...

SELEÇÃO NATURAL DOS QUE IRÃO PARA ILHA (Prof. Maurício

by user

on
Category: Documents
2

views

Report

Comments

Transcript

SELEÇÃO NATURAL DOS QUE IRÃO PARA ILHA (Prof. Maurício
SELEÇÃO NATURAL DOS QUE IRÃO PARA ILHA
(Prof. Maurício – www.agsaw.com.br)
A Seleção Natural dos Resgatáveis para a Ilha Secreta do Pacífico se constitui
numa ação para salvação dos escolhidos, dentro da terceira possibilidade de
liberação de almas, durante o período de existência da nossa 5ª Raça-Raiz.
Como sabemos durante o período de manifestação de nossa 5ª Raça-Raiz,
assim como em todas as demais Raças-Raiz, são consignadas a cada um de
nós cinco possibilidades de salvação de nossa alma. Isto é, temos cinco
chances de nos libertamos das leis mecânicas que nos prende à Roda do
Sansara, se livrar do carma adquirido.
Pela Primeira Possibilidade, nestes aproximadamente 25.964 anos da nossa
atual 5ª Raça-Raiz muitas almas especiais se libertaram para sempre da Roda
do Sansara. Libertaram-se todos aqueles seres inefáveis que percorreram
a Senda da Iniciação e se cristificaram, tais como Jesus Cristo, Budha, São
Francisco de Assis, Samael Aun Weor, Rabolú, etc.
Pela Segunda Possibilidade se libertaram temporariamente da Roda do
Sansara todos os nirvanis, que são os anjos, nas suas nove escalas
hierárquicas.
A Terceira Possibilidade de Liberação da Roda do Sansara se aplicará a
todas as almas que embora aspirem à libertação da roda, até o momento,
ainda não obtiveram qualificação, não deram a nota certa, como diz o V.M.
Rabolú. Então esta possibilidade se aplica aos selecionáveis ao Êxodo
para a Ilha Sagrada do Pacífico.
Esta terceira possibilidade se abre a todos àquelas almas que irreversivelmente
se decidirem pelo trabalho com a morte dos defeitos, independentemente
do percentual de consciência que possuam ou da religião que pertençam.
É exatamente para estas almas que a Lei Objetiva oferta a Ilha Secreta,
como uma oportunidade a mais, para que deem continuidade em seu trabalho
de liberação lá, enquanto que aqui não haverá solo para pisar, uma vez que
tudo será dissolvido.
A Quarta Possibilidade ou Oportunidade é para aquelas almas que irão
ser resgatadas pelas naves espaciais, que participarão do êxodo para
outros planetas, para as diversas Moradas do Pai Celestial no espaço infinito.
A Quinta Possibilidade se aplica ao grosso da humanidade, cujas almas
serão inseridas nos mundos infernais, para passarem pela Segunda Morte,
falando em termos Jesus Cristiano, quando o mundo acabar.
A Seleção Natural dos privilegiados, que vão para a Ilha Sagrada do Pacífico,
passa pela mesma trajetória de toda e qualquer semente viva, do plantio à
colheita. Dá-se consoante a Parábola do Semeador, que é uma
das parábolas de Jesus encontradas nos três evangelhos sinópticos e
o apócrifo Evangelho de Tomé.
Nesta história, um semeador deixou cair uma semente no caminho, em terreno
rochoso e entre os espinhos, e ela se perdeu, mas quando a semente caiu em
boa terra, cresceu, multiplicando por trinta, sessenta e cem a colheita.
«Naquele dia saindo Jesus de casa, sentou-se junto ao mar; chegaram-se a ele grandes
multidões, de modo que entrou numa barca e se assentou; e todo o povo ficou em pé na praia.
Muitas coisas lhes falou em parábolas, dizendo: O semeador saiu a semear. Quando semeava,
uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e comeram-na. Outra parte
caiu nos lugares pedregosos, onde não havia muita terra; logo nasceu, porque a terra não era
profunda e tendo saído o sol, queimou-se; e porque não tinha raiz, secou-se. Outra caiu entre
os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram. Outra caiu na boa terra e dava fruto,
