 8 mm. A empresa
utiliza as fresas 220.97 nos diâmetros de 63 e 100
mm.
R220.97
Svein Alvestad – Vendedor Seco e Trond Svardal – Engenheiro de Produção da A/S Delprodukt
14
“Sendo curto e grosso, a R220.97 é muito durável, mesmo em condições de usinagem extremas. Nós
estamos muito satisfeitos com essa fresa”, comenta
Trond Svardal, Engenheiro de Produção da A/S
Delprokut. “Os ângulos de corte positivos tornam
essa fresa particularmente eficiente em operações de
rampas. Quando a casca externa do alumínio fundido foi removida, a vida da ferramenta é de alguns
dias até que seja necessária uma nova troca”.
A A/S Delprodukt também utiliza as ferramentas
Graflex da Seco. “O sistema modular Graflex é mais
estável que os similares e é também muito simples
para montar e desmontar”, comenta Trond. As ferramentas de mandrilamento Graflex também estão sendo bem sucedidas aqui. A barra de mandrilar de 206
mm de diâmetro pode alcançar um acabamento superficial de 0,6 mm em Ra.
A A/S Delprodukt comprou uma nova fresadora
de banco fixo FIL Fresatrici equipada com as ferramentas modulares Graflex. Essa combinação provou
ser muito estável. A EPB também tem sido escolhida
para ferramentas de mandrilamento de até 655 mm
de diâmetro. Todo o pacote de fresas, brocas,
adaptadores
Weldon
e
equipamentos
de
rosqueamento também foram completamente fornecidos pela Seco.
A empresa também utiliza uma série de
adaptadores integrais tipo ISO e HSK fornecidos pela
Seco-EPB.
A A/S Delprodukt foi fundada em 1966 e dispõem agora de 46 funcionários. O foco das operações são: usinagem, estampagem, soldagem e também
o desenvolvimento de produtos e protótipos.
No ano passado, a Delprodukt adquiriu 18% da
Fosdalen Industrier AS, empresa especializada em
vários tipos de pontes de aço, estruturas off-shore em
aço, equipamentos para furação de túneis, etc. As
duas empresas juntas possuem 85 funcionários.
A A/S Delprodukt está no processo de atualização
do seu sistema da qualidade baseado na ISO 9001 –
2000. A empresa possui uma longa lista de referências, incluindo a Dresser-Rand, Rolls-Royce, Statoil,
ABB Offshore, General Electric Energy e muito mais.
Uma ferramenta de mandrilamento EPB Graflex
A R220.97 em operação – nesse caso, com refrigeração externa
15
SEW-EURODRIVE – São Paulo
Brasil
Seco Tools – uma
empresa que
fornece custo/
benefício
comprovadamente
todas as similares da concorrência..” - complementa
Ainda colhendo depoimento sobre nossas ferramentas de corte na SEW, empresa de sucesso mundial, obtemos do Sr. Claudemir de Menezes, Engenheiro de Processos, a informação que a introdução das
brocas Perfomax da Seco à fábrica, trouxe um ganho
de estabilidade evitando as paradas inoportunas, gerando um benefício enorme para a empresa.
Os produtos e sistemas SEW-EURODRIVE são
encontrados nos mais diversos tipos de aplicações
existentes. Seja na indústria de alimentação, aviação,
borracha, construção civil, madeireiro, meio ambiente , metalurgia, mineração, papel e celulose, plástico,
siderurgia, têxtil etc. – a decisão pela escolha da
tecnologia de acionamento “made by “SEWEURODRIVE” significa segurança e avançada
tecnologia.
A Seco Tools tem orgulho de ser parceiro da SEW
no alcance da qualidade de seus produtos.
A SEW-EURODRIVE (Suddeutsche-ElektromotorenWerke), fábrica de motores elétricos, fundada em 1931,
na Alemanha, inaugurou em 1978 sua unidade industrial
de 35 mil metros quadrados de terreno, no quilômetro
208, da Rodovia Presidente Dutra que liga as duas maiores cidades brasileiras, Rio de Janeiro e São Paulo.
A SEW está em constante procura de novas soluções
para o aumento da produção, mantendo o elevado
nível de qualidade.
Sua capacidade, tanto na produção quanto na
verticalização, aumenta graças aos constantes investimentos em equipamentos de ponta, máquinas de última geração, mão-de-obra especializada e profissionais competentes.
“Quase 90% das ferramentas de corte de metal
duro que nós usamos são compradas da Seco”, comenta o Sr. Rogério Figueiredo, responsável pela
compra de ferramentas.
“A SEW exige uma relação de confiança com o
fornecedor e a SECO sempre esteve à frente de todas
as expectativas”, continua Figueiredo.
O Sr. Hélinton Luiz da Silva, Coordenador de
Processos, emenda : “é fácil negociar com a Seco !”
O slogan criado pela Matriz Sueca está completamente correto !
“Por muitas vezes, o fator diferencial da Seco, é
a negociação flexível”, conclui.
A SECO iniciou os primeiros testes na SEW com
as pastilhas PCBN em 1999. Foram testes sucessivos,
mas que logo foram notados com sucesso.
“A utilização do PCBN na linha de produção da
SEW gerou uma série de benefícios, principalmente
com relação ao aumento de produtividade e redução
de custos. A redução de tempo ocorreu conseqüentemente. Com o PCBN da Seco Tools, a SEW obteve
uma relação de custo/benefício incomparável com
qualquer outra ferramenta de corte.” – afirma o Sr.
Paulo Santana da Silva, Analista de Processos.
“Já a ferramenta Minimaster foi testada dentro da
SEW em paralelo com outras ferramentas dos concorrentes, mas a Seco rapidamente obteve diferencial,
uma rentabilidade de peças produzidas/tempo surpreendente”, diz o Analista de Processos, Alberto Lemes
da Silva.
