...

Comunicado de Progresso - COP

by user

on
Category: Documents
1

views

Report

Comments

Transcript

Comunicado de Progresso - COP
Relatório Anual 2014
Comunicado de Progresso – COP
Valpasa Indústria de Papel Ltda.
Linha Perotto, Km: 0,5 – nº: 100
Tangará – SC – Brasil
Fone/Fax: (49)3532-7900/3532-7927
2014
2
Relatório Anual 2014
Sumário
CARTA DO PRESIDENTE .......................................................................................................... 3
INFORMAÇÕES SOBRE O RELATÓRIO ............................................................................................ 5
A EMPRESA ........................................................................................................................ 7
UNIDADE INDUSTRIAL ............................................................................................................ 8
PRODUTOS ........................................................................................................................ 12
Setores de Atuação e Produto: ....................................................................................................................................... 13
Principais Produtos: ........................................................................................................................................................ 13
PAPEL ............................................................................................................................. 14
ONDULADO ....................................................................................................................... 15
GRAU DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA ........................................................................................ 16
PRINCIPAIS ASPECTOS ORGANIZACIONAIS / GERENCIAIS .................................................................. 16
DADOS ECONÔMICO-FINANCEIROS ............................................................................................ 19
Quadro Resumo - Principais Informações ....................................................................................................................... 19
Demonstrativo de faturamento ...................................................................................................................................... 19
Número de empregados ................................................................................................................................................. 19
DADOS DA PRODUÇÃO - EM 2014 ............................................................................................ 20
TURNOS DE TRABALHO .......................................................................................................... 20
Gráfico quantitativo - Relação de colaboradores por sexo ............................................................................................. 21
Gráfico quantitativo - Relação de colaboradores por grau de instrução ........................................................................ 21
Tabela de relação de Idade x Sexo .................................................................................................................................. 22
Tabela com os Principais clientes.................................................................................................................................... 22
Tabela com os Principais fornecedores ........................................................................................................................... 23
MERCADO ......................................................................................................................... 23
DESEMPENHO DO SETOR ........................................................................................................ 25
RESULTADOS DE CELULOSE E PAPEL............................................................................................ 26
PARTICIPAÇÃO DO SETOR DE CELULOSE E PAPEL NA BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA ................................... 27
TAXA DE RECUPERAÇÃO DE PAPEIS RECICLÁVEIS ............................................................................ 27
PAUTA DA EXPORTAÇÃO BRASILEIRA EM 2014 ............................................................................... 29
Sazonalização da produção de papel em 2014 ............................................................................................................... 29
Países de destino da exportação de papel ...................................................................................................................... 30
Venda interna de papel................................................................................................................................................... 31
Exportação de papel ....................................................................................................................................................... 31
SANTA CATARINA – Principais Produtores de Papel do Estado. ...................................................................................... 32
DESEMPENHO 2014 – PACTO GLOBAL ........................................................................................ 34
Direitos Humanos. Respeitar e Assegurar....................................................................................................................... 34
Responsabilidade na cadeia de produção ....................................................................................................................... 36
Segurança do Trabalho e Saúde ..................................................................................................................................... 38
CIPA – Comitê Interno de Prevenção de Acidente ........................................................................................................... 39
Brigada de Emergência ................................................................................................................................................... 40
Campanha de Vacinação Contra Gripe ........................................................................................................................... 41
Campanha 12/8 .............................................................................................................................................................. 42
Campanha de Doação de Sangue ................................................................................................................................... 42
Treinamentos .................................................................................................................................................................. 42
DESEMPENHO 2014 - TRABALHO .............................................................................................. 43
Apoiar, eliminar, erradicar, estimular. ............................................................................................................................ 43
Liberdade de Associação................................................................................................................................................. 43
Abolição do Trabalho Infantil e Forçado ......................................................................................................................... 43
DESEMPENHO 2014 - MEIO AMBIENTE ....................................................................................... 44
Assumir, desenvolver, incentivar. ................................................................................................................................... 44
Certificação FSC® Cadeia de custodia – Norma FSC-STD-40-004 (Versão 2-0) PTG ........................................................ 45
Destaque e Reconhecimento .......................................................................................................................................... 45
Projeto Meu Papel .......................................................................................................................................................... 46
Programa de Recuperação de área Degradada. ............................................................................................................. 46
Energia Limpa – THERMOAZUL ...................................................................................................................................... 47
DESEMPENHO 2014 - CORRUPÇÃO ............................................................................................ 55
Combater. ....................................................................................................................................................................... 55
Empresas Brasileirassignatárias do Call to Action (ate´10/12/2014) ............................................................................. 56
CONSIDERAÇÕES FINAIS ........................................................................................................ 58
ANEXO ............................................................................................................................ 59
Política Integrada. .......................................................................................................................................................... 59
3
Relatório Anual 2014
Carta do Presidente
Desde
acreditamos
a
nossa
que
era
fundação,
possível
sempre
ir
além.
Trabalhando com profissionalismo e dedicação,
fomos
ampliando
nossa
participação
no
mercado nacional e diversificando nossa linha
de produtos, com base nos sistemas de gestão
da qualidade e ambiental, bem como na
certificação
de
produtos.
Desta
forma
conseguimos colocar a Valpasa em um patamar
digno das grandes organizações.
Ao longo desses 16 anos, a Valpasa deu uma
grande contribuição para o desenvolvimento
social e econômico da região do vale do rio do
peixe e do estado de Santa Catarina, não
Deoclides Comachio
Diretor Presidente da Valpasa Indústria de
Papel Ltda
somente na geração de empregos e renda, mas
contribuindo
diretamente
na
formação
de
cidadãos.
A Valpasa nasceu com uma missão, a
de fabricar bobinas de papel reciclado, mas foi se percebendo no decorrer das
atividades, que apenas reciclar não bastava e sim de que forma reciclar? Isso de
certa forma estava esquecido por quase todas as indústrias do ramo do papel. Pois
uma coisa é reciclar, a outra é fazer de forma adequada, respeitando os critérios de
qualidade e preservação dos recursos naturais.
Se no passado o objetivo era estruturar e consolidar a empresa, hoje nosso
desafio é mantê-la em sua rota de crescimento, visando a perpetuação no mercado.
A busca de resultados, que é a razão de ser de toda empresa, deve estar
aliada à práticas responsáveis do ponto de vista social e ambiental, de modo que o
crescimento da organização não comprometa a qualidade de vida das gerações
atuais e futuras e signifique também o crescimento de todos os que estão à sua
volta.
Relatório Anual 2014
Seguindo essa linha, a empresa buscou a certificação FSC® (Conselho de
Manejo Florestal Sustentável), que garante que o papel que reciclamos, provem em
sua maioria de fontes de pós consumo e madeira renovável. A biomassa, que
proporciona a geração de energia térmica em nossas caldeiras, também provêm de
florestas renováveis.
Desta forma, fomos lapidando nosso processo, e visualizando a possiblidade
de redução e/ou aproveitamento dos resíduos gerados no processo produtivo. O que
fazer com os resíduos provenientes do processo de reciclagem de papel? Para a
empresa, deixar isso em aterro não resolveria a questão. Precisávamos dar uma
destinação ao resíduo mais adequada, que diminuísse um possível impacto ao meio
ambiente e que ao mesmo tempo, pudéssemos utilizá-lo de outra forma. Com este
pensamento é que a empresa obteve autorização ambiental para a instalação de
uma usina termoelétrica, para o tratamento térmico dos resíduos oriundos da
reciclagem de papel.
Assim que instalada, a usina proporcionara a Valpasa, total independência
energética, e contará com sistemas de monitoramento e controle das emissões
atmosféricas, capazes de reduzir em até 20 vezes o que é emitido hoje através dos
aterros industriais, devido as atividades biológicas ali existentes.
Com foco voltado no planeta e na sustentabilidade, é que a empresa a 6
anos segue as diretrizes do Pacto Global das Nações Unidas. Combatemos
veemente a exploração do trabalho forçado e a exploração sexual infantil nas
estradas. Nossos motoristas, transportadores e colaboradores recebem orientação
permanente para combater esse mal.
A empresa conta com projetos na comunidade, afim de educar de forma
correta, e conscientizar quanto aos benefícios de promover a segregação de
materiais recicláveis em nosso dia a dia, além da prática de otimização na utilização
dos recursos naturais.
