...

PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA

by user

on
Category: Documents
6

views

Report

Comments

Transcript

PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
PROGRAMA
DE
LÍNGUA
PORTUGUESA
7ª, 8ª e 9ª classes
1º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO
Ficha Técnica
TÍTULO: Programa de Língua Portuguesa - 7ª, 8ª e 9ª classes
EDITORA: INIDE
IMPRESSÃO: GestGráfica, S.A.
TIRAGEM: 2.000 exemplares
LUANDA, 2.ª EDIÇÃO, Dezembro 2012
© 2012 INIDE
PROGRAMA APROVADO PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
ÍNDICE
Introdução da Disciplina no 1º Ciclo do Ensino Secundário ----------------- 4
Objectivos Gerais da Língua Portuguesa
no 1º Ciclo do Ensino Secundário --------------------------------------------- 6
Objectivos Gerais da Língua Portuguesa na 7ª Classe ------------------------ 8
Objectivos Gerais da Língua Portuguesa na 8ª Classe ------------------------ 9
Objectivos Gerais da Língua Portuguesa na 9ª Classe ----------------------- 10
Texto Narrativo ---------------------------------------------------------------- 11
Texto Descritivo --------------------------------------------------------------- 18
Texto Apelativo (Injuntivo) --------------------------------------------------- 23
Texto Informativo ------------------------------------------------------------- 29
Texto Poético ------------------------------------------------------------------- 36
Texto Explicativo -------------------------------------------------------------- 44
Texto Argumentativo ---------------------------------------------------------- 47
3
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
INTRODUÇÃO DA DISCIPLINA
No 1º Ciclo do ENSINO Secundário
A disciplina de Língua Portuguesa no currículo do 1º Ciclo do Ensino
Secundário visa, essencialmente, alargar e aperfeiçoar a compreensão e prática
da língua oral e escrita.
Como veículo e forma de cultura, a língua constitui não só o meio por
excelência de acesso à informação e à formação escolar e extra-escolar como,
fundamentalmente, um espaço de comunicação e intercâmbio cultural.
Como refere Vitor Aguiar e Silva, “a linguagem verbal é uma faculdade
universal do Homem que se manifesta e se realiza empiricamente através de um
grande número de línguas naturais e históricas, com características tipológicas
muito diversas. Ao longo dos séculos, muitas destas línguas morreram, outras
transformaram-se e deram origem a outras línguas. Uma língua é um sistema
em contínua transformação. Enquanto sistema, cada língua possui valores
e normas de funcionamento autónomos que relevam de uma lógica, de uma
economia e de uma dinâmica próprias. Mas cada língua, como sistema aberto,
está indissociavelmente ligada à vida e à história do(s) povo(s) que a fala(m). Cada
língua, na sua própria história, na história da sua origem e do seu desenvolvimento,
patenteia múltiplos sinais das formas de vida, das aventuras e das vicissitudes
históricas, políticas, religiosas, económicas, militares, etc., do povo ou dos povos
a que pertence.
Conhecer uma língua significa ter a capacidade de entender, de interpretar e
de produzir textos nessa língua. Textos que vão desde os que circulam na esfera
da vida prática até aos textos da literatura, passando pelos textos da filosofia e
da ciência. Textos muito diferentes, voltamos a sublinhar, nos seus géneros, nas
suas finalidades e nos seus mecanismos comunicacionais e que, por isso mesmo,
utilizam de modos diversos os recursos semióticos da língua. Saber produzir
e saber entender e interpretar textos, em particular textos literários, pressupõe
também conhecer as normas e as convenções dos diversos géneros de textos e
pressupõe o conhecimento das articulações dialógicas de um texto com outros
textos”.
A Língua Portuguesa ocupa um lugar e uma função determinantes em Angola,
como língua oficial, e internacionalmente, no espaço da Comunidade dos Países
de Língua Portuguesa, o Português pode e deve ser o principal instrumento para
os homens lusófonos se relacionarem uns com os outros.
4
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Outro aspecto inerente ao ensino da Língua Portuguesa é a dimensão
estética que a língua contempla e potencia: o desenvolvimento da sensibilidade,
criatividade e apreço pela leitura, através do contacto com vários tipos de textos
e géneros literários, bem como o gosto pela criação de textos como forma de
personalização e comunicação com os outros.
Na estruturação programática do 1º Ciclo do Ensino Secundário teve-se em
atenção o enquadramento temático, a partir do qual se deverão desenvolver os
conteúdos nucleares da disciplina.
Assim, optou-se por ter como base estruturante os seguintes Conteúdos
Nucleares:
››
››
››
››
››
››
››
O texto narrativo;
O texto descritivo;
O texto apelativo;
O texto informativo;
O texto poético;
O texto explicativo;
O texto argumentativo.
O domínio da língua faz-se através de textos. Daí que, no desenvolvimento dos
conteúdos nucleares referidos, se tomem como temas dominantes para o ensino
e aprendizagem dos diferentes domínios (ouvir/falar, ler/escrever), o sucessivo
atendimento às diferentes tipologias textuais, de uma forma progressiva e
integrada. Procurou-se também que o estudo evolutivo do funcionamento da
língua se desenvolvesse integralmente em equação com as características dos
textos que lhe servem de suporte e de núcleo dinâmico.
5
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
OBJECTIVOS GERAIS DA LÍNGUA PORTUGUESA
NO 1º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO
Em termos genéricos, poderemos apontar ao ensino da Língua Portuguesa no
1º Ciclo quatro grandes objectivos gerais:
›› Desenvolver no aluno a capacidade de comunicação nacional e
internacional que lhe permita alargar o seu horizonte pessoal, bem como
adquirir conhecimentos e experiências acumuladas ao longo da história da
humanidade;
›› Proporcionar a consolidação da consciência nacional;
›› Fomentar o apreço pelas manifestações culturais através da leitura de obras
literárias nacionais e internacionais;
›› Fornecer instrumentos de comunicação e expressão oral e escrita que
permitam a integração social e a participação consciente no processo
político-cultural e socioeconómico do país.
Estes objectivos genéricos poderão ser desdobrados em Objectivos Específicos:
No que se refere ao desenvolvimento pessoal e social:
›› Desenvolver competências e fomentar o apreço pelas manifestações culturais
do seu País e pelos valores estéticos, tanto nacionais como estrangeiros;
›› Promover o desenvolvimento de atitudes e capacidades de relacionamento
interpessoal através de progressivas aquisições linguísticas;
›› Fomentar atitudes responsáveis de análise e integração consciente no
processo político-social e económico do país.
No que se refere às aquisições fundamentais linguísticas:
›› Assegurar as condições necessárias a um progressivo desenvolvimento
linguístico que permita uma expressão fluente, quer oral quer escrita;
›› Desenvolver competências de análise e interpretação dos conteúdos escritos
e orais;
6
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
›› Proporcionar meios de utilização correcta da língua nas diversas situações
de uso, nomeadamente na compreensão dos conteúdos das outras disciplinas
do currículo.
›› Desenvolver a sensibilidade e a criatividade do aluno, através da leitura do
texto literário e da escrita do texto literário.
Em relação à avaliação:
É sempre importante, por parte do(a) professor(a), ter em conta os vários tipos
de avaliação, no decorrer do período lectivo.
A avaliação diagnóstica, revelada pelos elementos de ordem psíquica, física
emocional, ambiental e social, conduz à detecção de dificuldades mais persistentes
dos alunos, do grau de apreensão de conteúdos linguísticos (orais ou escritos).
Não se pode descurar o papel da avaliação formativa. Sabe-se que é com este
tipo de avaliação que se entendem os maiores obstáculos à expressão oral e escrita
e que se devem corrigir a tempo. Esta avaliação é feita pelo(a) professor(a) e pelos
próprios alunos - a auto-avaliação - e consequentemente - a autocorrecção.
A avaliação sumativa completa, finalmente, o quadro da avaliação a esse nível.
Ela determina em que medida é que os objectivos definidos no início tiveram ou
não consecução. É este tipo de avaliação que leva à decisão, pelos docentes, da
nota a atribuir aos alunos.