“Sem falar na facilidade de intercambiabilidade e
no acompanhamento técnico da Seco, o que supera
Da esquerda para a direita: Heliton Silva –
Coordenador de Processos da SEW, Alberto Lemos –
Analista de Processos da SEW, Reinaldo Bodo –
Gerente de Produção da SEW, José Eduardo Martinez
Noguerol – Gerente da Engenharia da SEW, Leandro
Pacheco – Gerente Regional de Vendas Seco, Rogério
Figueiredo – Comprador da SEW, Willian Pinto –
Engenheiro de Aplicação Seco, Paulo Santana –
Analista de Processos SEW, Edu Rocha –
Coordenador da Engenharia da SEW, Claudemir
Menezes – Engenheiro de Processos da SEW
16
Karmann-Ghia do Brasil – São Bernardo
Brasil
Minimaster – Mais confiável
que os produtos
concorrentes similares
Wilhelm Karmann GmbH tem aproximadamente 8000
funcionários espalhados pelo mundo inteiro. É um fornecedor completo para a indústria automobilística, oferecendo uma grande variedade de serviços desde o desenvolvimento de projetos à fabricação de veículos. A sua Matriz
está localizada em Osnabrück, na Alemanha, e tem filiais
localizadas em Portugal, Brasil, México e Estados Unidos.
Em 2001 a empresa teve um faturamento de 1.2 bilhões
de Euro e fabricou mais de 58.000 veículos completos
nas suas fábricas em Osnabrück e Rheine.
Karmann é mais conhecida pelo sucesso dos conversíveis. Na lista de seus clientes estão : Daimler
Chrysler (Mercedes-Benz CLK Conversível, SLK),
Jaguar (XK8 Conversível), Renault (Mégane Conversível) e Audi (Conversível).
No Brasil, a Karmann foi fundada em 1960 e
presta serviços de ferramentaria, estamparia, além de
ter instalado em sua planta em São Bernardo do
Campo a linha de montagem do modelo Defender da
Land Rover.
A Seco Tools vem mantendo uma parceria com a
Karmann Ghia há muitos anos. Nesta parceria estão
incluídos atendimento, treinamento e desenvolvimentos técnicos.
Mais recentemente, quando foi implantada a linha Octomill para todas as operações de faceamento,
a Seco Tools propiciou treinamento à todos os envolvidos, desde operadores, líderes e processistas.
“Por apresentar um amplo programa de fresas,
classes e geometrias, a linha Octomill trouxe uma série de benefícios à Karmann Ghia”, diz o Engº
Márcio de Oliveira, Supervisor de Máquinas / CAM.
Outra linha de sucesso na Karmann Ghia é a Família Minimaster que devido à estabilidade e versatilidade tem trazido excelentes resultados na redução
de raios e otimização das operações de fresamento
das matrizes.
“Usamos Minimaster em 100% dos casos”, afirma o Engº Márcio de Oliveira, “já utilizamos outras
ferramentas similares, porém elas quebravam no
meio do processo. Precisamos de ferramentas em que
possamos confiar por isso, optamos pela
Minimaster.” – conclui o Eng. Márcio.
Tendo sempre em vista soluções através de inovações tecnológicas, estamos atualmente desenvolvendo
a Minimaster em PCBN para usinagem de acabamento com 20.000 rotações/minuto e avanços da ordem
de 15.000 mm/min.
“A Seco Tools se destaca como fornecedor devido
aos diferenciais que oferece como: atendimento,
confiabilidade de suas ferramentas, treinamento constante, custo-benefício e certificação ISO”, define
Márcio de Oliveira.
Da esquerda para a direita:
Paulo César Martins
(Operador de Máquina da
Karmann),
Márcio de Oliveira
(Engenheiro Supervisor
CAM/Máquinas), Leandro
Pacheco (Gerente Regional
de Vendas Seco), Valdir
Clemente (VendedorTécnico Seco).
17
Jamastho NV – Izegem
Bélgica
Uma filosofia
Elevada precisão e pequenos
lotes de produção
e compreendem uma, duas ou um máximo de dez
peças feitas com elevada precisão e com um elevado
nível de qualidade.
“Cada um dos funcionários é responsável por
todo o trabalho, incluindo a programação” comenta
Jackie Verschaeve.
O CAM usado na programação é o Mastercam, e
os desenhos são normalmente recebidos dos clientes
através de e-mail.
“Os resultados da usinagem devem estar perfeitamente corretos desde o início – Eles não dispõem de
recipientes de refugos na Jamastho”, comenta DirK
Van Landuyt, Vendedor-Técnico na área.
As pastilhas Seco são usadas em todos os trabalhos de usinagem e muitas das fresas também são
fornecidas pela Seco. As fresas aqui incluem a série de
fresas para cavidades 220.97, principalmente em alumínio, a Octomill, a família Turbo e também a
A Jamastho é uma empresa familiar que se concentra
exclusivamente em produtos high-tech, normalmente em
pequenos lotes de fabricação. A elevada precisão e
qualidade são as marcas registradas da Jamastho. As
ferramentas usadas pela empresa são fornecidas pela
Seco Tools.
Jackie Verschaeve montou sua empresa seis anos
atrás e hoje ele emprega 4 funcionários. Jackie foi o
primeiro professor, em um instituto estadual, a lecionar usinagem CNC para estudantes adultos.
A Jamastho se especializou exclusivamente em
fresamento, principalmente em máquinas cinco eixos,
e os produtos são freqüentemente ferramentas de
moldagem. O alumínio representa a maior parcela
dos materiais usinados, embora a empresa também
usine aços, aços inoxidáveis e ferros fundidos.
Os lotes de produção, normalmente são pequenos
Exemplos das peças de precisão produzidas pela Jamastho NV
18
Nano Turbo
Minimaster. Além disso, também estão misturados no
pacote as brocas CrownLoc e os elementos de fixação
EPB.