Em nosso relatório, você encontrará informações das diversas atividades
realizadas pela empresa. Apesar de sermos considerados no âmbito do papel, como
uma empresa pequena, não deixamos de fazer nossa parte de forma responsável,
sustentável e honesta.
Muito Obrigado e tenham uma leitura prazerosa!
4
Relatório Anual 2014
Informações sobre o Relatório
A Valpasa Indústria de Papel, com base nas diretrizes do Global Reporting
Initiative (GRI) elabora anualmente seu relatório de sustentabilidade.
Com sede localizada em Nova York, Estados Unidos, a rede do Pacto Global
das Nações Unidas, reúne membros representantes de empresas, ONG’s, entidades
do governo e especialistas, com o intuito de definir parâmetros e indicadores de
gestão que serão utilizados na elaboração dos relatórios anuais de sustentabilidade.
Esse modelo de relatório é o mais utilizado por organizações de excelência nos mais
diversos segmentos do mundo.
O relatório de sustentabilidade, com informações do nosso desempenho
econômico, social e ambiental, é anualmente apresentado ao público de interesse.
Esse relatório, contem dados do período entre 1° de janeiro de 2014 a 31 de
dezembro de 2014.
De forma transparente e consistente, as informações aqui apresentadas são
relevantes, e visam apontar o desempenho da organização no aspecto ambiental,
econômico e social. Apresentando o reflexo desse desempenho na região onde está
instalada, buscando sempre aplicar iniciativas que visam o desenvolvimento
sustentável com responsabilidade e consciência.
Com base no direcionamento estratégico da diretoria, após a análise dos
resultados, foi realizada a avalição final do ano de 2014.
Este documento contempla o envolvimentos de vários colaboradores, que
dedicaram-se a apuração das informações necessárias. Por intermédio desse
relatório, comunicados sobre o cumprimento dos 10 Princípios do Pacto Global da
Organização das Nações Unidas (ONU), do qual a empresa Valpasa Indústria de
Papel é signatária desde o ano de 2010.
5
6
Relatório Anual 2014
A Valpasa Indústria de Papel produz e comercializa:
Bobinas de Papel
Miolo e Capa,
Chapas de Papelão
e Folhas de Papel
Micro-ondulado.
Relatório Anual 2014
A Empresa
Idealizada, constituída e empreendida pelo Sr Deoclides Comachio, surge
em 1998 a Valpasa Indústria de Papel Ltda. Localizada no Alto Vale do Rio do
Peixe, possui duas divisões na mesma unidade fabril. A organização produz e
comercializa bobinas de papel miolo e capa, chapas e folhas de papelão e microondulado. Sua capacidade produtiva mensal atual instalada é de 7.500 ton/mês.
Atua com uma carteira de aproximadamente 160 clientes ativos, entre estes
indústrias gráficas, cartonagens, além do mercado calçadista e moveleiro.
O processo produtivo da Valpasa, concilia eficiência econômica com valores
ambientais e sociais. Suas práticas contemplam o compromisso com a conservação
dos recursos naturais: água, ar, solo e biodivesidade através de constantes
monitoramentos.
A organização recuperou uma área no entorno de suas instalações,
realizando plantio de diferentes espécies nativas favorecendo a reprodução e
garantindo o habitat de muitas espécies da fauna local.
O resultado do processo baseado na sustentabilidade foi comprovado
através da obtenção do certificado FSC® (Forest Stewardship Council®), em 2011.
A Organização encerrou o ano de 2014 com 325 colaboradores diretos e
180 colaboradores indiretos. Entre outros imensuráveis colaboradores indiretos,
como catadores de papel e aparistas. Comercializou 54.724 toneladas de Bobinas
de papel miolo e capa e cerca de 33.750 toneladas de papel ondulado (Onda B, C ,
E, F e acoplados), o que resultou no acréscimo de 3,84% e diminuição de -5,47% de
produção e vendas respectivamente em comparação ao ano anterior.
7
Relatório Anual 2014
Unidade Industrial
A Valpasa Indústria de Papel está localizada em uma área de 147.215m²
com 20.768m² de área construída no Distrito Industrial do município de Tangará,
situado no Meio Oeste de Santa Catarina, no chamado Vale do Rio do Peixe.
Malha viária existente na região – Municípios próximos: Videira, Pinheiro Preto, Ibicaré, Joaçaba, Campos Novos e Ibiam.
8
9
Relatório Anual 2014
Distâncias
São Paulo: 765 Km
Curitiba: 330 Km
Porto Alegre: 500 Km
Florianópolis: 400 Km
Joaçaba: 40 Km
Videira: 24 Km
Piratuba: 95 Km
Campos Novos: 38 Km
Pinheiro Preto: 07 Km
Fraiburgo: 42 Km
Treze Tilias: 35 Km.
Parque Fabril da Valpasa Papel e Ondulados
Relatório Anual 2014
Com uma unidade industrial com duas divisões, a saber:
 Divisão para fabricação de papel miolo e capa, com uma máquina de papel
(MP I, com largura útil de 1,70, velocidade média de 600m/min e produção
média de 4.560 ton/mês);
Máquina de fabricar Bobinas de Papel
 Divisão de produção de papelão ondulado, em chapas e folhas de papel
ondulado.
Uma máquina onduladeira nas ondas B, C, BC e EBC, com 1,65m de
largura útil e velocidade máxima de 180 m/min. Três máquinas para a
fabricação de papelão micro-ondulado na onda E, nas larguras úteis de
1,80m, 1,60m e 1,30m e, velocidade entre 80 e 120 m/min e três facões
eletrônicos para corte de folhas de papel micro-ondulado. Cabeçote de Onda
F na largura de 1,40 m.
10
Relatório Anual 2014
Onduladeira para fabricação de papel corrugado
Produto final – Chapas de papelão corrugado
11
12
Relatório Anual 2014
Produtos
Sempre considerando o compromisso asssumido pela empresa com a
sustentabilidade, os produtos Valpasa são confeccionados com material reciclado.
Em
todo
seu
processo,
a
empresa
segue
rigorosamente
as
especificações técnicas definidas pela ABNT – Associção Brasileira de Normas
Técnicas, os requisitos da ISO 9001:2008 – Excelência na Gestão da Qualidade,
ISO 14001:2004 – Excelência na Gestão Ambiental e FSC – Excelência na
Gestão de produto.
Desde 2011 a organização possui toda sua cadeia produtiva certificada
FSC® (Forest Stewardship Council), que reconhece o manejo responsável do
ciclo de produção. Tal certificação se traduz em melhor acesso ao mercado e a
garantia de rastreabilidade do produto desde a aquisição da matéria prima, até a
finalização do produto. Confirma que a maior parte de matéria –prima usada, é
derivada de material pós-consumo, que já foi utilizado, e seria descartado, sendo
assim, reaproveitado em sua totalidade. Para o cliente, beneficiadores e
sociedade, a certificação significa garantia de origem da matéria prima usada na
produção de papel, reconhecimento do mercado pela utilização de materiais
recicláveis e o compromisso pela responsabilidade sócio ambiental.
Os produtos acabados são entregues ao cliente, sempre acompanhados
pelos
laudos
técnicos
especificação do produto.
Produtos de Clientes parceiros
que
contemplam
as
informações
pertinentes
à
Relatório Anual 2014
Setores de Atuação e Produto:
 Fabricação de bobinas de Papel Miolo e Capa para o mercado de
embalagens;
 Fabricação de Chapas e folhas de Papelão Ondulado;
 Fabricação de Chapas e folhas de Papelão Micro-ondulado.
Principais Produtos:
 Bobinas de Papel Miolo e Capa para embalagens;
 Chapas de Papel Ondulado nas ondas B, C e BC acopladas;

Chapas e folhas de Papel Micro-ondulados, onda E e F.
13
14
Relatório Anual 2014
Papel
Com uma produção media mensal de 4.560 toneladas, a Valpasa
Indústria de Papel, utiliza 100% de matéria prima de origem reciclada,
atendendo a produção interna (fabricação de ondulados) e o mercado nacional.
Cerca de no mínimo 85% de material pós consumo e 15% no máximo
de material pré consumo são utilizados como base primária da produção,
seguindo as normas estabelecidas pelo FSC ®.
Na linha de produtos encontram-se as bobinas de Papel Miolo que
varia de 100 a 200g/m² e as bobinas de Papel Capa que também variam de
100 a 200 g/m².
