...

Aula 01 - har

by user

on
Category: Documents
29

views

Report

Comments

Transcript

Aula 01 - har
ALGORITMO 02
Hiarly Alves – www.har-ti.com - 2014
Tópico Relacionados
Algoritmo – Definições Importantes
PHP e sua história
Principais características da Linguagem
Sintaxe Básica – Meu Primeiro Script
Variáveis – Operadores
Estruturas de Controle
Matrizes
Parâmetros
Forulários
Exercícios de Fixação
Algoritmo – Definições Importantes
Raciocínio lógico
• Representação formal:
X é maior que Y?
Se a resposta é verdadeiro, X é o maior valor
Se a resposta é falso, Y é o maior valor
Possibilita que cheguemos a uma conclusão por meio de
encadeamento de argumentos
Algoritmo – Definições Importantes
Argumentos
• Indutivos
• A partir de um conjunto de dados, se chega a uma resposta por meio
de comparação.
• Exemplo:
• Ontem não havia nuvens no céu e não choveu.
• Conclusão: Hoje não há nuvens no céu, portanto não vai chover.”
• Dedutivos
• Conclusão é obtida como conseqüência de um conjunto de premissas.
• Exemplo:
• Joana é uma mulher.
• As mulheres são seres humanos.
• Conclusão: Joana é um ser humano
Algoritmo – Definições Importantes
Raciocínio lógico
Utilizado na construção de algoritmos para a solução de problemas
computacionais.
Exemplo:
• Dado dois valores, deseja-se saber qual é o maior.
• Os dois valores são representados pelas variáveis X e Y.
• Atribuir valores às variáveis: X = 7 e Y = 19
• 7 > 19 ? (Falso)
• Conclusão: 19 é o maior número entre os dois.
Algoritmo – Definições Importantes
Tipos de algoritmos:
• Pseudocódigo
Linguagem estruturada para representação da solução de problemas
computacionais.
• Descrição narrativa
Linguagem natural para especificar os passos para realização das
tarefas.
• Fluxograma
Forma universal de representação.
Utiliza figuras geométricas para ilustrar os passos a serem seguidos
para resolução de um problema.
• Diagrama de Chapin
Apresenta a solução de um problema por meio de um diagrama de
quadros com uma visão hierarquica e estruturada.
Algoritmo – Definições Importantes
Estrutura Básica Pseudocódigo
Algoritmo – Definições Importantes
Declaração de variáveis
Todas as variáveis utilizadas na resolução do
problema devem ser previamente declaradas. Cada
variável recebe um nome (identificador) e :
• Não utilizar espaços.
• Não iniciar o nome com números
• Não utilizar caracteres especiais.
• Utilizar nomes coerentes.
Algoritmo – Definições Importantes
Fluxograma
Definição: Tipo de algoritmo que utiliza símbolos
gráficos para representar ações ou instruções a
serem seguidas.
Algoritmo – Definições Importantes
Fluxograma
Algoritmo – Definições Importantes
Dados básicos
Valores utilizados para a resolução de um
problema.
Armazenados temporariamente em variáveis para
que sejam processados de acordo com um
algoritmo. Dados podem ser fornecidos por:
• Usuários
• Arquivos
• Banco de dado
• Outros programas.
Algoritmo – Definições Importantes
Tabela Verdade
A e B são expressões booleanas
Condição “e”
Algoritmo – Definições Importantes
Tabela Verdade
A e B são expressões booleanas
Condição “ou”
Algoritmo – Definições Importantes
Tabela Verdade
A e B são expressões booleanas
Condição “não”
PHP e sua história
PHP, que significa "Php: Hypertext Preprocessor", é
uma linguagem de programação (de script Open Source
de uso geral), interpretada, mais utilizada para
desenvolvimento Web e pode ser inserida dentro do
código HTML, possibilitando uma interação com o
usuário através de formulários, parâmetros da URL e
links.
A diferença de PHP com relação a linguagens
semelhantes como Javascript é que o código PHP é
executado no servidor, sendo enviado para o cliente
apenas html puro.
Desta maneira é possível interagir com bancos de dados
e aplicações existentes no servidor, com a vantagem de
não expor o código fonte para o cliente.