Daqui se pode inferir que a avaliação contínua e perspectivada cobre todos
os domínios previstos no programa, fazendo parte integrante de cada conteúdo
nuclear.
7
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Objectivos Gerais dA Língua Portuguesa
na 7ª classe
›› Conhecer a Língua Portuguesa adequando o seu uso correcto às diferentes
situações de comunicação. Compreender as características das tipologias
textuais e a contextualização dos discursos;
›› Compreender enunciados orais e escritos através da informação captada;
›› Aprender criticamente o significado e a intencionalidade de mensagens
veiculadas em discursos variados;
›› Analisar e interpretar textos através da apropriação progressiva de
instrumentos linguísticos e literários;
›› Compreender uma sistematização de conhecimentos sobre o funcionamento
da língua a partir de situações de uso e em ocasiões próprias.
8
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Objectivos Gerais dA Língua Portuguesa
na 8ª classe
›› Compreender a Língua Portuguesa através do seu uso correcto e adequado;
›› Aplicar a expressão oral fluente para a adequação da intencionalidade e da
eficácia comunicativa;
›› Compreender as variações linguísticas e a interpretação das diferentes
tipologias textuais;
›› Analisar os modelos de leitura – metódica e extensiva –, e utilizá-los como
fonte de informação e de aquisição de conhecimentos;
›› Aplicar realizações linguísticas e produções literárias como fonte de
desenvolvimento da história e da cultura nacional;
›› Conhecer os recursos expressivos linguísticos e não linguísticos;
›› Aplicar reflexões linguísticas e sistematização de conhecimentos sobre o
funcionamento da língua a partir de situações de uso e em ocasiões próprias.
9
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Objectivos Gerais dA Língua Portuguesa
na 9ª classe
›› Compreender a Língua Portuguesa assegurando o seu uso correcto e
adequado às diferentes situações de comunicação;
›› Compreender o princípio da contextualização dos discursos;
›› Compreender enunciados orais através da informação captada e da dedução
de sentidos implícitos;
›› Aplicar uma expressão oral fluente, correcta e adequada a diversas situações
de comunicação, de acordo com as normas e técnicas específicas;
›› Aplicar as experiências de leitura como fonte de informação para múltiplas
finalidades;
›› Apreender afinidades e contrastes, na leitura do texto literário, entre vários
tipos, espaços, épocas e géneros textuais;
›› Desenvolver a competência de interpretação pela apropriação progressiva de
instrumentos linguísticos e literários;
›› Aplicar a prática da escrita através de estratégias de planificação e
textualização;
›› Aplicar uma reflexão linguística e uma sistematização de conhecimentos
sobre o funcionamento da língua, a partir de situações de uso e em ocasiões
próprias para essa reflexão e sistematização.
10
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO NARRATIVO
Objectivos específicos:
›› Consolidar a integração do texto narrativo nos domínios do oral e do escrito;
›› Reconhecer as características linguísticas deste tipo de texto;
›› Inferir a super estrutura deste tipo de texto;
›› Aprofundar a prática da sua escrita a partir de intenções variadas;
›› Aperfeiçoar a competência escrita pela utilização de técnicas de auto e
heterocorrecção.
7ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Situação de Comunicação.
›› Caracterizar as personagens;
›› Determinar o seu papel na acção:
›› As personagens;
›› A mensagem da narrativa.
2. História e discurso.
›› A história: elementos;
›› O discurso: aspectos.
principal e secundário;
›› Resumir oralmente o texto.
›› Verificar os elementos da história:
• Personagem, personagens;
• Acção;
• Tempo da acção;
• Espaço.
›› Reflectir sobre os aspectos do discurso:
• Identificar o narrador;
• Narrador personagem/narrador não
personagem;
• Determinar a organização do tempo
no discurso de progressão cronológica
ou anacronia temporal (recuos ou
avanços no tempo).
3. Estrutura da narrativa.
›› A situação inicial;
›› A complicação e a resolução;
›› A moral.
›› Descobrir a situação inicial da história;
›› Descobrir a complicação e a(s)
resolução(ões);
›› Verificar se o texto implica uma moral;
11
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
4. Funcionamento da língua.
Marcas morfossintácticas;
Frase simples;
Frase complexa;
Orações coordenadas (copulativas,
adversativas);
›› Autor;
›› Leitor;
›› O espaço e o tempo da narrativa;
›› Classes morfológicas.
›› Verificar a coerência (organização lógica)
››
››
››
››
do discurso;
›› A pontuação objectiva: o ponto final, os
dois pontos, o ponto e vírgula, a vírgula;
›› Importância da pontuação subjectiva
››
››
››
››
››
››
››
››
››
››
5. Escrita da narrativa.
12
(as exclamações, as reticências, as
interrogações);
Verificar a estrutura da frase simples e a
estrutura da frase complexa;
Distinguir, na frase, as funções de sujeito
e predicado;
Distinguir os complementos
circunstanciais de tempo e de lugar;
Reconhecer alguns factores de
comunicação implicados (código,
mensagem, emissor, receptor);
Verificar o nome do autor;
Inferir o leitor a quem se dirige: crianças,
jovens, velhos, nacional, estrangeiro,
universal, culto, inculto, da cidade, do
campo, etc.;
Localizar a acção no tempo e no espaço;
Verificar os momentos da acção;
Resumir o texto por ordem de
acontecimentos;
Estudar as classes morfológicas:
• O substantivo - sua flexão;
• O verbo - tempo e modo;
• O adjectivo - sua flexão;
• As conjunções coordenativas
(copulativas adversativas).
›› Desenvolver técnicas relativas ao acto
narrativo:
• O reconto e a descoberta da história;
• Inventar a continuação da história
partindo da situação inicial;
• Contar por escrito histórias diferentes,
mas partindo da mesma temática;
• Criação de outros textos narrativos.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
6. Avaliação.
›› Encontrar, no processo da oralidade,
››
da escrita ou da leitura, as normas que
regulam esses domínios;
Corrigir, através da reflexão conjunta, as
normas transgredidas.
8ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Situação de Comunicação.
›› Caracterizar as personagens;
›› Determinar o seu papel na acção:
›› As personagens;
›› A mensagem da narrativa.
2. História e discurso.
›› A história: elementos;
›› O discurso: aspectos.
principal e secundário;
›› Resumir oralmente o texto.
›› Verificar os elementos da história:
• Personagem, personagens;
• Acção;
• Tempo da acção;
• Espaço.
›› Reflectir sobre os aspectos do discurso:
• Identificar o narrador;
• Narrador personagem/narrador não
personagem;
• Determinar a organização do tempo
no discurso de progressão cronológica
ou anacronia temporal (recuos ou
avanços no tempo).
3. Estrutura da narrativa.
›› A situação inicial;
›› A complicação e a resolução;
›› A moral.
›› Descobrir a situação inicial da história;
›› Descobrir a complicação e a(s)
resolução(ões);
›› Verificar se o texto implica uma moral;
13
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
4. Funcionamento da língua.
Marcas morfossintácticas;
Frase simples;
Frase complexa;
Orações coordenadas (copulativas,
adversativas);
›› Autor;
›› Leitor;
›› O espaço e o tempo da narrativa;
›› Classes morfológicas.
›› Verificar a coerência (organização lógica)
››
››
››
››
do discurso;
›› A pontuação objectiva: o ponto final, os
dois pontos, o ponto e vírgula, a vírgula;
›› Importância da pontuação subjectiva
››
››
››
››
››
››
››
››
››
››
››
14
(as exclamações, as reticências, as
interrogações);
Verificar a estrutura da frase simples e a
estrutura da frase complexa.