Embora estejamos enfrentando uma recessão geral nos negócios, a Jamastho tem uma elevada carga
de trabalho na sua oficina. A empresa, obviamente,
encontrou um nicho de mercado no qual a demanda
é elevada.
Esse tipo de empresa está se tornando muito comum na Bélgica, visto que as empresas com produção em larga escala, mudaram suas operações para o
leste Europeu.
Stijn Verschaeve (Filho do Proprietário), Jackie Verschaeve (Proprietário), Patrick De Vos (Gerente de
Marketing da Seco Bélgica) e Steven Verschaeve (Filho do Proprietário).
19
KINZE Manufacturing – Williamsburg, Iowa
USA
Fresas para plunging
mais que o dobro da
produtividade
Para garantir um produto de elevada qualidade, a
empresa fabrica seus próprios cilindros hidráulicos de
aço em 11 diâmetros diferentes. Um dos estágios na
produção dos cilindros envolve a usinagem de uma
janela, onde será soldada ao tubo. Para fabricar um
cilindro de elevada qualidade, é crucial que o raio da
janela e do tubo coincidam exatamente.
Inicialmente, a usinagem da janela é feita com
uma fresa de topo standard. Contudo, esse processo
envolvia longos ciclos de usinagem e elevados desgastes na ferramenta.
A necessidade de medir as peças antes da
soldagem também deve ser considerada. Para reduzir
os custos e aumentar a produtividade, a empresa decidiu tentar o corte por plunging como um método de
produção da janela. Eles escolheram as fresas para
plunging da Seco/Carboloy – em parte, porque eles já
conseguiram bons resultados usando a linha standard
220.79 em outras aplicações – e também, porque a
Seco/Carboloy oferece um programa semi-standard,
que permite aos usuários modificar ferramentas
standard selecionando especificações como: diâmetro
da ferramenta, profundidade de corte, tipo de haste e
diâmetro da haste.
Todas as fresas semi-standard Seco/Carboloy utilizam pastilhas standard, independente do tamanho
da ferramenta, permitindo à Kinze estocar somente
um tamanho de pastilha, reduzindo as chances de
confusão que poderiam resultar em refugo e
retrabalho.
O sistema semi-automatizado de corte por
plunging incorpora uma célula com um torno Haas,
O programa semi-standard da Carboloy/Seco utiliza
as mesmas pastilhas indiferentemente do tamanho da
ferramenta – permitindo à Kinze estocar somente
uma pastilha, reduzindo as chances de confusão
A Kinze Manufacturing quase triplicou sua
produtividade usando as fresas para plunging Seco/
Carboloy em comparação com o método empregado
anteriormente.
A KINZE Manufacturing (Williamsburg – Iowa) é um dos
líderes mundiais na produção de equipamentos de elevada qualidade para fazendas. A plantadeira reboque dobrável Kinze é uma máquina que passa automaticamente de sua forma operacional ampla para sua forma compacta de transporte em questão de minutos. Dependendo
do modelo, cada plantadeira dobrável incorpora de seis à
dez cilindros hidráulicos. Para garantir o correto funcionamento da máquina, a qualidade do cilindro é extremamente importante. Se o cilindro falhar, por exemplo, a
pressão hidráulica não será suficiente para proporcionar
a ação de dobramento.
20
uma mini-fresadora Haas, fixações hidráulicas e um
sistema de fixação que garante a rapidez e precisão
de posicionamento.
Então um robô de soldagem automaticamente
posiciona as peças e executa a soldagem em uma única passada. Além de serem rápidas e fáceis de usar, o
novo sistema de corte por plunging da Seco/
Carboloy, produz preparações para soldagem de elevada qualidade sem o menor esforço.
A Kinze concluiu que o uso das fresas para
plunging é 2,5 a 3 vezes mais rápida que o método
anterior e muito mais econômico. Para a fabricação
de uma determinada quantidade dessas janelas a em-
presa gastava $250.000 ... isso foi cortado para somente $100.000. Com o fresamento por plunging, a
Kinze usina mais peças, mais eficientemente e com
menos trabalho.
A experiência Kinze/Seco-Carboloy provou que o
corte por plunging é um método altamente produtivo
e econômico para a produção de raios em cilindros
hidráulicos. Utilizando as ferramentas corretas, os
fabricantes de componentes hidráulicos poderiam
contar com maior produção, melhor qualidade dos
componentes, menores custos com ferramentas e
maiores lucros.
Seco em
Farnborough
A Seco Tools AB está cada vez mais envolvida com a
indústria aeroespacial. Isso foi demonstrado no verão
passado, no stand Seco na Feira Internacional de Aviação, em Farnborough, na Inglaterra.
Há dois anos atrás, a feira atraiu 170.000 visitantes e quase 1300 expositores de 30 países. A Seco é
um dos membros da Aliança Aeroespacial Noroeste
(NWAA – North West Aerospace Alliance) na Inglaterra, a qual é um grupo cooperativo. A NWAA con-
ta com 800 membros que estão completamente envolvidos com a indústria aeroespacial.
Em Farnborough, a NWAA foi representada por
35 membros, incluindo a Seco. Tendo reforçado recentemente sua gama de ferramentas pela compra da
empresa holandesa Jabro, a Seco Tools AB pode oferecer uma ampla gama de ferramentas recomendadas
para as diferentes exigências da indústria
aeroespacial.