Gráfico Evolutivo - Produção de Papel
60000000
50000000
40000000
30000000
Produção
20000000
10000000
0
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
15
Relatório Anual 2014
Ondulado
Conforme Norma ABNT – NBR 5985/83 – Papelão Ondulado e Caixas de
Papelão Ondulado, o papel ondulado é definido como uma “estrutura formada
por um ou mais elementos ondulados (miolos) fixados (capas) por meio de
adesivo aplicado no topo das ondas.
A Valpasa produz Chapas de Papelão onda B, C e BC acopladas, além
das chapas e folhas de micro ondulado (onda E e F), utilizando papéis de
diversas gramaturas.
Gráfico Evolutivo - Prod. de Ondulados
40.000.000
35.000.000
30.000.000
25.000.000
Produção
20.000.000
15.000.000
10.000.000
5.000.000
0
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
Relatório Anual 2014
Grau de Capacitação Tecnológica
No segmento em que atua, a Valpasa desponta como uma empresa
moderna e tecnologicamente atualizada. As máquinas são constituídas por
componentes nacionais de última geração para o segmento e equipamentos
importados, principalmente os componentes eletrônicos, que se destinam à
comandos e controles dos processos de fabricação.
Principais Aspectos Organizacionais / Gerenciais
Se há uma palavra que pode definir a Valpasa, essa palavra é visão,
pois podemos afirmar que se trata de uma empresa surpreendente. Uma
empresa jovem, com seus 16 anos e que nesse curto espaço de tempo
conseguiu seu posicionamento no mercado, destacando-se como uma
empresa de vanguarda e princípios.
A Valpasa tem um total controle dos processos e políticas de
qualidade, que transcendem os manuais e que se consolidam com costumes e
práticas comportamentais de todos os colaboradores.
Presidente da Valpasa recebendo o premio Biosfera.
16
17
Relatório Anual 2014
Quando a questão é MEIO AMBIENTE, encontramos na Valpasa uma
empresa premiada, pelo BRDE e, também, pelo Instituto Ambiental Biosfera
tendo recebido o PRÊMIO NACIONAL DE
RESPONSABILIDADE
SÓCIO
AMBIENTAL EMPRESARIAL no ano de
2008, conferido em razão das práticas
adotadas internamente, no processo fabril
e em todo seu entorno.
Há que se destacar a correta
manutenção e acompanhamento do Rio
que se encontra no entorno da empresa. O
Rio Bonito é monitorado bimestralmente
por profissionais do departamento de
Engenharia Ambiental da empresa, onde
monitoram os parâmetros pertinentes ao
processo produtivo. Esse programa se estende a 11 anos, caracterizando-se
como uma prática normal no processo produtivo da empresa.
No ano de 2013 iniciou-se a campanha de amostragens e análise
referentes ao processo de geração de vapor da empresa. O trabalho consistiu
em determinar as concentrações dos poluentes regulamentados pela
RESOLUÇÃO CONAMA 436/11, bem como documentar as condições
operacionais e demais informações relevantes, para relatar as emissões
verificadas no lançamento dos gases provenientes da caldeira de biomassa.
Parâmetros analisados
Limites aceitáveis
MP Total
520
SOx
Não há legislação
CO
Não há legislação
NOx
650
18
Relatório Anual 2014
A administração da Valpasa
preocupa-se
cotidianamente
com
a
qualidade do ambiente de trabalho,
resultado que pode ser encontrado no
paisagismo
e
ajardinamento
que
circunda todo parque fabril, na limpeza
impecável da unidade industrial, na
qualidade do escritório e de
suas
instalações,
no
conforto
Sala de recepção.
da
Sala da recepção
dependência destinada aos motoristas
– dentre outras atitudes tomadas por
uma empresa considerada com uma
administração politicamente correta.
Casa dos motoristas
Casa dos motoristas
Área externa
O sistema gerencial da Valpasa conta com T.I – Tecnologia de
Informação integrada por um ERP nacional, denominado Sapiens. Este ERP
possibilita
controles
integrados
dentre
os
mais
variados
setores
da
organização, como: planejamento, compras, processo fabril, vendas e todos os
módulos financeiros contábeis e de recursos humanos, facilitando assim, a
comunicação e a troca de informação entre os setores organizacionais e de
produção.
19
Relatório Anual 2014
Dados Econômico-Financeiros
Quadro Resumo - Principais Informações
Valores em R$ Mil
2014
2013
2012
2011
2010
2009
2008
2007
Ativo
91.879
92.900
98.162
97.612
91.554
81.734
73.633
72.656
Ativo Circulante
31.875
31.356
33.761
33.061
31.177
22.728
19.896
23.412
Não Circulante
60.004
61.543
64.400
64.551
60.377
59.006
53.737
50.244
2.911
2.485
2.295
1.788
260
237
230
225
112
102
89
198
183
178
149
140
56.981
58.956
62.016
62.565
59.934
58.591
53.358
49.879
Passivo
91.879
92.900
98.162
97.612
91.554
81.734
73.633
72.656
Circulante
31.250
23.557
24.646
27.352
25.829
18.717
19.398
21.448
8.938
17.885
23.047
20.090
15.663
15.802
8.846
7.859
51.690
51.457
50.469
50.170
50.062
47.215
45.389
43.349
Rec. Operacional Líquida
90.582
86.179
77.497
79.739
73.670
59.752
64.398
56.506
Lucro Operacional Bruto
22.895
24.327
21.557
17.963
17.298
15.848
13.251
19.964
Res. Financeiro Líquido
-7.785
-9.757
-10.268
-11.458
-7.679
-7.038
-5.833
-3.793
783
1.393
-248
165
3.919
2.623
2.116
2.190
14
82
695
92
265
109
272
93
233
988
299
108
2.846
1.827
2.039
1.941
16.245
18.348
14.902
15.718
15.923
11.655
8.631
15.371
Realizável a Longo Prazo
Permanente - Investimentos
Permanente Imobilizado
Não Circulante
Patrimônio Líquido
Resultados
Lucro Operacional
Resultado Não Operacional
Lucro Líquido após IR e
CSLL
Ebitda
Faturamento - mercado interno
Demonstrativo de faturamento
Valores em R$ Mil
Períodos
2014
2013
2012
2011
2010
2009
2008
2007
Faturamento
111.510
102.497
91.668
98.700
94.455
75.686
82.431
73.068
Número de empregados
293
Produção e Processo
32
Administrativo e Vendas
Total
325 Funcionários
20
Relatório Anual 2014
Dados da Produção - Em 2014
Capacidade
Produção
instalada
efetiva
Expedição
Faturamento
Produção
7.500
7.400
4.900
100%
Papel Miolo e Capa
4.500
4.500
2.000
37%
Papelão micro-ondulado
1.500
1.500
1.500
33%
1.500
1.400
1.400
30%
Chapas de papelão
ondulado
% s/
Quantidade em Ton./mês.
A Valpasa possui uma Capacidade Instalada de 7.500 ton./mês,
contudo, atua no mercado com 95% desta, pois o mercado e as vendas são
sazonais no decorrer do ano.
Com a política de agregação de valores, a empresa vende 30% do
papel em bobinas produzido e industrializa 80% deste na forma de chapas e
folhas de papelão ondulado.
Turnos de trabalho
A Valpasa emprega atualmente 325 colaboradores, sendo que as
atividades produtivas da Valpasa são realizadas em 4 (quatro) turnos
regulares.
Jornada média de trabalho:
 180 Horas/Mês Produção;
 220 Horas/Mês Manutenção;
 220 Horas/Mês Administração.
21
Relatório Anual 2014
Gráfico quantitativo - Relação de colaboradores por sexo
Mulheres
Homens
Gráfico quantitativo - Relação de colaboradores por grau de instrução
2%
9%
28 - 4ª Séria Completa
3%
9%
14%
46 - 5ª a 8ª Série Incompleta
90 - 1° Grau Completo
26%
31 - 2º Grau Completo
28%
9%
86 - 2º Grau Completo
7 - Superior Incompleto
28 - Superior Completo
9 - Pós-Graduação
22
Relatório Anual 2014
Tabela de relação de Idade x Sexo
Idade
(Acima – Até)
18 - 29
Quantidade
Sexo
140
Masc.
98
Fem.
42
30 - 39
103
79
24
40 - +
82
69
13
Tabela com os Principais clientes
Clientes
% Vendas
Global
% das
Vendas
Específico
Papel Miolo e Capa
LOPES INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PAPÉIS
38,95%
5,92%
CARTONAGEM JAUNENSE LTDA
CTM IND. E COM. DE EMBALAGENS LTDA.