Distinguir, na frase, as funções de sujeito
e predicado;
Distinguir os complementos
circunstanciais de tempo de lugar, de
modo, de fim, de causa;
Reconhecendo factores de comunicação
implicados (contexto e canal);
Reconhecendo as funções de linguagem
(referencial, fáctica “meio”, apelativa,
subjectiva);
Verificar o nome do autor;
Inferir o leitor a quem se dirige: crianças,
jovens, velhos, nacional, estrangeiro,
universal;
Localizar a acção no tempo e no espaço;
Verificar os momentos da acção;
Resumir o texto por ordem de
acontecimentos;
Estudar as classes morfológicas:
• O substantivo - sua flexão;
• O verbo - tempo e modo;
• O adjectivo - sua flexão;
• O advérbio - de tempo, de lugar; as
locuções adverbiais;
• As conjunções coordenativas
(copulativas, adversativas,
disjuntivas); as locuções
conjuncionais;
• Discurso directo e indirecto.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
5. Escrita da narrativa.
›› Desenvolver técnicas relativas ao acto
6. Avaliação.
›› Encontrar, no processo da oralidade,
narrativo:
• O reconto e a descoberta da história;
• Inventar a continuação da história
partindo da situação inicial;
• Contar por escrito histórias diferentes,
mas partindo da mesma temática;
• Criação de outros textos narrativos.
››
da escrita ou da leitura, as normas que
regulam esses domínios;
Corrigir, através da reflexão conjunta as
normas transgredidas.
9ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Situação de Comunicação.
Autor;
Leitor;
O espaço e o tempo da narrativa;
As personagens;
A mensagem da narrativa.
›› Desenvolver a capacidade de leitura,
››
››
››
››
››
››
››
››
››
››
››
››
››
verificando a situação comunicativa
estabelecida em qualquer texto:
• Reconhecendo factores de
comunicação implicados (código,
mensagem, emissor, receptor,
contexto, canal);
• Reconhecendo funções de linguagem
(emotiva, apelativa, poética, meta
linguística, referencial e fáctica);
Verificar o nome do autor;
Inferir o leitor a quem se dirige: crianças,
jovens, velhos, nacional, estrangeiro,
universal, culto, inculto, da cidade, do
campo, etc.;
Localizar a acção no tempo e no espaço;
Verificar os momentos da acção;
Resumir o texto por ordem dos
acontecimentos;
Verificar as funções das personagens
(sujeito, objecto, remetente, destinatário,
oponente e adjuvante);
Discutir criticamente as ideias do texto;
Desenvolver o debate.
15
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
2. História e discurso.
›› Verificar os elementos da história:
• Personagem, personagens;
• Acção;
• Tempo da acção;
• Espaço.
›› Reflectir sobre os aspectos do discurso:
• Identificar o narrador;
• Narrador personagem/narrador não
›› A história: elementos;
›› O discurso: aspectos.
personagem;
• Determinar a organização do tempo
no discurso de progressão cronológica
ou anacronia temporal (recuos ou
avanços no tempo).
3. Estrutura da narrativa.
›› A situação inicial;
›› A complicação e a resolução;
›› A moral.
3.1. Marcas de literacia.
3.2. Subespécies da narrativa.
›› Descobrir a situação inicial da história;
›› Descobrir a complicação e a(s)
resolução(ões);
›› Verificar se o texto implica uma moral;
›› Verificar a intencionalidade do texto (os
actos da fala);
›› Reconhecer marcas de literacia:
• O adjectivo e o advérbio;
• A comparação, a metáfora, a
››
4. Funcionamento da língua.
Marcas morfossintácticas;
Frase simples;
Frase complexa;
Orações coordenadas e subordinadas;
Classes morfológicas.
››
››
››
››
››
›› Verificar a coerência (organização lógica)
do discurso;
›› Verificar a estrutura da frase simples e a
››
››
››
››
››
››
››
16
enumeração, a gradação, a hipérbole,
a ironia;
Caracterizar:
• A fábula; o conto;
• A lenda.
estrutura da frase complexa;
Orações coordenadas e subordinadas;
Distinguir a 1ª pessoa e a 3ª pessoa;
O tempo do discurso;
Análise;
O discurso directo e indirecto;
Frases exclamativas, interrogativas,
declarativas e imperativas;
Distinguir na frase todos os
complementos circunstanciais;
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
›› Estudar as classes morfológicas:
• Os advérbios - de modo, quantidade,
››
››
››
››
afirmação, negação, inclusão, dúvida,
designação, causa.
As locuções adverbiais;
As conjunções coordenativas conclusivas
e explicativas;
As conjunções subordinativas
condicionais, comparativas, causais,
temporais, concessivas, consecutivas,
finais e integrantes;
As locuções conjuncionais;
5. Escrita da narrativa.
›› Desenvolver técnicas relativas ao acto
6. Avaliação.
›› Encontrar, no processo da oralidade,
narrativo:
• O reconto e a descoberta da história;
• Inventar a continuação da história,
partindo da situação inicial;
• Contar por escrito histórias diferentes,
mas partindo da mesma temática;
• Criação de outros textos narrativos.
››
da escrita ou da leitura, as normas que
regulam esses domínios;
Corrigir, através da reflexão conjunta, as
normas transgredidas.
17
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
TEXTO DESCRITIVO
Objectivos específicos:
›› Desenvolver a observação;
›› Distinguir e integrar a descrição nas várias situações de comunicação orais
e escritas;
›› Verificar as características específicas do texto descritivo;
›› Reconhecer as características linguísticas deste tipo de texto;
›› Aprofundar técnicas de escrita deste tipo de texto;
›› Aperfeiçoar a competência da escrita pela utilização de técnicas de auto e
heteroavaliação.
7ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto descritivo.
Objecto;
Plano;
Descrição autónoma;
Descrição integrada na narrativa;
Delimitação descritiva (onde começa e onde
acaba).
›› Determinar o objecto passível de ser
››
››
››
››
››
descrito;
›› Descrever o que pode ver: (interiores,
››
››
››
››
2. Tipos de Descrição (ver, fazer e falar).
exteriores); espaços, pessoas, animais,
objectos, etc.;
Verificar elementos configuradores da
perspectiva (próximo, afastado, mais
afastado);
Analisar descrições desligadas de
qualquer outro texto: rótulos, ementas;
Delimitar na narrativa o princípio e o
fim da descrição;
Observar o processo.
›› Observar vários tipos de descrição:
• Derivada do olhar da personagem;
• Motivada por um desejo de falar sobre
alguma coisa ou alguém;
• Derivada da necessidade de actuar
sobre o objecto.
3. Funcionamento interno da descrição.
Personagem;
Tema introdutor;
Nomenclatura;
Subtemas em ligação;
Formas de qualificação do adjectivo.
››
››
››
››
››
18
›› Verificar no texto qual o tema da
descrição;
›› Registar o léxico;
›› Determinar as expansões qualificativas
desse léxico.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
4. Funcionamento da língua.
›› Estudar as classes morfológicas:
• Verbos sensitivos (ver, olhar, sentir);
• Verbos declarativos (dizer, afirmar);
• Verbos dinâmicos (andar, ir, vir,
›› Classes morfológicas e sua importância
semântica;
›› Marcas morfossintácticas:
• As orações subordinadas (relativas e
temporais).
voltar, fazer);
›› Tempos verbais:
• O imperfeito;
• O gerúndio.
›› O adjectivo - sua flexão;
›› O advérbio e a locução adverbial;
›› A preposição e a locução prepositiva;
›› A conotação e a denotação;
›› As conjunções subordinadas;
›› Analisar sintacticamente as orações
subordinadas (relativas e temporais).
5. Escrita da descrição.
›› Descrever correctamente:
• Retrato físico ou psicológico das
personagens;
• A paisagem;
• A cena;
• Objectos (partindo do funcionamento
interno da descrição).
6. Funções da descrição.
›› Verificar e aplicar correctamente, na
7. Avaliação.
›› Aperfeiçoar a auto e a heteroavaliação.
leitura e na escrita, as seguintes funções:
• Função decorativa (de integração no
sistema estético-retórico);
• Função focalizadora (série de
informações sobre esta ou aquela
personagem).
8ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto descritivo.
Objecto;
Plano;
Descrição autónoma;
Descrição integrada na narrativa;
Delimitação descritiva (onde começa e onde
acaba).