PHP e sua história
*Ramus Lerdorf desenvolveu para utilização pessoal no
final de 1994 a primeira versão do * PHP, o wrapper de
PerlCGI que o auxiliava a monitoração das pessoas que
acessavam o seu site pessoal.
A versão 2 chamada de “PHP/FI”, foi logo lançada, após
a montagem de um pacote chamado de Personal Home
Page Tools (também conhecido como PHP Construction
Kit), que era uma coleção de *scripts *Perl e que depois
foi reescrito em C para incluir o acesso a Banco de
Dados.
Em junho de 2004 foi lançada a versão 5 do PHP,
introduzindo um novo modelo de orientação a objeto,
incluindo a reformulação dos construtores e adição de
destrutores (ver exemplo contextualizado em anexo),
visibilidade de acesso, abstração de objeto e interfaces
de objetos.
PHP e sua história
A versão atual do PHP é a 5.x.x mas o núcleo de
desenvolvimento da linguagem já trabalha na
versão 6. Da versão 4 para a 5 da plataforma
ocorreram modificações profundas, tanto que
muitos scripts deixaram de funcionar.
Isso ocasionou uma série de transtornos para
desenvolvedores, prestadores de serviço e usuários
da linguagem. E, principalmente, um atraso muito
grande na adoção da versão 5. É comum, quando se
contrata um servidor de hospedagem, encontrar
suporte ao PHP4 e ao PHP5 (este último
normalmente em suporte Beta) pois existe uma
preocupação dos prestadores de serviço em
suportar os scripts mais antigos, que ainda são
maioria.
PHP e sua história
O PHP tem código fonte disponível para qualquer
pessoa, sem custos. A licença de uso e edição é
Open Source, ou seja, ninguém pode comercializar
qualquer versão modificada do PHP, e qualquer
modificação deve continuar com o código fonte
aberto para os usuários explorarem e modificarem.
Este sistema de licença não traz lucro aos
desenvolvedores, pois estes disponibilizam tudo
para o publico gratuitamente, e o publico, por sua
vez, ajuda reportando erros e ajudando a modificar
o código fonte. Muitas empresas apóiam os
desenvolvedores do PHP, pois estes não visam lucro
ao criarem e desenvolverem o programa. O PHP é
muito usado com o Linux e o MySQL, dois outros
programas Open Source.
Principais características da Linguagem
Além do fato do PHP ser absolutamente gratuito, uma
de suas grandes vantagens é que ele é multi-plataforma.
Roda não só em servidores Windows mas também em
Linux, Unix e diversos sistemas operacionais.
Imagine o caso de uma grande corporação que resolva
mudar de plataforma, de Windows para Linux ou viseversa. Como o PHP é multi-plataforma, bastaria passar
os scripts de uma máquina para a outra e pronto.
Em comparação, se os sites tivessem sido escritos em
ASP a empresa estaria presa à Microsoft. Até existem
emuladores de ASP para rodas em sistemas com base
Unix (Como o Linux) mas estas emulações não são 100%
compatíveis.
Principais características da Linguagem
Fácil aprendizado – A linguagem PHP pegou
elementos do Perl, Java e do C. A maioria dos
programadores para Web conhece ao menos uma destas
linguagens, facilitando o aprendizado.
Acesso a dados – O PHP se conecta facilmente a
sistemas Sybase, MySQL, MS-SQL, Oracle e muitos
outros compatíves com o padrão ODBC.
Velocidade e robustez – O ASP tende a deixar o
servidor mais lento, o PHP raramente causa este
problema. A diferença entre ambos já foi maior, mas o
ASP foi sendo otimizado pela Microsoft enquanto que o
PHP cresceu, aglutinando mais e mais funções.
Sintaxe Básica – Meu Primeiro Script
Sintaxe Básica
Tags especiais indicam ao PHP onde estão os blocos de código. A tag de
abertura é formada por um sinal de “menor que” (<), um sinal de
interrogação (?) e a sigla php. A tag de fechamento é formada por um
ponto interrogação (?) e sinal de “maior que” (>).
Ex:
<?php
...
