...

manual calha parshall

by user

on
Category: Documents
13

views

Report

Comments

Transcript

manual calha parshall
CALHA PARSHALL
REV 0 - 2012
MANUAL DE OPERAÇÃO
S
MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS
SISTEMAS DE MEDIÇAO LTDA.
CALHA PARSHALL
MANUAL DE OPERAÇÃO
1- INTRODUÇÃO
O medidor Parshall desenvolvido pelo engenheiro Ralph L. Parshall, na década
de 1920, nos Estados Unidos, é uma melhoria realizada no projeto de calha
Venturi. Desenvolvido inicialmente para aplicações em irrigações, hoje em dia é
utilizado freqüentemente nas aplicações industriais e saneamento.
A Calha Parshall é um dispositivo tradicionalmente usado parar medição de vazão em canais
abertos de líquidos fluindo por gravidade, muito utilizado nas estações de tratamento de água
para a realização de duas importantes funções:
1º Medir com relativa facilidade e de forma contínua as vazões de entrada e saída de água.
2º Atuar como misturador rápido, facilitando a dispersão dos coagulantes na água, durante o
processo de coagulação.
01
www.flowmaster.com.br
[email protected]
SISTEMAS DE MEDIÇAO LTDA.
CALHA PARSHALL
MANUAL DE OPERAÇÃO
2-PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO.
Consiste, basicamente, numa seção convergente, numa seção estrangulada – “garganta” – e
uma seção divergente, dispostas em planta. O fundo da unidade é em nível na seção
convergente, em declive na “garganta” e em aclive na seção divergente.
A Calha Parshall como medidor de vazão poderá situar-se em duas condições distintas de
descarga:
A) Escoamento livre
b) Escoamento afogado
Na condição de escoamento livre, a vazão é obtida mediante a leitura da lâmina d’água (Há)
que deve ser feita no início da seção convergente, a 2/3 do ponto (A) indicado no desenho.
02
www.flowmaster.com.br
[email protected]
SISTEMAS DE MEDIÇAO LTDA.
CALHA PARSHALL
MANUAL DE OPERAÇÃO
O valor em centímetros verificado nesta leitura deverá ser comparado com os valores da tabela
de vazão já calculada para os medidores Parshall mais comuns.
Lembramos que fornecemos a calha com uma escala graduada em m3/h onde não haverá a
necessidade de comparação com a tabela, entretanto, deverá ser verificada também a relação
H2/Há cujo percentual deverá ser menor ou igual a:
a) 60% para Calha Parshall de 3,6 e 9 polegadas;
b) 70% para Calha Parshall de 1 a 8 pés;
c) 80% para Calha Parshall acima de 8 pés.
Ultrapassados os limites acima, o escoamento será considerado como afogado, sendo que
nesta condição há um retardamento de escoamento e uma seqüência redução de descarga,
ocasião em que a vazão real se apresentará inferior aquela obtida através do emprego das
formulas e da tabela. Então se deve usar o fator de correção negativo.
O afogamento é causado por obstáculos existentes á jusante, falta de declividade, ou níveis
obrigados em trechos subseqüentes.
Obs: a Calha Parshall não registra a vazão, porém oferecemos o medidor ultrasonico de vazão
que trabalha em conjunto com a calha (veja item 09)
Oferecemos também medidores para tubulações (Calha Palmer Bowlus), consulte-nos.
3. CONSTRUÇÃO
Os tamanhos das Calhas Parshall são designados pelas larguras das
gargantas (trecho contraído).
A norma vigente no Brasil é a norma NBR/ISO9826:2008. Porém, tendo em
vista ser uma norma relativamente nova, a grande maioria das calhas Parshall
existentes obedecem à norma ASTM 19 41:1975.
Neste manual apresentamos os dados das duas normas. Portanto, verificar por
qual norma foi fabricada a sua calha para utilizar corretamente os dados aqui
apresentados.
Os medidores Parshall podem ser construídos no campo ou fabricados nos
seguintes materiais:
a-) Fibra de Vidro
b-) Aço Carbono revestido
c-) Aço Inox
d-) Concreto
03
www.flowmaster.com.br
[email protected]
SISTEMAS DE MEDIÇAO LTDA.
CALHA PARSHALL
MANUAL DE OPERAÇÃO
Calha Parshall – Padrão FMaster
A Calha Parshall – Padrão FMaster é fabricada em PRFV (Poliéster Reforçado com Fibra de
Vidro) em uma só peça pelo processo hand lay-up (moldagem por contato), em moldes de fibra
de vidro onde garantimos os dimensionais.
Parte interna em contato com o fluido tem acabamento liso e livre de irregularidades, com
aplicação de gel coat isoftálico
na cor azul, com inibidor de raios ultravioletas (resistente aos efeitos corrosivos da água e do
esgoto com PH intermediário) ou com barreira química resistente á corrosão de ácidos e álcalis
com temperaturas elevadas, por isso é sempre importante nos informar qual é o efluente e sua
temperatura.
Estrutura com aplicação de fios de fibra de vidro impregnada com resina ortoftálica.
