...

25 anos - Memorial da América Latina

by user

on
Category: Documents
1

views

Report

Comments

Transcript

25 anos - Memorial da América Latina
2014
MARÇO
ANIVERSÁRIO
DO MEMORIAL
EXPOSIÇÃO
PROGRAME-SE
MEMORIAL 25 ANOS
terça a domingo, 9h às 18h
22 de março a 21 de abril
Galeria Marta Traba
Grátis
“ O Memorial é isso:uma presença física
da latino-americanidade...”
Darcy Ribeiro
“ Penso no escuro e reflito no sol...”
Oscar Niemeyer
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664
Metrô Barra Funda - São Paulo - SP - Tel.: (11) 3823-4600
SECRETARIA DE
ESTADO DA CULTURA
Div. Criação: Design Sergio Kodama
Fundação Memorial da América Latina
Elba Ramalho abre os shows gratuitos, dia 16,
domingo, 18h; Filipe Catto na segunda, e
Marcelo Jeneci na terça, na Praça do Memorial
Editorial
DIA A DIA NO MEMORIAL
Memorial da América Latina faz 25 anos
M
Viva a arte latino-americana!
Dias 1 a 8 – Mostra Círia WINDOWS
arço é mês de festa no Memorial. No dia dezoito comemoramos 25
anos de vida. Uma existência voltada ao diálogo cultural com nossos
vizinhos latino-americanos e à promoção da arte e do conhecimento.
Em 2013, organizamos atividades de lazer e cultura ao ar livre que caíram no
agrado do público. Elas voltam agora mais organizadas e com o nome de Feira
de Cultura Popular Latino-Americana. A retomada dessas e novas ações, é também uma oportunidade para agradecermos a solidariedade que o Memorial vem
recebendo do povo de São Paulo.
Para festejar nosso aniversário programamos uma trilogia de shows na praça do
Memorial. Não é sempre que se pode assistir de graça e na sequência três espetáculos com grandes nomes da canção brasileira. A festa começa no domingo, 16
de março. Neste dia vamos nos deixar contagiar pela energia da consagrada Elba
Ramalho. Na segunda, 17, será a vez do jovem gaúcho Filipe Catto, que desponta
na MPB. Por fim, Marcelo Jeneci fecha as comemorações na terça, 18 de março,
data em que o Memorial foi fundado, isso lá em 1989.
Para relembrarmos um pouco da nossa trajetória, convidamos a Diretora de Arte,
videomaker e fotógrafa Maureen Bisilliat para montar uma exposição retrospectiva
do Memorial. Ninguém melhor do que ela para ser curadora ao lado de Adriana
Beretta, que trabalha no Memorial desde a sua fundação. Além de artista sensível,
Maureen é uma das fundadoras do Memorial e até recentemente trabalhava com
a gente todos os dias. Ela é a memória viva do que somos e inspiração do que
queremos ser. Vida longa à Maureen e ao Memorial.
Dia 6 – Cineclube – O Invasor – sessão Nostra América
Dia 13 – Cineclube – Contra Todos – sessão Nostra América
Dia 15 – Coala Festival 2014
Dia 16 – Show de Elba Ramalho
Dia 17 – Filipe Catto
Dia 18 – Marcelo Jeneci e exposição Memorial 25 anos
Dia 20 – Cineclube – Os Inquilinos – os incomodados que se mudem – sessão Nostra América
Dia 21 – Exposição Memorial 25 anos, Galeria Marta
Traba
Dia 22 – Inauguração do Espaço de Convivência do Cineclube Latino-Americano
Dia 22 – Feira de Cultura Popular Latino-Americana
Dia 26 – Cineclube – A Falecida – sessão Cinema e Ditadura
Dia 27 – Cineclube – Onde São Paulo Acaba – sessão Nostra América
João Batista de Andrade
Fundação Memorial da América Latina
Diretor - Presidente
João Batista de Andrade
Chefe de Gabinete
Irineu Ferraz
Diretora do Centro Brasileiro de
Estudos da América Latina - CBEAL
Marilia Franco
Diretor de Atividades Culturais
Felipe Macedo
Diretor Administrativo Financeiro
Sérgio Jacomini
Assessor Especial da Presidência
Luis Avelima
DIAS / MARÇO
Presidente do Memorial da América Latina
Dia 28 – Cineclube – Carlitos Repórter – sessão Cinema e Ditadura
Sarau no Memorial
Dia 29 – Feira de Cultura Popular Latino-Americana
Cineclube - O desafio – sessão Cinema e Ditadura
Dia 30 – Cineclubinho – Curtas do “primeiro cinema”
Até 8 de março
Mostra
Ciria WINDOWS
O artista plástico anglo-espanhol Jose Manuel
Ciria expõe suas pinturas
e colagens expressionistas. Participe das oficinas
gratuitas: “Câmera humana”,
“Interação e colagem”, “Espelho-autorretrato” e “Selfie”.