COLMÉIA DO BRASIL LTDA
ECOPLAN LTDA.
CTM INDUSTRIA E COMÉRIO DE PR
GISLAINI BRIÃO ANDREATTA GALERANI
INDESTEL INDÚSTRIA DE EMBALAGENS OESTE LTDA
FISCHER IND. E COM. DE EMBALAGENS E TUBETES
EMBATAL – EMBALAGENS TANGARÁ
14,98%
11,29%
7,11%
6,67%
5,30%
5,15%
4,21%
2,09%
1,29%
2,28%
1,72%
1,08%
1,01%
0,81%
0,78%
0,64%
1,10%
1,29%
9,76%
7,32%
5,60%
5,36%
4,51%
3,65%
3,62%
3,44%
3,15%
2,88%
4,13%
3,10%
2,37%
2,27%
2,04%
1,54%
1,53%
1,45%
1,33%
1,22%
14,12%
13,38%
12,38%
9,45%
6,69%
4,84%
4,78%
3,68%
1,96%
1,72%
3,83%
2,99%
2,30%
1,93%
1,13%
1,12%
1,18%
1,04%
2,85%
0,86%
Chapas de Papelão Ondulado
BRAS-ONDA PAPELÃO ONDULADO LTDA.
GLB EMBALAGENS LTDA
GARCIA EMBALAGENS LTDA
ARAPLAC IND. E COM. DE MÓVEIS LTDA
CARTEMBA IND. DE EMBALAGENS
CARTOSUL EMBALAGENS LTDA
MOVEIS K1 LTDA
DCC IND. E COM. DE EMBALAGENS
SIERRA MOVEIS
M.A. GOES EMBALAGENS LTDA
Micro-ondulado
METAGRAF IND. DE EMBALAGENS
EMBACRIL – EMBALAGENS CRICIÚMA
CARTOPRINT IND. E COM. DE EMBALAGENS
GRÁFICA E EDITORA MKM LTDA
BOX FORT IND. DE EMBALAGENS
ROTA INDUSTRIA GRÁFICA
BRISA EMBALAGENS
GRAFOBRAS IND. GRAFICA E EDITORA
COMPANY EMBALAGENS LTDA
CAETE S/A.
Posição: 31/12/2014
23
Relatório Anual 2014
Tabela com os Principais fornecedores
Fornecedores
% das
Compras
CELESC DISTRIBUICAO S/A.
CLS ASSESSORIA REPRESENTACAO COM E TRANSP LTDA EPP
NEISOL TRANSPORTES EIRELI
COOPERATIVA DOS TRANSPORTADORES DE CARGAS DA REGIÃO DE
TANGARÁ
H.M STOLF COMERCIO DE PAPEIS LTDA. - ME
AXCHEM BRASIL INDUSTRIA QUIMICA LTDA
COLOR TRASH COMERCIO E SERVIÇOS LTDA. ME
ALTO TIETE COMERCIO DE RESIDUOS E SERVIÇOS AMBIENTAIS
LTDA.
INCOBIO INDUSTRIA E COMERCIO DE BIOMASSA COMBUSTIVEL LTDA
DAMBROSI - APARAS E EMBALAGENS LTDA.
MPR MARINGA COMERCIO DE PAPEIS E RECICLAVEIS LTDA ME
BV COMERCIO DE METAIS LTDA
CTS - IND. COM. DE APARAS LTDA
FROM BRAZIL IMPORTADORA E EXPORTADORA LTDA
FRIESE EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA.
9,37%
7,49%
6,55%
6,02%
4,58%
4,22%
3,34%
3,33%
2,90%
2,67%
2,20%
1,86%
1,52%
1,43%
1,31%
Posição: 31/12/2014
Ao todo, são 201 fornecedores ativos.
Mercado
O Brasil é um grande produtor de Papel, destaca-se mundialmente por
produzir e abastecer o mercado, com expressivos volumes de papel para
embalagens, escrita, impressão e para cartões.
A Valpasa atua no mercado de Papel para embalagens por meio da
venda de bobinas de Papel Miolo e Papel Capa, bem como, chapas e folhas de
Papelão Ondulado destinados à fabricantes de embalagens. Na cadeia
produtiva, as embalagens de papelão ondulado são destinadas ao mercado de
alimentos, eletrodomésticos, móveis e quaisquer outros produtos que
necessitem de seguro acondicionamento para seu transporte.
O estado de Santa Catarina tem uma contribuição importante,
mantendo-se como o segundo maior consumidor de aparas e papéis usados do
país, perdendo somente para São Paulo, pois cerca de 16% do papel
produzido em Santa Catarina é reciclado. Portanto é considerado um polo de
significativa expressão neste setor perante o mercado nacional, principalmente
a região do Meio-Oeste.
Relatório Anual 2014
Conforme Tabela da Bracelpa – Associação Brasileira de Celulose e
Papel, nos dois primeiros meses de 2014, a produção brasileira de celulose
cresceu 4,5% e a de papel 1,7%, na comparação com o mesmo período de
2013. Foram produzidas 2,5 milhões de toneladas de celulose e 1,7 milhão de
toneladas de papel.
As exportações de celulose também cresceram 17,9%, de 1,4 milhão
de toneladas no primeiro bimestre de 2013 para pouco mais de 1,6 milhão de
toneladas no mesmo período deste ano, no qual também foi registrada alta de
7,7% nas exportações de papel, com um total de 321 mil toneladas do produto.
Com isso, a balança comercial do setor totalizou US$ 1,2 bilhão, com aumento
de 15,9% sobre o valor do primeiro bimestre de 2013.
Fonte IEDI: http://www.iedi.org.br/cartas/carta_iedi_n_665.html
24
Relatório Anual 2014
Segundo o IEDI (Instituto de Estudos para o Desenvolvimento
Industrial),
tem-se, portanto um seleto grupo de bens da indústria de
transformação cujas exportações cresceram em 2014. Dentro está um
segmento intensivo em tecnologia, a indústria aeronáutica, cujo êxito está
associado a esforços de formação de recursos humanos qualificados e
especializados.
A América Latina e a Europa permanecem como os principais
mercados para o papel brasileiro, gerando aproximadamente 53% e 16% da
receita com as vendas externas do produto, respectivamente. A América do
Norte participa com cerca de 14%.
Desempenho do setor
Nos últimos dez anos, conforme o gráfico acima, o país aumentou a
sua exportação, já a importação começou a declinar desde 2012.
Segundo a Bracelpa, em um segmento industrial globalizado, cujos
produtos são altamente competitivos, o Brasil conquistou, o posto de quarto
produtor mundial de celulose, e no segmento de papel manteve o 12º lugar.
Além disso, o País é o primeiro produtor mundial de celulose de eucalipto. As
25
26
Relatório Anual 2014
empresas brasileiras de celulose e papel são referência mundial por suas
práticas sustentáveis, e um dos principais diferenciais do Brasil, em relação a
seus concorrentes, é que 100% da produção de celulose e papel vem de
florestas plantadas - recursos renováveis e sumidouros de carbono. As
florestas do setor também são certificadas por órgãos reconhecidos
internacionalmente, tais como o Forest Stewardship Council (FSC) e o
Programa Nacional de Certificação Florestal (Cerflor).
Resultados Do Setor De Celulose E Papel
2013
2014
Papel
Jan-Fev
Fevereiro
Jan-Fev
Janeiro
Fevereiro
1.694
821
1.723
880
843
Embalagens
875
424
904
462
442
Vendas Domésticas
886
424
910
459
451
Emabalgens
299
143
295
149
146
Exportações
298
132
321
167
154
Embalagens
101
44
117
59
58
Importações
213
107
208
104
104
Embalagens
9
4
10
4
6
1.609
796
1.610
817
793
Produção
Consumo Aparente
27
Relatório Anual 2014
Participação Do Setor De Celulose E Papel Na Balança Comercial Brasileira
Janeiro - Fevereiro
Brasil
2013
2014
Papel e Celulose
Variação
2013
Exportações 31.516 31.960
1,4 %
Importações 36.835 38.144
3,6 %
295
Saldo
-865
797
-5.319
-6.184
2014
1.092 1.215
Variação
Participação
2013
2014
11,3 %
3,46% 3,80%
291
-1,4 %
0,80% 0,76%
924
15,9
Taxa de Recuperação de Papeis Recicláveis
No Brasil, a disponibilidade de aparas de papel é grande. Mesmo assim,
as indústrias precisam periodicamente fazer importações de aparas para
abastecer o mercado. Quando há escassez da celulose e o consequente
aumento dos preços do reciclado, as indústrias recorrem à importação de
aparas em busca de melhores preços.