›› Determinar o objecto passível de ser descrito;
›› Descrever o que pode ver: (interiores,
››
››
››
››
››
››
exteriores); espaços, pessoas, animais,
objectos, etc.;
Verificar elementos configuradores da
perspectiva (próximo, afastado, mais
afastado);
19
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
›› Analisar descrições desligadas de
qualquer outro texto: rótulos, ementas.
›› Delimitar na narrativa o princípio e o
fim da descrição;
›› Observar o processo.
2. Tipos de Descrição (ver, fazer e falar).
›› Observar vários tipos de descrição:
• Derivada do olhar da personagem;
• Motivada por um desejo de falar sobre
alguma coisa ou alguém;
• Derivada da necessidade de actuar
sobre o objecto.
3. Funcionamento interno da descrição.
Personagem;
Tema introdutor;
Nomenclatura;
Subtemas em ligação;
Formas de qualificação do adjectivo.
›› Verificar no texto qual o tema da
4. Funcionamento da língua.
›› Estudar as classes morfológicas:
• Verbos sensitivos (ver, olhar, sentir);
• Verbos declarativos (dizer, afirmar);
• Verbos dinâmicos (andar, ir, vir,
››
››
››
››
››
›› Classes morfológicas e sua importância
semântica;
›› Marcas morfossintácticas:
• As orações subordinadas (relativas e
temporais).
descrição;
›› Registar o léxico;
›› Determinar as expansões qualificativas
desse léxico.
voltar, fazer);
›› Tempos verbais:
• O imperfeito;
• O gerúndio.
›› O adjectivo - sua flexão;
›› O advérbio e a locução adverbial;
›› A preposição e a locução prepositiva;
›› A conotação e a denotação;
›› As conjunções subordinadas;
›› Analisar sintacticamente as orações
subordinadas (relativas e temporais).
5. Escrita da descrição.
›› Descrever correctamente:
• Retrato físico ou psicológico das
personagens;
• A paisagem;
• A cena;
• Objectos (partindo do funcionamento
interno da descrição).
20
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
6. Funções da descrição.
›› Verificar e aplicar na leitura e na escrita
7. Avaliação.
›› Aperfeiçoar a auto e a heteroavaliação.
correctamente as seguintes funções:
• Função decorativa (de integração no
sistema estético-retórico);
• Função focalizadora (série de
informações sobre esta ou aquela
personagem).
9ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto descritivo.
›› Determinar o objecto passível de ser
›› Objecto;
›› Plano;
›› Espécies:
• Descrição propriamente dita;
• O retrato;
• Descrição paralela.
›› Descrição autónoma;
›› Descrição integrada na narrativa;
›› Delimitação descritiva (onde começa e onde
acaba).
descrito;
›› Descrever o que pode ver: (interiores,
››
››
››
››
››
››
››
2. Tipos de Descrição (ver, fazer e falar).
exteriores); espaços, pessoas, animais,
objectos, etc.;
Verificar elementos configuradores da
perspectiva (próximo, afastado, mais
afastado);
Descrever tempestades, combates, cenas;
Representar o mais exactamente possível
um objecto ou uma pessoa;
Confrontar caracteres, ideias,
comportamentos;
Analisar descrições desligadas de
qualquer outro texto: rótulos, ementas;
Delimitar na narrativa o princípio e o
fim da descrição;
Observar o processo.
›› Observar vários tipos de descrição:
• Do olhar da personagem;
• Motivada por um desejo de falar sobre
alguma coisa ou alguém.
3. Funcionamento interno da descrição.
Personagem;
Tema introdutor;
Nomenclatura;
Subtemas em ligação;
Formas de qualificação do adjectivo.
››
››
››
››
››
›› Verificar no texto qual o tema da
descrição;
›› Registar o léxico;
›› Determinar as expansões qualificativas
desse léxico.
21
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
4. Funcionamento da língua.
›› Estudar as classes morfológicas:
• Verbos sensitivos (ver, olhar, sentir);
• Verbos declarativos (dizer, afirmar);
• Verbos dinâmicos (andar, ir, vir,
›› Classes morfológicas e sua importância
semântica;
›› Marcas morfossintácticas:
• As orações subordinadas (relativas e
temporais).
voltar, fazer);
›› Tempos verbais:
• O imperfeito;
• O gerúndio.
›› O adjectivo - sua flexão;
›› O advérbio e a locução adverbial;
›› A preposição e a locução prepositiva;
›› A conotação e a denotação;
›› As conjunções subordinadas;
›› Analisar sintacticamente as orações
subordinadas (relativas e temporais).
5. Escrita da descrição.
›› Descrever correctamente:
• Retrato físico ou psicológico das
personagens;
• A paisagem;
• A cena;
• Objectos (partindo do funcionamento
interno da descrição).
22
6. Funções da descrição.
›› Verificar e aplicar na leitura e na escrita
7. Avaliação.
›› Aperfeiçoar a auto e a heteroavaliação.
correctamente as seguintes funções:
• Função decorativa (de integração no
sistema estético-retórico);
• Função focalizadora (série de
informações sobre esta ou aquela
personagem).
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO APELATIVO (INJUNTIVO)
Objectivos específicos:
›› Desenvolver o processo cognitivo através da organização de um plano
cronológico de acção;
›› Verificar as finalidades pragmáticas de um enunciado injuntivo;
›› Aprofundar técnicas de escrita deste tipo de texto;
›› Reconhecer as características linguísticas deste tipo de texto;
›› Aperfeiçoar a competência da escrita pela utilização de técnicas de auto e
heteroavaliação.
7ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto injuntivo.
›› Conhecer as características do texto
›› Elementos caracterizadores do texto
››
››
injuntivo;
Traços ou tipos do texto injuntivo;
Espécies do texto injuntivo:
• Injuntivo puro;
• Instrutivo;
• Preditivo.
››
››
2. Textos instrutivos e preditivos.
›› Textos com incidência sobre o sujeito,
objecto, o futuro do sujeito.
injuntivo:
• Cronologia das acções;
• Transformação operada no sujeito e/
ou no objecto;
• Finalidade pragmática.
Distinguir, no texto injuntivo, os
seguintes elementos:
• Marca, imagem ou traço;
• Slogan;
• Comentário ou texto.
Reconhecer os traços ou subtipos do
texto injuntivo:
• Anúncios;
• Cartazes;
• A propaganda:
›› Verbal;
›› Não verbal.
• O logotipo;
• O rótulo;
• A etiqueta.
›› Analisar textos de natureza injuntiva:
• Receita de cozinha;
• As regras de jogo;
• Explicação de regras;
• Instruções sobre experiências ou
funcionamento de objectos;
• O horóscopo;
• O boletim meteorológico;
• O itinerário.
23
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
3. A escrita do texto injuntivo.
›› Enumerar ordens ou prescrições de
››
››
››
4. Funcionamento da língua.
›› Distinguir no texto injuntivo:
• Os diferentes tipos de frases;
• As frases nominais;
• A voz activa e a voz passiva.
›› Reconhecer no texto injuntivo:
• As funções do agente da passiva;
• As orações condicionais.
›› Estudar as classes morfológicas.
• Os substantivos abstractos.
›› Os verbos:
›› Modo:
• Imperativo;
• Infinitivo.
›› Tempo:
• O futuro imperfeito;
• O futuro perfeito;
• Tempos compostos.
5. Avaliação.
›› Encontrar, no processo da oralidade e
›› Marcas morfossintácticas;
›› Classes morfológicas.
24
forma ordenada:
• Dar títulos;
• Ordenar a sucessão de actos que
determinam um resultado final;
• Construir frases a partir de uma
condicional:
›› Se fores...
›› Caso venhas...
Criar textos de acordo com a imagem ou
vice-versa;
Empregar recursos linguísticos
apropriados a este tipo de texto;
Procurar uma linguagem clara,
objectiva, actual.
da escrita ou da leitura, as normas que
regulam esses domínios.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
8ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto injuntivo.
›› Conhecer as características do texto
›› Elementos caracterizadores do texto
››
››
injuntivo;
Traços ou tipos do texto injuntivo;
Espécies do texto injuntivo:
• Injuntivo puro;
• Instrutivo;
• Preditivo.