Informações 3823.4671 Galeria Marta Traba.
[email protected]
Terça a domingo, 9h às 18h.
Grátis.
15 de março, sábado, a partir das 14h
Coala Festival 2014
Criolo, Tom Zé, O Terno, 5 a Seco, Trupe Chá de Boldo,
Charlie e Os Marretas e Shaka. Local dos shows: Praça
do Memorial. Ingresso: R$ 80,00 e 40,00 (meia-entrada ou
doando 1 kg de alimento ou um livro). Antecipado:
http://www.totalacesso.com/evento/Coala_Festival_2014
Memorial
25 anos
Na semana de seu aniversário,
o Memorial oferece à
população três grandes shows,
todos de graça e ao ar livre, e
uma exposição retrospectiva.
16 de março, domingo, 18h
Elba Ramalho
A cantora e atriz paraibana
Elba Ramalho lançou
seu primeiro disco em
1979. Desde então
empolga multidões
com sua voz vibrante
e energia inesgotável.
Foi premiada com o
Grammy Latino em
2007 e 2009. Praça
Cívica. Grátis.
18 de março, terça, 18h
Marcelo Jeneci
Paulistano da Zona Leste,
Marcelo Jeneci começou
tocando piano e sanfona na
banda de Chico Cesar. Em
2010 lançou seu primeiro
álbum, “Feito Prá Acabar”.
A partir daí se consolidou no
primeiro time da MPB.
Praça Cívica. Grátis.
17 de março, segunda, 18h
Filipe Catto
Timbre raro e afinado de contratenor, a voz extensa do cantor
gaúcho Filipe Catto pode atingir graves de barítono ou baixo, o que lhe permite repertório versátil. Ele estourou depois
de emplacar a música “Saga” na novela “Cordel Encantado”.
Praça Cívica. Grátis.
Galeria Marta Traba
21 de março a 21 de abril
Exposição Memorial 25 anos
Em fotos, vídeos, textos e interatividade, uma trajetória afetiva do Memorial em seu primeiro quarto de século. Depoimentos de anônimos e de Niemeyer, Darcy Ribeiro, Quércia,
Poty, Carybé, Jorge Amado, Eduardo Galeano, Fernando
Morais, Fábio Magalhães, Eric Nepomuceno, entre outros,
pessoas que se envolveram com o Memorial na sua origem.
Você também pode deixar seu depoimento na exposição.
“Um recorte no que o tempo guardou daquilo que a gente
fez”, resume Maureen Bisilliat, curadora desta mostra comemorativa do nosso aniversário, ao lado de Adriana Beretta.
Galeria Marta Traba. Terça a domingo, das 9h às 18h. Abertura: 21 de março, sexta-feira, 19h. Grátis.
SÁBADO
A PRAÇA DO MEMORIAL VOLTA A SER UMA FESTA!
Copa do Mundo é tema de oficina e Campeonato de Pipas, 17h, Praça do Memorial
22 de março, sábado, 11h às 22h
Feira de Cultura Popular Latino-Americana
Brinquedos infláveis, barracas de alimentação, sucos,
sorvete, artesanato latino, livros, CDs, DVDs. Animadores
culturais brincam com as crianças de amarelinha, corda,
peão, peteca, fazem esculturas de balão. E as seguintes
atrações, todas gratuitas, na Praça do Memorial:
11h - Palhaço Gelatina
12h -Show de circo
Abertura musical, mágicas cômicas, ventriloquia e gincana.
13h – Contos de todos os cantos
“O Conto de João”, “As Doze Janelas Mágicas”, “A Origem da Noite”
e “Pesadelo Fast Food” são histórias baseadas em contos infantis narradas pela Cia. Atos.