DESEMPENHO DO SETOR
Janeiro-Fevereiro
Papel
2012
2013
%
%
2013
2014
Produção
10.260
10.444
1,8
1.694
1.723
1,7
Importação
1.396
1.274
8,7
213
208
2,3
Exportação
1.875
1.866
0,5
298
321
7,7
9.781
9.852
0,7
1.609
1.610
0,1
Consumo Aparente
28
Relatório Anual 2014
No entanto, quando há maior oferta de celulose no mercado, a demanda
por aparas diminui, abalando fortemente a estrutura de coleta, que só volta a
se normalizar vagarosamente.
O desenvolvimento socioeconômico e o aumento de renda da
população, com a inserção de novos consumidores no mercado, resultaram em
maior demanda por livros, cadernos, jornais, revistas, embalagens para
alimentos entre outros.
Produção Brasileira de Celulose e Papel
16
14
12
10
8
Celulose
6
Papel
4
2
0
1970
1980
1990
2000
2010
2013
29
Relatório Anual 2014
Pauta de Exportações Brasileiras em 2014
Calçados e Couro
2%
Máquinas e
Instrumentos
4%
Papel e
Café
Celulose
3%
3%
Fumo e
Cigarros
1%
Materiais
Elétricos e
Eletrônicos
2%
Complexo Soja
14%
Material de
Transportes
9%
Petróleo e
Derivados
11%
Complexo de
Carnes
7%
Sazonalidade da produção de papel em 2014
9,5
9
8,5
8
7,5
7
6,5
Madeira e
Manufaturados
1%
Outros
10%
Açúcar e Etanol
6%
Produtos
Siderúrgicos e
Metalúrgicos
6%
Produtos
Químicos
7%
Suco de Laranja
1%
Minérios
Metalúrgicos
13%
30
Relatório Anual 2014
Países de destino da exportação de papel
Argentina
19%
Outros
39%
Chile
6%
Peru
4%
Bélgica
3%
Venezuela
5%
Estados
Unidos
10%
Reino Unido
7%
China
4%
Espanha
3%
Produção Nacional de Papel – em mil toneladas
10600
10400
10200
10000
9800
9600
9400
9200
9000
8800
8600
Série 1
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
9248
9348
9747
9919
10135
10253
10476
31
Relatório Anual 2014
Venda Interna de Papel – em mil toneladas
18000
16000
14000
12000
10000
8000
6000
4000
2000
0
Série 1
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
7440
9044
10383
12653
14101
13826
16623
Exportação de Papel – em mil toneladas
2500
2000
1500
1000
500
0
Série 1
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
1757
1677
2140
2075
1941
1778
1887
32
Relatório Anual 2014
SANTA CATARINA – Principais Produtores de Papel do Estado.
Fonte: Sinpesc
O consumo de papéis tem apresentado elevadas taxas de crescimento
em todo o mundo nos últimos dez anos, devido à maior utilização de papel para
a fabricação de embalagens em diversos setores, bem como a um aumento na
utilização dos papéis de imprimir graças ao incremento no número de
computadores. Tal fato conduziu a uma expansão na demanda de celulose,
principal matéria-prima do papel, o que foi benéfico para o Brasil, em função
das vantagens competitivas que o país detém no segmento de produção da
madeira.
O estado de Santa Catarina conserva posição de destaque no cenário
nacional, ocupando a terceira posição na produção de papel, e a quarta
posição na produção de celulose, possuindo ainda a segunda maior área
reflorestada do país, com árvores tipo pínus.
A indústria de celulose e papel de Santa Catarina emprega mais de
vinte mil trabalhadores em seus mais de 400 estabelecimentos. Possui uma
participação de 5,24% na indústria de transformação catarinense levando em
consideração o valor da transformação industrial. O segmento de Celulose e
Papel de Santa Catarina tem apresentado crescimento anual do emprego. Em
33
Relatório Anual 2014
seis anos foram 4.599 mil postos de trabalho abertos no estado, conforme
mostra o quadro abaixo:
Apesar de a cadeia apresentar um elevado número de empresas, a
grande maioria constitui-se de empresas convertedoras, isto é, compram o
papel e, a partir de procedimentos simples, o transformam em produto final.
Adami S/A. Madeiras
Induma S/A. Ind. de Papel e Papelão
Águas Negras S/A. Ind. de Papel
Indústria De Cartões Sbravatti Ltda.
Alta Papéis e Tubos de Papelão Ltda.
Industrial e Agrícola Rio Verde Ltda.
Avelino Bragagnolo S/A. Ind. E Com.
Indústrias Novacki Ltda.
BN Papel Catarinense Ltda.
Kimberly-Clark Brasil
Bonet Madeiras Ltda.
Klabin S/A.
Celulose Irani S/A.
Mili Distribuidora De Papéis Ltda.
Cia Canoinhas de Papel
Papelão União Ind. Com. Ltda.
CVG Cia Volta Grande de Papel
Polpa de Madeiras Ltda.
Delcris Papelão e Embalagem
Primo Tedesco S/A.
Heidrich S/A. Cartões Reciclados
Rigesa Celulose e Papel Ltda.
Himasa Heidrich Indl Merc e Agric S/A.
S/A. Fábrica de Papelão Timbó
Iguaçu Celulose e Papel S/A.
Sopasta S/A. Ind. e Com.
Incoplastic Ind. e Com. de Plast e Papéis Ltda
Trombini Industrial S/A.
Indaial Papel e Embalagem Ltda.
Valpasa Indústria de Papel Ltda.
Fonte: Sinpesc
34
Relatório Anual 2014
Desempenho 2014 – Pacto Global
A Valpasa Indústria de Papel Ltda aderiu em novembro de 2009, ao
Pacto Global das Nações Unidas. Com essa atitude, reforça sua intenção de
prosseguir no caminho da Sustentabilidade, comprometendo-se a apoiar seus
princípios, não apenas agindo de acordo com eles, mas propagando a sua
aplicação.
A empresa busca promover os direitos humanos no dia-a-dia de suas
atividades e valorizar essa prática entre todos os públicos com os quais se
relaciona.
Desempenho 2014 – Direitos Humanos.
Respeitar e assegurar.
A
Indústria
Valpasa
de
Papel
mantêm uma prática clara
de defesa dos direitos
humanos.
Sabemos
importância
nossos
seja
de
a
todos
colaboradores,
eles
internos
ou
externos. A Valpasa tem,
como um dos seus objetivos, o respeito à vida em todas as suas formas,
manifestações e situações, e manifesta isso diariamente através de suas
ações.
A responsabilidade operacional referente aos aspectos relacionados a
direitos humanos permeia em todas as gerências em especial em Recursos
Humanos, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente. A Valpasa é parceira no
PROGRAMA NA MÃO CERTA, onde somos apoiadores, categoria III.
Relatório Anual 2014
Esse programa tem como missão, promover e defender os direitos das
crianças e dos adolescentes, desenvolvendo e apoiando programas que visem
preservar sua integridade física, psicológica e moral, com foco na questão da
violência sexual. É uma organização reconhecida pela relevância, pelo mérito e
pelo impacto de suas ações, bem como pela luta em favor da população infanto
juvenil, violada e ameaçada em sua dignidade e integridade.
Com a confecção e distribuição de folders, a Valpasa conseguir realizar
uma grande campanha de mobilização contra a exploração de crianças, em
todo o município.
Seus valores são baseados na ética, transparência, integridade,
cidadania, responsabilidade social, qualidade e compromisso com resultados,
35
36
Relatório Anual 2014
multiplicação de conhecimento e experiência e compromisso com a
comunidade.
Em 2011, a Valpasa ampliou a disseminação de suas práticas entre
fornecedores. Os critérios de seleção foram adaptados as novas planilhas, e o
desempenho socioambiental das empresas foi incluído no processo de
monitoramento continuo, via avaliação industrial. Mais de 50% de nossos
fornecedores foram comunicados, e submetidos a cláusulas que incluem entre
outros tópicos, assuntos relacionados à proteção dos Direitos Humanos, tanto
na seleção como no monitoramento dessas informações.
