...

PonhA A BocA no tromBonE! - Sindicato dos Bancários e

by user

on
Category: Documents
2

views

Report

Comments

Transcript

PonhA A BocA no tromBonE! - Sindicato dos Bancários e
Folha B ancaria
São Paulo
terça-feira
28 de agosto de 2012
número 5.571
ter
Mín. 150C
Máx. 220C
Sem truques!
Fenaban apresenta proposta nesta terça 28, Dia do Bancário,
e já sabe: tem de ter aumento real de salário, valorização
da PLR, do piso e dos auxílios, mais contratações, saúde e
segurança nos locais de trabalho
S
etor com lucro crescente, uma
das mais altas rentabilidades da
economia brasileira, patrimônio
que dobra a cada quatro anos,
receita com tarifas nas alturas. Os bancos
no Brasil vivem sua tradicional bonança e
é nesse cenário que apresentam sua proposta às reivindicações dos bancários para
a Campanha Nacional 2012. A rodada de
negociação será nesta terça-feira 28, coincidentemente Dia do Bancário.
Esta será a sétima reunião entre a
Fenaban e o Comando Nacional dos
trabalhadores. Nas outras seis, foram
debatidas reivindicações de emprego,
saúde, segurança, igualdade de oportunidades, com poucos avanços. “E os
bancos não têm nenhuma razão para
se negar a atender necessidades que são
prementes à categoria, como aumento
real de salário, valorização da PLR, do
piso e dos auxílios, mais contratações,
saúde e segurança nos locais de trabalho, oportunidades iguais de ascensão
para todos dentro dos bancos”, afirma
a presidenta do Sindicato, Juvandia
Moreira, uma das coordenadoras do
Comando que negocia com a Fenaban.
“Os bancários estão sobrecarregados,
adoecendo diante das metas abusivas e
do desrespeito à jornada impostos pelos bancos. Este é o momento de resolver todos esses problemas que assolam
a categoria, com o devido reconhecimento e valorização dos trabalhadores”, destaca a dirigente.
Lucro tem – Os bancários não abrem
mão dessas reivindicações porque sabem
que os bancos podem atendê-las com
tranquilidade. Só no primeiro semestre
deste ano os sete maiores bancos do país
já lucraram R$ 25,8 bi. Enquanto isso, a
porcentagem do lucro líquido dos maiores privados gasta com a PLR dos trabalhadores vem caindo (já foi de 14% em
1995 e chegou a 6,4% em 2011). Além
disso, o setor financeiro é um dos que
têm maior rentabilidade na economia
brasileira, mas o que menos cria novos
postos de trabalho. “Estão devendo muito aos bancários e à sociedade e a Campanha Nacional da categoria é a hora certa
para acertar essa conta”, destaca Juvandia.
Escondidinho – A Fenaban afirma
na mesa de negociação que este é um
ano pior para os bancos. “Mas quando
a gente analisa os números não vemos
resultado pior. É no mínimo igual ao
do ano passado, que já foi extraordinário. O que todos fizeram, na verdade,
foi aumentar o provisionamento para
devedores duvidosos (PDD), mesmo
com a inadimplência em queda”, explica a presidenta do Sindicato. Ou seja, o
lucro cresceu, mas acaba escondido no
balanço. “A PLR dos bancários não pode
diminuir por conta de uma despesa futura das instituições, que provavelmente nunca se realizará e os bancos sabem
disso. Queremos PLR maior e eles podem pagar”, completa Juvandia.
Ponha a boca
no trombone!