SÁBADO
29 de março, sábado, 11h às 17h
Carlitos faz 100 anos. Homenagem de Paulo Pasttella, 16h, Praça do Memorial
Feira de Cultura Popular
Latino-Americana
Pia Fraus
Sábado na Praça do Memorial:
14h - Milena Castro
Intérprete de MPB e compositora. De Rancharia
-SP para o mundo.
15h – Cantarolando
A magia da música brasileira pelo cantor e compositor Toninho Nascimento. Além de modas de viola tradicionais, de seu violão saem compo-
sições imortais de Cartola, Lupicínio Rodrigues, Noel Rosa, Pixinguinha, Nelson Cavaquinho, Adoniran Barbosa e Mário Zan.
14h - Uma janela para o mundo.
Teatro de ator e boneco baseado em textos de Tatiana Belinky. Intérprete: Viviane Victtorin.
16h - Carlitos 100 anos
Homenagem a Charles Chaplin, interpretado por Paulo Pasttella.
15h - Banda da Alegria
Músicos veteranos de antigas bandinhas de circo se reúnem para comandar a festa.
17h - Oficina de pipas iluminadas
Pela primeira vez, a equipe Sílvio Voce oferece uma oficina gratuita de pipas iluminadas com a tecnologia LED.
16h - Banda Cucamonga.
O palhaço Gelatina ataca de banjo, à frente de uma banda de jazz tradicional (ou quase). Circo, música e alegria. Canções folclóricas e populares brasileiras com arranjos adaptados para dixieland (subgênero do jazz).
18h - Campeonato de pipas noturno
Tema: Copa do Mundo. Equipe Sílvio Voce.
11h - Palhaço Gelatina:
Abertura musical, mágicas cômicas,
ventriloquia e gincana.
13h - Bichos do Brasil:
Show de música e bonecos infláveis da Cia. Pia Fraus
Primeiro filme de Fernanda Montenegro em “A Falecida”, Leon Hirszman, quarta-feira, 20h
Novidades
Este ano o Cineclube Latino-Americano entra em nova fase,
multiplicando suas atividades, com muitas novidades. A partir de março serão 5 sessões semanais, cada uma com identidade própria. Além disso, inauguramos no dia 22 às 18h,
o Espaço de Convivência, uma área confortável para reunir
amigos antes e depois das sessões e onde serão promovidos eventos do cineclube.
Sessão Cinema e Ditadura: 50 anos do Golpe
O período autoritário foi também um tempo inigualável na
cultura e nas artes em nosso País. O ciclo de filmes que
apresentaremos está organizado em dois eixos: um mais
claramente político, institucional, que serão exibidos aos sábados, às 17h, seguidos de debate com o público; o outro,
voltado para os reflexos nos costumes, nos comportamentos, até na própria evolução do cinema, terá suas sessões às
quartas-feiras, às 20h. O ciclo inclui apenas filmes produzidos no próprio período da ditadura.
26 de março, quarta, 20h
A Falecida (1965), de Leon Hirszman. Baseado na obra
homônima de Nelson Rodrigues. Roteiro de Leon Hirszman e
Eduardo Coutinho. Primeiro filme de Fernanda Montenegro.
29 de março, sábado, 17h
O Desafio (1965), de Paulo César Saraceni. Roteiro de
Nelson Xavier. Por tratar do romance entre a mulher de
um rico industrial, Ada, e Marcelo (interpretado por Vianinha), um estudante de esquerda, foi entendido como
apologia do amor entre as classes. Passou pela censura
do regime militar.
em que Chaplin fez a personagem pela primeira vez, mas o
segundo visto pelo público; “Carlitos e o relógio” (Twenty minutes of love), um dos primeiros filmes dirigidos por Chaplin,
e “Pintor apaixonado” (The face on the barroom floor), mais
um escrito e dirigido por Chaplin.
Sessão Cineclubinho
“Carlitos repórter”, estreia de Charles Chaplin no cinema, em fevereiro de 1914
Sessão Cinema Mudo
Num cineclube o cinema não é um produto perecível. O “cinema mudo”, além de um enorme número de obras primas,
é uma fonte de conhecimento muitas vezes desprezada da
História, dos costumes e do próprio cinema. A sessão vai
reproduzir um pouco o clima dessa época – e também o contraponto com a atualidade. Começamos com homenagem
ao centenário de Carlitos, o personagem que Charlie Chaplin
criou em janeiro de 1914 que chegou aos cinemas no mês
seguinte. Os curtas pouco conhecidos, todos de 1914, terão
acompanhamento musical ao vivo de Pablo Mendoza, músico e membro do cineclube.