O Programa na Mão Certa tem como principal objetivo, combater a
exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas brasileiras. Através
do programa de capacitação do colaborador, o assunto é apresentado e
discutido com todos os colaboradores da empresa. A Valpasa realiza
treinamento com os responsáveis por distribuir nossos produtos em todas as
empresas, conscientizando os caminhoneiros sobre questões de segurança
nas estradas, cuidados com o meio ambiente, prostituição infantil e exploração
de crianças e adolescentes.
Responsabilidade na cadeia de produção
Além
realizados
dos
com
treinamentos
todos
os
caminhoneiros que prestam trabalho
à
empresa,
a
Valpasa
realiza
Pedágios, que tem como principal
objetivo orientar os motoristas quanto
à exploração sexual de crianças e
adolescentes
nas
estradas
brasileiras e tornar de conhecimento
37
Relatório Anual 2014
de todos o DISQUE 100 para denúncias.
A empresa promove e divulga ações com a comunidade local, com os
motoristas e caminhoneiros, expondo a importância de denunciar alguma
atitude suspeita relacionada à exploração sexual de menores. Distribuindo
adesivos do disque denúncia e material de orientação da campanha.
A
Direitos
Defesa
dos
Humanos
tanto
internamente
quanto
externamente, faz parte do
compromisso assumido pela
empresa. Está explicitada
de forma clara na Política
Interna da empresa e busca
promover
1º encontro na mão certa que a Valpasa participou.
os
direitos
humanos no dia a dia de suas
atividades, valorizando essa prática com entre todos os públicos com os quais
se relaciona.
Também foi realizado no dia do
motorista uma palestra de conscientização,
com o tema de combate à exploração sexual
de crianças e adolescentes nas estradas.
38
Relatório Anual 2014
Segurança do Trabalho e Saúde
No dia 15 de
Agosto,
aconteceu
“Curso
De
o
Proteção
Auditiva” com o objetivo
de
alertar
os
empregados sobre as
consequências à saúde
e ao bem-estar pessoal
provocadas pelo ruído.
Informar os empregados
sobre a importância da proteção.
No dia 16 de Agosto,
aconteceu o “Curso De
Disciplina, Organização E
Planejamento”. O objetivo
do
curso
era
que
o
participante compreendese o saber planejar, o ser
disciplinado
organizado
e
o
ser
como
competências que contribuem para que ele saiba o que fazer e tenha
condições de ordenar ações para a realização da maior quantidade de
atividades no menor prazo, para a tomada de decisões assertivas e para atingir
objetivos e metas.
Durante o ano de 2014, a empresa não manteve operações
identificadas como de risco significativo de ocorrência de trabalho infantil,
forçado ou análogo à escravidão, nem com risco de liberdade de associação,
não registrando nenhuma denuncia envolvendo essas práticas.
39
Relatório Anual 2014
Por meio do seu Sistema de Gestão Integrado, que reúne
procedimentos nas áreas de meio ambiente, segurança no trabalho e saúde
ocupacional, foram desenvolvidas campanhas de conscientização, como o
outubro rosa e o novembro azul. Que visam à prevenção de doenças como o
câncer de mama e próstata respectivamente.
Novembro azul – Valpasa 2014
Outubro rosa – Valpasa 2014
Treinamentos
foram
elaborados
e
promovidos,
visando
expor
procedimentos de prevenção a doenças, bem como atitudes com intuito de
orientar os colaboradores a manter os ambientes locais, mais seguros e
saudáveis.
CIPA – Comitê Interno de Prevenção de Acidente
A empresa ainda conta com
a
CIPA
–
Prevenção
constituídas
Comitê
Interno
de
por
de
Acidentes,
colaboradores
internos eleitos entre as próprias
equipes.
Tendo
como
principal
objetivo, a prevenção de acidentes e
doenças decorrentes do trabalho, a
Semana do meio ambiente/SIPAT – Valpasa 2014
40
Relatório Anual 2014
fim de tornar compatível o trabalho com a preservação da vida e a promoção
da saúde do colaborador
Por meio do formulário de Comunicação de Acidente de Trabalho
(CAT), o Instituto Nacional de Seguridade Social é informado sobre todos os
acidentes – com ou sem afastamento – que ocorrem na empresa. A área de
segurança do trabalho e o médico responsável preenchem o documento,
investigam, acompanham internamente as ocorrências.
Anualmente a empresa realiza a Semana Interna do Meio Ambiente e
SIPAT, onde assuntos voltados às questões ambientais, segurança no trabalho
e qualidade de vida são abordados. As palestras são ministradas por
profissionais competentes contratados pela empresa.
Brigada de Emergência
Composta por mais de 30
colaboradores, distribuídos em todos
os departamentos e setores da
empresa
e
cobrindo
todos
os
horários de trabalho, a brigada é
comandada pelo setor de segurança
do trabalho.
A Brigada de Emergência têm
Brigada de emergência - Valpasa 2014
por objetivo auxiliar a empresa na
proteção contra incêndio e atendimento aos acidentes de trabalho.
Dedicado àqueles que se interessam pelo digno trabalho de prevenção
e combate a incêndios e atendimentos aos acidentes de trabalho, cuja
finalidade é a proteção à vida.
41
Relatório Anual 2014
Campanha de Vacinação Contra Gripe
Anualmente a empresa realiza a campanha de Vacinação contra a
gripe. A importância da vacina reside em não adoecer pela gripe que é uma
doença altamente contagiosa. Como resultado, observamos uma redução
significativa no número de atestados médicos relacionados a gripe.
Dia Da Saúde
No
dia
26
de
Setembro,
foi
realizado o “Dia Da
Saúde”
com
organização
a
dos
setores da Medicina
do
Trabalho,
Segurança
Trabalho,
do
Recursos
Humanos e apoio do
Posto de Saúde de Tangará.
Objetivo do evento:
- Cuidar da saúde do trabalhador,;
- Trabalhando sempre com a saúde preventiva;
- Zelando sempre pelo bem estar de todos os empregados que fazem parte da
nossa equipe.
42
Relatório Anual 2014
Campanha 12/8
Em parceria com a secretaria de saúde do município de Tangará, a
empresa buscou identificar colaboradores que possuem pressão arterial
alterada e encaminhá-los para avaliação e acompanhamento no setor de
medicina do trabalho.
Campanha de Doação de Sangue
O setor de Segurança do
Trabalho
ainda
realiza
trimestralmente, em parceria com a
HEMOSC, campanha de doação de
sangue e medula óssea, onde todos
os
colaboradores,
sociedades
são
familiares
e
mobilizados
a
participar.
Colaborador doador – Valpasa 2014
Treinamentos
Ao
empresa,
ingressar
o
na
colaborador
próprio ou terceirizado, passa
pelo
Treinamento
Integração,
como
onde
meio
preservação
segurança
de
assuntos
ambiente,
ambiental,
no
trabalho,
qualidade de vida e direitos
humanos são discutidos e
Relatório Anual 2014
apresentados.
Ainda com o objetivo de orientar a condução de suas equipes,
abordando todas as questões acima relacionadas, mensalmente são realizadas
reuniões com os lideres de equipe.
Desempenho 2014 – Trabalho
Apoiar, eliminar, erradicar, estimular.
No relacionamento com nossos colaboradores, seguimos os preceitos
da legislação, sendo que nossa política tem como uma de suas diretrizes
apoiar a erradicação do trabalho infantil, escravo e degradante em toda sua
cadeia produtiva.
Liberdade de Associação
O direito de associação do empregado a sindicatos está protegido pela
legislação brasileira, sendo que a empresa respeita esse direito. Todos os seus
colaboradores podem participar livremente de assembleias.
Abolição do Trabalho Infantil e Forçado
A Valpasa apoia a erradicação das formas de trabalho infantil e
forçado, em condição de escravos em todas as suas operações e na cadeia
produtiva. A empresa cumpre as exigências legais e através do trabalho
desenvolvido junto a seus fornecedores, exige das mesmas o cumprimento dos
direitos declarados através de Comunicados de Qualidade.
43
44
Relatório Anual 2014
Em toda extensão do nosso parque fabril, a empresa
monitora o atendimento às exigências da idade mínima de 18
anos além de exigir contratualmente essa determinação.
Além
disso,
a
empresa
realiza
trabalho
de
conscientização, através de treinamentos desenvolvidos com
todos os colaboradores, abolindo o trabalho infantil e fornecendo
condições ideais de trabalho e salariais para que não haja
necessidade
de
seus
filhos
(crianças
e
adolescentes),
desempenharem algum tipo de trabalho com objetivo de reforçar o
orçamento familiar.