O time que representou a
Seco Tools AB em Farnborough Dave Todd, Dean
Townsend (ambos da Seco) e
Pascal Collin da Jabro (agora
Seco Tools AB)
21
Mar-Metal – Sandusky, Ohio
USA
Mar-Metal & SecoCarboloy – Um
estudo em parceria
A empresa de usinagem Mar-Metal (Sandusky – Ohio)
estava procurando um fornecedor de ferramentas e parceiro que pudesse ajudá-los a utilizar suas ferramentas
com o máximo de eficiência. Depois de entrevistar representantes dos fabricantes líderes de mercado, investigar
seus produtos, seus recursos de suporte ao cliente e suas
filosofias, a Mar-Metal selecionou a Seco/Carboloy
(Warren MI).
Para avaliar as operações de usinagem existentes na
Mar-Metal, a Seco-Carboloy montou uma equipe de
melhoria de processos encabeçado pelo Especialista
Técnico da Seco-Carboloy Frank Weeks. A equipe
conduziu uma inspeção em todas as operações de
usinagem da Mar-Metal e desenvolveu uma estratégia para maximizar a produtividade enquanto mantinha o elevado nível de qualidade do produto que
era padrão para a Mar-Metal. Uma parte chave dessa
estratégia foi o treinamento.
“Eu utilizei uma grande parte do tempo no chão
de fábrica, trabalhando com os operadores de máquina” comenta Weeks. “Nós trabalhamos na determinação dos parâmetros de corte, métodos para análise
da vida e desgastes, além dos princípios fundamentais
do torneamento e fresamento”.
Do treinamento e da inspeção nasceu uma série
de iniciativas de melhoria. Dentre elas, uma nova forma de usinar trefilas para alumínio 6061.
“A Mar-Metal estava utilizando uma broca com
pastilhas intercambiáveis para fazer o furo inicial em
todas as cavidades, para então desbastar o furo com
uma fresa de topo com pastilhas intercambiáveis de
metal duro”, comenta Weeks.
“Nós sugerimos o fresamento por interpolação
helicoidal com as fresas Super Turbo Seco-Carboloy,
eliminando completamente a furação. O uso da
Super Turbo economizou aproximadamente 40 horas
Fresa Seco-Carboloy, otimizada para o fresamento de cavidades em alumínio, oferecendo elevada taxa de
remoção de material e pequeno batimento na aresta de corte.
22
de usinagem em cada lote de trefilas, nos permitindo
ir ainda mais longe que as pastilhas intercambiáveis”.
“Nós obtivemos resultados similares em aço ferramenta usado nas matrizes de calçados e outros
componentes”, continua Weeks. “Com a Super Turbo, conseguimos melhorar a taxa de remoção de material em mais de 100%, quando comparado com o
antigo método. E, adicionalmente, obtivemos uma
vida aproximadamente três vezes maior”.
O sucesso nessas aplicações permitiu à Seco/
Carboloy testar sua nova e produtiva fresa para cavidades. “Essa ferramenta foi projetada para o
fresamento dos frames de alumínio das asas para a
indústria aeroespacial”, confidencia Weeks. “Quando
essa ferramenta foi implementada na Mar-Metal, ela
não havia sido oficialmente introduzida. Mas, tendo
sido projetada para elevadas taxas de remoção em
alumínio, a Mar-Metal concordou em testá-la”.
"Os resultados foram impressionantes. Eles executaram o desbaste a 17.500 rpm e completaram a
operação de desbaste em 15 minutos, anteriormente
levavam por volta de 4 horas. E, além disso, puderam
observar, desgastes notavelmente pequenos", declara
Weeks.
“Frank Weeks e sua equipe introduziram novos
métodos e novas ferramentas em toda a nossa fábrica, resultando melhorias substanciais na nossa produtividade e nas nossas linhas básicas”, observa o VicePresidente da Mar-Metal Craig, Marshall.
“Nós estamos realmente agradecidos por ver o
entusiasmo e a criatividade com a qual nossos funcionários estão utilizando as técnicas aprendidas com a
Seco/Carboloy. Agora, as ferramentas Seco/Carboloy
são padrão aqui na Mar-Metal. E, ambas as empresas
têm mostrado uma grande dedicação nessa parceria
em produtividade”.
A Carboloy montou uma equipe de especialistas
técnicos para inspecionar completamente as
operações de usinagem do fabricante de ferramentas
de vulcanização Mar-Metal, para desenvolver
soluções que poderiam proporcionar o máximo de
produtividade e o máximo de qualidade.
Super Turbo
23
Rolls-Royce marine AS – Hagavik
Noruega
A Octomill já é
excelente, mas a
Hexamill ficou ainda
melhor
A própria Seco Tools aparenta ser seu concorrente
mais fervoroso. A poucos anos atrás, fornecemos,
para nosso cliente em Hagavik, uma fresa para
teste da linha Octomill. A fresa apresentou um
desempenho tão bom, que o cliente recusou-se
a devolvê-la. O mesmo aconteceu novamente
no inverno passado quando o cliente testou a
fresa Hexamill.
As únicas fresas que são utilizadas na RollsRoyce Marine AS – Sistemas de direção localizada em Hagavik, Noruega, são da Seco.
Portanto, não existem comparações com concorrentes.
O principal produto dessa empresa, são os sistemas de direção para navios em tamanhos entre
15.000 toneladas e 250.000 toneladas. Quando a
Octomill foi usada, o fresamento das palhetas do
rotor da pá do leme levava 3.30 horas. Mesmo tendo
representado uma grande melhoria no tempo de
usinagem anterior, quando a Hexamill foi testada, a
menos de um ano atrás, o tempo de usinagem foi reduzido para 1 hora e 50 minutos. Usando a Octomill,
a profundidade de corte era de 3 mm e o avanço da
mesa 1000 mm/min. A Hexamill permitiu que a profundidade de corte fosse aumentada para 4 mm e o
avanço da mesa para 1500 mm/min. O material
usinado foi o ferro fundido nodular GGG40.
“Eu tinha uma grande expectativa com relação à
Hexamill e não fiquei desapontado” declara Dag
Kare Stoyva, Operador CNC, da Rolls-Royce Marine
AS.