OS BANCÁRIOS QUEREM
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
Reajuste salarial de 10,25% (reposição da inflação mais 5%
de aumento real)
Piso salarial de R$ 2.416,38, equivalente ao salário mínimo do Dieese
PLR de três salários mais R$ 4.961,25 fixos
PCS para todos os bancários
Auxílio-refeição, cesta-alimentação, auxílio-creche/babá, 13ª cestaalimentação, além da criação do 13º auxílio-refeição de R$ 622 cada,
valor do salário mínimo nacional
Parcelamento do adiantamento de férias em até dez vezes iguais
Salário do substituto igual ao do substituído
Mais contratações
Garantias contra demissões imotivadas
Fim da rotatividade
Respeito à jornada de seis horas
Fim das terceirizações
Universalização dos serviços bancários
Fim das metas abusivas
Combate ao assédio moral
Programa de Reabilitação Profissional
Obrigatoriedade da porta de segurança em todas as agências e postos
Fim da guarda das chaves do cofre e das unidades por bancários e
vigilantes
Proibição ao transporte de numerário por bancários
Biombos e divisórias para garantir privacidade nos saques
Melhoria da assistência de saúde às vítimas de assaltos e sequestros
Igualdade de oportunidade para todos
Fique ligado! A federação dos bancos (Fenaban) se comprometeu a apresentar
proposta para os bancários nesta terça-feira. Acompanhe pelo site, pela FB e mande
seu recado pelo www.spbancarios.com.br/fale.aspx. Sua identidade será preservada.
terça-feira 28 de agosto de 2012
ao leitor
Bancos devem
resposta à
categoria
Teremos nesta terça-feira
28 a posição da Fenaban em
relação às reivindicações da
categoria, após várias rodadas
de negociação. Cobramos aumento real de salários e valorização do piso e dos auxílios.
Somente no primeiro semestre do ano, o lucro líquido dos
sete principais bancos no país
somou R$ 25,8 bilhões, com
alta de 1,13% em relação ao
mesmo período do ano passado. Um resultado positivo, que
se confirma a cada ano, e seria
ainda maior não fossem os altos provisionamentos.
Também cobramos PLR maior
para que os bancários tenham
direito a uma parcela mais justa dos resultados que ajudam a
construir. Em 1995, por exemplo,
os maiores bancos privados pagaram em média 14% do lucro
líquido na PLR. Em 2011 esse número ficou em 6,4%.
Não há justificativa para a
não valorização dos funcionários. Enquanto as despesas dos
maiores bancos com pessoal,
entre 2010 e 2011, cresceram
5,2%, a remuneração dos executivos subiu 14,29% no mesmo período e continua crescendo em 2012.
Outra prioridade é o fim da
sobrecarga de trabalho que
atormenta os bancários. Esperamos que a proposta da Fenaban seja o reconhecimento
ao esforço dos trabalhadores
e dialogue com os principais
problemas da categoria.
Juvandia Moreira
Presidenta do Sindicato
Folha Bancária
Filiado à CUT, Contraf e Fetec-SP
Presidenta: Juvandia Moreira
Diretor de Imprensa: Ernesto Shuji Izumi
e-mail: [email protected]
Redação: André Rossi, Andréa Ponte Souza,
Carlos Fernandes, Gisele Coutinho e Tatiana Melim
Edição: Jair Rosa (Mtb 20.271)
Edição Geral: Cláudia Motta
Diagramação: Linton Publio / Thiago Meceguel
Tiragem: 100.000 exemplares
Impressão: Bangraf, tel. 2940-6400
Sindicato: R. São Bento, 413, Centro-SP,
CEP 01011-100, tel. 3188-5200
Regionais: Paulista: R. Carlos Sampaio, 305,
tel. 3284-7873/3285-0027 (Metrô Brigadeiro).
Norte: R. Banco das Palmas, 288, Santana,
tel. 2979-7720 (Metrô Santana). Sul: Av. Santo
Amaro, 5.914, tel. 5102-2795. Leste: R. Icem,
31, tel. 2293-0765/2091-0494 (Metrô Tatuapé).
Oeste: R. Benjamin Egas, 297, Pinheiros,
tel. 3836-7872. Centro: Rua São Bento, 365,
19º andar, tel. 3104-5930. Osasco e região: R.
Presidente Castello Branco, 150,
tel. 3682-3060/3685-2562
www.spbancarios.com.br
caixa federal
Banco volta a negar reivindicações
Terceira rodada específica debateu o respeito à jornada de trabalho e
as questões de segurança bancária, mas sem avanço
A direção da Caixa repetiu a
postura das primeiras mesas de
negociação específica com o Comando dos Bancários e se manteve intransigente quanto às reivindicações relativas à jornada e
segurança bancária, que ocorreu
na quinta 23.
“Desde a primeira rodada apresentamos propostas detalhadas
e tínhamos expectativa de que a
Caixa trouxesse soluções. Mas
até agora a empresa se mantém
irredutível”, afirmou a dirigente
sindical Jackeline Machado, destacando que os trabalhadores valorizam o processo negocial para
resolver os problemas. “Mas é necessário que haja o mesmo empenho dos representantes do banco.”