Desempenho 2014 – Meio Ambiente
Assumir, desenvolver, incentivar.
Absolutamente consciente de suas responsabilidades
ambientais perante a sociedade, a Valpasa põe em prática
enormes esforços para reduzir seu impacto ambiental.
De forma a sistematizar e padronizar nossas práticas de
redução de impacto ambiental, a empresa implantou o Sistema de
Gestão Ambiental (SGA), integrando-o com o Sistema de Gestão
da Qualidade (SGQ). Por meio dele, são documentados
treinamentos de todos nossos colaboradores e implantamos
controle operacional, possibilitando uma atuação preventiva em
relação à possíveis danos ambientais.
Além disso, a empresa conta com auxilio de uma
ferramenta legal, possibilitando controle integral no atendimento
aos requisitos legais, aplicados ao seu Sistema de Gestão
Ambiental.
45
Relatório Anual 2014
A empressa em 2014 foi submetida à auditoria de recertificação do
padrão ISO 14001:2004 em excelência ambiental. Onde seu certificado foi
estendido até 2017. Tendo como novo escopo: Gerenciamento dos aspectos
ambientais associados aos processos de desagregação de aparas de papelão,
preparação de pasta, fabricação de bobinas, fabricação de chapas de papelão
corrugado, fabricação de chapas de papelão micro-ondulado, geração de vapor
e tratamento de efluentes.
Certificação FSC® Cadeia de custodia – Norma FSC-STD-40-004
(Versão 2-0) PTG
Em
2011
a
empresa
conquistou
a
certificação do selo FSC, pela norma FSC-STD-40004 (Versão 2-0) PTG, que garante a rastreabilidade
do produto, desde a fonte ate sua expedição.
Seguindo os preceitos relacionados ao critério de
porcentagens, ou seja, utilização de matéria prima
pós consumo de no mínimo 85% e pré consumo de
no
máximo
15%.
Destaque e Reconhecimento
Diante de todo o trabalho de
conscientização
ambiental,
esses
esforços foram traduzidos em fatos
marcantes nos anos de 2007, 2008 e
2011.
Em 2007 a inclusão na Valpasa
no Relatório Social 2006 do BRDE e
em
2008,
recebendo
o
PRÊMIO
NACIONAL DE RESPONSABILIDADE
46
Relatório Anual 2014
SÓCIO AMBIENTAL EMPRESARIAL, conferido pelo Instituto Ambiental
Biosfera, e a CERTIFICAÇÃO ISO 14001:2004 (BSI), sendo a primeira
empresa recicladora de papéis a obter tal certificado.
Projeto Meu Papel
A Valpasa Indústria de
Papel tem participação ativa na
comunidade, onde desenvolve
projetos
ambientais
conscientização
por
intermédio
de
da população
das
escolas
municipais.
O
Projeto
Meu
Papel
existente desde 2006, tem por objetivo
conscientizar crianças e adolescentes da
importância da reciclagem para o meio
ambiente. Profissionais na área que
trabalham
na
empresa
ministram
palestras e atividades na escola, e esta por sua vez, reúne todo o material
reciclável e encaminha à empresa, que é revertido em material didático e
esportivo, conforme necessidade da escola.
Programa de Recuperação de área Degradada.
A Valpasa possui um programa para plantio de mudas de árvores
nativas no entorno de suas instalações, buscando promover a recuperação da
mata cicliar com foco na preservação ambiental. Mais de 2.500 mudas foram
plantadas no entorno do Rio Bonito.
47
Relatório Anual 2014
Energia Limpa – THERMOAZUL
Como destaque na área ambiental, estão os projetos de mecanismo de
desenvolvimento limpo (MDL) da Usina de Tratamento Térmico de Resíduos
Industriais para Geração de Energia Térmica e Elétrica a UTE
–
THERMOAZUL.
É um projeto que pretende atender as necessidades locais, oferecendo
desta forma uma destinação adequada e ambientalmente correta aos resíduos
sólidos industriais das empresas de papel e plástico da região.
Terá como atividade fundamental o processamento térmico dos
Resíduos Sólidos Industriais, resultando em energia elétrica e térmica (calor vapor d’água).
A Thermoazul terá como seu foco principal a prestação de serviço no
tratamento de Resíduos Industriais, atendendo, auxiliando e disponibilizando
uma opção para as empresas da região que queiram implantar um programa
de gestão de resíduos.
A empresa pretende através do processamento térmico dos resíduos,
gerar energia e vapor d’água, e comercializar estes produtos com empresas
que necessitem de uma demanda dentro da necessidade oferecida pela
prestadora.
Através de projetos de MDL (Mecanismos de Desenvolvimento Limpo),
existe a possibilidade de uma valorização dos resíduos gerados pelas
indústrias como matéria prima, refletindo em novas fontes geradoras de
energia. Haja visto que a crise energética que assolou e vem assolando o país
é uma evidencia que demonstra a fragilidade do mercado, necessitando assim
de novas alternativas, tecnologias e fontes de energia limpa.
O fluxo atual em um processo industrial demonstra que existe uma fonte
de energia que pode ser aproveitada, conhecida como resíduo de segunda
geração.
48
Relatório Anual 2014
Consumidor
Aterro
Resíduo gerado
Resíduo ecocompatível
Fluxo de produção de resíduos industriais atual
Passivo Ambiental
(volume elevado)
49
Relatório Anual 2014
A energia gerada através de um resíduo de segunda geração torna o
processo auto-sustentável, ou seja, completa realmente o ciclo de vida de um
produto, porque os resíduos que anteriormente eram eliminados na confecção
de um produto ou no pós consumo passam a ser agregados ao processo.
Consumidor
Resíduo gerado
Passivo Ambiental
(volume reduzido homogêneo)
Tratamento Térmico
Resíduo ecocompatível
Resíduo de terceira
geração
Aterro
Geração de energia e
vapor da água
Fluxo de produção de resíduos industriais proposto.
Os resíduos de segunda geração atualmente são eliminados através de
lixões, aterros sanitários, aterros industriais, dentre outros. Não sendo
incorporado ao processo industrial, em um contexto geral a sociedade pode ser
beneficiada, quem sabe com redução dos tributos ligados a energia, por
exemplo, e a não geração de passivo ambiental. Pois a utilização de um
resíduo de eliminação para a geração de energia elétrica e vapor da água é um
passo importante na prática do desenvolvimento sustentável.
A questão dos resíduos sólidos industriais necessita de uma atenção
especial por parte das empresas da sociedade e do governo, necessita-se de
investimentos em setores que visam à pesquisa e o desenvolvimento, com
intuito de valorização dos resíduos gerados por todos, criando assim um novo
modelo para a destinação dos resíduos “não aproveitáveis”.
50
Relatório Anual 2014
O projeto da UTE Thermoazul desenvolvido pela VALPASA INDÚSTRIA
DE PAPEL LTDA., propõe a construção de uma usina de reciclagem térmica a
partir da incineração dos resíduos sólidos industriais, para geração de energia
elétrica e vapor da água. Os benefícios deste projeto para o meio ambiente são
inúmeros, pois trata-se de um programa de gestão de resíduos completo, onde
o resíduo gerado que não pode ser aproveitado, e que atualmente tem como
destino os aterros e lixões entre outros destinos, passariam a ser processados
termicamente, reduzindo assim as emissões GEE (gases de efeito estufa)
como o metano, gerados pelos aterros na decomposição da matéria orgânica.
Sabe-se que o metano é um gás leve que atinge a camada de ozônio com
facilidade e de forma rápida. O projeto da UTE Thermoazul propõe tratar os
gases de forma que a emissão de ozônio na atmosfera seja zero. O propósito é
transformar o resíduo atualmente encaminhado para a destinação em aterros,
em um resíduo de valorização, no processo de tratamento térmico e geração
de energia elétrica e vapor. Os benefícios ambientais relacionados ao processo
térmico de tratamento de resíduos são substanciais.
Dentre os aspectos que podem beneficiar a região com a instalação do
projeto da UTE Thermoazul, destinada ao tratamento térmico de resíduos,
pode-se salientar três diretamente:
• Oportunidade de trabalho para pessoas de menor qualificação
Aspectos Sociais
profissional em condições dignas de segurança e higiene;
• Redução do risco de doenças decorrentes das deficiências no sistema de
saneamento ambiental.