Dia 28 de março, 20h
Carlitos repórter (Making a living) é estreia de Charles
Chaplin no cinema, mas a personagem ainda não é Carlitos; “Corridas de automóveis para meninos” (Kid Auto Races
at Venice) foi o primeiro filme lançado com a personagem;
“Carlitos no hotel” (Mabel’s strange predicament) é o filme
No finzinho do mês, o cineclube abre sua filial para o público
infantil, familiares e simpatizantes. Além dos filmes, várias
outras atividades: histórias, brincadeiras, oficinas. Vamos
mostrar o que é o cinema, como surgiu e como é feito. Para
isso, o cineclube vira um teatro de variedades – como nos
primeiros tempos do cinema – e os filmes vão aparecer entre
outros números, musicais, cômicos, teatrais, e com oficinas
para mostrar como se reproduz o movimento e como os filmes eram coloridos à mão, etc.
“Ficheiro”, Segundo de Chomón
Dia 30, domingo, 11h - Na primeira sessão, no último
domingo deste mês, os filmes incluirão as primeiras imagens
de Thomas Edison, dos irmãos Lumière, dos mágicos dos
truques Meliès e Segundo de Chomón, da primeira “realizadora”, Alice Guy, de Edwyn Porter, entre outros, do período
chamado de “primeiro cinema”.
Sessão Nuestra América
O Grupo de Estudos de Cinema Latino-Americano da Unifesp, integrado ao Cineclube, apresenta ciclos construídos
sobre temas estudados por seus membros. As sessões são
seguidas de debates e também terão a participação de professores das escolas do entorno do Memorial. O primeiro
tema é Violência urbana no cinema contemporâneo: o
caso de São Paulo, com a curadoria e coordenação de
Marilia-Marie Goulart.
6 de março, quinta, 19h
O Invasor (2001), de Beto Brant,
97’. Baseado no romance de Marçal
Aquino. Após realizar seu trabalho,
Anísio, peculiar matador de aluguel,
continua atrás dos empresários que
encomendaram o assassinato do sócio. O choque de classes oferecido
por esse encontro entre díspares faz
com que a violência abrace diferentes
classes e se espalhe ao longo da cidade, que é exibida em sua feiura e
abjeção.
Marco Ricca é “O Invasor”,
de Beto Brant
13 de março, quinta, 19h
Contra Todos (2004), de Roberto Moreira, 95’. Teodoro,
Soninha e Cláudia vivem uma relação familiar bastante visceral. O pai, matador de aluguel, busca a redenção ao lado
da amante crente. Ele agride a mulher e a filha adolescente,
porque esta se recusa a rezar na mesa. Apesar de todas
as asperezas, certa estabilidade familiar é mantida até que
o assassinato do amante de Cláudia
venha intensificar a desarmonia.
20 de março, quinta, 19h
Os Inquilinos – os incomodados que se mudem (2009),
de Sergio Bianchi. Após a chegada de misteriosos vizinhos, Valter e
sua família veem sua rotina alterada.
Muito se especula
sobre a origem dos
três jovens que vêm
adensar o espectro
da violência que (como boato, noticiário ou
fato vivido) ronda o dia a dia dos moradores.
27 de março, quinta, 19h
Onde São Paulo acaba (1995), de An-
drea Seligmann. Entre o futebol, a música,
drogas e a violência, um dia na vida de
jovens moradores da periferia na zona sul de
São Paulo.
Taxa única de manutenção de R$ 5,00. Lotação: 70 lugares. Local: Pavilhão da Criatividade Darcy Ribeiro
Info: [email protected]
www.memorial.org.br
CURSOS • OFICINAS • PALESTRAS / GALERIA MARTA TRABA
Espaço AteliÊ da
Galeria Marta Traba
Série de atividades reinaugura o
Espaço Ateliê no ano em que o
Memorial completa 25 anos de
existência e 16 anos da Galeria
Marta Traba.
• Para esta reinauguração programamos uma série de
atividades que discutem o papel do Memorial e em
especial da Galeria Marta Traba para a comunidade
artística e da população em geral que frequenta o
espaço.
• Queremos que a população, os estudantes, em
especial os de arte e artistas, se apropriem do
espaço de nossa galeria de arte.