Os dirigentes voltaram a cobrar
o respeito à jornada de seis horas
Até agora a direção
da Caixa Federal se
mantém irredutível nas
negociações
para todos, inclusive gerentes e integrantes de carreiras profissionais,
sem redução no salário. A reivindicação foi negada pela Caixa.
Os empregados contestaram
também os chamados feirões da
casa própria em finais de semana, cujas realizações não estão
regulamentadas. Sobre esse assunto, a empresa alegou não ter
como proibir.
Jackeline Machado
Dirigente sindical
Também não ocorreram avanços nos temas de segurança bancária. Ainda não está agendada a
data da próxima negociação.
www.spbancarios.com.br/
Noticias.aspx?id=2463
HSBC
Banco do brasil
Mobilização para campanha
Delegados sindicais
discutem estratégia
de atuação diante da
postura do banco na
negociação
Delegados sindicais do BB se
reuniram na quinta-feira 23 na sede
do Sindicato (foto) para debater os
números do banco e também definir estratégias de mobilização para
Campanha Nacional Unificada.
Técnicos do Dieese apresentaram
aos bancários dados do semestre
que comprovam: o banco tem todas
as condições de atender as reivindicações dos funcionários.
O lucro de R$ 5,7 bi poderia ter
sido ainda maior se o provisiona-
thales stadler
2 Folha Bancária
mento de devedores duvidosos não
tivesse aumentado em 27,8% em
relação a 2011. A receita com tarifas cresceu. E a remuneração média
dos diretores executivos subiu 32%.
“A reunião serviu para denunciar
o falso discurso do banco, que teve
lucro mais que suficiente para aten-
der as reivindicações apresentadas.
Os funcionários têm direito a reajuste e piso maior. Não é só a diretoria que merece aumento de remuneração”, disse o diretor executivo
do Sindicato Ernesto Izumi.
www.spbancarios.com.br/
Noticias.aspx?id=2455
Financiários
Comissão é no holerite
Sindicato apresenta
reivindicações para
melhorar condições de
trabalho nas financeiras
As duas primeiras rodadas de
negociação entre dirigentes sindicais e a federação das financeiras
(Fenacrefi) foram marcadas por
intenso debate em torno dos temas
relativos à unificação da data base,
abrangência do acordo coletivo,
combate ao assédio moral e que
as comissões passem a constar do
holerite dos trabalhadores. As reuniões ocorreram nos dias 24 e 27
de agosto.
As financeiras ficaram de estudar a unificação da data base. A
abrangência será aprofundada nas
próximas reuniões. E para o instrumento de combate ao assédio
moral, a Fenacrefi se comprometeu
em renovar a cláusula e a procurar
as empresas para fazerem adesão.
A secretária-geral do Sindicato,
Raquel Kacelnikas, cobrou que as
comissões, que chegam a corresponder a 80% da remuneração
mensal do financiário, constem
no holerite para que elas tenham
reflexos em direitos como férias e
FGTS, entre outros. A Fenacrefi
negou a reivindicação alegando
ser uma questão de gestão de cada empresa.
www.spbancarios.com.br/
Noticias.aspx?id=2479
Tem protesto
na quarta
O Brasil possuiu 866 agências do HSBC e 23 mil funcionários. No último ano,
a empresa demitiu 1.836
bancários. Na Argentina, os
trabalhadores temem demissões. No Paraguai, o banco
foi vendido ao grupo colombiano GNB e está criando
dificuldades para a renovação do acordo coletivo. Já no
Uruguai, o banco também foi
vendido para o GNB, porém,
o acordo coletivo foi assinado, mas os empregados desconhecem as novas políticas
da instituição e não há abertura de novas agências.
Todas essas informações
referentes à situação de bancários do HSBC na América
Latina motivou a organização
do Dia da Jornada Continental de Lutas, que ocorre simultaneamente nesses países,
na quarta 29.
Entre as exigências fechadas
na 8ª Reunião Conjunta das
Redes Sindicais dos Bancos
Internacionais, em 23 de julho, em Montevidéu, estão
mais respeito aos trabalhadores e às leis internacionais e
dos países onde o banco atua,
mais empregos e melhores
condições de trabalho, fim
das terceirizações e das práticas antissindicais.