• Permite a instalação mais próxima aos geradores de resíduos e a
conseqüente economia nos custos de coleta e de transporte para os
distantes aterros;
• Necessita de áreas bem menos extensas do que outras soluções de
Aspectos
destinação final de resíduos;
Econômicos
• Investimento e Custos Operacionais muito inferiores aos de tecnologias
semelhantes implantadas no 1º Mundo (100% dos equipamentos
fabricados no Brasil + tecnologia nacional);
• Os resíduos industriais não são provenientes de recursos naturais como
à madeira e os cavacos e sim um recurso renovável.
51
Relatório Anual 2014
• É a rota de destinação final que mais reduz o volume e peso dos
resíduos tratados;
Aspectos Técnicos
• Não gera emanações de gás metano;
• O uso de 100% de equipamentos de fabricação nacional agiliza
eventuais reparos e a manutenção.
A atividade consiste em projeto de energia renovável, que foca a
construção e a operação de uma usina de geração de energia de 4,7 MW
utilizando resíduos industriais como combustível, gerando a eletricidade e o
vapor exigidos pela Valpasa durante o processo de fabricação de papel
reciclado. A atividade proposta de projeto envolve a substituição da eletricidade
mais intensiva em carbono do sistema elétrico por eletricidade gerada por
fontes neutras em emissões de gases de efeito estufa (GEE). A atividade de
projeto inclui também evitar emissões de metano provenientes da não
deposição de biomassa em aterro.
Atualmente o vapor utilizado nas bobinas para secagem do papel é
produzido por duas caldeiras movidas a lenha e cavacos. Como várias outras
empresas da região consomem o mesmo insumo, o mesmo está ficando
escasso, e mais produção florestal é destinada à queima.
A nova usina Termoelétrica deverá substituir a parte da energia
importada da rede Sul-Sudeste e a madeira e cavacos consumidos nas
caldeiras para produção de vapor de secagem. Entretanto, a Valpasa
continuará conectada na rede para segurança de sua produção, e as caldeiras
permanecerão no local para o caso de paradas do incinerador. Esse sistema
representará uma redução na compra de eletricidade da rede de cerca de
10.000 MWh por ano, comparando com o cenário de linha de base, e a
redução da área necessária ao plantio de madeira para lenha, podendo manter
mais área para mata nativa.
A Valpasa propõe a construção de uma usina de geração de energia a
partir dos Resíduos Sólidos Industriais de 2,5MW para fornecer a energia
necessária à produção e substituir a geração de eletricidade de uma rede mais
intensa em combustíveis fósseis, reduzindo, assim, as emissões GEE no
52
Relatório Anual 2014
processo. Esta nova usina de geração renovável utilizará 72.000 toneladas de
resíduo/ano, resíduos esses gerados pelas empresas da região.
No cenário de linha de base, os resíduos da indústria tem sido
depositados em aterro. Estes resíduos não podem ser processados em
caldeira, e portanto ainda não foram utilizados como combustível, devido às
suas características de umidade e teor de contaminantes ambientais que
demandam uma alta eficiência de combustão só possível em câmaras de
combustão. No cenário de projeto haverá um sistema moderno de tratamentos
dos gases de efeito estufa.
Lay out do Projeto da UTE – THERMOAZUL USINA DE ENERGIA
A deposição em aterro gera metano, sendo assim, com esse projeto,
evitamos
a
deposição
de
resíduo
consequentemente as emissões de GEE.
industrial
em
aterro,
reduzindo
53
Relatório Anual 2014
Fase 2
12.000
22.620
5.256
5.256
6.744
17364
0
0
72000
72000
Consumo total de eletricidade
12.000
22.620
Eletricidade gerada pela nova
17.520
17.520
3.504
3.504
Outras fontes locais existentes
5.256
5.256
Eletricidade importada da rede
0
3.348
Energia substituída da rede
6.744
14.016
Consumo de RSI
72.000
72.000
0
0
Consumo total de eletricidade
Fontes locais existentes
MWh/ano
Fase 1
Eletricidade importada da rede
Consumo de RSI
RSI no aterro
T/ano
Cenário de Linha de Base
A Tabela resume os cenários de linha de base e de projeto.
de geração a partir RSI
RSI aterrada
MWh/ano
Eletricidade utilizada pela usina
T/ano
Cenário de Projeto
usina de geração a partir RSI
A eletricidade atualmente fornecida pela rede é relativamente intensiva
em carbono, com um fator de emissão de margem operacional de 0,949
tCO2/MWh e um fator de emissão de margem de construção de 0,094
tCO2/MWh (ver seção B, cenário de linha de base). Em 2000, a geração de
eletricidade no Brasil era baseada principalmente na energia hidroelétrica.
54
Relatório Anual 2014
Entretanto, a participação do carvão e gás natural tem aumentado durante os
últimos anos para resolver a segurança do fornecimento de eletricidade.
O componente de substituição de energia da rede de projeto tem a capacidade
de reduzir a emissão de 7.309 toneladas de CO2e por ano. O componente para
evitar metano no projeto tem a capacidade de reduzir a emissão de 88.805
toneladas de CO2e por ano. No total, o projeto tem o potencial de reduzir a
emissão de 96.114 toneladas de
CO2e por ano.
O projeto irá ajudar o Brasil a atingir
suas metas para promoção de
desenvolvimento
sustentável.
Especificamente, o projeto:
- Aumenta as oportunidades de
emprego na área em que o projeto
está localizado;
-
Age
como
um
projeto
de
demonstração de tecnologia limpa,
incentivando o desenvolvimento de
uma co-geração mais moderna e
mais eficiente de eletricidade e
energia térmica usando resíduos
industriais
não-recicláveis
como
combustível em todo o Brasil;
-
Otimiza
o
uso
de
recursos
naturais, evita novos aterros de rejeitos não controlados, usa grande parte dos
resíduos de reciclagem de papel da região;
- Diversifica as fontes de geração de eletricidade (uma meta nacional após a
crise brasileira de energia em 2001);
- Ajuda a Valpasa a atender seu compromisso de produção limpa e amigável
ao meio ambiente;
Relatório Anual 2014
- Usa tecnologias limpas e eficientes e conserva recursos naturais, assim o
projeto atende a Agenda 21 e os Critérios de Desenvolvimento Sustentável do
Brasil.
O projeto em questão já possui LAI (Licença Ambiental de Instalação) expedida
pela Fundação do Meio Ambiente do estado de Santa Catarina.
Desempenho 2014 – Corrupção
Combater
Cerca de 250 empresas signatárias
da iniciativa Call to Action: Anticorrupção e
a Agenda de Desenvolvimento Global foram
reconhecidas pelo compromisso público
com a busca pela transparência e o
combate à corrupção na última década. Até
o momento, o Brasil é o país com maior
número de empresas signatárias, com
34 organizações de diferentes setores da
economia que atenderam ao chamado de
engajamento da Rede Brasileira do Pacto
Global.
55
Relatório Anual 2014
Empresas brasileiras signatárias do Call to Action (Até 10/12/2014)
1. Add Value
2. Banco Industrial E Comercial S.A.
3. Beraca Sabara Químicos
4. Camargo & Campos Recursos Humanos
5. Copel
6. Copagaz Distribuidora de Gás S/A
7. DISOFT
8. Eletromil Engenharia e Energia
9. Engpiso
10. Grupo Abril
11. Grupo Boticário
12. Grupo Libra
13. HI Technologies
14. ISAE/ FGV
15. Itaipu Binacional
16. Itaú Unibanco
17. Laboratorio Sabin de Analises Clinicas
18. Light SA
19. New Space Processamento e Sistemas Ltda
20. Newland Empreendimentos Imobiliários
21. Nogueira, Elias, Laskowski & Matias Advogados
22. Oi S/A
23. OS-Santa Catarina
24. Okena Servicos Ambientais LTDA
25. Petrobras
26. Reserva
27. Ricca
28. Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein
29. TECPRON
30. Unimed Cuiaba Cooperativa de Trabalho Medico
31. Unimed de Avare Cooperativa de Trabalho Medico
56
Relatório Anual 2014
32. Valpasa Paper Industry
33. ViiV Innovation
34. Whirlpool
Considerações Finais
Através desde relatório do COP, foi possível expor algumas ações,
bem como os resultados alcançados no ano de 2014 em relação as atividades
desenvolvidas pela organização. Descrevendo as ações em cada área de
interesse, visando incluir na estratégia, cultura e atividades diárias da
organização, de maneira contínua, os progressos realizados na implantação
dos princípios estabelecidos pelo programa.
57
Relatório Anual 2014
Anexo
Política Integrada
58
Fly UP