?>
Monte o exemplo abaixo:
<body>
<?php
$a = 10;
$b = 15;
$c = $a + $b;
echo "$a mais $b é igual a $c";
?>
</body>
Sintaxe Básica – Meu Primeiro Script
Sintaxe Básica
Explicando, criamos as variáveis “a” e “b” e atribuímos
a ela um valor, depois criamos a variável “c” e definimos
a ela a soma de a e b, depois escrevemos isso em tela
com o comando echo.
Podemos adicionar isso ao próprio código como
comentários de boco /* e */. de apenas uma linha são
obtidos através de //.
Variáveis – Operadores
No PHP elas são representadas por um cifrão ($) mais o nome
da variável. Os nomes de variáveis válidos são iniciados por
letras ou por um subscrito ( _ ).
Existe diferenciação entre nomes de variáveis maiúsculas e
minúsculas.
Quando a variável é declarada dentro de uma função, ela só
estará disponível para o código desta função. O código a
seguir gera um erro devido a essa característica.
<?php
function soma($a){
$b = $a + 5;
}
soma(10);
echo "o valor de 'b' é $b";
?>
Variáveis – Operadores
Para evitar este tipo de problema, deve-se definir a variável como
global. O código a seguir resolve o problema do código anterior.
Compare os resultados dos dois scripts.
<?php
function soma($a)
{
global $b;
$b = $a + 5;
}
soma(10);
echo "o valor de 'b' é $b";
?>
Variáveis – Operadores
Veja a seguir scripts que demostra os tipos de dados suportados
pela linguagem PHP.
<?php
//dados boleanos
$a = True;
if ($a){
echo "Verdadeiro";
}
else
{
echo "Falso";
}
echo '<p>';
?>
<?php
// dados com hexadecimais
$a = 0x1A; //Corresponde ao
decimal 26
$b = -16;
$c = $a + $b;
echo "a + b = $c";
echo '<p>';
?>
Variáveis – Operadores
<?php
//ponto flutuante são representados por (.)
$preco = 11.90;
$soma = $preco * 4;
echo "Quatro revistas W custam R$ $soma<br>";
echo '<p>';
//strings são representadas por aspas simples e
duplas
$texto1 = 'Esse é o primeiro texto.<br>';
$texto2 = "Esse é o segundo texto.";
echo $texto1;
echo $texto2;
echo '<p>';
?>
Variáveis – Operadores
<?php
/*As variáveis do tipo matriz ou array permitem o
armazenamento de
diversos elementos
referenciados por uma mesma referência*/
$frutas = array(
1 => "Laranja",
2 => "Maçã",
3 => "Uva");
echo "<li> $frutas[1]<br>";
echo "<li> $frutas[2]<br>";
echo "<li> $frutas[3]<br>";
?>
Variáveis – Operadores
Constantes.
Constantes são identificadores para valores simples. O seu
conteúdo não muda durante a execução do código. Elas são
criadas com a função define e, por convenção, são escritas
com letras maiúsculas e não usam o cifrão no início.
<?php
define("CONSTANTE", "Alô mundo.");
echo CONSTANTE;
?>
Variáveis – Operadores
Operadores.
São usados para efetuarem operações sobre as
variáveis e constantes. Os operadores do PHP são:
+ soma
- subtração
* multiplicação
/ divisão
^ exponenciação
% módulo, resto da divisão
++ acrescenta um a uma variável
-- subtrai um de uma variável
+= soma um valor a uma variável e lhe atribui o resultado
Variáveis – Operadores
Operadores.
<?php
$x = 2;
echo($x + 2);
echo "<br>";
$x = 2;
echo(5 - $x);
echo "<br>";
$x = 4;
echo($x * 5);
echo "<br>";
$x = 15;
echo($x / 5);
echo "<br>";
$x = 10;
echo($x % 8);
echo "<br>";
$x = 5;
$x++;
echo($x);
echo "<br>";
$x = 5;
$x--;
echo($x);
echo "<br>";
$x = 8;
echo($x);
echo "<br>";
$x = 8;
$x = $x + 10;
echo($x);
echo "<br>";
$x = 8;
$x += 10;
echo($x);
?>
Variáveis – Operadores
Operadores.