“Nós já estávamos muito contentes com a
Octomill, mas a Hexamill é ainda melhor no desbaste. A Octomill é uma ferramenta universal que pode
ser usada para outras operações como o fresamento
em acabamento, por exemplo. A Hexamill trabalha
melhor com taxas de avanço e velocidades de corte
mais elevadas. As pastilhas usadas foram as HPMN
1206ZETR-D25, na classe F30M”. ”completa, Kare
Stoyva”
A empresa apresentou um faturamento de 248
milhões de NOK, distribuídos entre novos negócios e
serviços em sistemas de direção, trabalhos feitos
como terceirizado para a fábrica de motores Diesel
do grupo e reparos/serviços para empresas que fabricam guinchos para âncoras.
Hexamill
Uma caixa de ferro fundido está sendo usinada aqui,
para a fábrica de motores Diesel do grupo em Bergen.
Comparada com a Octomill, essa fresa Hexamill de
125 mm de diâmetro reduziu o tempo de usinagem de
40-45 minutos para 25 minutos.
24
A empresa conta com a colaboração de 150 funcionários em Hagavik. A empresa foi fundada em
1916 para executar reparos em embarcações. A produção de sistemas de direção para navios foi iniciada
em 1963 e, desde então, 8.000 unidades de direção já
foram produzidas.
Da esquerda para a direita: Inge Johannes Bergheim
– Vendedor Seco e Dag Kare Stoyva – Operador de
Máquina CNC, junto com Ivar Hop –
Superintendente de Produção da Rolls-Royce Marine
AS – Sistemas de Direção - Frydenbö
Dag Kare Stoyva e Inge Johannes Bergheim atrás de um rotor de uma unidade de direção que foi usinada com
a fresa Hexamill. As superfícies semi-circulares foram usinadas por freso-torneamento, onde foi usada a fresa
Seco R220.60.
25
Simpson & Co Ltd. – Chennai
Índia
CBN 300
Um salto tecnológico no
fresamento em desbaste
A Simpson & Co. em Chennai, (Índia), instalou recentemente uma linha flexível de manufatura na sua planta de
Sembiam para aumentar sua capacidade de produção de
novos produtos e suprir a demanda pelos crescentes níveis de qualidade exigidos pelos seus clientes. Eles optaram pelos centros de usinagem High Speed da Makino
equipados com as fresas de CBN da Seco, objetivando
manter uma reserva tecnológica estratégica em resposta
às constantes e crescentes mudanças das exigências de
seus clientes em curtos espaços de tempo.
O novo setor de usinagem
Sobre a Simpsons
A Simpsons instalou recentemente uma linha flexível
de manufatura na sua planta de Sembiam para aumentar sua capacidade de produção de novos produtos e suprir a demanda pelos crescentes níveis de
qualidade exigidos pelos seus clientes. Portanto, eles
optaram por centros de usinagem de altíssima velocidade, para garantir uma reserva tecnológica estratégica em resposta às constantes e crescentes mudanças das exigências de seus clientes em curtos espaços
de tempo. A Makino Ásia forneceu as máquinas e
trabalhou em conjunto com a Simpsons na montagem do processo.
A Simpson & Co. Ltd. é a principal empresa do grupo de 20 bilhões de Rúpias Amalgamations Group,
certificado pela QS 9000 e ISO 9001. Os pioneiros
na fabricação de modernos motores Diesel na Índia,
estão nos negócios por mais de 160 anos. Localizada
na cidade de Chennai, com duas plantas produtivas,
eles já fabricaram mais de 750.000 motores e dispõem de uma capacidade instalada para produção de
72.000 motores por ano. Nos últimos 50 anos, a
Simpsons tem atendido mais de 200 clientes com
uma ampla gama de motores para aplicações agrícolas, industriais, veiculares e marítimas.
No seu constante esforço de melhorar a produtividade, a Simpsons tem executado testes com vários fornecedores de ferramentas para as operações de
fresamento em desbaste e acabamento nas linhas de
usinagem dos blocos e cabeçotes. Os resultados alcançados pelo metal duro e pela cerâmica não puderam atender às exigências.
Os objetivos de produtividade e custos por componente só foram possíveis com o fresamento com
PCBN. A Seco recomendou sua mais versátil fresa
Contribuição Seco
K. Kalyanasundaram – Gerente de Vendas da região (Seco Tools Índia), Chavali A. C. Shilesh, V. Mangala
Ganesh, K. Sivaram, S. Purushothaman (Grupo Técnico da Simpson & Co. Ltd.), R. Krishnakumar –
Assistente da Gerência (Projetos) e N. Ramani – Diretor Executivo (Projetos) da Simpson & Co. Ltd.
26
para ferros fundidos a R220.74 equipada com pastilhas sólidas de CBN300 - SNEN 0903ENS-M08,
para melhorar a produtividade e proporcionar o mais
baixo custo por peça.
A Simpson e a Makino trabalharam em conjunto
com a Seco Tools – Índia e iniciaram testes com as
pastilhas de CBN300 na usinagem do ferro fundido
(GG25).
Os testes foram executados a uma velocidade de corte de 1400 m/min, uma velocidade de avanço de
3000 mm/min e uma profundidade de corte de 2.5 a
3 mm (3 passes por lado), sendo acompanhado durante 2 meses para monitoramento da vida. Posteriormente, verificou-se que era possível produzir 100
cabeçotes / blocos com uma única aresta de corte,
mantendo um nível de desgaste normal. Além disso,
foi conseguida, uma excelente consistência com as
demais arestas de corte.
Os resultados dos testes com o PCBN proporcionaram uma maior confiança à Simpsons, para dar outros passos com relação as ferramentas Seco, em outras operações do bloco / cabeçote. Os resultados
para as seguintes ferramentas foram igualmente convincentes, tanto quanto com os testes com CBN300:
1) Fresamento de esquadrejamento Mini Square
– Fresa R220.99 equipada com pastilhas SONX
120508 na classe T150M.