havendo grãos que rendiam cem, outros sessenta, outros trinta por um. Quem tem ouvidos,
ouça.» (Mateus 13:1-9).
O Colégio de Iniciado, desde o início desta dispensação da 5ª Raça-Raiz até
os dias atuais, sempre nos mandou semeadores, Mestres Instrutores, Profetas,
Anjos, Cristos, Avataras, etc., para nos instruir.
Assim cada Mestre da loja Branca veio a seu tempo, num determinado espaço
da Terra, para exercer a sua Missão Didática de passar os ensinamentos aos
instruídos. Porém nem todos os seres humanos estiveram dispostos a
receberem e praticarem os ensinamentos dos Instrutores. Pelo contrário a
humanidade sempre recusou aos mestres, matou os profetas e a Jesus Cristo
também.
Cada Mestre que esteve aqui, desde o início dos tempos, passou a sua
doutrina para a libertação do ente humano, plantou a sua semente, que
germinou e cresceu ao longo dos tempos.
Agora chegou a hora da colheita, para examinar se deu ou não bons frutos.
Para esta etapa da colheita todo Mestre, que esteve aqui na Terra em Missão
Didática, retornará em Missão de Resgate. Voltará para fazer a colheita, para
comandar o Êxodo dos Selecionados para a Ilha Sagrada do Pacífico.
Portanto, não se deixem enganar pelos falsos mestres das organizações
pseudognósticas, que estão por ai. Não siga ninguém, siga somente ao seu
Pai Interno, como nos aconselhou o VM. Samael. O referencial da trajetória de
mestrado é claro: o último Mestre foi o VM. Rabolú, Juiz do Carmo, para
bater o martelo, decretar o fim desta raça humana, quando ele mesmo
disse: “Não há mais nada a fazer”.
Vamos refletir sob a luz do paradigma holosótico, seria totalmente ilógica a
existência da Ilha Sagrada, a ocorrência de resgate, Êxodo, etc., se ainda
houvesse tempo para existência de Mestres em missão didática; se ainda
houvesse tempo para plantar e esperar a semente germinar e dar frutos.
Como se deu a seleção natural ao logo dos tempos até hoje? Sabemos
que cada um de nós passa por dois grandes julgamentos antes de ser
mandado para os céus ou para os infernos, em definitivo. O Primeiro Grande
Julgamento é coletivo e o Segundo é Individual.
O Julgamento coletivo da Humanidade finalizou-se no dia 27 de outubro
de 1950, quando se reuniram num Congresso Cósmico os Sete Logói
planetários, para julgar os crimes da Humanidade do planeta Terra. Os
Sete Arcanjos Planetários, ou Logói (Gabriel, Rafael, Uriel, Michael, Samael,
Zachariel e Orifiel), e grandes mestres dos altos escalões da Grande
Fraternidade Branca – como Sanat Kumara, Bhagavan Aclaiva, Huiracocha e
Rasmussen – estavam entre os presentes. Um por vez, os Sete Logói foram
tomando a palavra e objetivamente enumeraram os crimes espantosos que
agravaram o carma desta humanidade doente.
Para este julgamento coletivo serviram de base os ensinamentos dados por
Jesus Cristo, nos Quatro Evangelhos, juntamente com os ensinamentos de
todos os Mestres da Loja Branca, de todos os profetas e Avatares, que
estiveram em Missão Didática, aqui na Terra, até aquela data.
Para o segundo julgamento, que é o individual, servirá de base os
ensinamentos do VM. Rabolú, juntamente com o Avatar de Aquário, com base
no Quinto Evangelho do VM. Samael.
Nos Quatro Evangelhos deu-se a doutrina para a salvação da raça humana,
mas ela se perdera, no julgamento coletivo. No Quinto Evangelho Samaeliano
está todo o funcionalismo doutrinário necessário para que cada Ser Humano
possa sair bem, individualmente, no Segundo Julgamento e sair do inferno,
donde já está por prerrogativas do Primeiro Julgamento.
Então o VM. Samael, dentro deste princípio jogou todos os seus anzóis no
Oceano da Existência para tentar salvar o chapéu do afogado.
Ninguém de nós poderia alegar inocência, por ausência de informação.