Há também os operadores de comparação. Uma comparação sempre
gera um dos dois valores possíveis: vazio, que corresponde a falso, e
1, que corresponde a verdadeiro.
= = é igual a
! = não é igual a
> é maior que
< é menor que
>= é maior ou igual a
<= é menor ou igual a
Variáveis – Operadores
Operadores.
<?php
$x = 5;
$resultado = ($x == 8);
if($resultado == 1)
{
echo "verdadeiro";
}
else
<?php
{
$x = 5;
echo "falso";
$resultado = ($x != 8);
}
if($resultado == 1)
echo "<br>";
{
?>
echo "verdadeiro";
}
else
{
echo "falso";
}
echo "<br>";
?>
<?php
$x = 5;
$resultado = ($x > 8);
if($resultado == 1)
{
echo "verdadeiro";
}
else
{
echo "falso";
}
echo "<br>";
?>
<?php
$x = 5;
$resultado = ($x > 8);
if($resultado == 1)
{
echo "verdadeiro";
}
else
{
echo "falso";
}
echo "<br>";
?>
<?php
$x = 5;
$resultado = ($x >= 8);
if($resultado == 1)
{
echo "verdadeiro";
}
else
{
echo "falso";
}
echo "<br>";
$x = 5;
$resultado = ($x <= 8);
if($resultado == 1)
{
echo "verdadeiro";
}
else
{
echo "falso";
}
?>
Estruturas de Controle
No PHP, as estruturas de controle são formadas por
declarações condicionais e de looping:
if – executa uma ação se uma condição for atendida. O bloco
de comandos a ser executado deve ser escrito entre chaves;
else – pode-se colocar um conjunto de comandos alternativos
caso o teste do if seja negativo. A declaração else deve vir
logo após o bloco de código relacionado ao. O comando if
também pode ser usado após a declaração else.
<body>
<?php
$x = 20;
if ($x > 10)
{
echo("O valor da variável é maior que 10.");
}
?>
</body>
Estruturas de Controle
Outro exemplo usando If e else
<?php
$cor = "branco";
if ($cor == "vermelho")
{
echo("A variável contém o valor 'vermelho'.");
}
else if ($cor == "azul")
{
echo("A variável contém o valor 'azul'.");
}
else if ($cor == "amarelo")
{
echo("A variável contém o valor 'amarelo'.");
}
else
{
echo("O valor da variável não foi identificado.");
}
?>
Estruturas de Controle
switch / case
Forma de testar uma dentre várias possibilidades. A declaração default executa
caso nenhuma das opções for verdadeira. A declaração break faz com que o
restante do código não seja executado caso o teste seja verdadeiro.
<?php
$d = getdate();
switch ($d['wday'])
{
case 5:
echo("Sexta-feira");
break;
case 6:
echo("Sábado");
break;
case 0:
echo("Domingo");
break;
default:
echo("Outro dia da semana");
}
?>
Estruturas de Controle
For
Estrutura de looping que executa um bloco de código quantas vezes for indicado
em uma variável. Deve-se definir a variável que será testada no looping, uma
condição de teste e o incremento (ou decremento) da variável de controle.
<?php
for ($i = 1; $i < 10; $i++)
{
echo("Linha $i <br>");
}
?>
Estruturas de Controle
While
Estrutura de looping que não necessita de um número determinado de
iterações. Ele é executado enquanto uma condição for verdadeira.
<?php
$i = 1;
while ($i < 10000)
{
echo($i);
$i *= 2;
echo(" vezes 2 é igual a $i <br>");
}
?>
Matrizes
Matrizes são variáveis que armazenam mais de um valor simultaneamente.
Uma matriz no PHP é atualmente um mapa ordenado. Um mapa é um tipo
que relaciona valores para chaves. Este tipo é otimizado de várias
maneiras, então você pode usá-lo como um array real, ou uma lista (vetor),
hashtable (que é uma implementação de mapa), dicionário, coleção, pilha,
fila, etc. As referências aos elementos da matriz podem ser declaradas como
valores numéricos ou strings.