2) Fresamento lateral e de face – Fresa R335.18
equipada com pastilhas 335.18-1305 na classe
T150M
3) Fresamento em acabamento – Fresa especial
FPS4.02516 (Made in Índia) equipada com pastilhas
4.81501R & 4.21103L na classe T150M
O Sr. N. Ramani – Diretor Executivo (projetos) e
o Sr. R. Krishnakumar – Assistente da Gerência (projetos) acrescentam...
CBN 300.
“Nós executamos extensos testes com as fresas
Seco e com fresas de outros vários fornecedores. A
consistência da vida, o custo por aresta e o custo por
componente foram monitorados por 2 meses. Dentre
todos, a Seco nos proporcionou um excelente resultado com uma redução de custos da ordem de 50% e
um aumento de vida de 5 vezes com o CBN300. eles
continuam “Agora a Seco é um dos nossos parceiros
de produtividade”.
Fresa R220.74 de 160 mm de diâmetro equipada com as pastilhas SNEN 0903, CBN300 – usinando um bloco
com uma velocidade de corte de 1400 m/min, um avanço de mesa de 3000 mm/min e uma profundidade de
corte de 2.5-3 mm
27
Siemens Power Generation AG – Mülheim
Alemanha
Idéias criativas
reduzem os custos
de produção
De acordo com o levantamento executado entre 425
empresas na Alemanha pelo DIB (Instituto Alemão de
Gerenciamento de Negócios), a Siemens AG lidera no
campo de redução de custos de produção e custos
operacionais por ações criativas. Foi possível economizar
um montante total de 216 milhões de Euros através da
cooperação criativa e comprometimento entre a empresa
e seus funcionários. Essa realização, certamente, não deve
ser atribuída somente ao fato de serem pagos bônus para
boas idéias que tragam economia, como um caso em
particular que aconteceu alguns anos atrás, onde foi pago
um prêmio de um quarto de milhão de Marcos Alemães.
A razão principal, pelo contrário, está relacionada com um
programa de conscientização dos funcionários que possuem um grau relativamente elevado de competência e
habilidade e estão dispostos a comunicar as idéias mais
criativas.
Quartel general da Siemens Power Generation em
Mülheim
Para essa finalidade, a Siemens Power Generation
AG, em Mülheim, introduziu um novo projeto de
gerenciamento de idéias denominado “3i”, que garante a rápida implementação das sugestões
fornecidas pelos funcionários. O três “i” significam
idéia, impulso e iniciativa. O projeto 3i é acompanhado, adicionalmente, por um programa sistemático
comparativo de treinamento, visando uma constante
revisão dos processos e também estimular o desenvolvimento de novas idéias. Atualmente, a tecnologia
está avançando a passos rápidos e o conhecimento e
as habilidades adquiridas no início de uma carreira
não são suficientes para o resto da vida.
Onde quer que a eletricidade esteja sendo gerada
no mundo, a Siemens Power Generation não está
muito longe. Essa empresa fornece, dentre outras coisas, turbinas e geradores a gás e a vapor e também,
estações de geração completas para os quatro cantos
do globo. Ela é a segunda no ranking mundial, pouco atrás da General Electric. A planta de produção de
turbinas a vapor em Mülheim, não muito longe da
Seco Alemanha, emprega aproximadamente 3400
pessoas, sendo 800 delas ligadas direta ou indiretamente com o corte dos metais.
A Siemens tem organizado regularmente seminários no centro de treinamento da Seco em Erkratch
desde 1998. Por que somente na Seco? Frank
Golibrzuch, Gerente de Idéias, da Siemens Power
Generation, em Mülheim explica: “Quando o programa de treinamento ainda estava no estágio de planejamento, a Seco foi muito longe no sentido de atender as nossas necessidades. Por exemplo, os seminários de torneamento, fresamento e furação, que normalmente ocupam três dias, foram comprimidos em
dois dias e transferidos para os sábados e domingos,
sendo a vantagem de não retirarmos os funcionários
do seu local de trabalho por um período muito longo.
Certamente, a proximidade da Seco é também um
fator muito importante, como o fato das pessoas responsáveis, de ambas as empresas, estabelecerem um
relacionamento mútuo muito bom”.
Esses seminários de final de semana atenderam a
grupos de 20 funcionários por vez, de diferentes faixas etárias, de diferentes departamentos de produção
para diferentes níveis de habilidade e interesse. “Não
seria mais fácil executarmos os seminários na sua
planta produtiva em Mulheim ?” – Perguntamos.
28
Frank Golibrzuch: “Isso é, exatamente, o que não
queremos fazer. Longe do ambiente e da rotina diária
de trabalho, os funcionários de nossas duas plantas
produtivas, em Mülheim, serão capazes de conhecer
uns aos outros em um nível completamente diferente.
Eles poderão conversar uns com os outros de uma
forma mais natural durante os intervalos dos seminários e durante os jantares que eles terão em conjunto.
Essa troca de idéias e experiências será fortalecida,
bem como a bagagem pessoal. Essa bagagem é ainda
mais fortalecida pelo fato do uso de uma terminologia uniforme durante os seminários, garantindo uma
melhor comunicação no ambiente de trabalho, entre
os engenheiros de métodos, projetistas, líderes,
supervisores e operadores de máquina, todos falando
a mesma linguagem”.
No entanto, também existe outro aspecto. Caso
Seminários ajudam a estreitar o relacionamento entre
os funcionários
um funcionário seja deslocado para outro posto de
trabalho em outra planta produtiva, ele se sentirá em
um ambiente estranho, mas se as pessoas se conheceram umas às outras durante os seminários, eles não
serão mais estranhos. O trabalho continua suavemente como antes e a modificação do posto de trabalho
não é mais uma catástrofe emocional como era no
passado.