››
››
2. Textos instrutivos e preditivos.
›› Textos com incidência sobre o sujeito,
objecto, o futuro do sujeito.
injuntivo:
• Cronologia das acções;
• Transformação operada no sujeito e/
ou no objecto;
• Finalidade pragmática;
Distinguir, no texto injuntivo, os
seguintes elementos:
• Marca, imagem ou traço;
• Slogan;
• Comentário ou texto.
Reconhecer os traços ou subtipos do
texto injuntivo:
• Anúncios;
• Cartazes;
• A propaganda:
›› Verbal;
›› Não verbal.
• O logotipo;
• O rótulo;
• A etiqueta.
›› Analisar textos de natureza injuntiva:
• Receita de cozinha;
• As regras de jogo;
• Explicação de regras;
• Instruções sobre experiências ou
funcionamento de objectos;
• O horóscopo;
• O boletim meteorológico;
• O itinerário.
3. A escrita do texto injuntivo.
›› Enumerar ordens ou prescrições de
forma ordenada:
• Dar títulos;
• Ordenar a sucessão de actos que
determinam um resultado final;
• Construir frases a partir de uma
condicional:
›› Se fores...
›› Caso venhas...
25
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
›› Criar textos de acordo com a imagem ou
vice-versa;
›› Empregar recursos linguísticos
apropriados a este tipo de texto;
›› Procurar uma linguagem clara,
objectiva, actual.
4. Funcionamento da língua.
›› Distinguir no texto injuntivo:
• Os diferentes tipos de frases;
• As frases nominais;
• A voz activa e a voz passiva.
›› Reconhecer no texto injuntivo:
• As funções do agente da passiva;
• As orações condicionais.
›› Estudar as classes morfológicas.
• Os substantivos abstractos.
›› Os verbos;
›› Modo:
• Imperativo;
• Infinitivo.
›› Tempo:
• O futuro imperfeito;
• O futuro perfeito;
• Tempos compostos.
5. Avaliação.
›› Encontrar, no processo da oralidade e
›› Marcas morfossintácticas;
›› Classes morfológicas.
da escrita ou da leitura, as normas que
regulam esses domínios.
9ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto injuntivo.
›› Conhecer as características do texto
›› Elementos caracterizadores do texto
››
››
››
26
injuntivo;
Ligação palavra/imagem;
Traços ou tipos do texto injuntivo;
Espécies do texto injuntivo:
• Injuntivo puro;
• Instrutivo;
• Preditivo.
››
injuntivo:
• Cronologia das acções;
• Transformação operada no sujeito e/
ou no objecto;
• Finalidade pragmática.
Distinguir, no texto injuntivo, os
seguintes elementos:
• Marca, imagem ou traço;
• Slogan;
• Comentário ou texto.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
›› Reconhecer os traços ou subtipos do
texto injuntivo:
• Anúncios;
• Cartazes;
• A propaganda:
›› Verbal;
›› Não verbal.
• O logotipo;
• O rótulo;
• A etiqueta.
2. Textos instrutivos e preditivos.
›› Textos com incidência sobre o sujeito,
objecto, o futuro do sujeito.
›› Analisar textos de natureza injuntiva:
• Receita de cozinha;
• As regras de jogo;
• Explicação de regras;
• Instruções sobre experiências ou
funcionamento de objectos;
• O horóscopo;
• O boletim meteorológico;
• O itinerário.
3. A escrita do texto injuntivo.
›› Enumerar ordens ou prescrições de
››
››
››
4. Funcionamento da língua.
›› Marcas morfossintácticas;
›› Classes morfológicas.
forma ordenada:
• Dar títulos;
• Ordenar a sucessão de actos que
determinam um resultado final;
• Construir frases a partir de uma
condicional:
›› Se fores...
›› Caso venhas...
Criar textos de acordo com a imagem ou
vice-versa;
Empregar recursos linguísticos
apropriados a este tipo de texto;
Procurar uma linguagem clara,
objectiva, actual.
›› Distinguir no texto injuntivo:
• Os diferentes tipos de frases;
• As frases nominais;
• A voz activa e a voz passiva.
›› Reconhecer no texto injuntivo:
• As funções do agente da passiva;
• As orações condicionais.
27
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
›› Estudar as classes morfológicas.
• Os substantivos abstractos.
›› Os verbos;
›› Modo:
• Imperativo;
• Infinitivo.
›› Tempo:
• O futuro imperfeito;
• O futuro perfeito;
• Tempos compostos.
5. Avaliação.
›› Encontrar no processo da oralidade e
››
››
28
da escrita ou da leitura, as normas que
regulam esses domínios.
Aperfeiçoar a auto e a heteroavaliação;
Corrigir através de reflexão conjunta as
normas transgredidas.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO INFORMATIVO
Objectivos específicos:
›› Desenvolver o conhecimento no domínio dos fenómenos sociais, culturais,
da ciência e do desporto;
›› Consolidar a integração do texto informativo nos domínios do oral e do
escrito;
›› Reconhecer as características linguísticas deste tipo de texto;
›› Aprofundar a prática da sua escrita a partir de intenções variadas;
›› Aperfeiçoar a competência oral e escrita pela utilização de técnicas de auto
e heterocorrecção.
7ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto informativo.
›› Conhecer as características do texto
›› O texto jornalístico;
›› Textos informativos de outros saberes (de
outras disciplinas);
informativo;
›› Transmitir ao destinatário um domínio
›› Desenvolvimento cronológico da vida de um
poeta, de uma personagem.
››
2. Tipos de texto informativo.
do saber social referente aos seguintes
tipos de texto informativo:
• Jornalístico;
• De outros saberes;
• Informação do quotidiano;
• A carta.
Dar conhecimento de:
• Conceitos;
• Exposições;
• Descobertas.
›› Reconhecer os vários tipos de texto
informativo:
1. O texto jornalístico:
• A notícia;
• A reportagem;
• A entrevista;
• A crónica ou comentário.
2. Outros textos que transmitem
informações sobre:
• Uma experiência;
• Um filme;
• Um passeio;
• Um facto da actualidade;
• Um programa de televisão;
• Publicidade.
29
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
3. A estrutura do texto informativo.
›› Identificar a justaposição de informações
›› A notícia:
de conhecimento heterogéneos;
• O título;
›› Dar informações bem estruturadas;
• A cabeça ou lead;
›› Construir uma informação partindo da
• O corpo ou desenvolvimento.
elaboração de um plano informativo ou
›› A reportagem:
guião, quer escrito, quer oral:
• informação detalhada e objectiva;
• Visão geral;
• discurso predominante na 3ª pessoa;
• Partes
• função informativa da linguagem (pode
• (O título pode ser complementado por
aparecer a poética e a emotiva).
›› A entrevista:
• Recolha de depoimentos de
››
intervenientes;
• Discurso directo;
• Perguntas breves, claras e concisas.
A crónica ou o comentário:
• Acontecimento quotidiano
aparentemente banal, filtrado pela visão
pessoal fortemente subjectiva do escritor.
4. Funcionamento da língua.
›› Marcas morfossintácticas;
›› As orações coordenadas;
›› Classes morfológicas.
•
•
•
•
um pré-título ou antetítulo e por um
subtítulo).
Linguagem viva e rica;
Transcrição das falas das personagens
intervenientes;
Acompanhado ou não do discurso
indirecto ou de descrições e
comentários pessoais;
Caracterizado essencialmente pela
subjectividade.
›› Utilizar com precisão um vocabulário
adequado e objectivo;
›› Utilizar com correcção as regras
ortográficas para este tipo de texto;
›› Distinguir os aspectos referentes à
polissemia;
›› Distinguir conotação / denotação;
›› Reconhecer os tipos de frase;
›› Analisar sintacticamente as orações
coordenadas;
›› Estudar as classes morfológicas:
• O verbo;
• Tempo:
›› Presente;
›› Tempos compostos formados com
os auxiliares ser e haver;
›› Os numerais;
›› As interjeições e as locuções
interjectivas;
›› O vocativo;
›› O nome predicativo do sujeito;
›› O nome predicativo do
complemento directo.
