...

Ficha Técnica - Cimpor Cimentos de Portugal

by user

on
Category: Documents
3

views

Report

Comments

Transcript

Ficha Técnica - Cimpor Cimentos de Portugal
\ Ficha Técnica
AE
ARGAMASSA DE ENCASQUE
1 \ APRESENTAÇÃO
O produto AE é uma argamassa seca hidrofugada, bastando
misturar-lhe água para poder ser utilizada. É uma argamassa
composta por cal hidráulica, cimento, agregados seleccionados e
adjuvantes químicos, sendo estes componentes doseados e
misturados na nossa fábrica, sob um rigoroso controlo de
qualidade.
precisão a água de amassadura, com a menor quantidade de água
que permita uma boa trabalhabilidade.
O AE é aplicado da mesma maneira que as argamassas
tradicionais feitas em obra, sendo, no entanto, necessário ter
atenção que o aperto deve ser feito de forma cuidadosa e
completa.
Uma vez misturada a argamassa deve ser aplicada antes de
decorrer 1 hora.
2 \ CAMPO DE APLICAÇÃO
7\ REGRAS DE UTILIZAÇÃO
O AE é apropriado para efectuar o enchimento (reboco de base) de
paredes antigas de pedra e tijolo, em trabalhos de renovação e
restauro. Pode também ser utilizada para enchimento de paredes
originalmente feitas com outros materiais, como saibro ou taipa.
Pode ser aplicada quer em interiores quer em exteriores.
Para mais detalhes consulte o nosso Guia: “Reabilitação de
paredes antigas de alvenaria de pedra, tijolo, areias e cal”.
3 \ APRESENTAÇÃO
O AE encontra-se disponível a granel, em silos de até 35
Toneladas, e em paletes de 56 sacos de 25 kg.
4 \ ARMAZENAGEM
O AE deve ser mantido no seu saco original e intacto até ao
momento da utilização. O saco deve ser armazenado ao abrigo do
calor e da humidade. Este produto tem um prazo de validade de
um ano sobre a data de fabrico, se mantido na embalagem original
fechada e em lugar seco.
5 \ ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Massa volúmica (pó)
Consistência (espalhamento)
Tempo aberto
Massa volúmica (pasta)
R. Compressão (28 dias)
1500 ± 200 kg/m3
160 ± 5 mm
60 min
1850 ± 200 kg/m3
≥ 8 N/mm2
Adesão sobre betão (28 dias)
≥ 0,1 N/mm2 – FP:B
≤ 0,40 kg/m2min0.5
μ ≤ 15
0,5 W/mK
Capilaridade (28 dias)
Permeabilidade ao vapor de água
Condutividade Térmica (10,dry)
Rendimento
(V.M.Tabelado; P=50%)
15 ± 1 kg/m2cm de
espessura
Estes resultados correspondem aos valores médios obtidos em ensaios laboratoriais de
acordo com a Norma EN 998-1:2010, em condições controladas.
NUNCA ADICIONAR QUAISQUER OUTROS PRODUTOS
AO AE.
7.1 \ Água de amassadura
A água utilizada deve estar isenta de quaisquer impurezas,
devendo ser utilizada água da rede pública.
Caso a água disponível não tenha a pressão necessária (3 bar), ou
se apresente com um caudal inconstante a água deve ser fornecida
a partir de um reservatório (p.ex: barril ou bidão) e não
directamente a partir da rede, de modo a garantir um caudal
constante de água.
Nunca adicionar mais água ao AE após terminar a amassadura
inicial.
7.2 \ Exposição ao clima
O AE não deve ser aplicado com temperaturas extremas (abaixo
de 5ºC ou acima de 30ºC).
Não deve ser aplicado em superfícies geladas e devem ser
evitados ventos fortes e exposição ao sol Intenso.
É aconselhável regar o reboco 24 horas após a aplicação, devendo
esta rega ser repetida às 48 horas e às 72 horas. Em climas
particularmente quentes e/ou secos a rega do reboco deve ser
prolongada até 3-5 dias após aplicação
7.3 \ Espessuras de aplicação
O reboco não deve exceder os 2 cm de espessura por camada,
sendo que cada camada deve ter espessuras semelhantes entre si.
Duas camadas sucessivas de reboco devem ser aplicadas com um
intervalo máximo de 24 horas, devendo só garantir que a camada
inferior já tenha terminado a presa.
Se o encasque se destinar a servir de acabamento, então
recomenda-se o uso de uma rede de fibra de vidro, com abertura
entre 10 mm e 14 mm, entre demãos, a metade da espessura da
última camada.
7.4 \ Zonas de junção entre suportes
6 \ PREPARAÇÃO E APLICAÇÃO
6.1 \ Preparação dos suportes