Os seminários ajudam a aproximar os funcionários. O que os funcionários aprendem nos seminários
pode ser posto em prática mais facilmente, para melhora do conhecimento e implementação das habilidades. Essa transformação significa, que as decisões
podem ser tomadas com uma extensão muito maior
em níveis operacionais e a medição da eficiência pode
ser feita mais rápida e facilmente. E, tudo isso, em
uma análise final, é um enorme benefício para a
Siemens Power Generation AG. O uso econômico das
ferramentas (esse é o tema de todos os seminários),
aliado com a criatividade de funcionários bem intencionados de fato permite alcançar economias da ordem de 5 a 10 milhões de Euros por ano, somente na
planta de Mülheim.
Frank Golibrzuch, é também um desses funcionários bem intencionados. Ele tem trabalhado na Power
Generation desde 1975 (naquele tempo ela era ainda
chamada de KWU) e portanto, conhece tudo sobre a
empresa. Ele começou como aprendiz de preparador
de máquina. Os vários treinamentos o qualificaram
como um mecânico pleno e posteriormente como engenheiro. De 1989 para frente, ele trabalhou como
instrutor em tecnologia de fresamento no próprio
centro de treinamento da empresa.
Desde 1994, Frank Golibrzuch tem sido membro
do grupo de gerenciamento de idéias, mas ele ainda é
responsável pelo treinamento dos funcionários da
empresa, e por experiência própria, ele sabe que os
principais benefícios para a empresa são colhidos por
funcionários motivados. E, o comprometimento dos
funcionários na Power Generation, é sempre bem recompensado.
Os seminários realizados até aqui foram somente
o começo, o objetivo é trazer todos os funcionários
para o mesmo nível. Agora, com a ajuda dos líderes,
supervisores e engenheiros de métodos, um novo conceito tem sido desenvolvido para o futuro, seguindo a
programação das plantas.
Claramente as tendências futuras caminham para
a usinagem completa e, portanto, existirá uma necessidade crescente, não somente por ferramentas versáteis mas também por processos que sejam o estado da
arte em tecnologia. Ambas as formas, no entanto,
permitem a redução dos tempos de produção e os
custos operacionais.
Conseqüentemente, o foco no futuro será as novas tecnologias e soluções especiais para problemas
específicos. E para essa finalidade que novos seminários estão sendo desenvolvidos em estreita colaboração com o Centro de Treinamento Seco.
A Siemens Power Generation
fornece, dentre outras coisas,
geradores e turbinas a gás e a vapor
e também unidades de geração
completas para os quatro cantos do
globo
29
Thielert Aircraft Engine GmbH
Alemanha
Uma nova era na engenharia
de aviação – e a Seco estava lá
desde o início!
Muitas coisas interessantes estão acontecendo em Lichtenstein, um pequeno vilarejo da Saxônia. Lá, uma jovem
empresa desenvolveu e construiu o primeiro motor
aeronáutico alemão a Diesel pós-guerra, o qual nesse
ínterim foi oficialmente certificado para a aviação geral.
Naturalmente, em vista dos padrões de segurança
extremamente elevados, nos quais os motores
aeronáuticos devem se enquadrar, todos os componentes
importantes do motor são fabricados lá, objetivando
facilitar a certificação. E, como os motores aeronáuticos
são fabricados com materiais de alto teor em liga
extremamente difíceis de serem usinados, não é
necessário dizer que os melhores especialistas dos maiores fabricantes de ferramentas estão envolvidos desde o
início. A usinagem do virabrequim, por exemplo, foi feita
em colaboração estreita com a Seco e a Thielert Aircraft
Engines GmbH, a qual está mais satisfeita com os
resultados.
Imagine a seguinte situação: Esse ano, 2002, você
decide comprar um novo carro, o último modelo
Audi A6, por exemplo. O carro tem tudo simplesmente tudo o que o coração poderia possivelmente
desejar – um sistema de navegação, ar condicionado
Diretor Presidente da TAE – Frank Thielert: “Nosso
motor alcança uma redução de até 70% dos custos
operacionais
automático, estofamentos em couro ... tudo feito em
materiais de altíssima qualidade, o estado da arte em
tecnologia – com uma exceção: o motor é um dois
tempos desenvolvido pela DKW por volta de 1960,
capaz de produzir bons 56 hp com um consumo de
20 m.p.g.
Um exemplo tolo? Bem, não realmente. O exemplo do Audi é certamente, um pouco exagerado, mas
se você decidir comprar um motor aeronáutico em
linha ou em “V” (não importa o que se faça), nós nos
depararíamos precisamente com a situação descrita
acima. Os motores usados nessas aeronaves são todos
– sim, todos – desenvolvidos nas décadas de 50 e 60.
Eles são como o legendário motor dois tempos DKW
– embora confiáveis, eles foram abençoados com um
consumo de combustível, que na nossa era moderna,
não são mais aceitáveis. E não é só isso, o combustível de aviação usado por eles contém chumbo e uma
elevada octanagem, tornando-os não só caros como
também nocivos ao meio ambiente.
Em vista dos enormes progressos conseguidos na
tecnologia dos motores Diesel, e mais precisamente
nesse campo, deve parecer óbvio para muitos de nós
que os motores Diesel seriam ideais para uso geral na
aviação (pequenos aviões comerciais, aviões esportivos e de treinamento, aeronaves para propósitos gerais, etc...), particularmente, porque 99% do combustível usado na aviação, é querosene, um combustível
muito parecido com o Diesel. Mas, infelizmente, os
motores Diesel standard não são recomendados para
aeronaves, por não atenderem às exigências de segurança extremas impostas pela aviação.