30
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
5. A escrita do texto informativo.
›› Desenvolver metodologias de trabalho.
• Procurar informação:
›› Registá-la;
›› Seleccioná-la.
• Planificar o texto;
• Redigir de acordo com as
características específicas deste tipo
de texto.
8ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto informativo.
›› Conhecer as características do texto
›› O texto jornalístico;
›› Textos informativos de outros saberes (de
outras disciplinas);
informativo;
›› Transmitir ao destinatário um domínio
›› Desenvolvimento cronológico da vida de um
poeta, de uma personagem.
››
2. Tipos de texto informativo.
do saber social referente aos seguintes
tipos de texto informativo:
• Jornalístico;
• De outros saberes;
• Informação do quotidiano;
• A carta.
Dar conhecimento de:
• Conceitos;
• Exposições;
• Descobertas.
›› Reconhecer os vários tipos de texto
informativo:
1. O texto jornalístico:
• A notícia;
• A reportagem;
• A entrevista;
• A crónica ou comentário.
2. Outros textos que transmitem
informações sobre:
• Uma experiência;
• Um filme;
• Um passeio;
• Um facto da actualidade;
• Um programa de televisão;
• Publicidade.
31
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
3. A estrutura do texto informativo.
›› Identificar a justaposição de informações
›› A notícia:
de conhecimento heterogéneos;
• O título;
›› Dar informações bem estruturadas;
• A cabeça ou lead;
›› Construir uma informação partindo da
• O corpo ou desenvolvimento.
elaboração de um plano informativo ou
›› A reportagem:
guião, quer escrito, quer oral:
• informação detalhada e objectiva;
• Visão geral;
• discurso predominante na 3ª pessoa;
• Partes (O título pode ser
• função informativa da linguagem (pode
complementado por um pré-título ou
aparecer a poética e a emotiva).
›› A entrevista:
• Recolha de depoimentos de
intervenientes;
• Discurso directo;
• Perguntas breves, claras e concisas.
›› A crónica ou o comentário:
• Acontecimento quotidiano
aparentemente banal, filtrado pela visão
pessoal fortemente subjectiva do escritor.
4. Funcionamento da língua.
›› Marcas morfossintácticas;
›› As orações coordenadas;
›› Classes morfológicas.
antetítulo e por um subtítulo).
• Linguagem viva e rica;
• Transcrição das falas das personagens
intervenientes;
• Acompanhado ou não do discurso
•
indirecto ou de descrições e
comentários pessoais;
Caracterizado essencialmente pela
subjectividade.
›› Utilizar com precisão um vocabulário
adequado e objectivo;
›› Utilizar com correcção as regras
ortográficas para este tipo de texto;
›› Distinguir os aspectos referentes à
polissemia;
›› Distinguir conotação / denotação;
›› Reconhecer os tipos de frase;
›› Analisar sintacticamente as orações
coordenadas;
›› Estudar as classes morfológicas:
• O verbo;
• Tempo:
›› Presente;
›› Tempos compostos formados com
os auxiliares “ser” e “haver”;
›› Os numerais;
›› As interjeições e as locuções
interjectivas;
›› O vocativo;
›› O nome predicativo do sujeito;
›› O nome predicativo do
complemento directo.
32
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
5. A escrita do texto informativo.
›› Desenvolver metodologias de trabalho:
• Procurar informação:
›› Registá-la;
›› Seleccioná-la.
• Planificar o texto;
• Redigir de acordo com as
características específicas deste tipo
de texto.
9ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto informativo.
›› Conhecer as características do texto
›› O texto jornalístico;
›› Textos informativos de outros saberes (de
outras disciplinas);
informativo;
›› Transmitir ao destinatário um domínio
›› Desenvolvimento cronológico da vida de um
poeta, de uma personagem.
››
2. Tipos de texto informativo.
do saber social referente aos seguintes
tipos de texto informativo:
• Jornalístico;
• De outros saberes;
• Informação do quotidiano;
• A carta.
Dar conhecimento de:
• Conceitos;
• Exposições;
• Descobertas.
›› Reconhecer os vários tipos de texto
informativo:
1. O texto jornalístico:
• A notícia;
• A reportagem;
• A entrevista;
• A crónica ou comentário.
2. Outros textos que transmitem
informações sobre:
• Uma experiência;
• Um filme;
• Um passeio;
• Um facto da actualidade;
• Um programa de televisão;
• Publicidade.
33
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
3. A estrutura do texto informativo.
›› Identificar a justaposição de informações
›› A notícia:
de conhecimento heterogéneo;
• O título;
›› Dar informações bem estruturadas;
• A cabeça ou lead;
›› Construir uma informação partindo da
• O corpo ou desenvolvimento.
elaboração de um plano informativo ou
›› A reportagem:
guião, quer escrito, quer oral:
• informação detalhada e objectiva;
• Visão geral;
• discurso predominante na 3ª pessoa;
• Partes (O título pode ser
• função informativa da linguagem (pode
complementado por um pré-título ou
aparecer a poética e a emotiva).
antetítulo e por um subtítulo).
›› A entrevista:
• Recolha de depoimentos de
• Linguagem viva e rica;
• Transcrição das falas das personagens
intervenientes;
intervenientes;
• Discurso directo;
• Perguntas breves, claras e concisas.
• Acompanhado ou não do discurso
›› A crónica ou o comentário:
• Acontecimento quotidiano
•
aparentemente banal, filtrado pela visão
pessoal fortemente subjectiva do escritor.
4. Funcionamento da língua.
›› Marcas morfossintácticas;
›› As orações coordenadas;
›› Classes morfológicas.
›› Utilizar com precisão um vocabulário
adequado e objectivo;
›› Utilizar com correcção as regras
››
››
››
››
››
››
34
indirecto ou de descrições e
comentários pessoais;
Caracterizado essencialmente pela
subjectividade.
ortográficas para este tipo de texto:
• Resolver problemas ortográficos
e de interpretação, recorrendo à
análise dos processos de formação de
palavras;
• Combinar o discurso do autor com o
da 3ª pessoa.
Distinguir os processos enfáticos da
frase: a ênfase.
Distinguir os aspectos referentes à
polissemia;
Distinguir conotação / denotação;
Reconhecer os tipos de frase:
• A frase simples;
• A frase complexa.
Analisar sintacticamente as orações
coordenadas;
Estudar as classes morfológicas:
• O verbo;
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
• Verificar a mobilidade de alguns
elementos da frase:
›› Os complementos dos verbos;
›› Os complementos do nome.
• Tempo Presente:
›› Sistematizar os conhecimentos
•
•
•
•
•
•
5. A escrita do texto informativo.
relativos às conjugações dos verbos
regulares e irregulares (tempos
compostos de todos os modos e das
formas nominais, formados com os
auxiliares “ser” e “haver”).
Os numerais:
›› Distinguir os tipos de numerais.
As interjeições e as locuções
interjectivas:
›› Reconhecer e aplicar de forma
correcta as interjeições e as
locuções interjectivas.
O vocativo:
›› Distinguir e identificar numa
oração as funções essenciais do
vocativo, do nome predicativo do
sujeito e do nome predicativo do
complemento directo.
O nome predicativo do sujeito;
O nome predicativo do complemento
directo.
Léxico:
›› Desenvolver o léxico;
›› Exercitar processos de
enriquecimento do léxico;
›› Experimentar diferentes processos
de formação de palavras por
prefixação, por sufixação, por
derivação imprópria.
›› Desenvolver metodologias de trabalho:
• Procurar informação:
›› Registá-la;
›› Seleccioná-la.
• Planificar o texto;
• Redigir de acordo com as
características específicas deste tipo
de texto.
