...

Estrutura Funcional do Sistema Nervoso

by user

on
Category: Documents
12

views

Report

Comments

Transcript

Estrutura Funcional do Sistema Nervoso
Estrutura Funcional do Sistema Nervoso
Dr. Guanis de Barros Vilela Junior
Estágios inicias da formação do SN
• O sistema nervoso humano começa a ser
formado logo após a fecundação.
• À medida que se desenvolve o tubo neural,
suas camadas interna e externa, sofrem várias
invaginações e dobraduras que terão funções
específicas e recebem nomes específicos.
• As ações destas estruturas são integradas e
complexas, assim, sistemicamente, o SN se
consolida.
Estágios inicias da formação do SNC
Encéfalo = SNC – Medula Espinhal
Encéfalo = Cerebelo + Cérebro + Tronco Encefálico
Cérebro
• Formado por dois hemisférios que
são unidos pelo corpo caloso.
• Possui sulcos e giros (aumenta a
superfície); seus padrões variam
entre as pessoas, podendo ser
diferentes entre os hemisférios de
um único sujeito.
• Estima-se que tenha 100 bilhões de
neurônios conectados por milhares
de sinapses cada um.
Cérebro: córtex
Córtex Cerebral
Hemisfério Direito
(vista ventral)
Funcionamento holístico,
integrador. Tarefas espaço
visuais; dança, ginástica.
Memória auditiva, visual e
espacial.
Funções:
Hemisfério Esquerdo
Análise Seqüencial,
interpretação lógica,
matemática, abstração e
raciocínio. Memória
simbólica (linguagem).
Cérebro: lóbulo frontal
Lóbulo Frontal
Funções
COGNIÇÃO E MEMÓRIA:
Área Prefrontal : Capacidade de concentração
e atenção. Julgamento, personalidade e
emoções.
MOVIMENTO:
Córtex Motor (Área de Brodman):
movimentos motores voluntários
Córtex Premotor: armazenamento de
padrões motores e atividades voluntárias.
LINGUAGEM: controle motor da fala.
Cérebro: lóbulo parietal
Funções:
Processamento de informações sensoriais;
discriminação sensorial.
Orientação do corpo.
Lóbulo parietal
Área somática primária e secundária.
Sintomas de lesões: incapacidade de
escrever; de reconhecer partes do corpo e
de não se reconhecer.
Cérebro: lóbulo occipital
Funções:
Recepção de informação visual primária.
Interpretação de informação visual.
Sintomas de lesões:
Lóbulo occipital
perda do campo de visão oposto;
Dificuldade de reconhecer um objeto visto;
flashes.
Cérebro: lóbulo temporal
Funções:
Área de recepção auditiva e área de associação.
Expressão de comportamento.
Linguagem: recepção da fala.
Lóbulo temporal
Memória: recuperação da informação.
Sintomas de lesões: Déficit de audição; agitação;
irritabilidade; comportamento infantil e afasia
sensorial.
Cérebro: sistema límbico
Funções:
Vias olfatórias:
Amígdala e suas diferentes vias.
Hippocampo suas diferentes vias.
Sistema límbico
Lóbulos Límbicos: Sexo, ráiva, mêdo; emoções. Integração
da memória recente; rítmos biológicos.
Hipotálamo
Sintomas de lesões: perda da capacidade olfatória; perda
do controle emocional; perda da memória recente.
Ganglia Basal
Funções:
Processamento entre tálamo e córtex motor.
Iniciação do movimento voluntário.
Equilíbrio e posturas reflexas.
Regulação do movimento automático.
Ganglia Basal
Sintomas de lesões: alterações no tônus,
tremores; dificuldades de iniciar o movimento.
Parkinson.
Tálamo
Funções:
Centro de processamento do córtex
cerebral.
Coordena e regula toda atividade funcional
do córtex através da integração das vias
aferentes (exceto olfatória).
• Expressão de afeto.
• Sintomas de lesões: perda da capacidade
de percepção e níveis de consciência.
Hipotálamo
•
•
•
•
Funções:
Centro integrador do SN automático.
Regulação de temperatura e endócrina
Porção anterior: Atividade
parassimpática (manutenção das
funções)
• Porção posterior: Atividade simpática
• Respostas ao estresse
• Central do prazer
Cerebelo
• Importantíssimo na aprendizagem
motora. Funções:
• Controle postural e tônus muscular
• Equilíbrio
• Coordenação de movimentos
voluntários
• Linguagem
• Leitura
Mesencéfalo
• Funções:
• Prcessamento de
informações visuais e
auditivas;
• Coordenação das respostas
motoras reflexas;
• Consciência.
Ponte
• Situada à frente do cerebelo, abaixo do
tálamo e acima da medula faz as
conexões sensoriais e motoras entre tais
estruturas.
Funções:
• Controle da respiração;
• Controle primário do sono;
• Controle da deglutição e da bexiga;
• Controle da audição, paladar;
• Controle do equilíbrio e expressão facial.
Bulbo
•
Localizado abaixo do cérebro e na frente do cerebelo.
Possui a forma de um cone invertido. Funções:
• Conduzir os impulsos nervosos do cérebro para a medula
espinhal e vice-versa.
Participa do controle da circulação, respiração, digestão e
excreção.
• A região do bulbo que controla os movimentos
respiratórios e os cardíacos chama-se nó vital. Se uma
pessoa recebe uma forte pancada nesse local poderá
morrer instantaneamente, devido à paralisação dos
movimentos respiratórios e cardíacos.
Finalizando...
• Todas estas estruturas de nosso SNC passaram (e
passam!) por um processo evolutivo e adaptativo.
• Tais estruturas operam em conjunto e apresentam
elevada plasticidade funcional.
• Compreender a nossa filogênese e ontogênese
depende da compreensão destas funções básicas
do funcionamento do SNC.
Fly UP