...

Português - PasseNaUFRGS

by user

on
Category: Documents
4

views

Report

Comments

Transcript

Português - PasseNaUFRGS
Provas resolvidas da UFRGS 2007
Português
01. Resposta (E)
- “a nós”: antes de pronomes não ocorre
crase.
- “repudiamos (VTD) o conjunto […] e
[…] as observações; tão-somente OD,
isto é, complemento verbal nãopreposicionado.
- O substantivo “incapacidade”, nesse
contexto, rege a preposição “para”.
- O nome “guindada” rege a preposição
“a”; substituindo-se “condição” –
substantivo feminino – por outro
correlato – “nível”, por exemplo –
ocorre a combinação “ao”.
02. Resposta (A)
Observe as afirmações contidas na
citação que abre o texto, de Jorge Luis
Borges, segundo Caetano Veloso. O
escritor argentino define cidadania por
oposição, ou seja, ao identificar em seus
conterrâneos a incapacidade de aceitar a
“abstração que é o Estado” e a
característica de estabelecer tãosomente “relações pessoais”, denominaos “indivíduos”, isto é, não-cidadãos.
03. Resposta (E)
I – Correta. Em ambos os vocábulos, o
prefixo
exprime
negação.
II – Correta. O sufixo “-vel” (que
significa “passível de”) forma adjetivos
a partir de verbos, no caso, “conceber”.
III – Correta. Observe o mesmo radical
em in-conceb-(í)vel e concep-ção e os
significados
afins
(compreender,
imaginar).
04. Resposta (B)
Trata-se da diferença entre substantivo
próprio (Estado) e comum (estado(s)),
conforme o que foi
enunciado da questão.
afirmado no
05. Resposta (E)
(1) Por isso / Sendo assim: ambos
estabelecem
relação
de
conclusão.
(2) A despeito de = Apesar de
(concessão) / Em virtude de =
Por
causa
de
(causa).
(2) Na verdade: no texto,
significa
“de
fato”
/
“Verdadeiramente”,
nesse
contexto, exprimiria “de modo
verdadeiro”.
(1) Sobretudo = principalmente,
especialmente.
06. Resposta (A)
I
–
Correta.
II – “Nós, que temos a paixão da
amizade,
sentimos…”:
há
necessidade de vírgula, pois se isola
uma oração adjetiva explicativa.
“ …dos filmes americanos”
não pode ser isolado por vírgula,
pois
é
adjunto
adnominal.
III – Em “…esse herói dos filmes
americanos,
é
um
incompreensível…”,
a
vírgula
separando o sujeito do verbo já
invalida o item.
07. Resposta (C)
(A) Que (l. 08): retoma a expressão
“um homem” (l. 07 e 08).
(B) lo (l. 09): retoma a
expressão “um criminoso” (l.
09).
(C)
Correta.
(D) o (l. 24): retoma a idéia de
repetir as palavras de Borges.
(E) ele (l. 31): retoma “o texto”.
08. Resposta (E)
(V) De acordo com a regência,
quem lança mão lança mão de algo.
(F) Não há necessidade de alterar-se
a ordem das palavras, e, sim, a
estrutura.
(V) A idéia é equivalente.
(F) A expressão “lançou mão” é
consagrada pelo uso, sendo assim,
embora inusual, é aceita na
linguagem escrita.
09. Resposta (C)
I – Incorreta. O uso da forma plural
“vocês”, no primeiro quadrinho, dá
a entender que Queromeu faz parte
do grupo dos corruptos, mas não
que
ele
é
o
líder.
II – Incorreta. A expressão “ser
tolhido” (tolher: privar, não
manifestar) não pode substituir “ser
cooptado” (cooptar: agregar, unir).
São expressões que não se
equivalem.
III – Correta. “Vanguarda” tem o
sentido de inovar.
10. Resposta (C)
(V) Em “corruptos” e “cooptados”,
ocorre o acréscimo de uma breve
vogal: “co-o-p(i)-ta-dos”, “cor-rup(i)-tos”.
(V) Sujeitos diferentes podem trazer
vírgula
antes
do
“e”.
(F) “Foram esquecidos” é Pretérito
Perfeito Simples. Exprime idéia de
ação concluída e localizada no
passado. A expressão “têm sido
esquecidos” está no pretérito
perfeito composto. Exprime idéia de
ação iniciada no passado a qual se
prolonga
até
o
presente.
(V) A palavra “toda”, sem estar
seguida de artigo, equivale a
“qualquer”.
11. Resposta (D)
I – Incorreta. O primeiro parágrafo
apresenta um diagnóstico sobre os
hábitos de leitura dos brasileiros e suas
possíveis causas.
II – Correta. O segundo parágrafo
evidencia que seria necessária uma
campanha longa e massiva para incutir
nos adultos o hábito da leitura, a
exemplo das campanhas promovidas em
prol da saúde.
III – Correta. O terceiro parágrafo
afirma que introduzir a prática da leitura
no currículo escolar traria resultados
compensadores, além de ser prazeroso.
12. Resposta (C)
I – Correta. A palavra “aqui” refere-se
ao
texto
em
questão.
II – Incorreta. A palavra “Essa” referese à idéia contida no período anterior.
III – Correta. O vocábulo “nosso” diz
respeito ao povo brasileiro.