• Residência Artística no Memorial - No mês de março
receberemos a artista venezuelana Natália Rondon,
professora da Universidad Centroccidental Lisandro
Alvarado - UCLA , Venezuela, para atelier aberto ao
público.
25 de março, das 15h às 18h
Encontro de Gravadores
Debate, ateliê aberto e exposição de gabinete
O gravador e mestre José Guyer Salles coordena um
encontro de gravadores reinaugurando o espaço Ateliê da
Galeria Marta Traba no ano de 2014. Para à tarde do en-
contro, Guyer convidará
gravadores renomados
para uma troca de ideias
e experiências, com o
objetivo de discutir o
papel das Instituições
Culturais e dos ateliês
coletivos na produção de
gravura e em especial
qual o papel ou o que
esperam os gravadores
do Espaço Ateliê do
Memorial.
Na mesma tarde, será
lançado o projeto do
álbum de gravuras
Memorial 25 Anos, a ser
realizado a partir de 1º
de abril, com vinte e cinco artistas convidados,
em sistema de ateliê aberto ao público.
• Encontro de Gravadores, com exposição de
gabinete:
• Encontro: 25 de março, das 15h às 18h.
• Exposição de Gabinete no Espaço Ateliê da
Galeria até dia 21 de abril
• Criação e produção do Álbum de Gravuras:
Memorial 25 anos
• A partir de abril às terças-feiras das 10 às 16h.
Dia 26 de março
das 10 às 16h
Laboratório de
Impressão 3D
Debate e Oficina
Apresentação da maquete 3D do Memorial realizada pela Galeria Marta Traba e
pelos artistas Lucas Schlosinski e Lilian Fontenla em parceria
com a FAU-USP
28 de março, sexta, 20h
Sarau do Memorial
Artistas e público interagem em um clima de happy hour. Poetas, músicos, dançarinos e rappers. Participam saraus consagrados como Café Filosófico, Balada Literária (Marcelino Freire), Sarau Suburbano, Sarau Bodega do Brasil etc. Confira
os convidados deste mês no site www.memorial.org.br. Grátis.
Dia 26 de março das 10 às 16h
Debate e Oficina de impressão 3D
Com Lucas Schlosinski e Lilian Fontenla. Convidado Prof.
Dr. Paulo Fonseca FAbLAb SP – FAU USP. Coordenação
Ângela Barbour.
Dias 20 e 27 de março, das 10h às 16h
Maratona de Aquarela - Oficina
A artista Altina Felício e seus convidados discorrerão sobre
a história da aquarela, explorando os diferentes recursos do
uso desta técnica.
• O objetivo de maratona
é que cada participante
busque e encontre a
intimidade que a aquarela requer e produza
trabalhos que serão discutidos com os artistas
convidados.
Maratona de Aquarela. Dias 20
e 27 de março das 10 às 16h.
Expediente da Fundação Memorial da América Latina:
Comunicação Social: Marilia Balbi | Sergio Kodama | Daniel Pereira
| Eduardo Rascov | Myrian Christofani | Lautaro Abâ | Marcelo Savi |
Daniela Ribeiro | Danielle Andrade | Andressa dos Santos | Nicole de
Lima | Maurício Rahal | Larissa Melo | Jéssica Bertucchi.
Departamento de Atividades Culturais: Juçara Carbonaro Guerreiro | Dora Gussi | Pedro Arsenian | Angela Barbour | Adriana Beretta | Mayra Rizzo | Dolores Stinghen | Ananias Barbosa Neto | Antonio
Pedro O. Caíres | José Izidoro da Silva | César Rodrigues Rocha |
Djalma Alves Feitosa | Marcos Henrique Rosa | Valquíria de Souza |
Viviane Viúde | Carlos Dourado | Felipe Cervi | Flávio Ferreira | Luis
Augusto Cardoso | Fernanda Siqueira Andrade.
Monitoria: Juliana Campos, Débora Silva, Rodrigo de Souza, Stephani Neves, Sofia Gonçalez, André B e Souza, Carolina Faia de
Souza, Renata Broder, Gabriele de Oliveira.
CBEAL - Centro de Estudos da América Latina: Eduardo Farsetti
| Lais Camile Camargo Barbosa | Fernando Gamba | Myriam Christofani | Aparecida da Graça Guimarães | Marina G. Pestana | Dejane
de Moura | Margarida Maria Fernandes | Carlos Alexandre Campos.
Fly UP