Como todos os fabricantes de motores aeronáuticos a Diesel ainda gostariam de estar vendendo seus
motores obsoletos até o final desse século, existe somente uma empresa de porte médio e, além disso,
recém chegada à engenharia aeronáutica – que com
boa vontade está solucionando todos os problemas
tecnológicos do desenvolvimento de um novo motor,
testado e aprovado pelas autoridades da aviação.
Desenvolvido e produzido pela TAE uma empresa situada em Lichtenstein, Thielert Aircraft Engines
GmbH, apresentou esse primeiro motor Diesel certificado que já se encontra em operação por alguns
meses. O motor Diesel TAE 125 introduziu uma nova
era na engenharia da aviação, possibilitando uma redução dos custos operacionais da ordem de 70%. A
Seco tem uma pequena parcela no sucesso da máquina TAE. Reinhold Kluge Diretor-Presidente da Seco
30
Alemanha, é por si só, um entusiasta da aviação, com
muitos anos de experiência em pilotagem, imediatamente reconheceu o significado desse desenvolvimento para o futuro geral da aviação e certificou-se de
que a TAE receberia todo o apoio possível da Seco na
área de usinagem dos metais.
Embora, o ponto de início desse novo desenvolvimento tenha sido um motor Diesel high-tech de luxo
de um grande e renomado fabricante alemão de carros, muitos dos componentes do motor não atendiam
às exigências aeronáuticas. Muitos dos 140 componentes tiveram de ser retrabalhados pela Thielert, incluindo toda a transmissão. Todos os componentes
foram fundidos à vácuo em um tipo especial de aço
que é, posteriormente, endurecido por nitretação.
Apresentando uma resistência básica de 1300 N/mm2
e adquirindo propriedades de baixíssima
usinabilidade, esse aço não falhou em sua tarefa de
tornar a vida do fresamento, torneamento e furação
mais difícil. Mais precisamente nesses casos, os materiais são extremamente difíceis de serem usinados,
que a ferramenta adquire uma função importante no
processo de fabricação. Embora Frank Thielert e seu
grupo conheçam virtualmente tudo sobre motores de
elevada tecnologia, eles ainda precisavam de auxílio e
recomendações para a usinagem desses materiais especiais. E então, a Thielert consultou os melhores fornecedores, de ferramentas do mercado para cada tipo
de operação em específico. O que deveria ser a tarefa
mais difícil – a usinagem do virabrequim – foi assinada pela Seco.
Quando a Thielert começou o negócio, uma de
suas atividades principais era a usinagem de
virabrequins forjados para carros de corrida. Essa
atividade não só gerou o capital necessário para o
desenvolvimento do motor aeronáutico como também forneceu o know-how e experiência necessários
para a usinagem do novíssimo virabrequim projetado
para o motor TAE. Klaus Lupp do Departamento de
Gerenciamento de Aplicações comenta: “O
virabrequim era fresado, torneado e furado a partir
de um blank sólido, a usinagem não poderia ser mais
difícil”.
A lista de ferramentas Seco Tools usada nessa
aplicação é longa. O MDT (Multi Directional
Turning) é usado para o sangramento e a Super Turbo para contornos e freso-torneamento. Klaus Lupp
continua: ”O blank é desbastado primeiramente com
Klaus Lupp do departamento de gerenciamento de
aplicações comenta: “O virabrequim era fresado,
torneado e furado a partir de um blank sólido, a
usinagem não poderia ser mais difícil”.
a T250M e então temperado, tornando a usinagem
ainda mais difícil. E de fato, todas as operações subseqüentes introduziram severas exigências às ferramentas, levando ao limite de sua capacidade de corte.
O acabamento do contorno é feito com uma Super
Turbo, usando pastilhas intercambiáveis tipo
XOEX... na classe F40M”.
Frank Thielert comenta: ”O mais importante é
manter a vida da ferramenta o mais constante possível, porque os componentes são usinados a partir de
um sólido em máquinas que operam principalmente
sem operadores”
O Diretor Presidente da Thielert Aircraft Engines
GmbH sabe que os excelentes resultados alcançados
não teriam sido possíveis sem a estreita colaboração
de sua fornecedora de ferramentas Seco: “Nenhum
outro fabricante de ferramentas atendeu nossas necessidades como a Seco”. E como não existem qualquer dúvida de que a qualidade do produto não poderia ser melhor, a TAE e a Seco podem certamente
olhar à frente uma longa e duradoura parceria.
O virabrequim fabricado
pela TAE é produzido em
um aço especial fundido
á vácuo e endurecido por
nitretação. Esse material
torna a vida do
fresamento, torneamento
e furação realmente difícil
31
UM TORNEAMENTO
RÁPIDO E
PREVISÍVEL DOS AÇOS
Seco TP1000
A TP1000 representa uma nova geração em
design de classes.
Ela foi desenvolvida para o torneamento de
aços no campo de aplicação P05-P15 / ANSI C7,
focando a elevada produtividade.
É recomendada para aplicações otimizadas,
nas áreas de produção em massa e grandes lotes
de fabricação.
O novo substrato proporciona excelentes
resistência à deformação plástica e tenacidade
das arestas de corte.
A nova cobertura proporciona excelente
resistência a craterização e ao desgaste de flanco,
mantendo a resistência da aresta.
Essa combinação única, proporciona uma
vida e confiança insuperáveis.
Uma vida mais longa e previsível, faz da
TP1000 a melhor recomendação para operações
com elevadas velocidades em sistemas
automáticos, mesmo sem a utilização de
refrigeração.
A TP1000 está disponível em uma ampla
linha de pastilhas com modernas geometrias.
Seco Tools AB, SE-737 82 Fagersta, Suecia. Tel. +46 223-400 00
www.secotools.com
ST035035BR © SECO TOOLS AB, Sweden Printed in Sweden
db grafiska Örebro 2002
Fly UP