Folha Bancária 3
terça-feira 28 de agosto de 2012
itaú
MAIS
O
1º T
Aniversário com lançamento de rádio
Iniciada há sete anos com o programa Jornal
dos Trabalhadores, faz parte de um empreendimento de comunicação denominado Fundação
Sociedade Comunicação, Cultura e Trabalho,
que une dezenas de entidades sindicais e agrega
a Revista do Brasil, jornais regionais impressos,
como o ABCD Maior, TV dos Trabalhadores
(TVT) e o portal Rede Brasil Atual.
criação da CUT, durante o 1º Conclat, em 1983
A Central Única dos Trabalhadores completa 29 anos com uma iniciativa ousada. Nesta
terça-feira 28, lança a Rádio Brasil Atual FM,
24 horas no ar. O projeto representa a consolidação de uma rede de informação popular feita
por trabalhadores, para trabalhadores.
Sob a frequência 98,9 FM em São Paulo, 93,3
FM no litoral e 102,7 FM no noroeste paulista, e
alcance estimado em 22 milhões de pessoas, a Brasil Atual já é transmitida em caráter experimental.
29 anos – No dia 28 de agosto de 1983, nos estúdios da Companhia Vera Cruz de Cinema, em
São Bernardo do Campo, foi fundada a CUT,
durante o 1º Congresso da Classe Trabalhadora
(Conclat) com a participação de mais de cinco
mil trabalhadores de todo o país. Consolidavase o combate à estrutura sindical oficial para
democratizar as relações de trabalho no país e
construir uma sociedade justa, livre e igualitária.
Nesses 29 anos de história, uma das bandeiras da CUT é a democratização da comunicação, com veículos populares para dar voz à
classe trabalhadora.
www.spbancarios.com.br/
Noticias.aspx?id=2474.
UL
O
3
AT
O
CUT
uu Cinco mil trabalhadores reuniram-se para a
3
DO
S
3
uu Sindicato protesta em 29 agências contra abuso do Itaú
3
Após receber denúncias sobre o processo de readequação
de custos na área de Tecnologia
da Informação do Citibank, o
Sindicato enviou carta ao banco pedindo esclarecimentos sobre possíveis demissões a serem
causadas pela reestruturação.
O documento foi enviado na
sexta-feira 24. Segundo denúncias, as operações da área de TI
estariam sendo direcionadas
para outros países.
Diretriz da Organização para
Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para
Empresas Multinacionais estabelece que, nesses casos, a empresa deve notificar mudanças
com antecedência razoável aos
representantes dos trabalhadores e às autoridades governamentais competentes.
www.spbancarios.com.br/
Noticias.aspx?id=2471
Truco em Trio
D E T RUC
Os venceEIO
O
RN
dores do
primeiro
campeonato
de Truco em
Trio, realizado pelo Sindicato em parceria com a GS Eventos, foram
conhecidos no sábado 25,
em evento na Regional Paulista. Leia mais e veja galeria
com fotos e vídeo no www.
spbancarios.com.br.
O
TRI
Reestruturação?
Qualidade de vida – Para a gerente-geral de uma das agências
paralisadas, não dá para entender a
medida imposta pelo banco, uma
vez que faltam funcionários para
atender o público até no horário
tradicional. “Eu quero ter qualidade de vida. Estou indo almoçar às
16h e com o fechamento da minha
agência às 19h, só consigo ir embora às 20h”, conta a bancária que diz
não conseguir se programar para
trabalhar até esse horário. A frustração vai além, já que há alguns
dias sofreu um assalto enquanto ia
embora. “É um horário muito tarde
para sair do banco. Fico com medo,
não tenho nenhuma segurança.”
EM
Citibank
tudam ou precisam pegar filhos na
escola. E isso o banco tem de respeitar”. O dirigente relata que muitos
bancários estão insatisfeitos com a
alteração, mas não se manifestam
por medo de sofrer represálias.
C
DI
SIN
A ação unilateral da diretoria
do Itaú, de alterar o horário de
suas agências sem consulta ao
Sindicato e aos trabalhadores,
resultou no fechamento de 29
unidades do banco em São Paulo.