35
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
TEXTO POÉTICO
Objectivos específicos:
›› Desenvolver aspectos criativos, emotivos e estéticos;
›› Verificar processos de ritmo e de melodia da frase, estrofe ou verso;
›› Construir textos lúdicos e eventualmente poéticos, a partir do levantamento
de campos lexicais;
›› Ler textos literários que suscitem adesão pelo ritmo, sonoridade e universo
recriado;
›› Recitar textos memorizados;
›› Aperfeiçoar a competência oral e escrita pela utilização de técnicas de auto
e heteroavaliação;
›› Aprofundar a prática da escrita a partir de intenções variadas.
7ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Distinção e caracterização prosa/verso.
›› Distinguir e identificar as principais
2. Estrutura do texto poético
›› Distinguir versificação:
• Elementos da versificação.
›› Reconhecer o seu valor expressivo.
›› Elementos de versificação:
• Estrofe;
• Verso:
›› Rima;
›› Métrica;
›› Acentuação.
›› Recursos fónicos:
• Sonoridade;
• Aliteração.
36
características da prosa e do verso:
• O ritmo;
• Os recursos expressivos;
• Desvios à norma;
• Dimensão conotativa;
• Disposição gráfica.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
3. Elementos de versificação.
›› Verificar efeitos melódicos e semânticos,
›› Metro:
• Sílaba métrica;
• Acento rítmico.
›› Número de sílabas:
• Acentuação.
›› Rima:
• Espécie de rima;
• Combinação de rima;
• Verso rimado;
• Verso branco;
• Verso livre.
4. Leitura do texto poético.
›› Recitação de poemas;
›› Análise da expressão da forma e da
expressão do sentido;
›› Estrutura rítmica e versificatória (tipos de
estrofes e tipos de rimas);
›› Recursos estilísticos.
››
›› Ler expressivamente;
›› Recitar:
• Individualmente;
• Em coro/dramatização.
›› Analisar:
• Ritmo;
• Recursos expressivos:
›› A nível fónico;
›› A nível sintáctico;
›› A nível semântico (conotação,
››
5. A escrita do texto poético.
através da observação de redundâncias:
• De ordem fonológica:
›› Rima;
›› Aliteração;
›› Consonância;
›› Acentuação.
• De ordem lexical;
• De ordem sintáctica (paralelismo
estrutural).
Distinguir os vários tipos de rima:
• Emparelhada;
• Interpolada ou intercalada;
• Cruzada;
• Encadeada.
plurissignificação, subjectividade,
recursos estéticos, ambiguidade).
Compreender, na leitura do texto
poético, os efeitos dos recursos
estilísticos:
• Comparação;
• Personificação;
• Metáfora;
• Enumeração;
• Hipérbole.
›› Escrever textos com características
poéticas a partir de:
• Leitura de um texto literário;
• Comparação para descrever pessoas,
sentimentos, objectos e situações;
• Identificação de um objecto ou
fenómeno personificado;
• Texto livre.
37
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
6. Funcionamento da língua.
Marcas morfossintácticas;
Fonologia;
Classes morfológicas;
Semântica.
›› Distinguir e identificar:
• Discurso da 1ª e 2ª pessoas;
• Discurso directo;
• Discurso indirecto;
• O vocativo;
• O atributo:
• O aposto.
›› Aperfeiçoar o uso da pontuação:
• Os sons orais e nasais.
›› Estudar as classes morfológicas:
• As interjeições e as locuções
››
››
››
››
interjectivas;
• As conjunções e as locuções
conjuncionais;
• Normas nominais dos verbos;
• O particípio regular e irregular;
• A conjunção pronominal,
pronominal reflexa e a perifrástica.
›› Estudar as relações semânticas entre as
palavras:
• Sinonimia, antonimia, homonimia.
7. Avaliação.
›› Encontrar, no processo da oralidade,
››
da escrita e da leitura as normas que
regulam esses domínios;
Corrigir, através de reflexão conjunta, as
normas transgredidas.
8ª Classe
38
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Distinção e caracterização prosa/verso.
›› Distinguir e identificar as principais
características da prosa e do verso:
• O ritmo;
• Os recursos expressivos;
• Desvios à norma;
• Dimensão conotativa;
• Disposição gráfica.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
2. Estrutura do texto poético.
›› Distinguir versificação:
• Elementos da versificação.
›› Reconhecer o seu valor expressivo.
3. Elementos de versificação.
›› Verificar efeitos melódicos e semânticos,
›› Elementos de versificação:
• Estrofe;
• Verso:
›› Rima;
›› Métrica;
›› Acentuação.
›› Recursos fónicos:
• Sonoridade;
• Aliteração.
›› Metro:
• Sílaba métrica;
• Acento rítmico.
›› Número de sílabas:
• Acentuação.
›› Rima:
• Espécie de rima;
• Combinação de rima;
• Verso rimado;
• Verso branco;
• Verso livre.
4. Leitura do texto poético.
›› Recitação de poemas;
›› Análise da expressão da forma e da
expressão do sentido;
›› Estrutura rítmica e versificatória (tipos de
estrofes e tipos de rimas);
›› Recursos estilísticos.
››
através da observação de redundâncias:
• De ordem fonológica:
›› Rima;
›› Aliteração;
›› Consonância;
›› Acentuação.
• De ordem lexical;
• De ordem sintáctica (paralelismo
estrutural).
Distinguir os vários tipos de rima:
• Emparelhada;
• Interpolada ou intercalada;
• Cruzada;
• Encadeada.
›› Ler expressivamente;
›› Recitar:
• Individualmente;
• Em coro/dramatização.
›› Analisar:
• Ritmo;
• Recursos expressivos:
›› A nível fónico;
›› A nível sintáctico;
›› A nível semântico (conotação,
plurissignificação, subjectividade,
recursos estéticos, ambiguidade).
39
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
›› Compreender, na leitura do texto
poético, os efeitos dos recursos
estilísticos:
• Comparação;
• Personificação;
• Metáfora;
• Enumeração;
• Hipérbole.
5. A escrita do texto poético.
›› Escrever textos com características
6. Funcionamento da língua.
Marcas morfossintácticas;
Fonologia;
Classes morfológicas;
Semântica.
›› Distinguir e identificar:
• Discurso da 1ª e 2ª pessoas;
• Discurso directo;
• Discurso indirecto;
• O vocativo;
• O atributo:
• O aposto.
›› Aperfeiçoar o uso da pontuação:
• Os sons orais e nasais.
›› Estudar as classes morfológicas:
• As interjeições e as locuções
››
››
››
››
poéticas a partir de:
• Leitura de um texto literário;
• Comparação para descrever pessoas,
sentimentos, objectos e situações;
• Identificação de um objecto ou
fenómeno personificado;
• Texto livre.
interjectivas;
• As conjunções e as locuções
conjuncionais;
• Normas nominais dos verbos;
• O particípio regular e irregular;
• A conjunção pronominal,
pronominal reflexa e a perifrástica.
›› Estudar as relações semânticas entre as
palavras:
• Sinonimia, antonimia, homonimia.
7. Avaliação.
›› Encontrar, no processo da oralidade,
››
40
da escrita e da leitura as normas que
regulam esses domínios;
Corrigir, através de reflexão conjunta, as
normas transgredidas.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
9ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Distinção e caracterização prosa/verso.
›› Distinguir e identificar as principais
2. Estrutura do texto poético
›› Distinguir versificação:
• Elementos da versificação.
›› Reconhecer o seu valor expressivo.
3. Elementos de versificação.
›› Verificar efeitos melódicos e semânticos,
›› Elementos de versificação:
• Estrofe;
• Verso:
›› Rima;
›› Métrica;
›› Acentuação.
›› Recursos fónicos:
• Sonoridade;
• Aliteração.
›› Metro:
• Sílaba métrica;
• Acento rítmico.
›› Número de sílabas:
• Acentuação.
›› Rima:
• Espécie de rima;
• Combinação de rima;
• Verso rimado;
• Verso branco;
• Verso livre.
4. Leitura do texto poético.
›› Recitação de poemas;
›› Análise da expressão da forma e da
expressão do sentido;
›› Estrutura rítmica e versificatória (tipos de
estrofes e tipos de rimas);
›› Recursos estilísticos.
características da prosa e do verso:
• O ritmo;
• Os recursos expressivos;
• Desvios à norma;
• Dimensão conotativa;
• Disposição gráfica.