Embora
se
deva
evitar
“escavar”
as
juntas
desnecessariamente, deve ser retirado todo o material que,
nas juntas entre as pedras ou tijolos se apresente deteriorado.
Caso, no decurso desta operação, se soltem pedras, ou
tijolos, estes devem ser guardados para voltarem a ser
montados na parede.
Uma vez obtido o suporte que vai servir de base à aplicação
do material de Restauro, garantir que este se encontra limpo,
isento de poeiras, e escovado.
Molhar convenientemente o suporte, de modo a este não estar
nem demasiado seco nem demasiado húmido;
6.2 \ Aplicação manual
A aplicação do reboco numa parede deve ser terminada no mesmo
dia em que é iniciada.
A amassadura é feita utilizando aproximadamente 4 litros de água
por cada saco de 25 kg, ou no caso de misturadoras automáticas
de sem-fim, em que não há a possibilidade de controlar com tanta
Cinzenta, Classe GP CSIV W1 – EN 998-1:2010
Edição 9 de 7 de Março de 2014 \ Página 1 de 2
Nas zonas de junção de diferentes suportes, é necessária a
utilização de rede de fibra de vidro, de malha de abertura entre 10
mm e 14 mm, ao longo de toda a junção. Esta rede deve estar a
meio da espessura total do reboco, devendo a rede ser colocada
sobre o reboco ainda fresco de forma uniforme
7.5 \ Cantos e áreas sujeitas a desgaste mecânico
Nos cantos também é aconselhável a utilização de rede, que deve
ser utilizada da forma descrita em 7.4/. Recomenda-se, também a
utilização de baguettes ou perfis, nas esquinas vivas e nos cantos
do reboco.
7.6 \ Revestimentos finais sobre o encasque
A Argamassa de Encasque pode servir, por si só, como
acabamento, caso o pretendido seja um acabamento tipo areado
grosso. Caso se pretenda outro tipo de acabamento a Argamassa
de Encasque pode ser acabada com qualquer uma das
argamassas de reboco CIARGA, como o AC, ACH ou ACHF.
Nestes casos, a argamassa seleccionada para o acabamento deve
ser aplicada até, no máximo, 24 horas, após a aplicação da
\ Ficha Técnica
AE
ARGAMASSA DE ENCASQUE
Argamassa de Encasque, devendo só garantir que esta já tenha
terminado a presa.
7.7 \ Higiene e Segurança
Devem ser utilizados óculos de protecção, máscara de pó e luvas
ao manusear este produto. No caso de contacto com os olhos,
lavá-los abundantemente com água limpa.
Não ingerir.
Consultar a Ficha de Dados de Segurança de Produto.
8 \ CONTACTOS
CIARGA, Argamassas Secas, S.A.
D.Mercado Sul (Fábrica de Alhandra)
E.N. n.º10, km 18,4, 2600-470 Alhandra
Telefone: 21 951 90 30
Fax: 21 951 18 50
[email protected]
D.Mercado Norte (Fábrica da Maia)
Avenida Américo Duarte, 4425-504 S.Pedro Fins
Telefone: 22 969 87 10
Fax: 22 969 87 29
[email protected]
Distribuição de produto em saco
CIMPOR - Industria de Cimentos, S.A.
Área Comercial/Encomendas
S.Pedro Fins - Ermesinde
Telefone: 22 968 80 00
Fax: 22 967 18 38
[email protected]
A
informação
contida
nesta
ficha
técnica
diz
respeito
à
data
da
sua
edição
podendo
ser
alterada
sem
aviso
prévio.
A nossa responsabilidade é limitada à garantia da qualidade do produto por nós fornecido pelo que declinamos quaisquer responsabilidades que advenham de uma
utilização indevida deste produto.
05
GP CSIV W1
EN 998-1:2010
CIARGA - Argamassas Secas, S.A.
Rua Alexandre Herculano, 35 | 1250-009 LISBOA | PORTUGAL | Tel. (351) 21 8100 | Fax. (351) 21 356 1381
FÁBRICA | E. Nacional N.º 10, Km 18,4 | 2600-470 ALHANDRA | Tel. (351) 21 951 90 30 | Fax (351) 21 951 18 50
FÁBRICA | Av. Américo Duarte | 4425-504 ERMESINDE | Tel. (351) 22 969 87 10 | Fax (351) 22 969 87 29
Cinzenta, Classe GP CSIV W1 – EN 998-1:2010
Edição 9 de 7 de Março de 2014 \ Página 2 de 2
Fly UP