A paralisação, promovida pelo
Sindicato na segunda-feira 27, foi
motivada pelo desrespeito do banco à jornada de trabalho que expõe
funcionários e clientes à falta de
segurança. Todas as agências paralisadas na região central, oeste e da
Avenida Paulista tiveram seus horários alterados: das 9h às 16h ou das
11h às 19h. A medida desrespeita o
horário de funcionamento do sistema financeiro, que, no caso de São
Paulo, convencionou-se das 10h às
16h para o atendimento ao público.
Daniel Reis, diretor executivo do
Sindicato e funcionário do Itaú,
destaca que “a mudança também
interfere na vida pessoal do bancário, como no caso daqueles que es-
fotos de jailton garcia, mauricio morais e thales stadler
Alteração unilateral promovida pelo banco
desrespeita e atrapalha rotina dos bancários,
expondo trabalhadores e clientes à insegurança
ES
BANCÁRIOS D
PA
Protesto contra mudança de horário
Cipa Casa 3
Os funcionários do Santander Casa 3 elegem seus representantes para a Comissão Interna de Prevenção de
Acidentes (Cipa) nos dias 28
e 29. O voto deverá ser direcionado para apenas um
dos candidatos. O Sindicato
apoia os bancários Anderson
Castilho Ferreira, Antonio
José Alves de Souza, Célia
Maria Silva dos Santos, Elena
Soares Brandão, José Alberto
Nunes, Natan de Souza Paulo, Noêmia de Oliveira Carvalho, Odair José da Rocha,
Silmara Antonia da Silva e
Valderes dos Santos Morales.
ÃO
EDITAL DE CONVOCAÇÃO
ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
SINDICATO DOS EMPREGADOS EM
ESTABELECIMENTOS BANCÁRIOS
DE SÃO PAULO, inscrito no CNPJ/
MF sob o nº 61.651.675/0001-95,
com registro sindical DNT5262,
por sua presidenta, convoca todos
os empregados do BANCO RENDIMENTO S.A., dos municípios de São
Paulo, Osasco, Barueri, Carapicuíba,
Caucaia do Alto, Cotia, Embu das
Artes, Embu-Guaçu, Itapecerica da
Serra, Itapevi, Jandira, Juquitiba,
Pirapora do Bom Jesus, Santana do
Parnaíba, São Lourenço da Serra,
Taboão da Serra e Vargem Grande
Paulista, para Assembleia Geral Extraordinária, que será realizada no
dia 30 de agosto de 2012, em primeira convocação às 16h30 e em
segunda convocação às 17h, na
subsede do Sindicato – Regional
Paulista, situada à Rua Carlos Sampaio, nº 305, Bela Vista, São Paulo/
SP, para discussão e aprovação da
seguinte ordem do dia:
Discussão e deliberação sobre a
proposta de renovação do Plano
de Participação em Lucros ou Resultados, que, inclusive trata de
autorização do desconto a ser efetuado em função da negociação
coletiva realizada, para o exercício
de 2012, a ser celebrado com o
BANCO RENDIMENTO S.A.
São Paulo, 28 de agosto de 2012
Juvandia Moreira Leite
Presidenta
terça-feira 28 de agosto de 2012
programe-se
Cidadã Paulistana
O Centro de Formação Profissional tem inscrições abertas para o preparatório do concurso
do Banco Central, que começa no dia 3 de setembro, com aulas às segundas, quartas e sextas das 19h às 22h45, e aos sábados das 8h30 às
17h45. O valor pode ser parcelado em até cinco
vezes e é possível cursar só módulos. Saiba mais
pelo 3188-5200 e www.spbancarios.com.br
INGLÊS E CPA10
As vagas também estão abertas para o curso
de Inglês Profissional para Iniciantes, que começa no dia 4, com aulas das 18h45 às 21h15,
por R$ 360 para sindicalizados e R$ 720 para
não sócios. CPA10, um dos cursos mais concorridos, inicia nova turma no dia 3, das 19h
às 22h30. Para saber mais, ligue: 3188-5200.
TRINDADE E PARATY
Um passeio por Trindade e Paraty (RJ) vai agitar os bancários no feriado da Independência.
Com saída na noite do dia 6 e retorno no dia
9, o pacote inclui hospedagem na Pousada
Pouso Trindade, café da manhã, passeios por
praias e cachoeiras e uma visita ao centro histórico de Paraty. Reservas e informações sobre preços pelo 2909-2828 e 98100-8181.