<?php
$colaboradores = array(0 => "Marcos",
1 => "Eduardo",
2 => "Maria",
3 => "Sérgio",
4 => "Rosangela");
echo "<b>Colaboradores</b>";
echo "<ul>";
echo "<li>" . $colaboradores[0];
echo "<li>" . $colaboradores[1];
echo "<li>" . $colaboradores[3];
echo "<li>" . $colaboradores[2];
echo "<li>" . $colaboradores[4];
echo "</ul>";
?>
Parametros
O uso de parâmetros facilita a programação porque permite a passagem de dados
entre o browser e o script ou entre scripts. A passagem de parâmetros entre o
browser e o script é feita dentro da URL, por exemplo, e é manipulada pela
função $_GET. No exemplo a seguir, cada um dos links envia um valor diferente
para a página que é aberta parametros.php. Para enviar um parâmetro, a
sintaxe inclui um sinal de interrogação, o nome da variável, um sinal de igual e o
valor da variável.
<body>
<?php
if (isset($_GET["valor"]))
{
$valor = $_GET["valor"];
echo "Você clicou no valor $valor <p>";
}
else
{
echo "Clique em um dos valores:<p>";
}
?>
<a href="parametros.php?valor=1">Valor01</a><br>
<a href="parametros.php?valor=2">Valor02</a><br>
<a href="parametros.php?valor=3">Valor03</a><br>
<a href="parametros.php?valor=4">Valor04</a><br>
<a href="parametros.php?valor=5">Valor05</a><br>
</body>
Parametros
Formulários
Os valores enviados através de um formulário podem ser
recuperados pela variável predefinida $_POST. Através dela é
possível obter os dados que foram enviados através do método POST
do HTML, bastando indicar o nome do campo do formulário. No
comando action do formulário, deve-se indicar a página PHP que irá
receber os valores. O mesmo documento pode conter o código e o
formulário.
Formulários
</body>
<?php
if (isset($_POST["pnome"]) && isset($_POST["snome"]))
{
$pnome = $_POST["pnome"];
$snome = $_POST["snome"];
echo "Olá $pnome $snome.<p>";
}
else
{
echo "Digite o seu nome.<p>";
}
?>
<form method="post" action="formulario.php">
Nome: <input type="text" name="pnome">
<br>
Sobrenome: <input type="text" name="snome">
<br><br>
<input type="submit" value="Enviar">
</form>
</body>
Exercícios de Fixação
Escreva um programa em PHP para mostrar os números pares de
200 a 300.
Escreva um programa em PHP para receber o nome de um estado do
Brasil em um formulário e exibir sua capital.
Efetue um algoritmo PHP que receba um valor digitado pelo usuário
e imprima o texto "o valor é maior que 10" caso isso seja verdade,
senão imprima "o valor é menor que 10".
Efetue um algorítmo PHP que receba um valor digitado pelo usuário
e verifique se esse
valor é positivo, negativo ou igual a zero. Imprima na tela: "Valor
Positivo", "Valor Negativo",
"Igual a Zero"
Efetue um algorítmo PHP que receba os valores A, B e imprima-os
em ordem crescente em relação aos seus valores. Exemplo, para A=5,
B=4. Você deve imprimir na tela: "4 5".
Exercícios de Fixação
Efetue um algorítmo PHP que receba os valores A, B, C e D. Efetue a
soma entre A e C, a multiplicação entre B e D e verifique se o
resultado da soma é maior, menor ou igual ao da multiplicação.
Imprima: "A+C é maior que B+D", "A+C é menor que B+D", "A+C é
igual a B+D".
Efetue um algorítmo PHP que receba quatro notas de um aluno,
calcule e imprima a média aritmética das notas e a mensagem de
aprovado para média superior ou igual a 7.0 ou a mensagem de
reprovado para média inferior a 7.0.
Efetue um algoritmo PHP que calcule e imprima o salário reajustado
de um funcionário de acordo com a seguinte regra:
• salários até 300, reajuste de 50%
• salários maiores que 300, reajuste de 30%.
Efetue um algoritmo em PHP que receba um valor qualquer e
imprima os valores de 0 até o valor recebido, exemplo:
• Valor recebido = 9
• Impressão do programa – 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
Fly UP