››
através da observação de redundâncias:
• De ordem fonológica:
›› Rima;
›› Aliteração;
›› Consonância;
›› Acentuação.
• De ordem lexical;
• De ordem sintáctica (paralelismo
estrutural).
Distinguir os vários tipos de rima:
• Emparelhada;
• Interpolada ou intercalada;
• Cruzada;
• Encadeada.
›› Ler expressivamente;
›› Recitar:
• Individualmente;
• Em coro/dramatização.
›› Analisar:
• Ritmo;
• Recursos expressivos:
41
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
›› A nível fónico;
›› A nível sintáctico;
›› A nível semântico (conotação,
››
plurissignificação, subjectividade,
recursos estéticos, ambiguidade).
Compreender, na leitura do texto
poético, os efeitos dos recursos
estilísticos:
• Comparação;
• Personificação;
• Metáfora;
• Enumeração;
• Hipérbole.
5. A escrita do texto poético.
›› Escrever textos com características
6. Funcionamento da língua.
Marcas morfossintácticas;
Fonologia;
Classes morfológicas;
Semântica.
›› Distinguir e identificar:
• Discurso da 1ª e 2ª pessoas;
• Discurso directo;
• Discurso indirecto;
• O vocativo;
• O atributo:
• O aposto.
›› Aperfeiçoar o uso da pontuação:
• Os sons orais e nasais.
›› Estudar as classes morfológicas:
• As interjeições e as locuções
››
››
››
››
poéticas a partir de:
• Leitura de um texto literário;
• Comparação para descrever pessoas,
sentimentos, objectos e situações;
• Identificação de um objecto ou
fenómeno personificado;
• Texto livre.
interjectivas;
• As conjunções e as locuções
conjuncionais;
• Normas nominais dos verbos;
• O particípio regular e irregular;
• A conjunção pronominal,
pronominal reflexa e a perifrástica.
›› Estudar as relações semânticas entre as
palavras:
• Sinonimia, antonimia, homonimia.
42
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
7. Avaliação.
›› Encontrar, no processo da oralidade,
››
da escrita e da leitura as normas que
regulam esses domínios;
Corrigir, através de reflexão conjunta, as
normas transgredidas.
43
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
TEXTO EXPLICATIVO
Objectivos específicos:
›› Reconhecer as características linguísticas deste tipo de texto;
›› Compreender e dar explicações a propósito de vários domínios do saber;
›› Reflectir sobre a informação captada, relacionando-a com outras
informações;
›› Aprofundar a prática da escrita deste tipo de texto;
›› Utilizar a informação verbal como característica deste tipo de texto.
8ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto explicativo.
›› Conhecer características do texto
explicativo;
›› Ensaiar técnicas de explicação de vários
domínios do saber:
• Dividindo o texto em partes lógicas;
• Questionando o sentido de cada uma
das partes;
• Procurando a síntese final do sentido.
2. Tipos de texto explicativo.
›› A exposição didáctica e de várias
››
disciplinas;
A explicação gramatical.
››
explicativo, recorrendo a metodologias
variadas e adequadas;
Utilizar uma expressão oral fluente,
correcta e adequada.
3. Estrutura do texto explicativo.
›› Dividir o texto em partes.
4. Funcionamento da língua.
›› Conjugar os verbos nos diferentes
›› Os verbos cognitivos (saber, conhecer,
››
explicar);
Os tempos verbais:
• Futuro perfeito, imperfeito;
• Conjugação perifrástica.
5. A escrita do texto explicativo.
›› O resumo;
›› A síntese;
›› A exposição do texto explicativo.
44
›› Reconhecer os diferentes tipos de texto
tempos e modos.
›› Resumir pequenos textos;
›› Saber sintetizar o conteúdo textual;
›› Saber expor.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
6. A avaliação.
›› Analisar e avaliar o trabalho do aluno;
›› Criticar e explicar as falhas
›› A utilização da exposição didáctica de
várias disciplinas, servindo assim para uma
autêntica disciplinaridade.
apresentadas pelos alunos.
9ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto explicativo.
›› Conhecer características do texto
explicativo.
›› Ensaiar técnicas de explicação de vários
domínios do saber:
• Dividindo o texto em partes lógicas;
• Questionando o sentido de cada uma
das partes;
• Procurando a síntese final do sentido.
2. Tipos de texto explicativo.
A exposição didáctica e de várias
disciplinas;
A explicação gramatical;
A definição.
›› Reconhecer os diferentes tipos de texto
3. Estrutura do texto explicativo.
›› Dividir o texto em partes tendo em
4. Funcionamento da língua.
›› Conjugar e exercitar os verbos nos seus
››
››
››
››
›› Os verbos cognitivos (saber, conhecer,
››
explicar);
Os tempos verbais:
• Futuro perfeito;
• Conjugação perifrástica;
• Conjugação pronominal.
5. A escrita do texto explicativo.
›› O resumo;
›› A síntese;
›› A exposição (explanação).
››
››
explicativo, recorrendo a metodologias
variadas e adequadas;
Resumir textos oralmente e por escrito;
Utilizar uma expressão oral fluente,
correcta e adequada às diversas
situações comunicativas.
conta a sua:
• Progressão;
• Sequencialidade de sentido.
diferentes:
• Tempos;
• Modos;
• Vozes;
• Pessoas.
›› Resumir diferentes tipos de texto
explicativo;
›› Sintetizar diferentes tipos de texto
explicativo;
›› Expor oralmente diferentes tipos de
texto explicativo.
45
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
6. A avaliação.
›› Identificar e explicar os erros/falhas do
›› A utilização da exposição de várias
disciplinas susceptíveis de avaliar o
desenvolvimento da aprendizagem
do aluno através de uma melhoria da
apreensão parcial desses textos.
46
aluno;
›› Comentar com os alunos o seu trabalho;
›› Explicar sempre que os alunos o
solicitem.
PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO ARGUMENTATIVO
Objectivos específicos:
›› Reconhecer as características linguísticas deste tipo de texto;
›› Consolidar a integração do texto argumentativo nos domínios do oral e do
escrito;
›› Formular raciocínios argumentativos e organizá-los de forma coerente;
›› Aprofundar a prática da sua escrita a partir de intenções variadas;
›› Aperfeiçoar a competência oral e escrita pela utilização de técnicas de auto
e heteroavaliação.
9ª Classe
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
1. Caracterização do texto argumentativo.
›› Conhecer as características do texto
2. A estrutura do texto argumentativo.
›› Procurar possíveis contra-argumentos e
argumentativo:
• A argumentação como forma de
reflexão;
• A argumentação exigindo a
formulação de um problema;
• O argumento como forma de
persuasão;
• Argumentos a favor e argumentos
contra;
• O raciocínio argumentativo.
organizá-los de forma coerente;
›› Formular juízos;
›› Formular raciocínios argumentativos;
›› Responder à objecções encontradas ou
supostas;
›› Formular problemas a partir de uma
disputa.
3. Funcionamento da língua:
›› Organizadores factuais;
›› As conjunções consecutivas;
›› A pontuação;
›› As proposições consecutivas e causais.
›› Utilizar com precisão um vocabulário
adequado a este tipo de texto;
›› Utilizar com correcção as regras
ortográficas;
›› Utilizar as marcas morfossintácticas.
47
7ª, 8ª E 9ª CLASSES
Conteúdos:
Processos de operacionalização:
4. A escrita do texto argumentativo.
›› Apresentar de forma ordenada os
raciocínios a serem argumentados;
›› Sequenciar as ideias que compõem o
texto argumentativo;
›› Criar textos argumentativos de acordo
com as circunstâncias do meio;
›› Empregar recursos linguísticos
apropriados a este tipo de textos.
5. A avaliação.
›› Encontrar, no processo da oralidade,
››
››
48
da escrita e da leitura as normas que
regulam este domínio.
Aperfeiçoar a auto e heteroavaliação.
Corrigir, através da reflexão conjunta,
as normas transgredidas.
Fly UP