13. Resposta (A)
(V) A autora refere-se ao fato de que
“saber ler” significa compreender aquilo
que
foi
lido.
(F) Os adjetivos “simplista” e
“simples”,
nesse
contexto,
não
apresentam o mesmo significado.
“Simplista” significa “desprovido de
profundidade”, enquanto “simples”
significa
“fácil”.
(V) Tanto o substantivo “sede” quanto o
substantivo “fome” apresentam a idéia
de que as crianças são ávidas por
conhecimento, fantasias e descobertas.
(V) A autora pretende demonstrar que,
para incutir nas crianças o hábito da
leitura, é
professores.
suficiente
instruir
os
14. Resposta (D)
O verbo “ler”, nas linhas 10 e 12, foi
empregado no sentido denotativo, assim
como na oração “este jovem leu em
braile a trilogia O Tempo e o Vento”.
Nas demais opções, o sentido é
conotativo.
15. Resposta (D)
1 e 2 – As formas verbais “costuma” e
“tem” precisam ser flexionadas no
singular, pois concordam com o sujeito
“A
criança”.
3 – O pronome “a” refere-se ao
substantivo
“criança”.
4 – A forma verbal “acompanharão”
mantém-se no plural, pois se refere a
“gostos e hábitos”.
16. Resposta (B)
1 – O verbo “fazer” no Presente (“faz”)
mantém o verbo “tornar” também no
presente
(“se
torne”).
2 – O Futuro do Presente do Indicativo
“seria” exige o uso do Pretérito
Imperfeito
do
Subjuntivo
“facilitassem”.
3 – O Futuro do Subjuntivo do verbo
“ser” (for) leva o verbo “tornar” para o
Futuro do Presente do Indicativo. O uso
da próclise atende a colocação
pronominal do Português falado no
Brasil.
4 – O primeiro verbo da locução só
poderá estar no Presente do Indicativo,
pois não há, na frase, idéia de passado
ou de futuro.
17. Resposta (C)
I – O nexo adversativo “no entanto” não
é equivalente ao nexo concessivo “ainda
que”.
II – O nexo com idéia de finalidade
“para que” não equivale a “ainda que”.
III – O nexo “mesmo que” é concessivo,
assim como “ainda que”.
18. Resposta (B)
De acordo com o texto, a resposta
correta é a letra B, conforme as linhas
11, 12 e 13 do texto.
19. Resposta (A)
Conforme o dicionário, as palavras da
alternativa
A
são
equivalentes,
respectivamente, às do enunciado.
20. Resposta (A)
“Todos os artistas querem me cortar a
garganta, reconhece Ferran Adrià”.
Na transposição do discurso direto para
o indireto, a pontuação deverá
desaparecer, o pronome “me” deverá
passar para a terceira pessoa do singular
“lhe”. Mantém-se, também, a elocução,
que, devido ao uso do Presente do
Indicativo
“reconhece”
exige
a
manutenção do tempo e modo verbais
(“querem”) na fala.
21. Resposta (D)
1 – Correta, pois o tempo composto
equivale ao Pretérito Perfeito Simples;
2 – Incorreta, pois o tempo composto
não dá a idéia de hipótese, como ocorre
com “incluiria”; deveria ser “incluíra”;
3 – Correta, pois o tempo simples e o
composto indicam ocorrência no
presente no contexto da frase.
24. Resposta (D)
22. Resposta (C)
I – Correta, pois o sentido da reescrita é
idêntico ao dos períodos originais.
II – Incorreta, pois a intenção da 12ª.
Documenta, ao convidar Adrià, não foi
surpreender
o
meio
artístico
internacional. Isso ocorreu por tal fato
ser inusitado.
III – Correta, pois é idêntica ao sentido
dos períodos originais, apenas os
transformando em um período.
23. Resposta (A)
I – Correta, pois a regência do verbo é
modificada. “Integra” pede objeto
direto, enquanto “incorporar-se” pede
objeto
indireto.
II – Incorreta, pois “virou” não exige
preposição, enquanto “transformou-se”
exige a preposição “em”.
III – Incorreta, pois a preposição
continua a mesma, mudando-se “se
passa” por “sucede” no contexto da
frase.
I – Correta, pois a antecipação do
advérbio “jamais” para o início da frase
não
altera
o
sentido.
II – Correta, pois igualmente a
antecipação do advérbio não altera o
sentido
da
frase.
III – Incorreta, pois o advérbio
“apenas”, ao ser colocado antes de
“acha”, passa a modificar esse verbo, ao
passo que, no original, ele se refere aos
substantivos que o sucede.
25. Resposta (B)
1 – Incorreta, pois, nesse caso, não há
equivalência entre “de que” e “da qual”,
porque “que” é conjunção integrante e
“qual”
é
pronome
relativo.
2 – Correta, pois o antecedente do
pronome relativo é um lugar (uma
oficina), portanto aceita o uso de
“onde”.
3 – Incorreta, pois a regência do verbo
“aliar”, nesse sentido, exige a
preposição “a” (aliar-se a algo), por isso
não é possível usar “para”.
Fly UP