Da mesma forma ninguém poderá sair bem no Segundo Julgamento, sair bem
individualmente, se não reconhecer que já está perdido, que é um habitante do
Mundo Infernal, de onde se deve empreender superesforço para sair de lá.
Neste sentido um simples panfletinho, um texto, um vídeo, uma conferência,
etc., que recebemos, poderá estar trazendo em definitivo a chave para a nossa
condenação eterna ou para nossa liberação definitiva.
A maneira que vamos reagir diante de uma fonte de informações destas será
definitiva. Ai tudo passa a depender do anelo espiritual, contido na mônada de
quem recebe a informação.
Se for uma mônada que possua anelos espirituais, receberá com assombro as
informações revolucionárias para a sua salvação, se apropriar-ser do seu
conteúdo e praticá-los. Por certo obterá resultados positivos.
Se for uma Mônada desanelada espiritualmente, certamente não vai interessar
pelo conteúdo de sua própria salvação, como o que ocorre na prática, entre os
oito bilhões de seres humanos que vivem na Terra atualmente.
Então quando entramos em contato com um panfletinho ou uma pequena fonte
de informação gnóstica, para a Lei Objetiva é definitivo. As Hierarquias fixam
olhos na gente, para ver se trabalharmos para ascender, para dar a nota ou se
vamos, pela inércia da entropia, permanecer no abismo onde já estamos.
Para que toda esta odisseia se finalize é que há um Mestre do Carma, Juiz
Absoluto da Lei Objetiva, VM. Rabolú, batendo o martelo em tudo.
Para o Primeiro Julgamento foram básicas as informações contidas nos Quatro
Evangelhos. Para o Segundo Julgamento Servirá de base a Doutrina Gnóstica
Valorizada do VM. Samael e para a liberação ou condenação de cada um de
nós, agora em definitivo, com a batida do Martelo da Lei Divina, a base será a
Doutrina Gnóstica Samaeliana Ressintetizada pelo VM. Rabolú.
Só irão ao Segundo Julgamento ou Julgamento Individual os inconformados
com o Resultado do Primeiro Julgamento. Aqueles que recebem informações
acerca de sua real condição de habitantes do abismo compreende esta
situação, não conforma com ela e vai lutar para reverter o quadro.
Para os seus discípulos sob a lei das oitavas, para que não caiam na entropia e
entre numa noite cósmica os VMs. Da Loja Branca dão choques em seus
ensinamentos, em suas doutrinas, levando os selecionados a uma oitava
superior. Porém os que não resistem a este choque não passam pela Seleção
Natural, permanece no abismo, onde foi colocado após o Primeiro Julgamento.
Isto foi o que aconteceu com a maioria de discípulos do VM. Samael, que não
entendeu ou que não quis obedecer às mudanças decretadas pelo VM.
Samael, quando este não aprovou os Estatutos da Santa Igreja Gnóstica,
desativou os seus livros, deixando apenas os Cinco Básicos, acabou com o
comércio na gnose, protagonizou a Nova Ordem, etc.
O enorme contingente de estudantes gnósticos samaelianos da Velha Ordem,
devido ao seu elevado grau de desobediência, não passou pela Seleção
Natural e hoje são naturais habitantes do abismo, não logrou formar o
esperado Exército de Salvação Mundial.
Os inúmeros milhares dês estudantes gnósticos da Nova Ordem também não
deu a “Nota Certa”, não cumpriu a tarefa dada pelo V.M. Rabolú, sucumbiu-se,
foi desativada juntamente com a própria Nova Ordem, não passou pela
Seleção Natural, infelizmente.
Porém pela Misericórdia Divina as chances ainda estão em aberto para todos
os novatos e para os velhos estudantes gnósticos que queiram retornar à
Senda e se colocar sob um novo funcionalismo de trabalho revolucionário
sobre si mesmo, contidas na Doutrina do MGCU Ressintetizado, inserido no
conteúdo do livro Hercólubus do VM. Rabolú.
Fly UP