SAMBA NA SEXTA-FEIRA
A agitação toma conta do Grêmio Recreativo Café dos Bancários na sexta-feira 31, com
apresentação do grupo Coisa de Família. Os
bancários sindicalizados e seus convidados
poderão curtir um animado show de samba
e optar pelas delícias do cardápio de comidas
preparadas na hora. O Grêmio fica na Rua São
Bento, 413, na sede do Sindicato, quase em
frente à estação São Bento do metrô.
CINEMA MAIS BARATO
Quem é sócio paga o preço único de R$ 11
para assistir aos filmes em exibição na rede Cinemark. Não há restrições quanto a horário ou
dias da semana. O desconto só não é válido nas
salas do Shopping Iguatemi, Cinemark Bradesco
Prime e as salas 3D e XD. Adquira seus vales na
Central de Atendimento do Sindicato (Rua São
Bento, 413), de segunda a sexta, das 8h às 20h.
Câmara faz homenagem a Juvandia
Há 21 anos, a baiana de Nova Soure Juvandia Moreira deixava sua cidade
natal, município com pouco mais de 24
mil habitantes no interior do estado, para morar na maior capital do país. Em
São Paulo, cursou direito, ingressou no
Bradesco e começou a militar no movimento sindical bancário. Em 1997,
tornou-se diretora do Sindicato e, treze
anos depois, seria a primeira mulher a
presidir a entidade. Essa trajetória de
luta à frente de um dos maiores e mais
importantes sindicatos do país foi reconhecida nesta segunda 27, quando
Juvandia Moreira recebeu da Câmara
dos Vereadores o título de Cidadã Paulistana, por indicação dos parlamentares
mauricio morais
Baiana de Nova Soure é a
primeira mulher a presidir
o Sindicato desde sua
fundação
uu Juvandia recebe o título de Cidadã Paulistana ao lado de parlamentares e familiares
petistas Carlos Chagas e Alfredinho.
“O Sindicato foi uma escola na minha
vida e a maior lição que aprendi aqui é
que a gente só muda as coisas se for à luta, nada vem de graça. Esse título tem a
ver com a importância desse Sindicato,
uma entidade cidadã, que se preocupa
com as questões da cidade e com as necessidades de seus moradores, trabalha-
doras e trabalhadores”, disse a dirigente,
durante a cerimônia de entrega do título, na sede do Sindicato.
A cerimônia foi acompanhada por
parlamentares, dirigentes de várias categorias, da CUT, bancários e familiares da
presidenta.
www.spbancarios.com.br/
Noticias.aspx?id=2484
História
Bancários comemoram o seu dia
Data iniciou uma das fortes greves, em 28 de agosto
Os bancários, uma das mais organizadas categorias de trabalhadores no Brasil,
comemoram seu dia nesta terça 28. A
data lembra assembleia histórica na capital paulista, em 1951, que deflagrou a
mais forte greve dos empregados do setor
financeiro até então, que durou 69 dias.
Os bancários exigiam reajuste de 40%,
salário mínimo profissional e adicional
por tempo de serviço. Mas diante da intransigência dos banqueiros, que ofereceram apenas reposição da inflação, cruzaram os braços por 69 dias, enfrentando
a pressão dos patrões e a repressão do
MARCIO
jailton garcia
CONCURSO PARA O BANCO CENTRAL
Dops (Departamento de Ordem Política
e Social). A greve acabou vitoriosa quando, em 5 de novembro, foi conquistado
reajuste de 31%. É em homenagem à coragem desse movimento que, em 28 de
agosto, foi instituído o Dia do Bancário.
A trajetória da categoria é uma história de lutas contínuas, que resultaram
em conquistas como a jornada de seis
horas, a Convenção Coletiva de Trabalho nacional e contribuíram para a redemocratização do país.
www.spbancarios.com.br/
noticias.aspx?id=2483
mauricio morais
4 Folha Bancária
Festa do Bancário: Cerca de 1.500
pessoas lotaram a Quadra do Sindicato
durante IV Festa do Chope. O evento
ocorreu na sexta 24, em comemoração
ao Dia do Bancário (28 de agosto).
Fly UP