Parte externa razoavelmente lisa com nervuras para reforço e estruturação da calha.
Tirante em alumínio fixo na parte superior da calha para manter a rigidez, pode ser retirado
após a concretagem.
Escala graduada em m3/h em alumínio / vinil resinado.
Duas conexões de 1” e 2 “, destinadas a ligação de vazo comunicante para instalação de
sistema de ultrasonicos ou outros.
4. SELEÇÃO DE TAMANHO.
A identificação da calha é feita pela largura de sua garganta “W”.
Foram desenvolvidos em tamanhos padronizados variando de 1” (25,4 mm) até 50 pés (15
metros) de forma a abranger uma capacidade de medição entre poucos l/s até milhares de
m3/seg.
Deve ser levando em conta também o escoamento livre conforme explicado no item 2.
04
www.flowmaster.com.br
[email protected]
SISTEMAS DE MEDIÇAO LTDA.
CALHA PARSHALL
MANUAL DE OPERAÇÃO
Tabela de vazão (NORMA ASTM D)
M3/H
W
( POL.)
1
2
3
6
9
12
18
24
36
48
60
72
84
96
MÍNIMA
0,40
1,00
2,88
5,04
9,00
11,16
15,12
42,84
62,28
132,48
163,08
264,96
306,00
356,76
MÁXIMA
20,41
51,00
193,68
397,44
907,30
1.641,24
2.507,76
3.374,28
5.137,92
6.921,72
8.726,04
10.550,88
12.375,72
14.220,72
L/S
MÍNIMA
0,11
0,28
0,80
1,40
2,55
3,10
4,20
11,90
17,30
36,80
45,30
73,60
85,00
99,10
MÁXIMA
5,67
14,17
53,80
110,40
252,02
455,90
696,60
937,30
1.427,20
1.922,70
2.423,90
2.930,80
3.437,70
3.950,20
Tipos de calhas:
Calha Parshall com pés, poço e flange
Calha Parshall com caixa de entrada e saída
Calha Parshall fechada com flange nas extremidades
05
www.flowmaster.com.br
[email protected]
SISTEMAS DE MEDIÇAO LTDA.
CALHA PARSHALL
MANUAL DE OPERAÇÃO
5. INSTALAÇÃO.
Algumas condições básicas de instalação devem ser obedecidas:
a-) O medidor Parshall deve ser instalado precedido à montante ou por um
reservatório de grande dimensão, onde a velocidade seja sensivelmente
nula, ou por um trecho de canal prismático onde o escoamento seja
uniforme.
b-) O medidor deve estar instalado com o canal tanto na montante como na
jusante.
c-) O medidor deve ser alinhado longe suficiente da comporta ou curvas, para
que o escoamento na região da entrada do medidor seja uniforme e
completamente livre de turbulências, ondas ou vórtices.
d-) A crista do medidor deve estar rigorosamente em nível a fim de assegurar
a mesma vazão para o mesmo nível ao longo da largura do medidor.
e-) As paredes laterais do trecho contraído devem estar paralelas e verticais
f-) Pode-se construir com aclive de 1:4, uma rampa inicial no início da seção
convergente.
g-) Pode-se construir um degrau na saída ao fim da seção divergente (vide
figura 2).
h-) Pode-se fazer uma concordância em planta, na parte da entrada através
de raios convenientes, por exemplo, para medidores menores do que 12”
um raio de 0,41m, para medidores de 12” a 36” um raio de 0,51 e para
medidores de 48” a 96” um raio de 0,61m.
i-) O medidor de nível deve estar instalado de forma a medir o valor a altura
da lâmina de água a montante e a altura da lâmina de água a jusante.
06
www.flowmaster.com.br
[email protected]
SISTEMAS DE MEDIÇAO LTDA.
CALHA PARSHALL
MANUAL DE OPERAÇÃO
6. OPERAÇÃO.
Operando-se com um escoamento livre, basta uma medida da altura da lâmina
de água a montante para se conhecer a vazão. Esta medida é feita na seção
convergente, crista, localizada a uma distância de 2/3 do comprimento da
parede convergente.
Na operação não desejada, porém possível, ou seja, condição de escoamento
por submersão, além da medida na crista, será preciso também uma medida
da altura da lâmina de água a jusante, num ponto próximo da seção final da
garganta.
Para medidores de 6” a 96”, a posição dessa segunda medida deverá ficar a 2”
a montante da parte final da seção estrangulada. relações Hb/Ha e que constitui a vazão de
submersão na prática não deve ultrapassar de 95%.
7. MANUTENÇÃO.
A manutenção de um medidor Parshall é bastante simples, pois a formação
devido a matérias em suspensão é muito baixa, por isso de grande utilidade no
caso de esgotos e águas com sólidos em suspensão.
Porém, faz-se necessário uma vistoria cuja freqüência é estudado caso a caso,
dependendo da sua condição de operação.
Além do aspecto limpeza, observar as condições da calha propriamente dita,
pois dependendo do material de construção (se concreto, alvenaria, madeira,
metal ou fibra de vidro) pode ter tempo de vida variável.
07
www.flowmaster.com.br
[email protected]
SISTEMAS DE MEDIÇAO LTDA.
SISTEMA DE GESTÃO CERTIFICADO
SISTEMAS DE MEDIÇAO LTDA.
www.flowmaster.com.br
[email protected]
NBR ISO 9001:2008
Fly UP